OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

sábado, 8 de novembro de 2008

Vicentinos - Quem somos nós ?

Antes de dar resposta à pergunta em título, quero dar aqui uma explicação:

Ontem dia 7 publiquei as leituras 25 e 26 do livro "Um ano a caminhar com São Paulo". Na primeira antecipei a transcriçâo com um introito a informar porque o fazia. Quanto ao segundo texto e embora eu tivesse dactilografado nova explicação, sucedeu que por lapso, não a gravei antecipadamente e o texto saiu sem qualquer aviso. Resta-me agora pedir desculpas e informar que fiz a referida publicação, porque o texto referia-se na sua maior parte ao tema CARIDADE que é aquele que move todos os Vicentinos e achei por isso que seria oportuno, publicá-lo.

Vamos então à resposta à pergunta que intitula esta mensagem:

Com a devida vénia ao Amigo Vicentino GILBERTO CUSTÓDIO, organizador do site: www.ssvp-portugal.org

Quem somos?

Desde a simples oferta de "umas achas de lenha" - oferta inicial de Ozanam às famílias que primeiro visitou em Paris - às ofertas de roupa, livros, medicamentos, ajuda na procura de empregos e internamentos, visitas a lares, hospitais, cadeias, ou à fundação das chamadas "obras especiais" (obras de acção especializada e individualizada, lares da 3ª idade, centros de dia, casas de trabalho, salas de estudo, cantinas, lares para jovens, creches, infantários, jardins de infância, colónias de férias, etc., ) a acção vicentina procura ser a resposta oportuna para cada situaçao de sofrimento ou pobreza que se detecta - resposta mais ou menos imediata, ou de simples encaminhamento das situações mais dificeis para as vias possiveis de resolução, inquientando consciências indiferentes, apesar de responsáveis, mas com possibilidade de resposta às situaçoes de pobreza e sofrimento.

A acção vicentina preocupa-se com a promoção do homem na sociedade através de um sentimento de acecto e respeito pela dignidade de cada pessoa, da oferta de amor, a que todos têm direito, da compreensão e receptividade a uma confidência ou a um desabafo, um conselho com uma palavra amiga, um olhar carinhoso, motivos de fé e de esperança.

Por hoje fico por aqui, com os melhores cumprimentos Vicentinos.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

António Fonseca