OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

sábado, 31 de dezembro de 2011

31 de Dezembro de 2011 a 1 de Janeiro de 2012 - em Sidney, na Austrália, há 2 horas e meia atrás…

Happy New Year Sydney 2011

Postado por ANTÓNIO FONSECA, às 14,35 horas, de 31-12-11

 

Happy New Year Sydney 2011

Quero desejar a todos os que têm a “pachorra” e já agora “o Bom Gosto” de passar por este blogue SÃO PAULO (e Vidas de Santos), o melhor ano possível, mau grado a crise de valores, a crise económica, a crise de Fé, a crise de mal estar, enfim todas as crises que povoam o dia a dia do Ser Humano, principalmente em Portugal e, praticamente toda a Europa, toda a África, toda a Ásia, toda a Oceânia e toda a América. Realmente todos os Cinco continentes estão passando (uns mais, outros menos) por problemas infindos de toda a ordem, sejam eles provocados pela Natureza, sejam provocados pelos Homens:

Vejamos: São guerras, são assassínios, são roubos, são corrupções a multiplicarem-se, são os pobres a crescerem dia a dia, são todos os flagelos a aparecer, são terramotos, são maremotos, são vulcões a explodir, são tempestades, são grandes catástrofes de todas as formas e feitios, de grandes proporções, que ninguém no Mundo pode ou quer resolver, pois muito do que acontece, escusava de acontecer.

Bastava que o Homem, – todo o Homem – cumprisse a regra mínima:

ANMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E O PRÓXIMO COMO A SI MESMO,

e não haveriam guerras, não haveria fome, não haveria gente a morrer todos os dias, devido à falta do mínimo indispensável a cada Ser Humano, para poder viver com Dignidade.

Não tenho a pretensão de ser o Salvador (nem nunca o poderia ser) pois Deus apenas permitiu que houvesse Um que nascendo do seio da Virgem Maria, há dois mil e onze anos e passados trinta e três anos, foi assassinado precisamente por aqueles que Jesus Cristo queria salvar.

Felizmente tem havido ao longo dos séculos e assim sucederá até ao fim dos tempos, homens, mulheres e crianças que têm tentado cumprir a sua Lei, cumprir os seus mandamentos e que vão conseguindo ser Santos, Beatos, Veneráveis e Servos de Deus, indo por todo o Mundo e anunciando a Boa Nova a todos os outros Homens, mulheres e crianças, que não CREEM, não ADORAM, nem ESPERAM, nem AMAM A DEUS, a seu Filho JESUS CRISTO e à sua Mãe MARIA SANTÍSSIMA.

Enquanto tal não suceder, o APOCALIPSE continuará e cumprir-se-á muito do que ali está anunciado

Meus Amigos e meus Irmãos em Cristo, temos que arrepiar caminho, temos que voltar a ter Fé, temos que voltar a Deus que nos criou; é necessário voltar a encher as Igrejas, é necessário voltar a rezar as orações que aprendemos na Catequese, é absolutamente necessário virarmos a página, pois sem isso nada conseguiremos.

ACREDITEMOS, ADOREMOS, ESPEREMOS E AMEMOS A DEUS,

A JESUS CRISTO, A NOSSA SENHORA SUA SANTÍSSIMA MÃE

e CUMPRAMOS O SEU PRINCIPAL MANDAMENTO:

AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO PRÓXIMO COMO A NÓS MESMOS

E SEREMOS SALVOS.


000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_[2]_thumb
===================================

email: aarfonseca0491@hotmail.com

Nº 1150-4–(31-12-2011) - Recordando o Padre Mário Salgueirinho - mais um Vitral

 

Padre Salgueirinho

Esta semana não se publicou a Voz Portucalense, pelo que novamente recorri ao arquivo do blogue padremariosalgueirinho.blogspot.com para procurar um dos Vitrais que se aplicasse nesta época de fim de um ano (que não deixa muito boas saudades…).

Mau grado, os meus esforços ao vasculhar o referido arquivo, não pude encontrar nenhum Vitral que se adaptasse realmente à situação que se atravessa (nomeadamente a passagem de um Ano para o outro – fim de um ou começo de outro) – porventura, talvez não tenha procurado bem… -  e por isso, resolvi de motu próprio, transcrever o que se segue, datado de 4/1/2010, que se debruça mais propriamente sobre o início da “Missão 2010” que D. Manuel Clemente – Bispo do Porto, entendeu e muito bem, levar a efeito no referido Ano, que reza assim:

===========0000000000000000000000000===========

Monday, January 04, 2010

Tempo de anunciar


 

