OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

sábado, 16 de junho de 2012

Nº 1318 - (1310 a 1317 ou 159 a 167/12)* – 1ª Págs.- SANTOS DE CADA DIA – 8 a 16 de Junho de 2012 – 4º ano

AVISO IMPORTANTE

Em conformidade com a minha comunicação no passado dia 10, estou tentando colocar aqui por ordem de datas, os nomes (de alguns, apenas…) dos Santos comemorados nestes últimos  - e digo, estou tentando, porque o computador já se desligou 5 vezes no espaço de uma hora, e por isso não sei se consigo ir até ao fim. As minhas maiores desculpas. AF

antoniofonseca1940@hotmail.com

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Nº 1310 a 1317 -  1ª Página – 2012

Imagem3189

#####################################

##################################### #####################################




Imagem3673

Miniatura da Igreja dos Clérigos - Porto



8 DE JUNHO DE 2012

SEXTA-FEIRA

MARIA DO DIVINO CORAÇÃO, Beata

Religiosa (1863-1899)

MARINHA, VITÓRIA, GENEBRA. LIBERATA, EUFÉMIA, MARCIANA, BASÍLICA, GERMANA e QUITÉRIA, Santas

Nove irmãs gémeas

CARLOS SPÍNOLA e MAIS DE 200 COMPANHEIROS,

Mártires no Japão (1622)

AMBRÓSIO FERNANDES, Beato
Mártir (1551-1620)

TIAGO BERTHIEU, Beato

Mártir (1838-1896)

LEÃO MANGIN e 55 Companheiros, Beatos

Mártires (1900)

RODOLFO ACQUAVIVA, FRANCISCO ARANHA e Companheiros, Beatos

Mártires (1583)

  »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

9 DE JUNHO DE 2012

SÁBADO

JOSÉ DE ANCHIETA, Beato
Religioso (1597)

EFRÉM, Santo

Doutor da Igreja (373) 

ANA MARIA TAÍGI, Beata
Esposa e Mãe (1769-1837)

 »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

10 DE JUNHO DE 2012

DOMINGO

ANJO DA GUARDA DE PORTUGAL, SANTO

Anjo da Paz

OLÍVIA, Santa

Mártir 

JOÃO DOMINICI, Beato
Religioso (1356-1419)

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

11 DE JUNHO DE 2012

SEGUNDA-FEIRA

BARNABÉ, SANTO

Apóstolo – companheiro de S. Paulo

PAULA FRASSINETTI, Santa

Fundadora (1809-1882)

MARIA ROSA MOLAS Y VALLVÉ, Santa
Fundadora (1815-1876)

MARIA DO SAGRADO CORAÇÃO, Beata
Fundadora (1844-1910)

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

12 DE JUNHO DE 2012

TERÇA-FEIRA

NOSSA SENHORA DO SAMEIRO

Apóstolo – companheiro de S. Paulo

JOÃO DE SAHAGÚN ou de SÃO FECUNDO,  Santo

Religioso (1479)

ONOFRE, Santo
Eremita (400)

JOBENTA, a Penitente, Beata
Religiosa (século XII)

MERCEDES DE JESUS MOLINA, Beata
Religiosa (século XII)

LOURENÇO SALVI, Beato
Religioso (1782-1856)

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

13 DE JUNHO DE 2012

QUARTA-FEIRA

SANTO ANTÓNIO DE LISBOA (ou de PÁDUA)

Padroeiro de Lisboa

FÂNDILA,  Santa

Mártir (852)

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

14 DE JUNHO DE 2012

QUINTA-FEIRA

ELISEU, Santo
Profeta

ANASTÁCIO, FÉLIX e DIGNA, Santos
Mártires (852)

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

15 DE JUNHO DE 2012

SEXTA-FEIRA

VITO (ou GUIDO), MODESTO e CRESCÊNCIA, Santos
Mártires (300)

GERMANA COUSIN, Santa
Pastora (1579-1601)

MARIA MICAELA DO SANTISSIMO SACRAMENTO, Santa
Fundadora (1809-1865)

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

16 DE JUNHO DE 2012

SÁBADO

CIRO e JÚLIA, Santos
Mártires (século IV)

LUTGARDA, Santa
Religiosa (1182-1246)

00000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

  • 00000000000000000000000000000000000000000000000000000000

  • Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto

  •  
  • Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_[2]

  • http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.com

  • ===================================

  • 0000000000000000000000000000000000000000000000

  • $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$SS

  • «««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

  • 1 - A integração dos textos editados MMI IMP S.r.l./IMP BV – impressa na União Europeia (Ver blogue nº 1153 – 3/1/12) que se refiram a alguns dos Santos hoje incluídos, continuará a ser efetuada diariamente desde que eu possua as respectivas pagelas na Coleção de Histórias de Santos que nos inspiraram, intitulada “Pessoas Comuns – Vidas Extraordinárias” pelo que peço as minhas desculpas. AF.

