OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

Imagens e Frases de Natal Religioso

sábado, 22 de outubro de 2011

Notícias de blogs católicos: Telefone Esperança Portugal; Bíblia Católica News; Fratres in Unum; 22-10-2011

LEITURA ORANTE
ImageProxyCAN29U8J


Lc 13,1-9 - Cuidados de Deus

Posted: 21 Oct 2011 07:01 PM PDT

ImageProxyCASWDAOQ

Deixe a figueira mais este ano

- A mim e a você que navegamos neste ambiente virtual,
a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

Preparo-me para a Leitura, rezando:

Jesus Mestre, que dissestes:
"Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome,
eu aí estarei no meio deles",
ficai connosco,
aqui reunidos (pela grande rede da internet),
para melhor meditar
e comungar com a vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade:
iluminai-nos, para que melhor compreendamos
as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho:
fazei-nos dóceis ao vosso seguimento.
Sois a Vida:
transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos
abundantes de santidade e missão.(Bv. Alberione)

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia, o texto Lc 13,1-9, e observo pessoas que comentam com Jesus sobre a necessidade de arrependimento dos pecados e de contínua conversão do coração.
Naquela mesma ocasião algumas pessoas chegaram e começaram a comentar com Jesus como Pilatos havia mandado matar vários galileus, no momento em que eles ofereciam sacrifícios a Deus. Então Jesus disse:
- Vocês pensam que, se aqueles galileus foram mortos desse jeito, isso quer dizer que eles pecaram mais do que os outros galileus? De modo nenhum! Eu afirmo a vocês que, se não se arrependerem dos seus pecados, todos vocês vão morrer como eles morreram. E lembrem daqueles dezoito, do bairro de Siloé, que foram mortos quando a torre caiu em cima deles. Vocês pensam que eles eram piores do que os outros que moravam em Jerusalém? De modo nenhum! Eu afirmo a vocês que, se não se arrependerem dos seus pecados, todos vocês vão morrer como eles morreram.
Então Jesus contou esta parábola:
- Certo homem tinha uma figueira na sua plantação de uvas. E, quando foi procurar figos, não encontrou nenhum. Aí disse ao homem que tomava conta da plantação: "Olhe! Já faz três anos seguidos que venho buscar figos nesta figueira e não encontro nenhum. Corte esta figueira! Por que deixá-la continuar tirando a força da terra sem produzir nada?" Mas o empregado respondeu: "Patrão, deixe a figueira ficar mais este ano. Eu vou afofar a terra em volta dela e pôr bastante adubo. Se no ano que vem ela der figos, muito bem. Se não der, então mande cortá-la."

Num mundo em que se busca justificativa para tudo e isenção das culpas mais evidentes, falar em arrependimento, significando admitir que se cometeu erro e se busca um processo de reconhecimento e de conversão, parece muito difícil. Parece até “fora de moda”. No entanto, é a proposta do Reino, é o que fala Jesus ao povo. Na narração do Evangelho de Lucas o que para os galileus foi uma desgraça passou a ser uma advertência aos demais. No Salmo 50 já se recitava: “Atenção, vós que esqueceis a Deus (...) A quem corrige sua conduta, eu farei desfrutar a salvação de Deus” (VV. 22 e 24). A parábola contada pelo Mestre, aponta para a paciência de Deus que espera e que cerca de cuidados a figueira que não produz frutos. Ele “afofa a terra em volta dela”, ou seja, oferece-lhe possibilidades. Põe “bastante adubo”, quer dizer, apresenta-lhe incentivos que visam suprir as deficiências em substâncias vitais à sobrevivência. Deus é representado neste homem que espera frutos de sua figueira. O tempo de Jesus Mestre não é só de admoestação, mas de oportunidade de conversão, de salvação. O texto fala de 3 anos de improdutividade da figueira. Deus é infinitamente paciente, mas cada árvore – cada um de nós – pode esgotar seu tempo de tolerância.

2. Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim, hoje? Como vejo as catástrofes no mundo de hoje? Os tsunamis, as enchentes, as secas, os terramotos?

Como está meu processo de conversão? Admito que erro, que preciso viver um processo contínuo de conversão? Minha figueira tem produzido frutos? Quais são os adubos na minha vida?

Os bispos em Aparecida falaram de quatro eixos que devem ser reforçados na Igreja. O primeiro deles é a conversão. Dizem:
“ Em nossa Igreja devemos oferecer a todos os nossos fiéis um “encontro pessoal com Jesus Cristo”, uma experiência religiosa profunda e intensa, um anúncio kerigmático e o testemunho pessoal dos evangelizadores, que leve a uma conversão pessoal e a uma mudança de vida integral “ (DAp 226, a).