Iniciamos na nossa Diocese a “Missão 2010”: tempo de esperança, de entusiasmo, de acção, de metanóia, de evangelização transformadora.
Muitos factores têm arrefecido a fé dos cristãos. Verificamos uma diminuição crescente da prática litúrgica, fruto das ideias materialistas que contagiam os nossos crentes. Há menos jovens, menos adultos a viver a sua fé pela participação nos atos litúrgicos, quer por respeito humano, quer porque a base da sua catequese foi demasiado frágil e superficial.
É espantosa a ignorância religiosa de muito do nosso povo, tanto de cultura mediana como até de licenciados.
Nota-se um vazio generalizado, eivado de superstições enganosas, que uma boa catequese de adultos poderá modificar.
Dom Manuel Clemente, algum tempo depois de assumir o pastoreio da Diocese do Porto, com a sua competência e dedicação, apercebeu-se desta situação e decidiu convocar todo o povo a uma campanha de evangelização missionária, constituindo 2010 como ano de missão evangélica.
Atribuiu a cada mês a sua função. Janeiro é o mês do “anúncio”. È o mês em que cada cristão se empenhará a anunciar Jesus Cristo e a Sua Palavra de verdade, de igualdade, de justiça, de paz e de amor.
Que deve fazer cada diocesano? – Deve fazer melhor o que fazia até agora: melhor nos seus deveres familiares, profissionais, sociais, políticos e religiosos.
Com o esforço missionário é sempre possível operar melhor e transformar em melhor o nosso mundo: a gente da nossa rua, do nosso local de trabalho, das nossas comunidades, dos nossos bairros, das nossas paróquias, das nossas cidades.
Janeiro – mês do “anúncio” – carregado de entusiasmo para tornar Cristo mais conhecido, mais seguido, mais amado.
A nossa vida será um “anúncio” pela palavra e pelo testemunho; um grito de alerta, um clamor de guerra à apatia e à ignorância religiosa de muito do nosso povo; será uma entrega serena à “pesca de almas”, para que o nosso mundo se transforme, vivendo a Boa Nova salvadora de Jesus Cristo.

posted by Maia @ 5:47 PM 0 comments

0000000000000000000000000000000000

Transcrição efectuada através de padremariosalgueirinho.blogspot.com , por

ANTÓNIO FONSECA

para publicar neste blogue, em 31-12-2011 – 10,30 horas

Nº 1150-3 - (365) - 31 DE DEZEMBRO DE 2011 - SANTOS DE CADA DIA - 4º ANO

Nº 1150-3

Tero_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb_t[1]

#####################################

img06658-prespio_thumb_thumb_thumb_t[1]

#####################################

Caros Amigos:

 

Ao terminar o Ano de 2011 (sem muito boas recordações, infelizmente, para muitos de nós) quero deixar ainda aqui mais alguns nomes de personalidades  portuguesas que - acredito - brevemente deverão ser Beatificados e/ou Canonizados, assim o permita Deus.

Sucede aliás que alguns deles, durante o corrente ano, já o foram, mas como não me recordo, neste momento, das datas em que o terão sido, resolvi publicá-los todos (por ordem alfabética - minha opção), através do Apêndice publicado no livro III de SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt, na sua quarta edição - creio que em 2009 ou 2010 - se não estou em erro.

Os melhores cumprimentos.

António Fonseca

ALEXANDRINA MARIA DA COSTA,

nascida em 30 de Março de 1904 e falecida em 13 de Outubro de 1955

AMÉRICO MONTEIRO DE AGUIAR,

Padre, nascido em 23 de Outubro de 1887 e falecido em 16 de Julho de 1956

D. ANTÓNIO BARROSO,

bispo, nascido em 5 de Novembro de 1854 e falecido em 31 de Agosto de 1918

D. BERNARDO DE VASCONCELOS,

beneditino, nascido em 7 de Julho de 1902 e falecido em 4 de Julho de 1932

D. FERNANDO, o INFANTE SANTO,

8º filho de D. João I e D. Filipa de Lencastre, nasceu em 1402 e faleceu em 5 de Julho de 1443

FRANCISCO RODRIGUES DA CRUZ,

Padre, nascido em 20 de Julho de 1859 e falecido em 1 de Outubro de 1948

GONÇALO DA SILVEIRA,

padre, nascido em 23 de Fevereiro de 1526 e faleceu no ano de 1561

GUILHERME BRAGA DA CRUZ,

Doutor, nascido em 11 de Junho de 1916 e falecido em 11 de Março de 1977

JOSÉ APARÍCIO DA SILVA,

Padre, nascido em 1879 e faleceu a 21 de Maio de 1966

D. MANUEL MENDES DA CONCEIÇÃO SANTOS,

Bispo e Arcebispo, nascido em 13 de Dezembro de 1876 e falecido em 30 de Março de 1955

MANUEL NUNES FORMIGÃO,

Padre, nascido em 1 de Janeiro de 1883 e faleceu em 30 de Janeiro de 1958

MARIA CLARA DO MENINO JESUS,

Irmã, nascida em 15 de Junho de 1843 e falecida em 1 de Dezembro de 1899

MARIA DA CONCEIÇÃO FERREIRA PIMENTEL (SÃOZINHA),

nascida em 1 de Fevereiro de 1923 e falecida em 6 de Junho de 1940

MARIA DA CONCEIÇÃO PINTO ROCHA,

nascida em 16 de Dezembro de 1889 e falecida em 2 de Outubro de 1958

MARIA DO LADO ou MARIA DO SAGRADO LADO,

falecida em 1631

RITA AMADA DE JESUS,

nascida a 5 de Março de 1848 e falecida em 6 de Janeiro de 1913 (*)

SÍLVIA CARDOSO,

nascida em 1882 e falecida em 2 de Novembro de 1950

(*) Conforme disse no início, Rita Amada de Jesus  foi uma das que foi canonizada no presente ano

(... mas de momento não posso precisar a data).