  • Hoje POR EXEMPLO foi incluído como

  • Complemento na vida de

  • (Filipe e Norberto, Santo)Estrela

  • 2 - Sites utilizados: Os textos completos são recolhidos através do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt. em que também incluo imagens recolhidas através de http://es.catholic.net/santoral,; em seguida os textos deste mesmo site sem tradução e com imagens, e por último apenas os nomes e imagens de HTTP://santiebeati.it.

  • 3 - Como já devem ter reparado, de vez em quando, segundo a sua importância há uma exceção da 1ª biografia, (ou biografias do Livro Santos de Cada Dia – já traduzidas – por natureza) que mais sobressaem, – quando se trate de um dia especial, dedicado a Jesus Cristo, a Nossa Senhora, Anjos ou algum Santo, em particular – todos os restantes nomes surgem por Ordem alfabética, uma, duas ou três vezes, conforme figurem nos três sites indicados, que poderão ser consultados - se assim o desejarem – pelos meus eventuais leitores. LOGICAMENTE E POR ESSE FACTO, DIARIAMENTE, O ESPAÇO OCUPADO, NUNCA É IGUAL, ACONTECENDO POR VEZES QUE É DEMASIADO EXTENSO.

  • Peço-vos a melhor compreensão e as minhas maiores desculpas e obrigado.

  • Responsabilidade exclusiva de ANTÓNIO FONSECA

    email: antoniofonseca1940@hotmail.com

  • Obrigado. António Fonseca

    http://bibliaonline.com.br/acf; http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt/

    WWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW

    Devido aos problemas técnicos com que estou lutando há mais de oito dias – precisamente desde o passado dia 7, e, conforme assinalei na nota publicada no dia 10, – apenas estão assinalados aqui os nomes dos Santos comemorados nestes últimos dias, que vêm publicados no Livro OS SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuítas.pt. não mencionando pois nem os nomes (nem as biografias, obviamente) daqueles que normalmente recolho através dos sites www.catholic.es e de www.santiebeati.it conforme é habitual. Espero que a partir de amanhã, possa recomeçar a recolha e a transcrição dos mesmos. Obrigado e desculpem-me, mais uma vez. António Fonseca.

  • Porto, 16-6-2012 – 15,30 H

    ANTÓNIO FONSECA

    nº 1318 - IN MEMORIAN do Padre Mário Salgueirinho - 16 de Junho de 2012

     

     

    Caros Amigos:

    Conforme compromisso tomado no passado sábado, dia 2 de Junho, prossigo hoje, com a publicação dos textos que foram lidos na Rádio Renascença desde 1982 até 1998 aproximadamente, pelo saudoso Padre MÁRIO SALGUEIRINHO, nesta rubrica a que chamo IN MEMORIAN.

    Post para publicação em 16 de Junho de 2012 - 12H50

    António Fonseca

    (Pde Mário Salgueirinho Barbosa)

    Padre Mário Salgueirinho foi para todos nós um ser humano exemplar, uma pessoa marcante e ficam definitivamente as nossas vidas mais pobres sem o seu carácter, bondade e sabedoria.
    Que descanse em paz com as honras do Senhor.
    18\06\1927 - 29\10\2011

    Do livro “Caminhos da Felicidade”

    A FÉ DE UM POETA

    Faleceu há uns anos no Porto um grande poeta chamado Alberto Serpa.

    A imprensa, sempre voltada para o sensacionalismo e esquecida dos verdadeiros valores, quase nada falou deste escritor, talvez porque a sua poesia tem um cariz espiritualista e transparece uma profunda fé cristã.

    Folheei respeitosamente a sua antologia e transcrevo um poema que considero belo e rico de mensagem, intitulado PARA SALVAÇÃO DO MUNDO.

     

    MEU DEUS, SE NESTA NOITE MEDONHA,

    AO QUE PEDIR PÃO DISSEREM: COME,

    AO QUE PEDIR ÁGUA DISSETREM: BEBE,

    AO QUE PEDIR CALOR DISSEREM: ENTRA,

    AO QUE PEDIR DESCANSO DISSEREM: DEITA-TE,

    - MEU DEUS, ACABA O MUNDO ESTA NOITE!

