OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

terça-feira, 23 de março de 2010

23 DE MARÇO DE 2010 - REZAR NA QUARESMA e SANTOS DO DIA

23 DE MARÇO

TERÇA-FEIRA – 5ª SEMANA DA QUARESMA

João 8, 21-30

“QUEM ÉS TU, AFINAL?”

*************

É uma pergunta poderosa.

Se eu descobrir quem é Jesus, posso descobrir quem sou eu mesmo.

Se O descubro como Deus, irmão, amigo, descubro-me como filho, irmão, amigo.

Descobrindo que Ele é capaz de amor sem limite, descubro-me amado e colhido.

 

»»»»»»»»»

Senhor, ajuda-me a descobrir quem és, em cada dia.

Que cada dia eu aprenda a procurar-Te.

Mostra-me o teu verdadeiro rosto.

E ajuda-me a mostrar a todos o meu verdadeiro rosto, aquele que mais se parece Contigo.

 

***********************

edisal@edisal.salesianos.pt

www.edisal.salesianos.pt

NOTA:  Ver nota em 17-Fevereiro-2010

António Fonseca  -  www.aarfonseca@hotmail.com

=============================

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++

***************************************************************************

SANTOS DO DIA DE HOJE

23 DE MARÇO DE 2010

José Oriol, Santo
Março 23   -  Confessor, Março 23

José Oriol, Santo

José Oriol, Santo

Confessor

Martirológio Romano: Em Barcelona, em Espanha, são José Oriol, presbítero, que, com a mortificação corporal, o cultivo da pobreza e a contínua oração, manteve uma constante união com Deus, enriquecido de dons celestiais (1702)

Nasceu em Barcelona, Espanha, e ficou órfão de pai sendo todavia muito pequeno. Jovenzito foi admitido como acólito e cantor numa igreja, e vendo os sacerdotes sua grande piedade e devoção se propuseram custear-lhe os estudos de seminário. Passava muitas horas rezando ante o Santíssimo Sacramento no templo.
Ordenado sacerdote, e havendo recebido na universidade o grau de doutor, se dedicou à educação da juventude. Era sumamente estimado pelas gentes e muito louvado por sua grande virtude e por seus modos tão amáveis que tinha no trato com todos, mas Deus o deixou ver o estado de sua alma e desde esse dia já não teve José nenhum sentimento de vaidade nem de orgulho. Se deu conta de que o que ante os olhos da gente brilha como santidade, ante os olhos de Deus não é senão miséria e debilidade. Desde o dia em que Deus lhe permitiu ver o estado de sua alma, José Oriol se propôs nunca mais voltar a comer carne em sua vida e jejuar todos os dias.
A São José Oriol concedeu Deus o dom da direcção espiritual. As gentes que iam a consultá-lo voltavam a suas casas e a seus ofícios com a alma em paz e o espírito cheio de confiança e alegria. Às pessoas que dirigia  insistia em que sua santidade não fosse só superficial e externa, mas sobretudo interior e sobrenatural. 
O santo nunca atribuía a ele próprio nenhum dos prodígios que obrava. Dizia que tudo se devia a que seus penitentes se confessavam com muito arrependimento e que por isso Deus os curava. Em seus últimos anos obteve de Deus o dom de profecia e anunciava muitas coisas que iam a suceder no futuro. E até anunciou quando ia a suceder sua própria morte. Num dia do mês de Março do ano 1702, enquanto cantava em seu leito de enfermo um hino à Virgem Maria, morreu santamente. Tinha apenas 53 anos.

Toribio de Mogrovejo, Santo
Março 23   -  Bispo, Março 23

Toribio de Mogrovejo, Santo

Toribio de Mogrovejo, Santo

Bispo de Lima

Martirológio Romano: Santo Toribio de Mogrovejo, bispo de Lima, que sendo laico, de origem espanhol e licenciado em leis, foi eleito para esta sede e se dirigiu para a América onde, inflamado em zelo apostólico, visitou a pé várias vezes a extensa diocese, proveu à grei a ele encomendada, fustigou em sínodos os abusos e os escândalos no clero, defendeu com valentia a Igreja, catequizou e converteu aos povos nativos, até que finalmente em Saña, de Peru, descansou no Senhor (1606).
Etimologicamente: Toribio = Aquela pessoa dinâmica e ruidosa, é de origem grego.