0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

  • 000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
  •  
    Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
  •  
    Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_[2]
     
  •  
    ===================================
  •  
    0000000000000000000000000000000000000000000000
    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$


    «««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


  •  
  •  
    WWW. SANTIEBEATI.IT
  •  
    Sites utilizados: Os textos completos são recolhidos através do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt. em que também incluo imagens recolhidas através de http://es.catholic.net/santoral,; em seguida os textos deste mesmo site sem tradução e com imagens, e por último apenas os nomes e imagens de HTTP://santiebeati.it.
    NOTA INFORMATIVA: Como já devem ter reparado, de vez em quando, segundo a sua importância há uma exceção da 1ª biografia, (ou biografias do Livro Santos de Cada Dia – já traduzidas – por natureza) que mais sobressaem, – quando se trate de um dia especial, dedicado a Jesus Cristo, a Nossa Senhora, Anjos ou algum Santo, em particular – todos os restantes nomes surgem por Ordem alfabética, uma, duas ou três vezes, conforme figurem nos três sites indicados, que poderão ser consultados - se assim o desejarem – pelos meus eventuais leitores. LOGICAMENTE E POR ESSE FACTO, DIARIAMENTE, O ESPAÇO OCUPADO, NUNCA É IGUAL, ACONTECENDO POR VEZES QUE É DEMASIADO EXTENSO.
  •  
    As minhas desculpas e obrigado.
  •  
    Responsabilidade exclusiva de ANTÓNIO FONSECA
  • Nº 1150-2 - A RELIGIÃO DE JESUS - OITAVA DE NATAL - ‘Ultimo sábado’–31 de DEZEMBRO de 2011

    Nº 1150-2

    Do livro, A RELIGIÃO DE JESUS, de José Mª Castillo – Comentário ao Evangelho do dia – Ciclo B (2011-2012) – Edição de Desclée De Brouwer – Henao, 6 – 48009 Bilbao – www.edesclee.cominfo@edesclee.com: tradução de espanhol para português, por António Fonseca

    Estrela O texto dos Evangelhos, que anteriormente (no Ano A) estavam a ser transcritos e traduzidos de espanhol para português, diretamente através do livro acima citado, são agora transcritos através da 12ª edição do Novo Testamento, da Difusora Bíblica dos Missionários Capuchinhos, (editada em 1982, salvo erro..). No que se refere às Notas de Comentários continuam a ser traduzidas como anteriormente. AF.

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    31 DE DEZEMBRO DE 2011

    ÚLTIMO SÁBADO DA OITAVA DE NATAL

    Jo, 1 1-18

    1 – PRÓLOGO – No princípio já existia o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava, no princípio, com Deus. Tudo começou a existir por meio d’Ele, e, sem Ele nada foi criado. N’Ele estava a Vida e a Vida era a Luz dos homens. A Luz resplandece nas trevas, mas as trevas não a admitiram. Surgiu um homem enviado por Deus, cujo nome era João. Veio como testemunha, para dar testemunho da Luz a fim de todos crerem por Seu intermédio. Ele não era a Luz, mas veio para testemunho da Luz. O Verbo era a Luz verdadeira que vindo ao mundo, a todo o homem ilumina. Estava no mundo, e o mundo foi feito por Ele, mas o mundo não O conheceu. veio ao que era Seu e os Seus não o receberam. Mas a todos que O receberam, aos que creem n’Ele, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus; eles que não nasceram do sangue, nem de vontade carnal, nem da vontade do homem, mas, sim de Deus. E o Verbo fez-Se homem e habitou entre nós, e nós vimos a sua glória, glória que lhe vem do Pai, como Filho único cheio de graça e de verdade. João dá testemunho d’Ele e exclama, nestes termos: «Este é Aquele de Quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente porque existia antes de mim». E da Sua plenitude é que todos nós recebemos, graça sobre graça. Porque, se a Lei foi dada por meio de Moisés, a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo.Ninguém jamais viu a Deus: o Filho único que está no seio do Pai é que O deu a conhecer.

    1. Por mais certa que possa ser a teoria científica do Big Bang (sobre a origem do Universo), o Evangelho de João diz que tudo o que existe tem sua origem em Cristo. E tudo tem, desde a sua primeira origem, como finalidade a Cristo (Col 1, 16-17). A teologia não é uma teoria científica, mas sim uma mensagem religiosa. Segundo esta mensagem, tudo o que existe (desde que existe) orienta-se para Jesus, o Senhor. O natural está fundido com o sobrenatural, o humano com o divino. O “meramente natural” (anatureza pura’ segundo diziam os antigos teólogos escolásticos) nunca existiu. Nem sabemos o que isso pode ser.

