OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

MATEUS, Santo (e outros) - 21 de Setembro

Os Santos de hoje Segunda-feira 21 de Setembro de 2009

Mateus, Apóstolo.
Apóstolo e Evangelista, Setembro 21

Mateo, Apóstol.

 

Apóstolo e Evangelista
Setembro 21

Mateo significa: "regalo de Deus".
Se chamava também Leví, e era filho de Alfeu.
Seu ofício era o de cobrador de impostos, um cargo muito odiado pelos judeus, porque esses impostos se recolhiam para uma nação estrangeira. Os publicanos ou cobradores de impostos  enriqueciam facilmente. E talvez a Mateus lhe atraía a ideia de fazer-se rico prontamente, mas uma vez que se encontrou com Jesus Cristo já deixou para sempre sua ambição de dinheiro e se dedicou por completo a buscar a salvação das almas e o Reino de Deus.
Como exercia seu oficio em Cafarnaum, e nessa cidade passava Jesus muitos dias e obrava milagres maravilhosos, já seguramente Mateo o havia escutado várias vezes e lhe havia impressionado o modo de ser e de falar deste Mestre formidável. E um dia, estando ele em seu escritório de cobranças, talvez pensando acerca do que deveria fazer no futuro, viu aparecer frente a ele nada menos que ao Divino Mestre o qual lhe fez uma proposta totalmente inesperada: "Vem e segue-me".
Mateo aceitou sem mais o convite de Jesus e renunciando a seu emprego tão produtivo, se foi com Ele, não já a ganhar dinheiro, mas almas. Não já a conseguir altos empregos na terra, mas um posto de primeira classe no céu. São Jerónimo diz que a chamada de Jesus a Mateo é uma lição para que todos os pecadores do mundo saibam que, seja qual fosse a vida que tenham levado até ao momento, em qualquer dia e em qualquer hora podem dedicar-se a servir a Cristo, e Ele os aceita com gosto.
Mateo dispôs despedir-se de sua vida de empregado público dando um grande almoço a todos seus amigos, e o convidado de honra era nada menos que Jesus. E com Ele, seus apóstolos. E como ali se reuniu a flor e nata dos pecadores e publicanos, os fariseus se escandalizaram horrivelmente e chamaram vários dos apóstolos para protestar por semelhante actuação de seu chefe.
"¿Como é que seu mestre se atreve a comer com publicanos e pecadores?"
Jesus respondeu a estes protestos dos fariseus com uma notícia que a todos nos deve encher de alegria: "Não necessitam médico os que estão sãos, mas sim os que estão enfermos. Eu não vim procurar santos mas sim pecadores. E a salvar o que estava perdido". Provavelmente enquanto dizia estas belas palavras estava pensando em vários de nós.
Desde então Mateo vai sempre ao lado de Jesus. Presencia seus milagres, ouve seus sábios sermões e colabora pregando e catequizando pelos povos e organizando as multidões quando seguem ansiosas de ouvir ao grande profeta de Nazaré. Jesus o nomeia como um de seus 12 preferidos, aos quais chamou apóstolos (ou enviados, ou embaixadores) e no Pentecostes recebe o Espírito Santo em forma de línguas de fogo. Os judeus lhe deram 39 açoites por pregar que Jesus havia ressuscitado (e o mesmo fizeram com os outros apóstolos) e quando estalou a terrível perseguição contra os cristãos em Jerusalém, Mateo foi para o estrangeiro a evangelizar, e dizem que pregou na Etiópia e que lá morreu martirizado.
Em todo o mundo é conhecido este santo, e o será para sempre, por causa do maravilhoso livrinho que ele escreveu: "O evangelho segundo São Mateo". Este curto escrito de só 28 capítulos e 50 páginas, tem sido a delícia de pregadores e catequistas durante 20 séculos em todos os continentes. São Mateo em seu evangelho (palavra que significa: "Boas Notícias") copia sermões muito famosos de Jesus, como por ex. O Sermão da Montanha (o sermão mais belo pronunciado nesta terra), o sermão das Parábolas, e o que disse a seus apóstolos quando os ia mandar à sua primeira pregação. Narra milagres muito interessantes, e descreve de maneira impressionante a Paixão e Morte de Jesus. Termina contando sua ressurreição gloriosa. 
O fim do evangelho de São Mateo é provar que Jesus Cristo se é o Messias o Salvador anunciado pelos profetas e pelo antigo Testamento. Este evangelho foi escrito especialmente para os judeus que se convertiam ao cristianismo, e por isso foi redigido no idioma deles, o aramaico. 
Talvez não haja no mundo outro livro que haja convertido mais pecadores e que haja entusiasmado a mais pessoas por Jesus Cristo e sua doutrina, que o evangelho segundo São Mateo. Não deixemos de o ler e meditá-lo.
A cada um dos 4 evangelistas se representa por meio de um dos 4 seres viventes que, segundo o profeta, acompanham o Filho do homem (um leão: o valor. o touro: a força. A águia: os altos voos. E o homem: a inteligência). A São Marcos se representa com um leão. A São Lucas com um touro (porque começa seu evangelho narrando o sacrifício de uma rês que estavam oferecendo no templo). A São João por meio da águia, porque este evangelho é o que mais alto se há elevado em seus pensamentos e escritos. E a São Mateo o pintam tendo ao lado a um anjo em forma de homem, porque seu evangelho começa fazendo a lista dos antepassados de Jesus como homem, e narrando a aparição de um anjo a São José.
Que São Mateo, grande evangelizador, peça a Jesus que nos conceda um grande entusiasmo por ler, meditar e praticar sempre seu santo evangelho.
Dizia Jesus "Convertei-vos e acreditai no evangelho" (Mc. 1, 15).