     

    GRAÇAS PELA MÃO QUE MATOU MINHA FOME,

    GRAÇAS PELA ÁGUAQUE MATOU MINHASEDE,

    GRAÇAS PELO SOL QUE ALEGROU O MEU DIA,

    GRAÇAS PELA TERRA QUE ME DEU FLORES,

    GRAÇAS PELO MAR QUE PRENDEU MEU OLHAR…

     

    SENHOR, DÁ MAIS FORÇA ÀS MINHAS MÃOS PARA MELHOR JUNTÁ-LAS,

    MAIS SEGURANÇA À MINHA VOZ PARA MELHOR ENTENDERES,

    MAIS EXPERIÊNCIA À MINHA VIDA PARA MAIS TE ADVIVINHAR!

     

    E DÁ AOS HOMENS O SONO TRANQUILO QUE VAI CERRAR MEUS OLHOS,

    O SONO DE QUE A ESPERANÇA É O ANJO DA GUARDA!

    *

    A ESPERANÇA É REALMENTE O NOSSO ANJO DA GUARDA!…

    Porto, Dezembro de 1998

    Mário Salgueirinho

    ======================================

    Do livro “Dar é receber”

    DIA MUNDIAL DO DOENTE

    O Dia Mundial do Doente foi criado para que todos – crentes e não crentes – tivessem presente que há um mundo enorme de doentes à margem da outra face do mundo que trabalha e se diverte. O hemisfério do sofrimento estende-se por todo o mundo, atingindo todas as raças, todas as idades, todos os estratos sociais.

    Passamos junto de um hospital e nem imaginamos as lágrimas que aí se choram, os gemidos que aí se escutam, as dores com que as várias doenças torturam irmãos nossos.

    Outra finalidade deste Dia é rever a atitude para com os doentes: a atitude dos familiares para com os seus enfermos que suportam a sua cruz no seio da família, tratados tantas vezes com displicência, com impaciência, com as aspereza.

    E rever também a atitude dos profissionais que se votaram ao serviço dos doentes: a sua pontualidade em atender, a sua paciência, o seu respeito perlo sofrimento humano, tratando o doente, pobre ou rico, como gostariam, de ser tratados se a doença o sacrificasse.

    E os crentes, que iluminam a sua vida pela luz da fé, são estimulados a ajudar os doentes a sobrenaturalizar os seus sofrimentos, dando-lhes um sentido de aceitação e oferta de expiação redentora.

    O Papa João Paulo II enviou-nos uma bela mensagem para o Dia do Doente. Dela recorto esta parte final: «Confio-vos a todos à Virgem Imaculada, Saúde dos Enfermos. Que Ela acolha a imploração que sobe do mundo do sofrimento, enxugue as lágrimas de quem vive na dor, esteja junto de quantos vivem a doença na solidão, e, com a sua intercessão materna, ajude os crentes que trabalham no âmbito da saúde a tornar-se testemunhas credíveis do amor de Cristo…»

    Porto, Dezembro/2003

    Mário Salgueirinho

    =========

    Voltarei na próxima semana, se Deus quiser.

    Obrigado pela vossa atenção.

    António Fonseca

    16 de Junho de 2012 - FESTA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

    FESTA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

    1

    IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

    (Sábado a seguir à festa do Coração de Jesus)