    2. Tudo o que é verdadeiramente natural e humano nos leva a Deus e nos aproxima de Deus. O trabalho, o descanso, os afazeres e relações dos humanos, os gozos e desfrute da vida, tudo o que é verdadeiramente humano, é por isso mesmo divino. Assim é em nós a presença do sobrenatural (H. de Lubac, K. Rahner…), ainda que o sujeito humano tenha outras crenças ou não tenha crenças religiosas.

    3. As leis religiosas foram dadas por Moisés e por outros mais fundadores de religiões. As religiões são boas e convenientes na medida em que nos ajudam a ser mais humanos, que isso, em definitivo, é a “graça” e a “verdade” que nos dá Jesus, o Deus humanado. É um erro pensar que somente “o religioso” é o que nos aproxima de Deus. A Deus nos leva tudo o que é verdadeiramente humano. E o que nos faz mais humanos.

    »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««

    0000000000000000000000000000000000000000000000000000000

    =======================================================

    Viso - mapa

    http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.

    Compilação (e tradução dos comentários) por António Fonseca
    http://bibliaonline.com.br/acf;
    NOTA FINAL:
    Continuo a esclarecer que os comentários aos textos do Evangelho, aqui expressos, são de inteira responsabilidade do autor do livro A RELIGIÃO DE JESUS e, creio eu… apenas retratam a sua opiniãoe não a minha ou de qualquer dos meus leitores, que eventualmente possam não estar de acordo com ela. Eu apenas me limito a traduzir de espanhol para português os Comentários e NEM EU NEM NINGUÉM ESTÁ OBRIGADO A ESTAR DE ACORDO.

    Mais um esclarecimento, No passado dia 27 de Novembro, comecei uma nova página que tem saído diariamente (e procurarei que o seja sempre), na qual vou transcrevendo alguns capítulos do Evangelho de S. Marcos, - pela ordem com que são apresentados - para que, quem eventualmente esteja interessado possa seguir os factos relatados pelo Evangelista. Acho um trabalho interessante, porque serve para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir o caminho até Ele.

    Como Jesus Cristo disse, na sua Ascensão ao Céu: “IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS”.

    É apenas isto que eu estou tentando fazer.

    Desculpem e obrigado. AF.

    Nº 1150-1 - 31 DE DEZEMBRO DE 2011 - SANTOS DE CADA DIA - 4º ANO

     

    Nº 1150

    Tero_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb_t

    #####################################

    img06658-prespio_thumb_thumb_thumb_t

    #####################################

    BEATO ALÃO DE SOLMINIHAC

    Bispo (1593-1659)

    Nasceu em Belet (França), a 25 de Novembro de 1593. Aos 20 anos ingressou na Abadia de Chancelade, pertencente aos Cónegos Regulares de Santo Agostinho. Na Epifania de 1623 recebe a bênção abacial e entrega-se à reestruturação material e espiritual da sua Abadia. Feito Bispo de Cahors em 1636, trabalhou incansavelmente durante 22 anos. Visitou nove vezes cada uma das 800 paróquias da diocese. Faleceu santamente a 31 de Dezembro de 1659. Na homília da beatificação, a 4 de Outubro de 1981, João Paulo II fez este apelo: «Oxalá os Bispos da França e de todos os países encontrem na vida do Beato Alão de Solminihac a coragem de evangelizar sem temor o mundo contemporâneoAAS 74 (1982) 261-3; L’OSS. ROM. 11.10.1981. Do livro Santos de cada dia, de www.jesuitas.pt

    92533 > Beato Alano di Solminihac Vescovo 31 dicembre MR

    SANTA COMBA DE SENS

    Mártir (princípio do século III)

    Santa Comba é venerada por ter sido martirizada em Sens, no tempo do imperador Aureliano (270-275). As suas Atas, escritas no século VIII, dizem que teve sempre grande horror aos ídolos. Foi por esse motivo que fugiu de Espanha ainda menina e entrou em França onde, segundo lhe diziam, florescia uma religião muito mais pobre. A família virtuosa que a recebeu, batizou-a e educou-a na perfeição. Entretanto, aconteceu passar por Sens o imperador Aureliano, que mandou matar todos os cristãos. Foi Comba a única pessoa que encontrou graça a seus olhos, tal a nobreza das suas feições, reveladoras de ascendência ilustre. Foi em vão, porém, que ele tentou seduzi-la. Às suas intenções, a donzela respondia com palavras tão dignas, que Aureliano acabou por se encolerizar e deu ordem para que a entregassem a alguns libertinos. Surgiu, porém, dos bosques um urso, que se deitou a seus pés e conservou à distância os que se queriam aproximar dela. Não a deixou mais, e os carrascos viram-se por muito tempo impossibilitados de executar as ordens recebidas. Foi preciso Comba mandar embora o seu protetor, para que os carrascos a pudessem decapitar. Do livro Santos de cada dia, de www.jesuitas.pt

