OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

quarta-feira, 7 de abril de 2010

7 DE ABRIL DE 2010 - SANTOS DO DIA

Juan Bautista de la Salle, Santo
Abril 7   -  Presbítero, Educador e Fundador

Juan Bautista de la Salle, Santo

Juan Bautista de la Salle, Santo

Fundador do Instituto
dos Irmãos das Escolas Cristãs,
Padroeiro dos Educadores Cristãos

Martirológio Romano: Memória de são Juan Bautista de la Salle, presbítero, que em Reims, de Normandia, em França, se dedicou com afinco à instrução humana e cristã dos meninos, em especial dos pobres, instituindo a Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs, pela qual suportou muitas tribulações, sendo merecedor de gratidão por parte do povo de Deus (1719).
Etimologicamente: Juan = Deus é misericórdia, é de origem hebraica.

Juan Bautista de La Salle viveu num mundo totalmente diferente do nosso. Era o primogénito de uma família acomodada que viveu em França há 300 anos. Juan Bautista de La Salle nasceu em Reims, recebeu a tonsura com a idade de 11 anos e foi nomeado canónico da Catedral de Reims aos 16. Quando morreram seus pais teve que se encarregar da administração dos bens da família. Mas, terminados seus estudos de teologia, foi ordenado sacerdote em 9 de Abril de 1678. Dois anos mais tarde, obteve o título de doutor em teologia. Nesse período de sua vida, tentou comprometer-se com um grupo de jovens rudes e pouco instruídos, a fim de fundar escolas para meninos pobres.
Naquela época, só algumas pessoas viviam com luxo, enquanto a grande maioria vivia em condições de extrema pobreza: os campesinos nas aldeias e os trabalhadores miseráveis nas cidades. Só um número reduzido podia enviar a seus filhos à escola. A maioria das crianças tinham poucas possibilidades de futuro. Comovido pela situação destes pobres que pareciam "tão afastados da salvação" numa ou outra situacional, tomou a decisão de pôr todos seus talentos ao serviço desses meninos, "a miúdo abandonados a si mesmos e sem educação". Para ser mais eficaz, abandonou sua casa familiar e foi a viver com os mestres, renunciou a sua canónica e sua fortuna e em continuação, organizou a comunidade que hoje chamamos Irmãos das Escolas Cristãs.

 
Juan Bautista de la Salle, Santo

Juan Bautista de la Salle, Santo

Sua empresa se encontrou com a oposição das autoridades eclesiásticas que não desejavam a criação de uma nova forma de vida religiosa, uma comunidade de laicos consagrados ocupando-se das escolas "juntos e por associação". Os modelos educativos daquele tempo ficaram perturbados por seus métodos inovadores e seu absoluto desejo de gratuidade para todos, totalmente indiferente ao facto de saber se os pais podiam pagar ou não. Apesar de tudo, De La Salle e seus Irmãos lograram com êxito criar uma rede de escolas de qualidade, caracterizada pelo uso da língua vernácula, os grupos de alunos reunidos por níveis e resultados, a formação religiosa baseada em temas originais, preparada por mestres com uma vocação religiosa e missionária por sua vez e pela implicação dos pais na educação. Além, de La Salle foi inovador ao propor programas para a formação de mestres seculares, cursos dominicais para jovens trabalhadores e uma das primeiras instituições para a reinserção de "delinquentes". Extenuado por uma vida carregada de austeridades e trabalhos, faleceu em San Yon, perto de Rouen, em 1719, só umas semanas antes de cumprir 68 anos.
Juan Bautista de La Salle foi o primeiro que organizou centros de formação de mestres, escolas de aprendizagem para delinquentes, escolas técnicas, escolas secundárias de idiomas modernos, artes e ciências. Sua obra se estendeu rapidamente em França, e depois de sua morte, por todo o mundo. Em 1900, Juan Bautista de La Salle foi declarado Santo. Em 1950, a causa de sua vida e seus escritos inspirados, recebeu o título de Santo Padroeiro dos que trabalham no âmbito da educação. Juan Bautista mostrou como se deve ensinar e tratar aos jovens, como enfrentar as deficiências e debilidades com compaixão,  como ajudar, curar e fortalecer. Hoje, as escolas lassalianas existem em 85 países do mundo.

Consulta Escritos de San Juan Bautista de la Salle

 

María Assunta Pallotta, Beata
Abril 7 Virgem Missionária Franciscana, Abril 7

María Assunta Pallotta, Beata

María Assunta Pallotta, Beata

Virgem Missionária Franciscana

Martirológio Romano: No lugar de Dongerkou, na China, beata María Asunto Pallotta, virgem das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria, que, dedicada a cargos humildes, trabalhou simples e desconhecida pelo reino de Cristo (1905).

