OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

domingo, 21 de dezembro de 2008

A Espiritualidade Vicentina

Caros Amigos:
Com a transcrição da vida de Santiago Masarnau Fernandez, acabei por agora, a história de alguns Modelos Vicentinos que foram editadas através do site da www.ssvp-portugal.pt e publicados inicialmente por Gilberto Custódio, o Vicentino responsável pelo referido site.
Várias tentativas fiz no sentido de que o confrade Gilberto Custódio ou alguém também responsável pelo referido site, me contactasse através do meu e:mail ou deste meu blog CONFERÊNCIA VICENTINA DE SÃO PAULO, mas infelizmente até hoje, não tive ensejo de o fazer.
Também por algumas vezes (três ou quatro, no máximo) tentei efectuar contactos através do "chat", mas ninguém me responde. Sinceramente não sei o que se passa.
De qualquer modo, não desisto de fazer a elaboração diária, sempre que possível, ou pelo menos duas ou três vezes por semana - ou até mais do que uma vez por dia ... - de vários textos seja sobre as Conferências Vicentinas, seja sobre as Cartas de S. Paulo, seja com assuntos da Igreja Católica, seja com textos que considere interessantes e úteis para todos nós, vicentinos ou simplesmente católicos que tenham ou não qualquer cargo na estrutura da Igreja.
Para já vou dar continuação aos textos que colhi através do site WWW.SSVP-PORTUGAL.PT, na minha primeira investida após ter iniciado a publicação do presente blog.
Assim:
A ESPIRITUALIDADE VICENTINA
Escrito por Gilberto Custódio
A espiritualidade cristã revelada por Cristo como evangelizador dos pobres, é a espiritualidade cristã vivida por São Vicente de Paulo que nos faz entender e conhecer o "Cristo Vicentino", aquele Cristo que "caminhou e trabalhou como nós". Aquele Cristo sem ceptro e sem coroa, que não está sentado sobre o globo, que suportou o peso da cruz de todos os que sofrem, de todos que pecam, de todos que são pobres ... e ressuscitou para nos oferecer a Esperança.
Espiritualidade Vicentina é a espiritualidade que levou Ozanam a criar as Conferências de São Vicente de Paulo que colocam, cristãos-leigos em permanente disponibilidade para aliviar o sofrimento e a pobreza, despertando a vocação e missão da Sociedade de São Vicente de Paulo.
AMAR E SERVIR A DEUS,
AMANDO E SERVINDO DIRECTAMENTE OS POBRES
António Fonseca