    91596 > Santa Colomba di Sens Vergine e martire 31 dicembre MR

    SANTA MELÂNIA, a NOVA e  SANTO PINIANO

    (439 e 435)

    Melania la Jóven, Santa

    Melânia a Jovem, Santa

    Nascida em Roma, Melânia tinha apenas treze anos quando casou com Piniano. Tiveram vários filhos que morreram todos em tenra idade. Fizeram então voto de continência, deram liberdade aos seus escravos e, a fim de darem o produto aos pobres, venderam os bens que possuíam na Hispânia e na Gália, reservando os que tinham na Itália, na Sicília e em África. A seguir, foram fazer uma visita a Santo Agostinho, construíram dois mosteiros na sua diocese e foram depois fixar-se em Jerusalém. Melânia perdeu o marido em 435. Assumiu durante algum tempo a direção dum mosteiro, empreendeu uma viagem a Constantinopla, a fim de converter seu tio Volusiano, e regressou a Jerusalém, onde morreu em 439. ¡Felicidades a quem leve estes nomes!Conhece-te a ti mesmo” (Sócrates). ¡Feliz final de Ano!

    83500 > Santa Melania la Giovane Penitente 31 dicembre MR

    SÃO SILVESTRE I

    Papa (335)

    Silvestre I, Santo

    Silvestre I, Santo

    Piedoso e santo mas de personalidade pouco marcada, apagou-se ao lado dum Imperador culto e ousado como Constantino, o qual, mais que servi-lo se terá antes servido dele, da sua simplicidade e humanidade, agindo por vezes como verdadeiro bispo da Igreja, sobretudo no Oriente, onde recebe o nome de Isapóstolo, isto é, igual aos apóstolos. E na realidade, nos assuntos externos da Igreja, o Imperador considerava-se acima dos próprios bispos, o bispo dos bispos, com inevitáveis intromissões nos próprios assuntos internos, uma vez que, com a sua mentalidade ainda pagã, não estava capacitado para entender e aceitar um poder espiritual diferente e acima do civil ou político. E talvez S. Silvestre, na sua simplicidade, tivesse sido o Papa ideal para a circunstância. Outro Papa mais exigente, mais cioso da sua autoridade, teria irritado a megalomania de Constantino, perdendo a sua proteção. Ora estava ainda muito viva a lembrança dos horrores por que passara a Igreja no reinado de Diocleciano, e S. Silvestre, testemunha dessa perseguição que ameaçou subverter por completo a Igreja, terá preferido agradecer este dom inesperado da proteção imperial e agir com moderação e prudência. Constantino terá certamente exorbitado. Mas isso ter-se-á devido ao desejo de manter a paz no Império, ameaçada por dissensões ideológicas da Igreja, como na questão do donatismo, que, apesar de já condenado no pontificado anterior, se vê de novo discutido, em 316, por iniciativa sua. Dois anos depois, gerou-se nova agitação doutrinária mais perigosa, com origem na pregação de Ario, sacerdote alexandrino que negava a divindade da segunda Pessoa e, consequentemente, o mistério da Santíssima Trindade.

    Silvestre I, Santo

    Silvestre I, Santo

    Constantino, inteirado da agitação doutrinária, manda mais uma vez convocar os bispos do Império para dirimirem a questão. Sabemos pelo Líber Pontificalis, por Eusébio e Santo Atanásio, que o Papa dá o seu acordo, e envia, como representantes seus, Ósio, bispo de Córdova, acompanhado por dois presbíteros. Ele, como dignidade suprema, não se imiscuiria nas disputas, reservando-se a aprovação do veredicto final. Além, disso, não convinha parecer demasiado submisso ao Imperador. Foi o primeiro Concílio Ecuménico (universal) que reuniu em Niceia, no ano 325, mais de 300 bispos, com o próprio imperador a presidir em lugar de honra. Os Padres conciliares não tiveram dificuldade em fazer prevalecer a doutrina recebida dos Apóstolos sobre a divindade de Cristo, proposta energicamente pelo bispo de Alexandria, Santo Atanásio. A heresia de Ario foi condenada sem hesitação e a ortodoxia trinitária ficou exarada no chamado Símbolo Niceno ou Credo, ratificado por S. Silvestre. Constantino, satisfeito com a união estabelecida, parte no ano seguinte para as margens do Bósforo onde, em 330, inaugura Constantinopla, a que seria a nova capital do Império, eixo nevrálgico entre o Oriente e o Ocidente, até à sua queda em poder dos turcos otomanos, em 1453. Data dessa altura a chamada doação constantiniana, mediante a qual o Imperador entrega à Igreja, na pessoa de S. Silvestre, A Domus Faustae, Casa de Fausta, sua esposa, ou palácio imperial de Latrão (residência papal até Leão XI), junto ao qual se ergueria uma grandiosa basílica de cinco naves, dedicada a Cristo Salvador e mais tarde a S. João Baptista e a S. João Evangelista (futura e atual catedral episcopal de Roma, S. João de Latrão). Mais tarde, doaria igualmente a própria cidade. Depois de um longo pontificado, cheio de acontecimentos e transformações profundas na vida da Igreja, morre S. Silvestre I no último dia do ano 335, dia em que a Igreja venera a sua memória. Sepultado no cemitério de Priscila, os seus restos mortais seriam trasladados por Paulo I (757-767) para a Igreja erguida em sua memória. Do livro Santos de cada dia, de www.jesuitas.pt. Ver também www.es.catholic e www.santiebeati.it ¿Queres saber más? Consulta ewtn