    coração de Maria3

    A devoção ao Imaculado Coração de Maria não é nova na Igreja; tem as suas profundas raízes no Evangelho, que repetidamente chama a nossa atenção para o Coração da Mãe de Deus, qual tesouro dos divinos mistérios da Redenção (Lc 2, 19.51); nos mostra o seu amor e a sua gratidão para com Deus (Lc 1, 46 ss), a sua compaixão e solicitude para com o próximo (Jo 2, 3 ss), o seu martírio associado à Paixão do Redentor (Jo 19, 15 ss); a sua imaculada pureza, a sua fé, a sua humildade, todas as suas virtudes (Lc 1, 28 ss. 45; Mt 1, 22 ss). Esta mina preciosa foi explorada pelos Santos padres e seria fácil aduzir numerosos passos em que eles celebram eloquentemente o Coração da Mãe de Deus, as suas prerrogativas e santidade incomparáveis.Esta mina preciosa foi explorada pelos Santos Padres e seria fácil aduzir numerosos passos em que eles celebram eloquentemente o Coração da Mãe de Deus, as suas prerrogativas e santidade incomparáveis. Mais tarde, entre os grandes Místicos da Idade Média e depois entre os Santos, Teólogos e Ascetas dos séculos seguintes, não faltam insignes devotos do Coração de Maria, como do Coração de Jesus. Mas o culto litúrgico, que devia tornar a sua devoção património comum dos fieis, começa com S. João Eudes (1601-1680), o qual «movido do grande amor que o inflamava, para com  os Corações de Jesus e Maria, foi o primeiro que, não sem divina inspiração, pensou em tributar-lhes culto litúrgico. Da qual dulcíssima devoção deve considerar-se pai… doutor… e apóstolo». O Santo, já em 1643, vinte anos antes de celebrar a festa do Coração de Jesus, celebrava com os seus religiosos a do Coração de Maria. Esta tornou-se pública em 1648, entrando assim na liturgia comum. A partir daquela data, muitos Bispos autorizaram nas próprias dioceses o culto do Coração de Maria e os Sumos Pontífices concederam, aprovação e favores a confrarias e a diversas práticas de piedade em sua honra. Os dois actos mais importantes da Santa Sé em favor do Imaculado Coração de Maria, foram a disposição de Pio VII (1805) de que a festa se pudesse conceder às Dioceses e Institutos Religiosos que a pedissem, e a Missa e Ofício próprios aprovados por Pio IX (1855), mas unicamente pro aliquibus locis (para algumas localidades).Entretanto, a devoção continuou a propagar-se, como prova o número sempre crescente de Institutos religiosos que tomaram o nome do Coração de Maria (uns vinte no século XIX); assim, pode-se dizer que, depois da devoção ao Coração de Jesus, conquistou posto relevante na piedade dos fiéis. Foi sobretudo a partir das Aparições de Fátima que se divulgou pelo mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria, pois, como escreveu o cardeal D. Manuel Gonçalves Cerejeira, «a missão especial de Fátima é a difusão no mundo do culto ao Imaculado Coração de Maria. À medida que a perspectiva do tempo nos permitir julgar melhor os acontecimentos de que fomos testemunhas, estou certo que melhor se verá que Fátima será, para o culto do Coração de Maria, o que Paray-le-Monial foi para o culto do Coração de Jesus» (8.9.1946). E a 30 de Maio de 1948, disse o mesmo Prelado no Congresso Mariano de Madrid: «Qual é precisamente a mensagem de Fátima? Creio que poderá resumir-se nestes termos: a manifestação do Coração Imaculado de Maria ao mundo actual, para o salvar». Deus, bondoso e paternal, vem sempre em socorro da pobre humanidade, e a cada época oferece um meio especial para que ela obtenha o perdão dos próprios delitos, se levada aos castigos da sua justiça e alcance as suas graças. para os nossos tempos, esse meio especial é, segundo as revelações de Fátima, o Imaculado Coração de Maria. Os desígnios misericordiosos de Deus começaram a manifestar-se nas aparições de Junho e sobretudo de Julho de 1917, na Cova da Iria, e tiveram o seu magnifico epílogo em Espanha, nas visões de 1925 e 1926 em Pontevedra, e 1927 e 1929 em Tuy.