Em 1594, durante sua terceira “visita” diocesana, escrevendo ao rei de Espanha Felipe II, são Toribio Alfonso de Mogrovejo fazia um pequeno balanço de sua vida: 15.000 kilómetros percorridos e 60.000 confirmações administradas (Toribio não podia saber que entre eles havia três santos: Rosa de Lima, Francisco Solano e Martín de Porres). A situação de América Latina seria muito diferente da actual se seus sucessores e todos os cristãos houvessem tido o mesmo impulso e a mesma coerência de quem foi chamado “apóstolo do Peru e novo Ambrósio” e a quem Bento XIV comparou com São Carlos Borromeo.
Toribio
nasceu em Espanha no ano 1538 de uma nobre família; estudou em Valladolid, Salamanca e Santiago de Compostela, onde obteve a licença em direito. Foi nomeado inquisidor em Granada. Graças à relação que cultivava com Felipe II foi nomeado por Gregório XIII, arcebispo de Lima, com jurisdição sobre as dioceses de Cuzco, Cartagena, Popayán, Asunción, Caracas, Bogotá, Santiago, Concepción, Córdoba, Trujillo e Arequipa: de norte a sul eram mais de 5.000 kilómetros, e o território tinha mais de 6 milhões de kilómetros quadrados. Depois de haver sido consagrado bispo em agosto de 1580, partiu imediatamente para América, a onde chegou na primavera de 1581.
Durante 25 anos viveu exclusivamente ao serviço do povo de Deus. Dizia: “¡O tempo é nosso único bem e teremos que dar estrita conta dele!”. Foi um verdadeiro organizador da Igreja na América, cuja actividade abarcou também dez sínodos diocesanos e três provinciais.
Também fundou o primeiro seminário de América; interveio com emergia contra os direitos particulares dos religiosos, a quem estimulou para que aceitassem as paróquias mais incómodas e pobres; quase duplicou o número das “Doutrinas” ou paróquias, que passaram de 150 a mais de 250.
No final de sua vida, Toribio recebeu o viático numa capelita índia, em 23 de Março de 1606, uma Quinta-feira Santa, e aí expirou.
Foi canonizado em 1726 por Bento XIII.

Rebeca Pierrette (Rafqa Pietra Choboq) Ar-Rayès, Santa
Março 23   -  Monja Maronita, Março 23

Rebeca Pierrette (Rafqa Pietra Choboq) Ar-Rayès, Santa

Rebeca Pierrette (Rafqa Pietra Choboq) Ar-Rayès, Santa

Monja

Martirológio Romano: No lugar de ad-Dahr, no Líbano, santa Rebeca de Himlaya ar-Rayyès, virgem da Ordem Libanense de Santo António dos Maronitas, que cega os trinta anos, e paralisada depois em todos os membros, permaneceu em oração, fixa só em Deus (1914).
Etimologicamente: Rebeca = Aquela que conquista com sua beleza e simpatia, é de origem hebraica.

(nasceu em Himlaya, 29 de Junho de 1832 – morreu em Batroun, 23 de Março de 1914)
Foi uma religiosa maronita libanesa, seu nome real era Petra Choboq Ar-Rayes, descendia de uma família campesina.
Sua vida religiosa
Desde sua juventude, Petra sentiu um profundo amor por Cristo e à Eucaristía, pelo que queria ingressar como noviça nas Irmãs de Maria, mas a forte influência dos que mais tarde seriam futuros santos libaneses, os maronitas, Charbel Makhlouf e Nimatullah Al-Hardini, a volveram para o mosteiro maronita de São José de Batroun, no qual ingressou em 1897, tomando o nome de Soror Rafka (em espanhol, Rebeca).
Seus últimos anos
Soror Rafka se caracterizou também pelo amor que sentiu para com os enfermos e as crianças abandonados, e orava por eles. Em 1899, a religiosa sofre de diversas enfermidades, fica paralítica e cega, mas sua fé não se quebrantou, e ofereceu suas dores físicas para propiciação dos pecados de toda a humanidade, sobretudo, de sua nação.
Morreu em Batroun em 1914, na idade de 82 anos, foi beatificada em 1985, e canonizada em Roma, em 2001.