    30600 > San Silvestro I Papa 31 dicembre - Memoria Facoltativa MR

    • Josefina (Giuseppina) Nicoli, Beata
    Dezembro 31 Filha da Caridade

    Josefina (Giuseppina) Nicoli, Beata

    Josefina (Giuseppina) Nicoli, Beata

    Conhecida como Soror Sorriso digna Filha da Caridade de São Vicente de Paulo

    Josefina Nicoli nació en Casatisma (Pavía, Italia) el 18 de noviembre de 1863. Era la quinta de diez hijos de una familia de clase media y de profunda fe. Cursó la escuela primaria con las religiosas agustinas, en Voghera; y estudió magisterio en Pavía. Su deseo secreto, que la impulsó a realizar estos estudios, era el de dedicarse a la educación de niños pobres en un tiempo en el que era muy alto el porcentaje de analfabetismo entre la gente de menos recursos. Este deseo fue madurando, sobre todo, a través de la experiencia del dolor, que visitó su familia con la muerte de algunos de sus hijos, entre ellos Juan, de quien Josefina se había convertido en su servicial enfermera personal. En medio de estas situaciones dolorosas aprendió a considerar el valor de la vida y la fragilidad de las cosas humanas. Josefina era querida por todos, su carácter dulce era un don natural; y un sacerdote de Voghera, don Giacomo Prinetti, su director espiritual, la guió en el camino de la perfección del espíritu, mientras maduraba la llamada a consagrar su vida a Dios. El 24 de septiembre de 1883, a la edad de veinte años, ingresó en la Compañía de las Hijas de la Caridad de San Vicente de Paúl, en la casa "San Salvario" de Turín, donde hizo el postulantado y el noviciado. Recibió el hábito propio de la Compañía en París, en una ceremonia que tuvo lugar en la Casa madre de las Hijas de la Caridad. En el año 1885 fue trasladada a Cerdeña. Su primera misión, que acogió con gran entusiasmo, fue la de enseñar en el "Conservatorio de la Providencia" de Cágliari. La experiencia educativa entre niñas pobres la marcó de forma especial. Durante este tiempo no se limitó a mirar sólo lo que sucedía entre los muros del conservatorio, sino que intensificó cada vez más su unión con el Señor crucificado en medio de las vicisitudes cotidianas. En el año 1886, la ciudad de Cágliari fue azotada por la epidemia del cólera, y sor Josefina, juntamente con sus hermanas del conservatorio, se dedicó, en los momentos que le quedaban libres después del horario escolar, a socorrer a las familias pobres de la ciudad, organizando "cocinas económicas" que pusieron a disposición de las autoridades civiles. Este servicio le permitió salir al encuentro de los muchachos abandonados por las calles de Cágliari, enseñándoles el catecismo en los encuentros que programaba los domingos. Más tarde organizó a los muchachos en una asociación que llamó "Los Luisitos", estimulándolos a vivir en actitud de ayuda fraterna y educándolos a una sana sociabilidad que, a muchos de ellos, los condujo a cambiar de vida. Después de casi quince años de activa vida apostólica en Cágliari, en el año 1889 fue trasladada al orfanato de Sássari. También allí desarrolló un amplio proyecto apostólico, organizando diversas instituciones orientadas siempre al servicio hacia los pobres. Se preocupó por la formación de escuelas de catequesis que cada domingo reunían a cerca de 800 niños, y, sobre todo, dedicó muchas de sus energías a dar vida a la "Escuela de religión" para las jóvenes universitarias, con el fin de prepararlas para ser buenas maestras en la fe, y así contrarrestar la masonería que se difundía por Sássari y trataba de debilitar la presencia de los católicos en la ciudad. En los proyectos de la divina Providencia, le espera un nuevo destino: Turín (1910-1913). Por sus dotes organizativas la nombraron ecónoma provincial, y un tiempo después pasó a ser directora de la casa de formación de las Hijas de la Caridad, misión a la que se dedicó con gran entrega. Se enfermó gravemente de tuberculosis y fue trasladada a Cerdeña —con gran dolor para el consejo provincial—, ya que el clima de las islas era favorable para su salud. De regreso a Sássari, en el año 1914, reinaba un ambiente hostil a causa del anticlericalismo. Su permanencia en las islas mejoró el estado de su salud, pero comenzó su calvario interior. Una serie de malentendidos y falsos testimonios por parte de la administración del orfanato obligaron a los superiores a trasladarla nuevamente. Sor Josefina estaba a completa disposición, aceptando en silencio la humillación más grande que hubieran podido hacerle: la declararon incapaz de administrar el orfanato. Ante esta situación se repetía a sí misma: "Josefina, esto te viene muy bien. Aprende a ser humilde". La Providencia la condujo en la última etapa de su vida al Asilo de la Marina, en Cágliari. En su nuevo destino, se encontró en medio de un barrio superpoblado, ubicado en las cercanías del puerto, y donde la pobreza alcanzaba índices muy altos, haciendo que las condiciones de vida fueran muy precarias. A los niños, por ser pobres, se les negaba el derecho a la educación, lo que favorecía los malos comportamientos. En el contacto directo con la pobreza material descubrió heridas aún más secretas: las de la pobreza moral y espiritual. Su celo apostólico la impulsó nuevamente a salir al encuentro de los jóvenes, enseñándoles el catecismo, y orientando a quienes emigraban de las zonas rurales a la ciudad. Fundó la primera sección en Italia de la "Pequeña obra de Luisa de Marillac". Formó también el primer grupo de la Acción Católica femenina en Cágliari. Pero a quienes dedicó gran parte de sus iniciativas apostólicas, como una bondadosa y paciente madre, fue a los llamados "is piccioccus de crobi", "los muchachos de la cesta". Era un grupo numeroso que vagaba por la ciudad, sobre todo en las cercanías del mercado de la ciudad, llevando consigo su instrumento de trabajo: una cesta; y se ganaban su sustento llevando equipajes de la estación al puerto. La caridad fue la norma de su vida, y en cada circunstancia hizo realidad su constante deseo de entregarse al Señor, formulando, desde edad muy temprana, como un firme propósito: "Deseo ser toda suya". En el último año de su vida, no obstante todo el bien realizado, se repitió la situación de calvario al ser calumniada ella y su obra en el Asilo de la Marina. Como en otras ocasiones, sor Josefina aceptó en silencio cuanto acontecía, y el testimonio de su vida llevó al funcionario que la calumnió a retractarse y reconocer su error. La caridad humilde que testimonió hizo que el funcionario difamador se acercara a su lecho de muerte, y ella, sonriendo, lo perdonó. Murió en Cágliari, a causa de una bronco-pulmonía, el 31 de diciembre de 1924; el funeral se celebró el día 1 de enero. Su muerte —dijo una hermana de la comunidad— fue "la corona de una vida íntegra y la prueba de una virtud practicada de modo heroico". El milagro por su intercesión presentado para la beatificación tuvo lugar en Milán: un joven militar fue curado de un tumor óseo. La caridad ha glorificado a sor Josefina en un camino de humildad que la llevaba a ocultarse ante los aplausos del mundo y le abría las puertas a la inhabitación de Cristo. La caridad era la norma de todos sus pensamientos, de todas sus palabras, de todas sus acciones; y así penetró el misterio de la caridad hacia los pobres como acto de amor hacia el Señor, esa fue su gloria. Fue beatificada por S.S. Benedicto XVI el 3 de febrero de 2008. Reproduzido con autorização de Vatican.va