    Coração de Maria

    Em Fátima, no dia 13 de Junho, manifesta-se o Coração de Maria circundado de espinhos, pedindo reparação, enquanto a Senhora pronuncia estas palavras: «Jesus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração». Na aparição seguinte, os destinos do mundo e das almas aparecem dependentes do Coração Imaculado de Maria: «Vistes o inferno, para onde vão as almas dos pobres pecadores. Para as salvar, Deus quer estabelecer no mundo a devoção aio meu Imaculado Coração. Se fizerem o que Eu vos disser, salvar-se-ão muitas almas e terão paz. A guerra vai acabar, mas, se não deixarem de ofender a Deus… começará outra pior. Quando virdes uma noite alumiada por uma luz desconhecida, sabei que é o grande sinal que Deus vos dá de que vai punir o mundo de seus crimes por meio da guerra, da fome e de perseguições à Igreja e ao Santo Padre. Para a impedir, virei pedir a consagração da Rússia ao meu Imaculado Coração e a Comunhão reparadora nos primeiros sábados. se atenderem a meus pedidos, a Rússia converter-se-á e terão paz; senão, espalhará os seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja; os bons serão martirizados; o Santo Padre terá muito que sofrer; várias nações serão aniquiladas. Por fim, o meu Coração Imaculado triunfará. O santo Padre consagrar-me-á a Rússia que se converterá e será concedido ao mundo algum tempo de paz. Em Portugal conversar-se-á sempre o Dogma da Fé, etc.». Tudo quanto Nossa Senhora predisse nesta aparição, realizou-se anos mais tarde, como adiante veremos. Para bem da terra, mostra-se o Céu empenhado na difusão do culto ao Imaculado Coração de Maria. Deus quer. Dizia Nossa Senhora aos pastorinhos na 3ª aparição: «Vistes o inferno para onde vão as almas dos pobres pecadores. Para as salvar, Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração». A Jacinta repetia à Lúcia: «Já falta pouco para ir para o Céu. Tu ficas cá para dizeres que Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria».Jesus quer também: «Jesus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração» (Aparição de Junho). A Jacinta recomendava à Lúcia: «Diz a toda a gente… que o Coração de Jesus quer que, a seu lado, se venere o Coração Imaculado de Maria». Tudo isto o temos profeticamente entrevisto nas palavras de despedida da Jacinta à sua prima Lúcia, que encerram o que há de mais íntimo na mensagem de Fátima: «Já falta pouco para ir para o céu. Tu ficas cá para dizeres que Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria. Quando fores para dizer isso, não te escondas. Diz a toda a gente que Deus nos concede as graças por meio do Coração Imaculado de Maria, que lhas peçam a Ela, que o Coração de Jesus quer que, a seu lado, se venere o Coração Imaculado de Maria, que peçam a paz ao Coração Imaculado de Maria, que Deus lha entregou a Ela. Se eu pudesse meter no coração de toda a gente o lume que tenho cá dentro do peito a queimar-me e fazer-me gostar tanto do Coração de Jesus e do Coração de Maria

    Sacro-Cuore-de-Ges_thumbcoração de Maria 8

    Temos aqui cinco afirmações de grande alcance:

    1. 1. «Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria.

    2. 2. Lúcia é encarregada de o dizer.

    3. 3. Deus concede todas as graças por meio do Coração Imaculado de Maria.

    4. 4. O Coração de Jesus quer que a seu lado se venere o Coração de sua Mãe.

    5. 5. É no Coração de Maria que está a paz do mundo».

    Podemos sintetizar desta forma as grandes graças que Deus concederá ao mundo por meio do Coração de Sua Mãe.

    1. Salvação das almas. Disse Nossa Senhora na aparição de 13 de Junho: «A quem abraçar esta devoção prometo a salvação e serão queridas de Deus estas almas, como flores postas por mim a adornar o seu trono». E na aparição de Julho: «Para salvar as almas, Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração. Se fizerem o que eu vos disser, salvar-se-ão muitas almas». Aos que praticarem a devoção dos primeiros sábados, promete Nossa Senhora «assistir-lhes na hora da morte com todas as graças necessárias para a salvação».

    2. Refúgio. São para todos os devotos do Imaculado Coração de Maria as palavras que Nossa Senhora dirigiu à Lúcia: «O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus».

    3. Todas as graças. Diversas vezes, na mensagem de Fátima, aparece-nos Nossa Senhora como Medianeira Universal. Vê-mo-lo de modo particular nestas palavras, atrás citadas, da despedida de Jacinta à sua prima Lúcia: «Diz a toda a gente que Deus nos concede as graças por meio do Imaculado Coração de Maria, que lhas peçam a Ela».

    4. A Paz. Nas aparições de 13 de Maio, 12 de Junho e 13 de Setembro manda Nossa Senhora rezar o terço para alcançar a paz. Em Julho diz também: «Se fizerem o que eu vos disser, terão paz». A Jacinta diz à Lúcia que temos de pedir a paz ao Imaculado Coração de Maria, pois «Deus lha entregou a Ela».

    5. Conversão da Rússia. Outro grande dom de Deus ao mundo por meio do Coração Imaculado de Maria. Escutemos a descrição da deslumbrante aparição em que é referida a conversão dessa grande nação: A 13 de Junho de 1929, na capela do convento das religiosas Doroteias, em Tuy, numa Hora Santa das 11 para a meia noite, cumpriu-se a promessa feita por Nossa Senhora no dia 13 de Julho, em Fátima: «Virei pedir a consagração da Rússia ao meu Imaculado Coração». A vidente encontrava-se em oração: «A única luz era a da lâmpada. De repente, iluminou-se toda a capela com uma luz sobrenatural e sobre o altar apareceu uma Cruz de luz que chega até ao tecto. Em uma luz mais clara, via-se na parte superior da Cruz uma face de homem, com o corpo até à cinta (Pai), sobre o peito uma pomba também de luz (Espírito Santo), e pregado na Cruz, o corpo de outro homem (Filho). Um pouco abaixo da cinta, suspenso no ar, via-se um cálix e uma hóstia grande sobre a qual caíam algumas gotas de sangue que corriam pelas faces do Crucificado e de uma ferida do peito. Escorrendo pela hóstia, essas gotas caíam dentro do Cálix. Sob o braço direito da Cruz estava Nossa Senhora (… era Nossa Senhora de Fátima com seu Imaculado Coração… na mão esquerda… sem espada nem rosas, mas com uma coroa de espinhos e chamas…) com seu Imaculado Coração na mão… Sob o braço esquerdo (da Cruz), umas letras grandes, como se fossem de água cristalina que corressem para cima do altar, formavam estas palavras: Graça e Misericórdia.