Nasceu no ano 1878 em Force (Marcas, Itália), de uma família campesina, pobre, religiosa.
Era a mais velha de cinco irmãos e cedo teve que deixar a escola e pôr-se a trabalhar para contribuir ao sustento de sua família.
Foi sempre laboriosa, simples, amável, muito devota. Em 1898, com a ajuda de pessoas boas, ingressou nas Franciscanas Missionárias de María. Dois anos depois eram martirizadas na China sete Missionárias.
Não tardou nossa beata em pedir à Fundadora que a enviasse ali, petição que foi aceitada. após receber a bênção de são Pío X, empreendeu a viagem com outras Irmãs e chegou a Shansi (China) em Junho de 1904. Foi destinada como cozinheira ao orfanato de um povo pequeno, Donger-kou. De novo aqui foi a monjita simples, dócil, generosa, sacrificada, entregue a trabalhos humildes em los que prodigalizava o amor que bebia em sua vida com Deus.
Em 1905 açoitou a região uma epidemia de tifo e María Assunta foi uma de suas vítimas. Morreu em 7 de Abril de 1905.

María Assunta Pallotta nasceu em Force (Ascoli Piceno) em 20 de agosto de 1878, primogénita entre cinco irmãos. Viveu os primeiros anos em Castel di Croce até que sua família se trasladou definitivamente a Force. Não pôde seguir estudos regulares pois muito cedo teve que se dedicar ao  trabalho. 
A determinação de abandonar o mundo surgiu nela de uma maneira súbita e imperiosa, pelo qual, ajudada de pessoas boas, dada a pobreza de sua família, se dirigiu à casa de provação das religiosas Franciscanas Missionárias de María em 4 de Maio de 1898. Viveu em Roma, Grottaferrata e Florença, distinguindo-se pela simplicidade, a humildade, a prontidão para realizar os serviços mais modestos e os trabalhos mais pesados. 
O Instituto das Franciscanas Missionárias de María recebia seu baptismo de sangue em 7 de Julho de 1900, ao ser martirizadas pelos Boxers sete missionárias em Shansi, China. A fundadora comunicou às irmãs da jovem Congregação a noticia entre dolorida e orgulhosa. Era em 1903 María Assunta pediu à fundadora ser enviada a China, para dar a vida por Cristo e pela fé. 
A petição foi aceite e em 19 de Março do ano seguinte, depois de receber a bênção de São Pío X, junto com outras nove irmãs, se embarcava em Nápoles para o Shansi, a mesma missão das mártires, onde chegou três meses mais tarde. Seu desejo era o de se entregar ao apostolado, em troca foi destinada à cozinha. 
O inverno foi rigorosíssimo; nos primeiros meses do ano seguinte, 1905, em todo Shansi apareceu uma terrível epidemia de tifo, e, além de várias órfãs, morreram quatro religiosas, a terceira das quais foi soror María Assunta. Havia caído enferma em 19 de Março, aniversário de sua partida de Itália. Na tarde de 7 de Abril recebeu os últimos sacramentos e vinte minutos antes de morrer, um perfume misterioso inundou as habitações onde ela havia vivido.
Em 1913, ao exumá-la, seu corpo foi achado em perfeito estado de conservação. Os chineses a chamaram «a santa dos perfumes». É a primeira Franciscana Missionária de María que chegou à santidade sem passar pelo martírio. Ela tinha querido converter a todos os habitantes de China, mas seu apostolado foi fugaz: se extinguiu antes de cumprir os 27 anos de idade.
Foi beatificada em 7 de Novembro de 1954 pelo Papa Pío XII. 
Se tiverem informação relevante para a canonização da beata María Assunta, contacte a:
Francescane Missionarie di Maria
Via Giusti, 12
00185 Roma, ITALIA

Enrique (Henry) Walpole, Santo
Abril 7   -  Mártir Jesuíta, Abril 7

Enrique (Henry) Walpole, Santo

Enrique (Henry) Walpole, Santo

Presbítero e Mártir

Martirológio Romano: Em York, em Inglaterra, santo Enrique Walpole, da Companhia de Jesús, e beato Alejandro Rawlins, presbíteros e mártires, que, sob a rainha Isabel I, foram encarcerados e cruelmente maltratados por ser sacerdotes, alcançando a coroa eterna ao ser depois enforcados e esquartejados (1595).
Etimologicamente: Enrique = Aquele que é chefe de lar, é de origem germânica.

