OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

sábado, 25 de dezembro de 2010

25 de Dezembro – Sábado – Dia de Natal

25 de Dezembro – Sábado – Dia de Natal

Missa da meia noite  -  Lc 2, 1-14

Naquele tempo saiu um decreto do imperador Augusto, ordenando fazer um censo do mundo inteiro. Este foi o primeiro censo que se fez sendo Cirino, governador da Síria. E todos iam inscrever-se, cada qual na sua cidade. Também José, que era da casa e família de David, subiu desde a cidade de Nazaré na Galileia à cidade de David, que se chama Belém, para se inscrever com sua esposa Maria, que estava grávida. E enquanto ali estavam chegou o tempo do parto e deu à luz seu filho primogénito, envolveu-o em panos e recolheu-se num presépio, porque não tinham sítio nas pousadas. Naquela região havia uns pastores que passavam a noite ao ar livre, velando por turnos os seus rebanhos. E um anjo do Senhor lhes apareceu: a glória do Senhor os envolveu de claridade e eles encheram-se de grande temor. O anjo lhes disse: “Não temais, vos trago uma boa notícia, de grande alegria para todo o povo: hoje, na cidade de David, nasceu um Salvador; o Messias, o Senhor. E aqui tendes o sinal; encontrareis um menino envolto em panos e deitado num presépio”. Rapidamente, em torno do anjo, apareceu uma legião do exército celestial, que louvava a Deus, dizendo: “GLÓRIA A DEUS NO CÉU E NA TERRA PAZ AOS HOMENS DE BOA VONTADE QUE DEUS AMA”.

1. O que menos interessa, na noite santa do Natal, é andar cavilando sobre a historicidade de alguns dados que hoje se recordam: o decreto de Augusto, quem era o governador Cirino, o dia, a hora e a cidade em que nasceu Jesus e outras coisas deste estilo. O importante, o mais importante de verdade, é a “mensagem religiosa” que os cristãos recordam esta noite e nos dias que envolvem o Natal.

2. Esta mensagem consiste , antes de mais, em que Deus entrou na história humana por onde menos se poderia imaginar; Por um estábulo, lugar onde normalmente há o esterco de animais, a marginalidade e a exclusão dos últimos deste mundo. Assim entrou o Salvador na história. O que quer dizer, pelo menos, uma coisa: a salvação vem desde o mais fundo, vem dos últimos deste mundo, desta nossa história, escrita sempre como história dos vencedores, dos que triunfam, podem e mandam. Esta noite aprendemos que Deus subverte a história, e nos ensina a tomar a sério que, por mais débeis, insignificantes e excluídos que nos vejamos, podemos transportar salvação e esperança. E mais, só dos que estão abaixo podem brotar as soluções para este mundo atormentado por tantos problemas. Problemas aos quais os de cima não encontram solução ou, o que é pior, o que fazem é criar mais problemas.

3. Jesus não nasceu no Templo, nem num lugar sagrado e, menos ainda, num palácio. Assim nos está dizendo que o que Ele trouxe ao mundo tem que se viver, não só desde o humilde e simples, mas além do laico, do profano, desde o mais vulgar e quotidiano. desde a vulgaridade sublime dum estábulo. Este é o sinal: “um menino envolto em panos e deitado num presépio”. Com isso está tudo dito.