Victoriano, Frumêncio e companheiros, Santos
Março 23   -  Mártires, Março 23

Victoriano, Frumencio y compañeros, Santos

Victoriano, Frumêncio e companheiros, Santos

Mártires

Martirologio Romano: Comemoração dos santos mártires Victoriano, procônsul de Cartago, e dos irmãos da cidade de Águas Régias, e também de Frumêncio e outro Frumêncio, marcadores, que na perseguição desencadeada pelos vândalos sob o rei Hunerico, que era arriano, todos eles padeceram atrozes suplícios por sua constância em confessar a fé cristã, até ser coroados com ilustre martírio (484).
Etimologicamente: Victoriano = Aquele que obtém a vitória, é de origem latina.
Victoriano era um católico rico em Adrumento. O nomearam procônsul Hunerico. Se portou sempre com uma grande fidelidade com o rei. Um dia lhe enviou um mensagem pedindo-lhe que se pusesse de acordo com Arrio, o herege. Lhe respondeu em seguida dizendo-lhe: ”Confio sempre em Cristo. Se sua majestade me quer condenar, faça-o. Jamais renunciarei a minha fé na Igreja católica em que fui baptizado”...
O rei o submeteu a torturas até que morreu mártir.
El Martirologio recuerda a otros cuatro mercaderes que fueron martirizados el mismo día.
Dos eran de Cartago, llamados Frumencio. Otros dos eran hermanos de la ciudad de Agua Regia. Los cogieron y los llevaron a la Tebaida.
Los dos prometieron a Dios que les permitiera morir juntos por defender su fe .
Los perseguidores los colgaron al aire libre con pesos gruesos en sus pies.
Uno de ellos no podía aguantar el dolor y les pidió que lo soltaran un momento.
Su hermano temía que no fuera fiel a su fe en el Señor. Le dijo:”Hermano, ¿es eso lo que prometiste a Jesucristo?, ¿cómo te acusará en su tribunal?
Estas palabras animaron al hermano. Y entonces dijo a los verdugos: No, no me suelten. Y murieron mártires. Era en el año 484.
¡Felicidades a quienes lleven estos nombres!
Comentarios al P. Felipe Santos: al Santoral">al Santoral">fsantossdb@hotmail.com

Metódio Domingo Trcka, Beato
Março 23   -  Mártir Redentorista, Março 23

Metodio Domingo Trcka, Beato

Metódio Domingo Trcka, Beato

Presbítero Redentorista

Martirológio Romano: Em Leopoldvara, cidade de Eslováquia, beato Metodio Domingo Trcka, presbítero da Congregação do Santíssimo Redentor e mártir, que em tempo de perseguição por causa da fé, mudou seu peregrinar terreno na vida eterna com seu glorioso martírio (1959).
Etimologicamente: Metódio = Aquele que é estudioso e investigador, é de origem grega.

Dominick Trcka nasce em 6 de Julho em Frydlant nad Ostravici (actualmente Republica Checa), último dos sete filhos de Františka Šterbova e Tomaš Trcka. Foi baptizado no dia seguinte de seu nascimento, em 7 de Julho de 1886. Cresce numa família católica onde recebe uma boa educação cristã. Uma de suas irmãs foi religiosa.
Dominick começou seus estudos na escola elementar de Frydlant e depois passou ao instituto de Mistek. Durante o curso 1902/1903 começou a frequentar a classe sexta do Jovenado Redentorista a Cervenka. Após esses contactos, decidiu entrar na Congregação do Santíssimo Redentor. A etapa seguinte de sua vida religiosa foi seu ingresso no noviciado de Bilsko que começou em agosto de 1903. Emite a profissão religiosa em 25 de agosto de 1904 (curiosamente a data de seu martírio).
Depois do noviciado continuou os estudos de filosofia e teologia no seminário redentorista, em Oborišt. Aqui se encheu dos ideais dos Santos Irmãos Cirilo e Metódio, primeiros evangelizadores de Europa Oriental e Patronos de Europa. Ambos são os fundadores dessas igrejas e os criadores de seus caracteres na escritura. Trcka queria com todo o coração trabalhar no campo da unidade da igreja. Em sua rara correspondência aparece com evidência que esperava com glória o dia de sua ordenação sacerdotal. Em 17 de Julho de 1910 é ordenado presbítero pelo arcebispo de Praga, o cardeal Leo Skrbensky. Depois de sua primeira missa, celebrada em 18 de Julho em São Kajetan a Praga, regressou a Oborište para terminar o último ano de estudos teológicos.
De Oborište foi transferido a Praga (1911) onde começou, sob a guia do P. Fratišek Polepil, para o segundo noviciado e onde continuará como missionário.
Seus superiores dão as seguintes informações: "O Padre Trcka, preparando a pregação, quer ser original. Não sempre o consegue, mas aceita as criticas. Enquanto à proclamação, o faz bem, afavelmente".