Nasceu em Cercenar, Norfolk, Inglaterra, no ano 1558.
Jovem de coração generoso, Henry Walpole, que se encontrava perto do lugar de martírio de santo Edmundo Campion, ficou com sua roupa com manchas de sangue. Este incidente fez que ele, com o tempo, também fosse um jesuíta e mártir.
Convertido de adulto ao catolicismo, seguiu seus estudos sacerdotais em Rheims, França em 1582, e logo no English College de Roma em 1583. Ingressou na Companhia de Jesús (Jesuítas) em 1584, e finalmente foi ordenado em Dezembro de 1588 em París, França.
Foi capelão dos soldados ingleses acantonados em Bruxelas, Bélgica. Vice Reitor da Universidade Santo Albán de Valladolid, Espanha, em 1593.
Regressou a Inglaterra a finais do ano 1593 para atender aos convertidos ao catolicismo na zona de York.
Foi preso em 5 de Dezembro de dito ano pelo delito de ser sacerdote, foi levado à Torre de Londres, onde o torturaram  até que finalmente o esquartejaram em 5 de Novembro de 1595 em York.


Foi canonizado, como parte do grupo de 40 mártires en Inglaterra e Gales, em 25 de agosto de 1595 pelo Papa Paulo VI.

• Hermano José de Colónia, Santo
Abril 7   -  Presbítero Premostratense, Abril 7

Hermano José de Colonia, Santo

Hermano José de Colónia, Santo

Presbítero

Martirológio Romano: No mosteiro dos Premostratenses de Steinfeld, na Alemanha, santo Hermano José, presbítero, que brilhou por seu delicado amor para com a Virgen Maria e celebrou com hunos e cânticos sua devoção ao divino Corazón de Jesús (1241/1252

Nascido em Colónia no ano 1151, é chamado Hermano José por sua fervente devoção ao Santo Patriarca.
Muito jovem ainda, se faz religioso premostratense1 em Steinfeld. Antes de ser sacerdote e durante os estudos, sua ocupação predilecta é a de sacristão; para permanecer ante Cristo Eucaristía, o mais possível, dia e noite. 
Já sacerdote, o encarregaram dirigir vários conventos de monjas contemplativas e compôs para elas vários tratados de piedade. Enquanto a suas próprias experiências espirituais, escreveu, como tantos outros místicos, um comentário do Cantar dos Cânticos.
Sofria continuas dores de cabeça que se redobravam com violência durante as solenidades litúrgicas. Isto o levava a dizer "conheço um que não está em festa nos dias de festa". Apesar desta enfermidade e de muitas outras, viveu até à idade de noventa anos.
Sempre teve uma devoção muito especial à Santíssima Virgem e sua vida esteve cheia de visões e êxtases. 
Dele se diz: «Pensa tanto em Deus que o mundo lhe é indiferente; mas seu coração é como um Hospital Geral, aberto a todos ».
Foi canonizado por S.S. Pío XII no ano 1958.

 
1Premostratense: Em Espanha também conhecida como Mostenses, é uma Ordem religiosa de vida monacal fundada por Santo Norberto no ano 1120. Seu nome se deve ao lugar onde se originou (Prémontré) em França. Sua vida se baseia na regra dos canónicos regulares de Santo Agostinho. Também recebem o nome de "canónicos brancos", devido á cor de seu hábito, ou "norbertinos", derivado de seu fundador.

Eduardo (Edward) Oldcorne, Beato
Abril 7   -  Mártir Jesuíta, Abril 7

Eduardo (Edward) Oldcorne, Beato

Eduardo (Edward) Oldcorne, Beato

Presbítero e Mártir

Martirológio Romano: Em Worcester, em Inglaterra, beatos mártires Eduardo Oldcorne, presbítero, e Rodolfo Ashley, religiosos da Companhia de Jesús, que exerceram clandestinamente o ministério durante muitos anos, mas finalmente, acusados de tomar parte num complot contra o rei Jacobo I, foram encarcerados e torturados, e depois esquartejados vivos (1606).
Etimologicamente: Eduardo = Aquele que protege a propriedade, é de origem germânico.

Nasceu em York, Inglaterra, no ano 1561.
Sacerdote Jesuíta, ordenado em Roma, e recebido na Companhia de Jesús em 1587.
Trabalhou na missão inglesa em Worcestershire durante 16 anos.
Sofreu de câncer na garganta, mas seguiu pregando apesar da dor. Em busca de cura realizou uma peregrinação até à urna de São Winifred em Flintshire. Seu câncer sarou, e voltou forte e saudável a seguir trabalhando em sua vocação.
Um frustrado grupo de ingleses católicos tiveram a tonta ideia de conspirar contra o rei e o parlamento, mas o único que obtiveram foi que aquele tenha uma desculpa para renovar a perseguição contra os católicos, e sobretudo contra os Jesuítas.
Edward foi preso, falsamente acusado, e torturado durante cinco dias para conseguir informação sobre os autores do atentado.
Martirizado junto ao Beato Ralph Ashley, foi arrastado e esquartejado em 7 de Abril de 1606.
S.S. Pío XI o beatificou em 15 de Dezembro de 1929.

http://es.catholic.net/santoral

 

Recolha, transcrição e tradução de espanhol para português por António Fonseca