3.Oração (Vida)

O que o texto me leva a dizer a Deus?

Rezo com todos os internautas e

com toda a Igreja a Oração Missionária 2011
Deus Pai,
Criador do céu e da terra,
Enviai, por meio do vosso Filho,
O Espírito que renova todas as coisas,
Para que, no respeito e cuidado com a natureza,
Possamos recriar novos céus e nova terra,
E a Boa-Nova, que brilhou na Criação,
Seja conhecida até os confins do universo.
Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus.
Vou eliminar do meu modo de pensar e agir aquilo que não vem de Deus, que me impede de dar frutos.
Vou demonstrar pela vida que vivo em contínua conversão.
Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
-Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
Ir. Patrícia Silva, fsp
------------------------
Mês das Missões - 2011.
Tema: "Missões na Ecologia"
Veja mais sobre o tema e sugestões de reflexão em DVDs,
no blog: http://comunicacatequese.blogspot.com/
RSS - Se você quiser receber em seu endereço electrónico o Evangelho do Dia com a Leitura Orante, faça a assinatura. Basta colocar, neste blog http://leituraorantedapalavra.blogspot.com/, no início da página, à direita, o seu e-mail. Depois, clique em Enviar.

 

00000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

Biblia Catolica News


Link to Bíblia Católica News


Wikipedia censura informação contrária ao aborto

Posted: 21 Oct 2011 05:00 AM PDT

Buenos Aires, 18 Out. 11 / 08:14 pm (ACI) A agência AICA informou que o site em inglês da enciclopédia online Wikipedia bloqueou a publicação de informação científica contrária ao aborto, diante dos insistentes esforços de um grupo de jovens locais que buscou dar aos usuários desse site acesso a prestigiosos estudos sobre a síndrome [...]

21 outubro 2011 Autor: Bíblia Católica | Postado em: Mundo

Buenos Aires, 18 Out. 11 / 08:14 pm (ACI)

A agência AICA informou que o site em inglês da enciclopédia online Wikipedia bloqueou a publicação de informação científica contrária ao aborto, diante dos insistentes esforços de um grupo de jovens locais que buscou dar aos usuários desse site acesso a prestigiosos estudos sobre a síndrome pós- aborto.

Conforme informa AICA, um grupo de jovens estudantes do colégio Mallinckrodt de Buenos Aires, motivadas por uma investigação realizada em uma aula de biologia sobre o síndrome post aborto (SPA), comprovaram que a Wikipedia em inglês, nega que o SPA esteja reconhecido por alguma “organização médica ou psicológica e que seus riscos de depressão ou suicídio não são reconhecidos pela literatura científica”.

“As jovens reuniram uma extensa documentação científico-médica de reconhecimento internacional e tentaram carregar os dados obtidos de instituições oficiais e ONGs de distintos países na Wikipedia para conhecimento geral”, indicou AICA.

“Quisemos demonstrar que estava tratado cientificamente em muitos livros e por muitos cientistas como por exemplo o Dr. Reardon, diretor do Elliot Institute Springfield, ou o Dr. Phillip Ney, quem realizou trabalhos a respeito e Mika Gissler, Elina Hemminki, Jouko Lonnqvist, entre outros”, afirmaram.

“Quisemos pôr simplesmente “dados”, obtidos de lugares confiáveis como por exemplo STAKES (Finland’s National Research and Development Center for Welfare and Health) em um estudo realizado na Finlândia, resultados que foram publicados pelo British Medical Journal e o WEF (World Economic Fórum), ou o estudo realizado pelo Dr. Elard Koch no Chile cujo estudo foi apresentado em janeiro de 2010 na reunião inaugural do International Working Group for Global Women’s Health Research, em Washington, Estados Unidos, outros pela University of Minnesota, ou estudos do Center Bio-Ethical Reform obtidos do Alan Guttmacher Institute and Planned Parenthood’s Family Planning Perspectives nos Estados Unidos, entre outros tantos mais”.

Embora a informação das jovens tenha aparecido na Web por umas horas, “pouco tempo depois não estava mais e em troca tinha uma mensagem que nos proibia seguir publicando informação nas próximas 24 horas”.

“Passadas as 24 horas publicamos novamente, agora em tom nitidamente descritivo e citando muitíssimo, já que nos objetaram que não tínhamos justificado o suficiente”.

“Apesar disto, recebemos uma mensagem novamente, esta vez bloqueando-nos por duas semanas e dizendo que se seguíamos publicando seríamos bloqueados definitivamente da Wikipedia”.