    93508 > Beata Giuseppina Nicoli Suora vincenziana 31 dicembre

    • Mário, Santo
    Dezembro 31 bispo

    Mario, Santo

    Mário, Santo

    Martirológio Romano: Em Lausanne, entre os Helvécios (hoje Suíça), santo Mário, bispo, que mudou para ali a sede de Aventicum, edificou muitas igrejas e foi defensor dos pobres (594). Em recentes investigações que levou a cabo Mário Besson, encontraram-se noticias seguras acerca da vida e das obras apostólicas de santo Mário. Pelo que diz, parece que nasceu no ano 530, e que chegou a ser bispo de Aventicum em 574. Em 587 tomou parte ativa no concílio de Macon. Nesse mesmo ano consagrou uma igreja dedicada à Virgem de Payerne. Para maior segurança de sua pessoa, o mudaram para Aventicum como bispo. Havia lutas políticas e insegurança social. Morreu aqui no ano 594. Enterraram-no na igreja de santo Tirso, mas mais tarde se chamou de santo Mário. Seu culto começou a por-se em prática a princípios do primeiro milénio. Sua representação como bispo não aparece até ao século XVI. Umas vezes aparece com uma palma e ornamentos episcopais e o título de mártir. A diocese de Lausana e de Basileia, Suíça, festejam-no em 31 de dezembro. Mário é o autor de uma crónica de são Próspero. É um documento muito exato, breve e precioso para os historiadores. Bastam estas notas para se fazer uma ideia de como estava Itália e o Oriente, os reinos francos e o de Borgonha. ¡Felicidades a quem leve este nome! ¡Feliz final de Ano!Se o enfermo se envergonha de descobrir sua chaga ao médico, a medicina não cura o que ignora” (São Jerónimo). Comentários ao P. Felipe Santos: fsantossdb@hotmail.com