    Compreendi que me era mostrado o mistério da Santissima Trindade, e recebi luzes sobre este mistério que me não é permitido revelar. Depois Nossa Senhora disse-me: «É chegado o momento em que Deus pede para o Santo Padre fazer, em união com todos os Bispos do mundo, a consagração da Rússia ao meu Coração, prometendo salvá-la por este meio». Esta deslumbrante manifestação, fecho de abóbadas das aparições de Fátima, mostra-nos Maria, como Co-Redentora e Medianeira de graça, ao lado do sacrifício da Cruz, renovado no altar.

    cração de maria 10

    Afirma o Papa Pio XI, na encíclica Miserentissimus Redemptor que a consagração e a reparação são as duas práticas fundamentais da devoção ao Coração de Jesus. O mesmo se pode aplicar ao Coração Imaculado de Maria.

    Consagração.A consagração é o ápice de todos os actos de culto, pois consiste no reconhecimento do poder, grandeza, mérito e bondade de alguém, com a consequente submissão, dedicação e entrega a essa pessoa. Na devoção ao Imaculado Coração de Maria significa um acto de fé no amor e reconhecimento da transcendência de Maria na obra de salvação e na consciente entrega confiante a essa Mãe e Rainha. Nossa Senhora em Fátima pediu a consagração feita pelo Papa e pelos bispos em união com ele – do mundo e particularmente da Rússia. Os Vigários de Cristo escutaram estes apelos. Pio XII, na solene conclusão das Bodas de Prata das Aparições de Fátima, em radiomensagem dirigida a Portugal, consagrou o mundo inteiro ao Imaculado Coração de Maria e na festa seguinte da Imaculada Conceição, 8 de Dezembro de 1942, renovou esse acto na Basílica de S. Pedro do Vaticano com estas expressivas palavras: «A Vós, ao Vosso Coração Imaculado, nesta hora trágica da história humana confiamos,entregamos, consagramos não só a Santa Igreja mas também, todo o mundo».A Rússia, para a qual neste ato de consagração havia um pedido de especial protecção, foi consagrada dez anos mais tarde, a 7 de Julho de 1952:  «Nós – para mais facilmente serem ouvidas as nossas e as vossas fervorosas preces e para darmos esta singular prova da Nossa Benevolênciaassim como há alguns anos consagramos todo o género humano ao Coração Imaculado da Virgem Mãe de Deus, assim também agora, de modo especialíssimo dedicamos e consagramos todos os povos da Rússia ao mesmo Coração Imaculado».Querendo Pio XII todo o mundo entregue ao Imaculado Coração de Maria, várias vezes estimulou as Dioceses, paróquias e sobretudo as famílias a imitarem o seu exemplo: «Desejamos que, sempre que as circunstâncias o aconselharem, se faça esta consagração (ao Imaculado Coração de Maria) tanto nas Dioceses como em cada uma das Paróquias e nas famílias. Temos confiança que desta Consagração particular e pública brotarão abundantes frutos e favores celestes». (Enc. Auspícia Quaedam, 1 de Maio de 1948). «Que todas as famílias cristãs se consagrem ao Coração Imaculado de Maria. Tal acto de fé será, para os esposos, precioso auxílio espiritual no cumprimento dos deveres de castidade e fidelidade conjugal; manterá na sua pureza o ambiente do lar em que crescem os filhos; mais ainda, fará da família, amparada pela devoção mariana, célula viva para a transformação social e para a conquista apostólicas» (Enc. Le Pèlerinage de Lourdes, 2 de Julho de 1957).No seu breve pontificado, várias vezes se referiu João XXIII à Consagração ao Coração de Maria feita por Pio XII e à «Consagração da Nação Portuguesa ao Imaculado Coração de Maria» (8-3-1961). Encorajou e pediu orações pela Consagração de Itália ao Imaculado Coração de Maria (13.9.1959).