“Tentamos discutir no foro de discussão, e embora tenhamos conseguido pôr o estudo do Chile, responderam-nos sem nenhum tipo de argumentação científica que não era válido; não nos deixaram publicar nada mais”.

As jovens estudantes manifestaram sua indignação ante a censura e discriminação sofrida, “como é possível que não se permita publicar sobre estes temas? Nem sequer nos permitiram realizar uma contribuição científica e objetiva”.


 

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

New post on Fratres in Unum.com 

ImageProxyCA6CYZSX

De convento de irmãs clarissas, abandonado por falta de vocações, a mesquita.

by G. M. Ferretti

A prefeitura planeja construir um centro cultural em um prédio que já está desocupado há seis anos.

E__web_religionenlibertad.com_html_imagenes_fotosdeldia_9565_arenys_de_mar

Religión en Libertad - Tradução: Fratres in Unum.com: A população muçulmana da localidade barcelonesa de Arenys de Mar mostrou interesse em instalar uma mesquita em um antigo convento de religiosas abandonado. Como informa Efe, o porta-voz dos muçulmanos, Mustapha Nouar confirmou que existe esse interesse e que diversos representantes da comunidade já visitaram o prédio na semana passada. Nouar acrescentou que todos estão de acordo de que se trata de um bom lugar para instalar o templo islâmico. Esta comunidade muçulmana, em permanente expansão numérica e relevância social na localidade em Barcelona, no momento se mantém a espera do resultado das negociações da prefeitura com uma cadeia de supermercados sobre a possível compra do terreno onde se encontra localizado o convento. Para instalar a mesquita seria necessário que a cadeia cedesse o edifício à prefeitura e ficaria com o resto dos terrenos para construir o supermercado e um estacionamento. "Se as negociações não correrem bem, então, entraríamos para negociar com o atual proprietário do convento", declarou o porta-voz muçulmano. Nouar igualmente manifestou que o edifício já está catalogado como religioso, assim não haveria inconveniente algum para instalar a mesquita. O convento em questão foi abandonado pelas religiosas clarissas há seis anos por falta de vocações, transferindo-se para o convento que têm em Barcelona.

G. M. Ferretti | outubro 22, 2011 at 10:30 am | Categorias: Diálogo Inter-religioso | Categories: Atualidades | URL: http://wp.me/pgELf-4dL

«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««

 

New post on Fratres in Unum.com


Jobs poderia estar vivo se não houvesse atrasado uma cirurgia por crer na magia e no espiritismo.

by G. M. Ferretti

Sua fé no“pensamento mágico” e em dietas macrobióticas. O co-fundador da Apple recusou por durante 9 meses a medicina convencional, o que impediu a cura do câncer.

E__web_religionenlibertad.com_html_imagenes_fotosdeldia_7492_steve_jobs

Religión en Libertad | Tradução: Fratres in Unum.com - O recém falecido fundador e antigo CEO da Apple, Steve Jobs, poderia continuar vivo se não houvesse atrasado a cirurgia para tratar seu câncer no pâncreas, acreditando que um “pensamento mágico”, conselhos espiritualistas e dietas o salvariam, assegura seu biógrafo Walter Isaacson.

Isaacson, ex-editor da revista Time e ex-diretor geral da CNN comentou em uma entrevista ao programa da CBS 60 Minutes, que irá para o ar no domingo, que Jobs lhe disse que “não queria que abrissem seu corpo. Basicamente pensava que, se queremos que algo não exista, pode haver um pensamento mágico que o elimine”.

Enquanto isso, o “visionário” da tecnologia, arte e comunicação procurou por espíritas e experimentou, sem resultados positivos, uma dieta macrobiótica. “Ele tratou de combater o câncer com uma dieta. Ele compareceu a espíritas e tentou combatê-lo à base de uma dieta macrobiótica, sem receber nenhuma operação” até que “finalmente compreendeu que tinha que se operar logo”, assegurou Isaacson sobre o fundador da Apple, um conhecido seguidor de correntes espirituais.

Quando Jobs, animado pelas pessoas que lhe eram mais próximas, decidiu se submeter a uma cirurgia em 2004, nove meses depois de ser diagnosticado, “era tarde demais, pois quando o operaram, os cirurgiões avisaram que o câncer se havia estendido muito”, observou Isaacson na entrevista.

O ícone da tecnologia revelou que deixou de ir à igreja quando tinha 13 anos de idade, assim que viu meninos morrendo de fome na capa da revista Life, segundo informou a agência AP. Jobs dedicou anos de sua vida ao budismo e à cultura zen, e cruzou a Índia em busca de direção espiritual.