 

Caros Amigos:

Para ver mais sobre BEATO METÓDIO DOMINGO TRCKA, consultar site http://es.catholic.net/santoral. Obrigado e desculpem-me. António Fonseca


Gualtério (Walter) de Pontoise, Santo
Março 23   -  Abade, Março 23

Gualterio (Walter) de Pontoise, Santo

Gualterio (Walter) de Pontoise, Santo

Abade

Martirológio Romano: Em Pontoise, perto de París, em França, são Gualtério, primeiro abade do mosteiro do lugar, que, renunciando a seu amor pela solidão, ensinou com seu exemplo aos monges a disciplina da Regra e fustigou no clero os costumes simoníacas (c. 1095).
Etimologicamente: Walter = Gualtério = Aquele que comanda o exército, é de origem germânica.

São Gualtério ou Walter, alcança celebridade no norte de França, por sua caridade e espírito religioso.
Nascido em Andainville, Picardía, era noviço da abadia de Rebais quando se arriscou a atender e libertar de seu calabouço a um lavrador.
Nomeado contra sua vontade para reger a abadia de Pontoise, Muito cedo  se fez querer de todos os monges, sem embargo, se sentiu incapaz de ocupar o primeiro lugar, e por isso, aproveitando uma noite de lua nova, deixou sub-repticiamente Pontoise para ir a refugiar-se a Cluny, junto a Santo Hugo.
Obrigado a regressar, se retira de novo a uma ilha de Loira, junto a Tours, tomando a seu cargo a capela de São Cosme e São Damião. A fama do desconhecido ermitão atrai as multidões. Volta a ser reconhecido e tem que regressar a Pontoise.
Não lhe restava outra saída que recorrer ao Papa. Partiu para Roma contando com que Gregório VII, devidamente informado de sua indignidade, aceitaria sua demissão. Mas o Papa não se deixou convencer, deu ao santo varão suas melhores bênçãos e o obrigou a regressar, proibindo-o que voltasse a abandonar seu posto, o que cumpriu Gualtério ao pé da letra até ao fim de sua vida.

Anunciata Colcchetti, Beata
Março 23 - Virgem, Março 23

Anunciata Colcchetti, Beata

Anunciata Colcchetti, Beata

Superiora do Instituto de Irmãs
de Santa Dorotea

Martirológio Romano: No povo de Cemmo, de Lombardía, em Itália, beata Anunciata Cocchetti, virgem, que com fortaleza e humildade dirigiu o Instituto de Irmãs de Santa Doroteia, recentemente fundado (1882).
Etimologicamente: Anunciata = Aquela que há sido informada, referente ao mistério da Anunciação