    90606 > San Mario di Losanna Vescovo 31 dicembre MR


    83490 > San Barbaziano di Ravenna 31 dicembre MR

     
    79550 > Santa Caterina Labouré 31 dicembre MR

     

    94829 > Beato Domenico de Cubells Mercedario 31 dicembre


    91449 > Santa Donata e compagne Paolina, Rogata, Dominanda, Serótina, Saturnina e Ilaria Martire a Roma 31 dicembre MR


    66225 > San Giovanni Francesco Regis 31 dicembre MR

     



    92117 > Santa Paolina Vergine e martire 31 dicembre

     


    Áudio da RadioVaticana: RadioRai: e RadioMaria:


    83480 > San Zotico di Costantinopoli 31 dicembre MR

     



     

    0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

  • 000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
    Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
    Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_
    ===================================
    0000000000000000000000000000000000000000000000
    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$


    «««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


  • WWW.ES.CATHOLIC.NET/SANTORAL
    WWW. SANTIEBEATI.IT
    Sites utilizados: Os textos completos são recolhidos através do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt. em que também incluo imagens recolhidas através de http://es.catholic.net/santoral,; em seguida os textos deste mesmo site sem tradução e com imagens, e por último apenas os nomes e imagens de HTTP://santiebeati.it.
    NOTA INFORMATIVA: Como já devem ter reparado, de vez em quando, segundo a sua importância há uma exceção da 1ª biografia, (ou biografias do Livro Santos de Cada Dia – já traduzidas – por natureza) que mais sobressaem, – quando se trate de um dia especial, dedicado a Jesus Cristo, a Nossa Senhora, Anjos ou algum Santo, em particular – todos os restantes nomes surgem por Ordem alfabética, uma, duas ou três vezes, conforme figurem nos três sites indicados, que poderão ser consultados - se assim o desejarem – pelos meus eventuais leitores. LOGICAMENTE E POR ESSE FACTO, DIARIAMENTE, O ESPAÇO OCUPADO, NUNCA É IGUAL, ACONTECENDO POR VEZES QUE É DEMASIADO EXTENSO.
    As minhas desculpas e obrigado.
    Responsabilidade exclusiva de ANTÓNIO FONSECA
  • EVANGELHO, SEGUNDO S. MATEUS - ANO B – 31 DE DEZEMBRO DE 2011




    (Continuação (6) -)
     
     
    LIVRO PRIMEIRO: A FUNDAÇÃO DO REINO
     
     
     
    Matrimónio cristão – «Também foi dito: Aquele que rejeitar sua mulher, dê-lhe carta de repúdio. Eu, porém, digo-vos: Aquele que repudiar sua mulher – excepto em caso de adultério – expõe-na a adultério, e quem casar com a repudiada comete adultério».
     
     
    Sinceridade cristã: «Do mesmo modo ouvistes que foi dito aos antigos: Não perjurarás, mas cumprirás os teus juramentos ao Senhor. Eu, no entanto, digo-vos: Não jureis de maneira nenhuma; Nem pelo Céu, que é o trono de Deus, nem pela Terra, que é o escabelo dos Seus pés, nem por Jerusalém, que é a cidade do grande Rei».
    «Não jures pela tua cabeça, porque não te é dado transformar um só dos teus cabelos em branco ou preto. Seja este o vosso modo de falar: Sim, sim; não, não; tudo o que for além disto procede do espírito do mal».
     
     
    Lei cristã do Talião «Ouvistes o que foi dito: Olho por olho e dente por dente. Eu, digo-vos; Não oponhais resistência ao mau; se alguém te bater na face direita, oferece-lhe também a outra. E se alguém quiser pleitear contigo para te tirar a túnica, dá-lhe também a capa. Se alguém te obrigar a acompanhá-lo durante uma milha, acompanha-o durante duas. Dá a quem te pede, e não voltes as costas a quem te pedir emprestado»?.
     
     
    Universalidade de amor cristão - «Ouvistes o que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu porém, digo-vos: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem. Fazendo assim, tornar-vos-eis filhos do vosso Pai que está nos Céus; pois Ele faz que o sol se levante sobre os bons e os maus e faz cair a chuva sobre os justos e os pecadores. Porque, se amais os que vos amam, que recompensa haveis de ter? Não o fazem já os publicanos? E, se saudais somente os vossos irmãos que fazeis de extraordinário? Não o fazem também os pagãos? Sede, pois, perfeitos, como é perfeito vosso Pai celeste».
     

    (continua em 1/1/2012)

    Transcrição de António Fonseca

    000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
    Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
    Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_[2]_thumb
    ===================================

    Maria da minha infância – Padre Zezinho

     

     

    29 29America/Sao_Paulo dezembro 29America/Sao_Paulo 2011 at 7:55

    Deixe um comentário