G. M. Ferretti | outubro 22, 2011 at 4:40 pm | Categorias: Atualidades | Categories: Igreja | URL: http://wp.me/pgELf-4e4

=================================================================

Acabam de ler mais algumas transcrições que fiz dos blogs acima citados; Telefone Esperança de Portugal; Bíblia Católica News e Fratres in Unum.

 

António Fonseca

N� 1080 - (274) - 22 DE OUTUBRO DE 2011 - SANTOS DE CADA DIA - 3� ANO

Imagem no mapa

http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.com

N� 1080

SANTO AB�RCIO

Bispo (princ�pios do s�culo III)

Abercio de Hierápolis, Santo

Ab�rcio de Hier�polis, Santo

A Fr�gia foi uma das prov�ncias orientais romanas, evangelizadas por S. Paulo, onde o cristianismo se fixou mais rapidamente. Desde o s�culo II, havia numerosos bispados, e no s�culo III dominavam t�o eficazmente que viviam em tranquilidade perfeita. A persegui��o de Diocleciano revestiu l� o aspecto duma invas�o b�rbara: o grande historiador Eus�bio conta que uma cidadezinha da Fr�gia foi inteiramente queimada com os habitantes, todos crist�os. Foi em tal ambiente de �cristandade� que viveu Ab�rcio. Habitava e pastoreava Hi�ropolis, cidade situada a Ocidente de S�nada. A celebridade de Ab�rcio vem-lhe , em particular, da inscri��o que ele mandou gravar em grego no seu t�mulo. � chamada a rainha das inscri��es crist�s. Era conhecida pela lenda em que � citada, mas, como se julgava que sofrera retoques ineptos, pouca import�ncia se lhe dava. Em 1883, por�m, o arque�logo Ramsay descobriu, na parede duma casa, dois importantes fragmentos que enviou para Roma, para os museus do Vaticano. A inscri��o pode ser reconstru�da quase inteiramente com exatid�o. Ei-la aqui traduzida: Cidad�o duma cidade distinta, fiz este (monumento) / estando ainda em vida, para ter nele um dia lugar para o meu corpo. / Chamo-me Ab�rcio; sou disc�pulo dum santo pastor / que leva os seus rebanhos de ovelhas por montes e vales, / que tem olhos muito grandes que tudo veem. / Foi ele que me ensinou as Escrituras fi�is. / Foi ele que me enviou a Roma contemplar a soberana / e ver a rainha de vestidos de oiro, com sapatos de oiro. / Vi l� um povo que traz um selo brilhante. / Vi tamb�m a plan�cie da S�ria e todas as cidades, / Nis�be al�m do Eufrates. Em toda a parte encontrei irm�os. / Tinha Paulo como� A f� levava-me a toda a parte./ Em toda a parte me serviu como alimento um peixe de nascente, / muito grande, puro, pescado por uma virgem pura. / Ela dava-o cem cessar a comer aos amigos. / Ela tem um vinho delicioso, d�-o com p�o. / Mandei escrever estas coisas, eu Ab�rcio, na idade dos 72 anos. / O irm�o que entende isto pe�a por Ab�rcio. / N�o se h�-de p�r nenhum t�mulo por cima do meu. / sob pena de multa de duas mil moedas de oiro para o fisco romano, / e de mil para a minha querida p�tria, Hier�polis. Embora Ab�rcio n�o fa�a valer nenhum t�tulo no seu epit�fio, n�o era sem d�vida simples habitante de Hier�polis: era bispo da cidade. Morreu em data desconhecida, nos primeiros anos do s�culo III. No seu epit�fio come�a por declarar que mandou ele pr�prio construir o seu t�mulo. D�-se por disc�pulo dum �santo pastor� que � evidentemente Jesus Cristo. Conta, em seguida, que foi a Roma para ver �a rainha de vestidos de oiro�; � a Igreja Romana, digna capital do mundo e rainha de todas as igrejas. Viu l� �um povo que traz um selo brilhante�, o povo dos fi�is marcado com o selo brilhante do Baptismo. Depois lan�ou-se a uma grande viagem que o levou, atrav�s da S�ria, at� N�sibe, al�m-Eufrates, e em toda a parte encontrou irm�os crist�os. Neste ponto, n�o foi poss�vel reconstruir o texto; l�-se o nome de Paulo e trata-se com certeza do ap�stolo, Porque � que Ab�rcio lhe fez alus�o? Talvez queira indicar que Paulo foi o seu mestre e guia. Foi-o, sem d�vida no sentido espiritual, talvez mesmo tamb�m no sentido literal, caso Ab�rcio tenha, na sua viagem, seguido o trajeto Paulino da 2� viagem apost�lica. Ab�rcio continua dizendo que a f�, que era a sua guia, lhe �serviu como alimento um peixe de nascente, muito grande, puro, pescado por uma virgem pura�. Alus�o transparente � Eucaristia e a Cristo nascido da Virgem Maria, Insiste ainda na Eucaristia usando o simbolismo mais claro ainda do p�o e do vinho. Termina dizendo que tinha 72 anos quando mandou edificar este monumento; e convida cada crist�o � �o irm�o que entende isto� � a pedir por ele. O final est� perfeitamente na maneira antiga: assim como os seus contempor�neos, pag�os ou crist�os, Ab�rcio desejava repousar em paz no seu t�mulo. Para o garantir, recorre �s autoridades: amea�a com grandes multas aqueles que se atrevam a tocar no t�mulo, apelando n�o s� para os magistrados municipais, mas recorrendo diretamente ao fisco romano. A inscri��o de Ab�rcio � precios�ssimo testemunho da vida crist� no fim do s�culo II ou no principio do III. Este bispo da �sia Menor, que apela para as leis do Imp�rio para ter a certeza de gozar a paz do t�mulo, afirma com naturalidade a divindade de Cristo, exalta a Igreja Romana, e encarece a uni�o dos fi�is realizada pelo Baptismo e pela Eucaristia. Do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt.

