OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

terça-feira, 25 de novembro de 2008

SERÁ QUE ME ESTÃO LENDO ?

Sim, faço esta pergunta em título e repito-a aqui no início deste texto:
SERÁ QUE ALGUÉM ME ESTÁ A LER?
Estou certo que haverá umas quantas pessoas que são capazes de me estar a seguir, lendo dia após dia, aquilo que eu vou escrevendo ...
Serão 1 000 pessoas ?
Serão 100 pessoas ?
Serão 10 pessoas ?
Serão apenas 9?
Serão apenas 8?
Serão apenas 7?
Serão apenas 6?
Serão apenas 5?
Serão apenas 4?
Serão apenas 3?
Serão apenas 2?
Ou será apenas 1 ?
Ou estarei a falar no deserto ?
Ou, se calhar, para os "peixes" como Santo António?
Se calhar apenas serei Eu próprio ... quando abro o computador no meu blogue e leio aquilo que escrevi, para voltar a escrever mais umas quantas palavras sobre a minha Conferência Vicentina de S. Paulo, sobre os Modelos Vicentinos, sobre a Vida de São Paulo (e suas Epístolas !!!).
Seja como for e sejam quantas forem as pessoas quer porventura acidentalmente ou não, encontrem algo que lhes chame a atenção neste blogue, eu Vos garanto uma coisa, enquanto Deus me der Vida e Saúde, hei-de continuar a escrever diariamente ou quase diariamente, sobre tudo aquilo que me apetecer respeitante aos três temas que erigi como preferidos para dividir os meus sentimentos por outras pessoas.
Sinceramente não estou absolutamente nada preocupado em saber ao certo se atinjo ou não os meus objectivos de conseguir que me leiam 1, 10, 100 ou mil pessoas.
Tenho a certeza de que mais cedo ou mais tarde, alguém sentir-se-á tocado pela Doutrina que tento expandir (que não é minha, - é do Evangelho, é das cartas de S. Paulo, é da Regra da Sociedade de S. Vicente de Paulo) e no fundo interessa a toda a gente.
Não sou Paulo, não sou Vicente de Paulo, não sou Frederico Ozanam, nem nenhum dos Modelos Vicentinos, mas fiz Votos de tentar levar o mais longe que for possível, as palavras que eles disseram, as obras que implementaram e estou absolutamente convencido de que nem todas elas (as palavras, as obras) cairão em areia, ou em pedras, mas hão-de cair também em terra fértil e com isso darão fruto, portanto tenham a certeza, continuarei a publicar neste blogue, enquanto Deus me deixar.
Até amanhã, se Deus quiser.
António Fonseca