 

Lorenzo Imbert, Santo
Mártir, 21 de Setembro

Setembro 21

Etimologicamente significa “laurel”. Vem da língua latina.
Quando perguntaram ao cardeal Ratzinger porque viajava tanto o Papa João Paulo II, disse que viaja a todo o mundo sem cansaço; se entrega sem reservas, para franquear as portas a Cristo e abater as barreiras de que se rodeia o homem. Se aproxima de todos. 
O jovem Lorenzo e seus companheiros mártires deram sua vida por Cristo no ano 1839.
Eram três missionários que, iludidos por levar a Cristo à China e a Coreia, saíram um bom dia das Missões Estrangeiras de Paris. Viviam contentes com seu apostolado em França.
Sem embargo o amor de Deus os induzia a ir longe, muito longe. Saíram para Setchoon, na China ocidental e em continuação chegaram a Coreia.
Lorenzo havia nascido em Aix da Provenza. Teve a ousadia divina de fundar um seminário nada menos que na mesma fronteira do Tibete, lugar por excelência dos monges budistas.
Uma vez que passou aqui doze anos, o nomearam bispo e teve que ir à Coreia.
Seu companheiro Jacques era originário dos Alpes da Alta Provenza e também se uniu com os cristãos de Coreia depois de haver permanecido dez anos na China.
Vieram tempos maus para sua fé em Cristo. Ele, com muita intuição, quis evitar que prendessem a muitos cristãos pagando por isso sua entrega pessoal às autoridades.
Estas, sem ouvi-lo sequer, o encadearam juntamente com seus dois companheiros e foram condenados a pena de morte.
Eram relativamente jovens: 43 e 36 anos. Sua morte não caiu no vazio. No dia seguinte, outros cristãos responsáveis da missão sofreram igual sorte que seus mestres na fé.
¡Felicidades a quem leve este nome!

Francisco de Posadas, Santo
Sacerdote, 21 de Setembro

Setembro 21

Etimologicamente significa “franco, livre”. Vem da língua alemã.
Jesus disse: O que nasce do Espírito é espírito. O vento sopra donde quer; ouves o ruído, mas não sabes donde vem nem aonde vai. Isso passa com todo o que há nascido do Espírito. 
O santo de hoje nasceu em Córdoba no ano 1644. Seus pais eram muito pobres, ainda que haviam tido um origem nobre.
Eram de Castela, mas por diversas circunstâncias, viviam então em Córdoba.
Seu trabalho consistia em vender hortaliças e frutas. Professavam uma fé profunda e a viviam cada dia.
Francisco se entregou desde muito cedo à oração e a estar com os pobres, a viver suas inquietações e a ensinar-lhes uma grande devoção à Virgem Maria.
Começou a notar sintomas de que Deus o chamava para a vocação de dominicano.
Seus “hobbies” eram visitar os enfermos, encarcerados e fazer penitência.
Ao morrer seu pai, a mãe voltou a casar-se com um homem de maus costumes. 
O impediu que estudasse. O mestre se deu conta de que aquele rapaz valia uma aposta.
Lhe deu os meios económicos necessários para que pudesse ir para o mosteiro dos dominicanos, “Scala Coeli (Escada do Céu), que está fora da cidade cordobesa.
Aqui se ordenou de sacerdote. A gente o queria muito.
Um dia, depois de celebrar a missa, morreu no ano 1713.
¡Felicidades a quem leve este nome!

Maura de Troyes, Santa
Virgem, Setembro 21

Maura de Troyes, Santa

Maura de Troyes, Santa

Virgem

Martirológio Romano: Em Troyes, nas margens  do Sena, na Galia Lugdunense (hoje França), santa Maura, virgem, dedicada a obras de piedade e caridade (c. 850).
Etimologia: Maura = escura. Vem da língua latina.
Estamos hoje ante a história de uma virgem do século IX.
Era filha de um nobre chamado Mariano e da rica Sedulia, e irmã de Eutrópio, o eminente prelado de Troyes.
Foi aqui onde ela viveu. Seu pai levava uma vida dissipada. Graças às advertências de sua filha, mudou de vida e se converteu num pai honrado e virtuoso.
Seu irmão, que era sacerdote, havia renunciado já à sua herança. Desta maneira, Maura dispunha de um dote incrível.
Preferiu entregar-se ao Senhor antes que a um homem.
Dizia ter quatro noivos: São Pedro, São Paulo, São Gervásio e São Protasio.
Rezava-lhes amiudadamente. Mantinha e sustentava as igrejas a eles dedicadas.
Socorria aos monges e monjas nas diversas missões que levavam a cabo.
Ia às quartas e sextas-feiras descalça e de joelhos a suas igrejas. E esses dias tomava somente água.
Prudêncio, bispo e biógrafo de Maura, afirma que era muito querida porque fazia muitas curas da vista.
¡Felicidades a quem leve este nome!

Comentários al P. Felipe Santos: al Santoral">al Santoral">fsantossdb@hotmail.com

http://es.catholic.net/santoral

Recolha, transcrição e tradução de António Fonseca