Sant' Abercio di Geropoli Vescovo

�udio da RadioMaria:

94079 > Sant' Apollo di Bawit Abate

74790 > San Benedetto Eremita a Mezieres MR

Bert�rio de Montecassino, Santo

Outubro 22 Abade e M�rtir,

Bertario de Montecasino, Santo

Bert�rio de Montecassino, Santo

Etimologicamente significa �ex�rcito c�lebre, ex�rcito brilhante: Vem da l�ngua alem�. Disse Miqueias: �O povo que elegeste Senhor, mora solit�rio num campo feraz: S� seu pastor�. Era de origem nobre. Entrou a voca��o numa peregrina��o a Montecassino. Ao ver a devo��o e a alegria dos monges beneditinos, pensou em ficar com eles. Entrou efetivamente. Quando morreu aquele abade a que tanto admirou ao contempl�-lo na sua peregrina��o, tocou-lhe em sorte ser seu herdeiro na c�lebre abadia. Era o 19� sucessor do santo fundador. Seu per�odo de abade estava complicado pelas invas�es dos sarracenos. J� no ano 846 o haviam destru�do. Eram piratas dedicados � pilhagem. Antes haviam saqueado os mosteiros de santo Andr�s e santo Apolinar. O primeiro que fez Bert�rio foi fortificar a abadia com muralhas e torres. O pr�prio imperador Luis II esteve v�rias vezes l� conduzindo suas tropas contra os mu�ulmanos. Tamb�m esteve a imperatriz Engelberga. Intentou que os pr�ncipes formassem uma Liga para lutar com os invasores. Enquanto fazia isto, o Papa Greg�rio VIII n�o estava de acordo. Pouco antes de morrer, deu ao mosteiro uma s�rie de isen��es e privil�gios Que constituem a organiza��o do patrim�nio da abadia.
Promoveu os estudos sagrados e profanos escrevendo textos de gram�tica, medicina, prosa e verso. Outra vez tiveram que refugiar-se perto porque os invasores os obrigaram. A outros os apanharam e, ante o altar, deram-lhes morte. Entre eles estava o abade Bert�rio. Seu corpo descansa na abadia. Era 22 de outubro de 883. A �ltima destrui��o teve lugar na II Guerra Mundial. �Felicidades a quem leve este nome! 90842 > San Bertario di Montecassino Abate e martire

� Donato de Fi�sole, Santo

Outubro 22 bispo,

Donato de Fiésole, Santo

Donato de Fi�sole, Santo

Segundo a tradi��o, quando o santo empreendeu uma peregrina��o a Roma no s�culo IX e de regresso passou por Fi�sole, encontrou o clero e o povo reunidos para a elei��o de um bispo. Quando este entrou na catedral, os c�rios se acenderam sozinhos e os sinos come�aram a tocar. O povo interpretou aquilo como um sinal do c�u e imediatamente foi eleito bispo por aclama��o. A festa deste santo se celebra atualmente em toda Irlanda.

74750 > San Donato di Fiesole Vescovo MR

� Esclaramunda de Foix, Beata

Outubro 22 Rainha de Maiorca,

Esclaramunda de Foix, Beata

Esclaramunda de Foix, Beata

Ela havia nascido no Castelo de Foix em 1255 e foi batizada com o mesmo nome que sua bisav�, Esclaramunda a Maior, que fora arqui-diaconesa dos c�taros. Esclaramunda contava s� vinte anos quando se casou, em 4 de Outubro de 1275, em Perpignan, com o herdeiro do trono de Maiorca, que j� havia cumprido os trinta e dois. Jaime II Rei de Maiorca, a quem se conheceria como O Bom Rei Jaime, foram condes de Rosell�n e da Sardenha, senhores de Montpellier e viscondes de Carlat e fundadores de uma dinastia que, por espa�o de tr�s quartos de s�culo, at� 1343, governaria este �reino no meio do mar�, como seria denominado, com uma franja continental na atual Fran�a. Se sabe que ela se fez cargo da tutela de seu neto Jaime III de Maiorca. Foi parte da Ordem Mercedaria de S�o Pedro de Amer a cual foi admitida no ano 1291.

90259 > Sant' Esclaramunda Regina di Maiorca, mercedaria

BEATA JOSEFINA LEROUX (ANA JOSEFA) e Companheiras JOANA LU�SA, MARIA MARGARIDA, CLOTILDE, MARIA LIEVINA, MARIA AGOSTINHA, MARIA MADALENA, JACINTA, MARIA GENOVEVA, JOANA REGINA e MARIA LU�SA, al�m de mais 4 padres  

M�rtires (entre muitos outros�)  -  (1794)

A Ordem Franciscana pode celebrar hoje a Beata Josefina Leroux, virgem e m�rtir, que fora batizada em 1747 com os nomes de Ana Josefa. Fez a profiss�o a 23 de Outubro de 1794 na mesma cidade, juntamente com cinco religiosas ursulinas (Joana Lu�sa, Maria Margarida, Clotilde, Maria Lievina e Maria Agostinha) e com quatro padres. Maria Lievina era a irm� mais nova de Josefina. A 17 do mesmo m�s tinham tido igual sorte, tamb�m em Valenciennes, outras cinco ursulinas: Maria Madalena, Jacinta, Maria Genoveva, Joana Regina e Maria Lu�sa. As disposi��es em que se encontravam os dois grupos de religiosas, assim as indica Maria Margarida, escrevendo �s ursulinas de Mons, a 20 de Outubro: �N�o nos lastimeis; perguntai antes o que fizemos para merecer este favor. Cinco de n�s j� sofreram a guilhotina. Subiram para ela a rir� Ficai bem certas que sempre vos ficaremos reconhecidas no c�u. Ao morrermos, abra�amo-nos de todo o cora��o��. Dessas onze religiosas, juntamente com quatro irm�os da caridade, de Arr�s, foram beatificadas por Bento XV em 1920. As Ursulinas foram acusadas e condenadas por terem emigrado para Mons, ent�o sob o dom�nio austr�aco, na B�lgica, ao ser-lhes tirada a casa em 1792, e por terem voltado a Valenciennes, quando os franceses recuperaram a cidade. Outra alega��o foi ainda acrescentada: o exerc�cio de fun��es proibidas pela lei, como era o ensino religioso � juventude. Tudo isto no contexto da revolu��o Francesa e das hostilidades entre a Fran�a e a �ustria. Quando foi dito no tribunal que n�o valia a acusa��o contra Josefina Leroux, que s� estivera em Mons durante o tempo duma visita, o juiz replicou: �Tenho muita pena de to dizer, mas tu emigraste como as outras�. S�o totalmente desconhecidas as circunst�ncias em que foram sepultados os corpos das v�timas e os t�mulos n�o foram encontrados. Do livro SANTOS DE CADA DIA, de http://www.jesuitas.pt/

Beata Maria Giuseppina (Anna Giuseppa) Leroux Orsolina, martire

Beate Maria Clotilde Angela di S. Francesco Borgia (Clotilde Giuseppa) Paillot e 5 compagne Martiri

74730 > Santi Filippo ed Ermete Martiri MR

74780 > San Leotaldo di Auch Vescovo MR

90490 > Beata Lucia Bartolini Rucellai Monaca

74770 > San Lupenzio Abate MR

74740 > San Mallone di Rouen Vescovo MR

74720 > San Marco di Gerusalemme Vescovo MR

90459 > San Moderano di Berceto (M

Ascolta da RadioVaticana:

oderanno di Rennes) Vescovo MR

94711 > San Nancto (Nuncto) Abate e martire

SANTA NUNILONA e SANTA AL�DIA

M�rtires (851)