    coração de Maria 7

    Paulo VI, na clausura da 3ª sessão do Concílio Vaticano II, a 21 de Novembro de 1964, na presença do Episcopado do mundo inteiro, pronunciou estas palavras:

    «O nosso olhar abre-se para os horizontes sem fim do mundo inteiro, objeto das atenções mais vivas do Concílio Ecuménico e que o nosso predecessor Pio XII, de veneranda memória, não sem inspiração do alto, solenemente consagrou ao Coração Imaculado de Maria. Esse acto de consagração julgamos oportuno recordá-lo hoje de modo particular… Ao teu Coração Imaculado, Ó Maria, recomendamos finalmente o género humano inteiro». Na Exortação «Signum Magnum», publicada no dia da sua visita a Fátima, 13 de Maio de 1967, emite estes votos: «Exortamos todos os filhos da Igreja a renovar pessoalmente a sua própria consagração ao Coração Imaculado da Mãe da Igreja e a viver este nobilíssimo acto de culto com uma vida cada vez mais conforme à vontade divina, e em espírito de serviço filial e de devota imitação da sua Celeste rainha». João Paulo II, o Papa de Maria (Totus tuus, todo teu, ó Maria), consagrou-lhe a Santa Igreja e cada uma das nações por onde peregrinou. Em Fátima, a 13 de Maio de 1982, e em Roma, a 16 de Outubro de 1983, com os Padres Sinodais presentes na canonização do capuchinho São Leopoldo, e sobretudo a 25 de Março de 1984, diante da imagem de Nossa Senhora de Fátima da capelinha das Aparições, consagrou-lhe o mundo inteiro. «Estou aqui, unido com todos os Pastores da Igreja por aquele vínculo particular, pelo qual constituímos um corpo e um colégio… No vínculo desta unidade, pronuncio as palavras deste Acto, no qual desejo incluir, uma vez mais, as esperanças e as angústias da Igreja no mundo contemporâneo».

    coraçao de maria 9

    Quanto à consagração da Rússia, pedida por Nossa Senhora, os diversos papas nunca a esqueceram. A 31 de Dezembro de 1942, o papa Pio XII consagrou o mundo inteiro ao Imaculado Coração de Maria, com um pedido de especial protecção para a Rússia, e dez anos mais tarde fez a consagração explicita só da Rússia ao mesmo Imaculado Coração, como atrás ficou expresso. Estava feita pelo Santo Padre a consagração da Rússia ao Imaculado Coração de Maria. Para se cumprirem inteiramente os desejos de Nossa Senhora, faltava que «todos os Bispos do mundo» a fizessem também «em união» com ele. Isto procurou realizá-lo o Santo Padre João Paulo II. Nas consagrações proferidas em Fátima e em Roma, depois de dizer: «Estamos aqui unidos com todos os Pastores da Igreja por um vínculo particular pelo qual constituímos um corpo e um colégio», proferiu estas palavras: «De modo especial Vos entregamos e consagramos aqueles homens e aquelas nações que desta entrega e desta consagração têm particular necessidade».A 8 de Dezembro de 1983 dirigiu a todos os Bispos do mundo uma carta, na qual pedia que fizessem em união com ele a consagração no dia 24 ou 25 de Março: «Ficarei muito grato se nesse dia 24 de Março ou então no dia 25 quiserdes renovar este acto juntamente comigo». O Santo Padre fez o acto de consagração no domingo, dia 25 de Março, diante da imagem de Nossa Senhora de Fátima da Capelinha das Aparições, ida propositadamente a Roma. Ao texto oficial impresso acrescentou espontaneamente esta frase: «Ilumina, de modo especial, os povos em relação aos quais aguardas que a Ti os consagremos».