Fundadora das Monjas Doroteias de Cemmo, a madre Anunciata Cocchetti nasceu em Rovato (Brescia) em 9 de Maio de 1800; quando tinha sete anos de idade morreram seus dois pais e foi sua avó paterna que a criou, logrando que não lhe faltasse carinho, cuidados, educação e grandes ideais.
Os sacerdotes da paróquia, e em particular dom Lucas de Conti Passi, foram seus directores e guias espirituais para ajudá-la no crescimento humano e cristão, aos 17 anos abriu em sua casa uma escola para as meninas pobres do país. Aos 22 anos de idade obteve o título de mestra, com lo que se converteu na primeira professora da escola feminina de Rovato; naquele período teve a ocasião de conhecer a beata Magdalena de Canossa, que tinha a ideia de abrir uma casa de sua Congregação na zona bresciana; Magdalena intuiu que a jovem Anunciata estava destinada a um caminho diferente e assim o predisse.
En 1824 cuando tenía 24 años, murió su abuela, y el tío Carlos, quien era el tutor de sus tres hermanos, hombre inmerso en la vida social y en la política, dispuso que Anunciata se les uniera en Milán, donde permaneció por seis años, tiempo en el que intentó convencerla de optar por un buen matrimonio y de apartarla de sus inclinaciones religiosas.
Aunque Anunciata adquirió nuevas experiencias, no renunció a su vocación que cada vez era más clara, y que existía cuando le pidió a la beata Magdalena de Canossa ser admitida entre sus hijas. En el 1831 abandonó Milán y se fue a Cemmo en Valcamonica, entonces pequeña y desconocida zona de Italia, siempre siguiendo la guía de don Luca Passi; allí había una escuela creada por la noble Erminia Panzerini, y quien desde 1821 junto a algunas piadosas mujeres administraba la escuela dentro del espíritu de la obra de Santa Dorotea, pero la institución no tuvo éxito.
Anunciata Cocchetti se unió a Panzerini como maestra, logrando un incremento en el número de alumnas y aumentando la ayuda a las jóvenes.
Durante 10 años fue obediente, trabajadora y una fiel colaboradora de la directora de la escuela, a quien quiso y respetó, a pesar de las profundas diferencias de temperamento y mentalidad; se volvió madre y maestra para todas las chicas del valle, deseosas de instrucción y educación.
En el 1842 la señora Panzerini murió, así ella ya era libre para optar por la vida religiosa, se trasladó a Venecia vistiendo el vestido religioso de las Monjas Doroteas, apenas fundadas por don Luca Passi; en octubre del mismo año regresó a Cemmo con otras dos religiosas que prácticamente eran fundadoras del instituto, emitiendo los votos en 1843.
Por 40 años fue la apóstol de Valcamonica, mujer de una gran, robusta y práctica espiritualidad, ilustre en su espíritu de oración, piedad eucarística y un celo ardiente por la salvación de la juventud.
Cada domingo, y siempre a pie, visitaba las parroquias de las regiones cercanas, la esperaban las animadoras de la obra de Santa Dorotea y contaba con la completa colaboración de los movimientos apostólicos de las parroquias.
Laborando en el espíritu de la obra de Santa Dorotea, de quien era su convencida apóstol en todo el Valle, imprimió a su Instituto una apariencia propia, fundando en 1853 en Cemmo un noviciado propio, desarrollando el Instituto de un modo autónomo y también difundiéndolo fuera de Italia.
A sus hijas dejó el ejemplo de una vida llena de una fe viva, de oración, de energía laboriosa, diciéndoles: "Amaos como buenas hermanas, haceos santas… obrando muy bien para las joven a vosotras confiadas". Murió a los 82 años el 23 de marzo de 1882, su cuerpo descansa desde 1951 en la casa santificada por su presencia a Cemmo.
Fue beatificada por el papa a Juan Pablo II, el 21 de abril de 1991.

traducido por Xavier Villalta

Nota: Valcamonica es uno de los valles más extensos de los Alpes, con cerca de 90 kilómetros de largo y 1347 Km. cuadrados. Comienza en la Corna Trentapassi cerca de Pisogne, sobre el lago Iseo, y acaba en el Passo del Tonale, a 1883 metros sobre el nivel del mar. Pertenece a la región italiana de Lombardía, en las provincias de Brescia y Bérgamo.

Outros Santos e Beatos
Março 23   -  Completando santoral deste dia, Março 23

Otros Santos y Beatos

Outros Santos e Beatos

Santo Fingar ou Guignero, mártir


Em Cornualles, santo Fingar ou Guignero, mártir (c. 460).


Santo Otón, eremita

Em Ariano, de Irpinia, em Itália, santo Otón, ermitão (c. 1120).


Beato Pedro, eremita´

 
Em Gubbio, da Umbría, beato Pedro, presbítero da Ordem de Ermitãos de Santo Agostinho (c. 1306).

 
Beato Edmundo Sykes, presbítero e mártir


Em York, em Inglaterra, beato Edmundo Sykes, presbítero e mártir, que durante o reinado de Isabel I foi desterrado por ser sacerdote, e havendo regressado a Inglaterra de novo, foi preso e justiçado (1587).

Santo Pedro Higgins, religioso presbítero e mártir


No lugar de Naas, perto de Dublin, em Irlanda, beato Pedro Higgins, presbítero da Ordem de Pregadores e mártir, que por guardar fidelidade à Igreja Romana, no tempo do rei Carlos I foi enforcado sem juízo (1642).

 

 

http://es.catholic.net/santoral

Recolha, transcrição e tradução incompleta nuns casos e completa noutros, de espanhol para português, por António Fonseca