Filhas de pai maometano e m�e crist�, matrim�nios ent�o muito frequentes, foram educadas nos mais s�lidos sentimentos da piedade crist�, de maneira que, nutrindo-os sempre, e compondo por eles os seus costumes, eram a admira��o de todas as pessoas por exemplar comportamento. Ocorreu a morte dos pais quanto tinham apenas doze ou treze anos; entraram para a tutela de um tio, ferrenho sect�rio do islamismo. Por muitas vezes tentara ele pervert�-las sem resultado; mas como o rei publicasse um �dito, pelo qual sob pena de morte obrigava os filhos de crist�o e mouro a seguir a religi�o de Maom�, tomou aqui ensejo o tio para mover os seus assaltos. Vendo-se repelido sempre com invenc�vel brio pelas duas �rf�s, denunciou-as a Zumail, governador de Huesca. Mandou o governador que Nunilona e Al�dia comparecessem no seu tribunal; certas de que a sua f� era o objecto de lit�gio, puseram-se a caminho, descal�as, alentando-se uma � outra a padecer, com as raz�es que lhes inspirava o Esp�rito Santo. Perguntou-lhes Zumail se seu pai tinha sido maometano; a isto respondeu Nunilona, que era a mais velha: �N�s n�o conhecemos o nosso pai, que nos faltou ainda quando ainda muito meninas; sabemos por�m que a nossa m�e era crist� e que nos educou nesta santa religi�o que professamos e pela qual estamos prontas a perder a vida�. Fez Zumail quanto p�de para estabelecer separa��o entre as duas donzelas, mas, advertindo que era debalde, despediu-as, dizendo que lhes perdoava por ent�o por causa da verdura dos anos, e de as julgar mal aconselhadas; mas, se n�o se mostrassem emendadas, tivessem, por certo as mandaria decapitar. Sa�ram as duas irm�s todas satisfeitas por haverem podido confessar Jesus Cristo perante o tribunal do magistrado; e enquanto se lhes n�o proporcionava ocasi�o de darem a vida, o que n�o reputavam distante, resolveram preparar-se por aumento de fervor e de mortifica��es. Espiava-as o tio. Notando que em nada mudavam quanto � profiss�o religiosa, que continuavam a ser e a parecer crist�s, de novo as denunciou ao governador como crist�s, e de mau exemplo para os crentes do Alcor�o. Foram pois chamadas de novo ao tribunal, e muitas vezes tentadas por amea�as e promessas a renegarem a Jesus Cristo; por �ltimo, entregues cada um a delas a uma fam�lia de mouros, a fim de que as persuadissem a seguir a lei de Maom�, como filhas de pai maometano, e assim se cumprisse o decreto de Abederram�o II. Suportaram as duas ilustres virgens por espa�o de quarenta dias os mais insistentes assaltos dos infi�is; n�o se modificaram por�m no firme prop�sito de chegar ao fim. Achava-se Al�dia, uma noite, dois dias antes do seu mart�rio glorioso, em ora��o, quando foi vista toda banhada de luz por uma filha do seu hospedeiro; ofereceu-lhe ocasi�o de obter a liberdade, se quisesse consentir nisso; n�o aquiesceu a santa para se n�o privar da gl�ria que a esperava; s� pediu que lhe permitisse abra�ar a irm�; concedendo-se-lhe este favor, abra�aram-se ternamente e animaram-se a padecer por Jesus Cristo. Soube Zumail a nenhuma efic�cia dos seus processos; insistiu ainda outra vez, amea�ando-as com a morte, se n�o renegassem a f� crist�; sempre repelido, lembrou-se de as entregar a um desgra�ado presb�tero, que, para se revolutear no lodo das suas paix�es, renegara a cren�a, a fim de por suas artes as levar a igual desvario. Na impossibilidade de o fazer, participou a Zumail a inutilidade de seus esfor�os. Arrebatado, o tirano deu ordem de as degolarem imediatamente. Nunilona foi a primeira que se ofereceu ao sacrif�cio, compondo o cabelo para receber o golpe; posta de joelhos, disse com valoroso �nimo ao verdugo: �Eia, infiel, fere depressa�. At�nito e perturbado, o verdugo errou o golpe � garganta, e levou-lhe um peda�o do queixo, sem lhe cortar toda a cabe�a; e caindo o corpo em terra, descobriram-se-lhe um pouco os p�s com os movimentos naturais que ocasiona a morte. Correu Al�dia a compor a roupa da irm� sem a menor turba��o; cravando em seguida os olhos ao c�u, como quem via subir a alma ditosa, exclamou: �Espera um pouco irm�. Disp�s-se logo para seguir Nunilona, mas, para que se lhe n�o sucedesse outro tanto, atou os p�s �s orlas dos vestidos para que a sua honestidade n�o sofresse com isto; descobriu o rosto, p�s-se de joelhos diante do corpo de sua irm� como sobre o altar consagrado e nesta postura recebeu o golpe do alfange, passando ambas a gozar a vis�o beatifica no dia 22 de Outubro de 851. Do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt.