    coração de maria6

    Reparação. Tem-se escrito que o ponto característico e mais «novo» das aparições do Coração de Jesus a Santa Margarida Maria em Paray-le-Monial é a reparação. O mesmo se poderia afirmar acerca da mensagem de Fátima: uma das suas notas distintas é a reparação ao Coração de Maria. Até Fátima, era costume representar o Coração de Nossa Senhora cercado de rosas. Em Fátima aparece circundado de espinhos, que ferem e magoam. São os nossos pecados, blasfémias e ingratidões. Logo na segunda Aparição viram os Pastorinhos o Coração de Maria «cercado de espinhos» que parecia estarem-lhe cravados. «Compreendemos – escreve Lúciaque era o Imaculado Coração de Maria ultrajado pelos pecados da humanidade que queria reparação». Na aparição seguinte, anuncia a Mãe de Deus que virá mais tarde pedir a «Comunhão reparadora dos primeiros sábados» e ensina-lhes este oferecimento, que hão-de repetir muitas vezes, sobretudo quando fizerem algum sacrifício: «Ó Jesus, é por vosso amor, pela conversão dos pecadores e em reparação pelos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria». Este carácter reparador aparece sobretudo nas aparições de Pontevedra e Tuy. A 10 de Dezembro de 1925, estando a vidente Lúcia na primeira destas cidades – é ela própria que escreve em terceira pessoa –, apareceu-lhe a Santissima Virgem e, ao lado, suspenso em uma nuvem luminosa, um Menino. A Santissima Virgem, pondo-lhe a mão no ombro, mostrou-lhe ao mesmo tempo um Coração que tinha na outra mão, cercado de espinhos. Ao mesmo tempo, disse o Menino: «Tem pena do coração da tua Santissima Mãe, que está coberto de espinhos, que os homens ingratos, a todos os momentos, lhe cravam, sem haver quem faça um acto de reparação para os tirar». Em seguida, disse a Santissima Virgem: «Olha, minha filha, o meu Coração cercado de espinhos, que os homens ingratos a todos os momentos me cravam com blasfémias e ingratidões. Tu, ao menos, procura consolar-me, e diz que todos aqueles que durante cinco meses no primeiro sábado se confessarem, receberem a sagrada comunhão, rezarem um terço e me fizerem 15 minutos de companhia, meditando nos 15 mistérios do Rosário com o fim de me desagravar, Eu prometo assistir-lhes na hora da morte com todas as graças necessárias para a salvação dessas almas». Cumpriu-se o que Nossa Senhora tinha dito na aparição de 13 de Julho em Fátima: «Virei pedir a devoção reparadora dos primeiros sábados». A 15 de Fevereiro de 1926 e a 17 de Dezembro de 1927 é o próprio Jesus que insiste para que se estabeleça e propague esta devoção. Perguntou o Padre José Bernardo Gonçalves, um dos Diretores espirituais da Irmã Lúcia, porque haviam de ser cinco e não 9 ou 7 os Primeiros Sábados. A vidente respondeu: «Ficando na capela, com Nosso Senhor, parte da noite do dia 29 para 30 deste mês de Maio, 1930, e falando a Nosso senhor das perguntas 4 e 5, senti-me de repente possuída de mais intimidade da divina presença: e, se não me engano, foi-me revelado o seguinte:

    Minha filha, o motivo é simples: são cinco as espécies de ofensas e blasfémias proferidas contra o Imaculado Coração de Maria:

    1. 1. – As blasfémias contra a Imaculada Conceição.

    2. 2. – Contra a sua Virgindade.

    3. 3. – Contra a Maternidade Divina, recusando ao mesmo tempo recebê-la como Mãe dos homens.

    4. 4. – Os que procuram infundir nos corações das crianças, a indiferença, o desprezo e até o ódio para com esta Imaculada Conceição.

    5. 5. – Os que a ultrajam directamente nas suas sagradas imagens.

    6. Eis, minha filha, o motivo pelo qual o Imaculado Coração de Maria Me levou a pedir esta pequena reparação; e de, em atenção a ela, mover a minha misericórdia ao perdão para com essas almas que tiveram a desgraça de A ofender».

    coraçao de Maria 4

    Tal é a transcendência desta devoção que a Vidente de Fátima pôde escrever: «Da prática de devoção dos Primeiros Sábados unida à consagração ao Imaculado Coração de Maria depende a guerra ou a paz do mundo; por isso eu desejo tanto a sua propagação e sobretudo por ser essa a vontade do nosso Bom Deus e da nossa tão querida Mãe do Céu» (19.3.1939).

    A devoção reparadora dos cinco primeiros Sábados foi aprovada e tornada pública pelo Bispo de Leiria. Dom José Alves Correia da Silva, na Peregrinação de 13 de Setembro de 1939, treze dias depois de começada a segunda guerra mundial, que teve início no primeiro dia de Setembro desse ano.

    Texto recolhido através do livro SANTOS DE CADA DIA, publicado por www.jesuitas.pt. As imagens foram colocadas por meu livre arbítrio e obtidas através do site www.santiebeati.it.

    Compilação (e composição) exclusivamente para este Blogue – 16-6-12  -  10,30 horas

    por António Fonseca

    http://bibliaonline.com.br/acf; http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt