OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Sem número (ainda…) - 14 de Junho de 2012

Meus amigos:

O meu computador após 8 dias de suspensão, continua a dar-me problemas e lamentavelmente não me tem permitido prosseguir, conforme era meu desejo, expresso no passado Domingo aqui neste Blogue. Aliás ontem mesmo tentei escrever várias coisas a respeito do dia de Santo António, mas quando estava a meio, o computador “craschou” completamente, ficando o ecrã cheio de umas riscas amarelas e azuis de alto a baixo, e desligou-se.

cinco minutos atrás, tentei novamente escrever algo, mas após ter escrito duas linhas apenas, sucedeu outra vez o mesmo.

Estou agora tentando mais uma vez, dizer algo.

Desta vez no entanto, por precaução, estou a gravar automaticamente o que vou escrevendo, a fim de não ter mais surpresas e ter que reescrever tudo de novo, se de repente, o computador resolver fazer greve…  (parece até os maquinistas da CP…).

Ora bem, estou farto deste silêncio forçado, de oito dias, e dado que julgo ter tomado as rédeas da situação, ou seja, gravando tudo o que escrevo, minuto a minuto, pode ser que me …safe. Vamos a ver, o que acontece.

Antes de retomar os meus escritos, desde o passado dia 8 (que teria o nº 1310, creio eu) sobre os SANTOS DE CADA DIA, queria informar o seguinte:

Na passada terça-feira, por mero acaso, lembrei-me de entrar na Estação de S. Bento a ver as novidades que por lá haviam, já que há muito tempo, que lá não ia e tive uma agradável surpresa:

Reparei que havia uns cartazes com fotos de alguns edifícios da cidade do Porto, acompanhados por umas setas desenhadas no chão a vermelho que me levaram até ao fundo do cais do lado esquerdo de quem entra, quase junto da entrada do túnel e vi que num antigo armazém ali situado, estava presente uma exposição de miniaturas de vários edifícios da nossa cidade, como a Torre dos Clérigos, a própria Estação de S. Bento, a Sé Catedral e muitos outros, nomeadamente capelas ou Igrejas, e não só, que foram elaboradas por um ex-funcionário do Banco de Portugal, que eu conheci muito bem, e que nas suas horas livres se dedicou durante vários anos a fazer as referidas miniaturas (à escala) e com todos os pormenores.

Eu próprio – salvo erro – em 1982 (!) aquando dos 50 anos do Sindicato dos Bancários do Norte, em colaboração com a Direcção do Sindicato, tive a oportunidade de o ajudar a efectuar uma exposição dos seus trabalhos no auditório do SBN.

É uma obra muito pormenorizada e muito bem feita por um empregado bancário que conheci há 50 anos e com quem lidei durante mais ou menos 40 anos. Entretanto ele faleceu (era um pouco mais velho do que eu – se fosse vivo, faria este ano 79 anos creio eu… –) e, desconheço onde tem estado a sua colecção de trabalhos durante estes últimos 10 anos principalmente, mas vou ver se descubro proximamente e farei aqui a respectiva comunicação sobre o que vier a saber.

A referida colecção que está exposta não se encontra completa, pois que pelo menos 2 das suas obras, representavam o primeiro edifício onde esteve a sede do Banco de Portugal, no largo de S. Domingos e a actual sita na Praça da Liberdade. Creio que essas peças terão sido adquiridas (ainda em vida do seu autor) pelo referido Banco, e, possivelmente outras que julgo terem existido também terão seguido idêntico destino para outras entidades.

Esse bancário – Agostinho Gonçalves Teixeira –, já estava reformado quando se fez a exposição atrás citada.

Acho que é uma obra que merece ser visitada pelos portuenses em especial e por todos que desejem apreciar a beleza harmónica destes trabalhos. É por isso que eu estou aqui a fazer referência a esta exposição (que irei rever mais detalhadamente num dos próximos dias, se Deus quiser, a fim de poder fazer uma melhor retrospectiva).

Para aguçar o apetite, permito-me colocar aqui algumas fotos.

Imagem3607 Imagem3608

Sé Catedral  e Paço Episcopal                  Sé Catedral 

 

Imagem3610 Imagem3613

   Antiga Cadeia da Relação – frente                 Antiga Cadeia da Relação – Lado direito

  Imagem3647Imagem3659Imagem3673

Estação de S. Bento                                             Palácio de Cristal                                        Igreja dos Clérigos

 

A todos que estejam interessados, resta informar que a exposição está aberta todos os dias à tarde e que o custo de entrada é de 2 €uros por pessoa, e quem o desejar até poderá fotografar os trabalhos expostos.

A D. Ana Furtado é uma das pessoas responsáveis pela mostra.

 

Com os melhores cumprimentos.

 

 

António Fonseca

 

antoniofonseca1940@hotmail.com

 

 

NOTAEste texto é de minha inteira responsabilidade e não foi encomendado por ninguém. Eu pessoalmente e por motu-próprio, é que entendi fazer esta referência. AF