74810 > Sante Nunilone e Alodia Martiri MR

SANTA SALOM�

M�e de S. Tiago e de S. Jo�o Evangelista

Salom� � nome hebraico que passou para o grego. Evoca a ideia de sa�de e de paz. A sauda��o judaica Shal�m e o �rabe Salam significam �Paz!�. A liturgia romana retomou, na Missa pontifical, para o bispo e para o abade, a sauda��o de Nosso Senhor Jesus Cristo dirigida aos seus disc�pulos (Jo 20, 26): �A paz esteja convosco�, e, pondo-a no singular, usou-a para o rito do �sculo da paz. S. Francisco de Assis dizia no seu Testamento: �O Senhor revelou-me esta sauda��o que n�s devemos usar: O Senhor vos d� a paz�. No seu mais antigo retrato, em Subiaco, apresenta S. Francisco um escrito que diz: PAX HUIC DOMUI = Paz a esta casa (Mt 10, 12), f�rmula que se encontra no Ritual romano. Os Beneditinos usam a palavra latina Pax como pr�pria divisa. Salom� aparece duas vezes no Evangelho de S. Marcos (15, 40 e 16,1): est� entre as santas mulheres que olham de longe para o Calv�rio e depois v�o comprar perfumes para ungir o corpo de Jesus, depois de passado o descanso do s�bado. � prov�vel que Salom� seja irm� de Maria, m�e de Jesus, que seja mulher de Zebedeu e m�e de Tiago e de Jo�o. Deve ter sido ela quem se apresentou ao Senhor com os dois filhos, pedindo para eles um posto de honra no futuro reino, a Igreja. O ato de confian�a dela � digno de louvor, mas bastante menos a ambi��o que leva consigo. O Senhor respondeu compadecido: �N�o sabeis o que pedis. Podeis beber o c�lix que Eu estou para beber (= participar na minha Paix�o)? � Sim.podemos. Jesus replicou-lhes: � Na verdade, bebereis o meu c�lix, mas o sentar-se � minha direita ou � minha esquerda n�o Me pertence a Mim conced�-lo: � para aqueles para quem meu Pai o tem reservado�. O verdadeiro disc�pulo deve estar disposto a servir a sofrer para salvar os seus irm�os, os homens. A paga n�o faltar� nunca! Esta m�e t�o interessada pelos filhos, a quem pouco faltava opara ser uma �m�e crist�� modelar, figura h� s�culos entre os santos.Do livro SANTOS DE CADA DIA, de http://www.jesuitas.pt/

 

92989 > San Simmaco di Capua Vescovo

74760 > San Valerio di Langres Diacono e martire MR

www.jesuitas.ptwww.es.catholic.net/santoralwww.wikipedia.comwww.santiebeati.it

Ant�nio Fonseca

===================================

0000000000000000000000000000000000000000000000

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

�������������������������������������������������������������������������������������������������������������

WWW.JESUITAS.PT.

WWW.ES.CATHOLIC.NET/SANTORAL

WWW. SANTIEBEATI.IT

Sites utilizados: Os textos completos s�o recolhidos atrav�s do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt. em que tamb�m incluo imagens recolhidas atrav�s de http://es.catholic.net/santoral,; em seguida os textos deste mesmo site sem tradu��o e com imagens, e por �ltimo apenas os nomes e imagens de HTTP://santiebeati.it.

NOTA INFORMATIVA: Como j� devem ter reparado, de vez em quando, segundo a sua import�ncia h� uma exce��o da 1� biografia, que mais sobressai, � quando se trate de um dia especial, dedicado a Jesus Cristo, a Nossa Senhora, Anjos ou algum Santo, em particular � todos os restantes nomes (que n�o constem do livro citado � nem tampouco dos outros sites) surgem por Ordem alfab�tica, uma, duas ou tr�s vezes, conforme figurem nos tr�s sites indicados, que poder�o ser consultados - se assim o desejarem � pelos meus eventuais leitores. LOGICAMENTE E POR ESSE FACTO, DIARIAMENTE, O ESPA�O OCUPADO, NUNCA � IGUAL, ACONTECENDO POR VEZES QUE � DEMASIADO EXTENSO. As minhas desculpas e obrigado.

Responsabilidade exclusiva de ANT�NIO FONSECA