OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

sábado, 28 de julho de 2012

INFORMAÇÃO SOBRE SUSPENSÃO TEMPORÁRIA - 28 DE JULHO DE 2012













Caros Amigos:

Lamentavelmente, ainda não estão resolvidos os problemas técnicos que me surgiram no passado Domingo, dia 22, (conforme aliás já comuniquei neste mesmo local por duas vezes) e, como tal vejo-me forçado a suspender temporariamente "sine die" os textos que vinha escrevendo e transcrevendo no meu blogue (Vidas de Santos, Cartas de São Paulo, In Memoriam do Padre Mário Salgueirinho, etc.,) a partir de amanhã, dia 29, domingo, em que será editado mais um texto sobre as Cartas de São Paulo (... que já estava agendado há 8 dias...).

Logo que os problemas estejam resolvidos, - que espero seja muito em breve, se Deus quiser - voltarei de novo com redobrada vontade e vigor para continuar a tarefa que encetei há quase 4 anos.

Entretanto continuarei a poder ler e a poder seguir os blogues que subscrevo, e bem assim os e mails que me queiram enviar, e para tal recorrerei ao computador de meu filho sempre que o puder utilizar.

Agradeço a vossa melhor atenção e compreensão.

Louvado seja Deus e Sua Mãe Maria Santíssima pelos séculos dos séculos. Ámen

ANTÓNIO FONSECA

Nº 1360-2 - IN MEMORIAM do Padre Mário Salgueirinho - 28 de Julho de 2012

Caros Amigos:
(Post para publicação em 28 de Julho de 2012 – 10,30 h).
(Pde Mário Salgueirinho Barbosa)
Padre Mário Salgueirinho foi para todos nós um ser humano exemplar, uma pessoa marcante e ficam definitivamente as nossas vidas mais pobres sem o seu carácter, bondade e sabedoria.
Que descanse em paz com as honras do Senhor.
18\06\1927 - 29\10\2011
Do livro “Caminhos da Felicidade
VÉSPERA DE NATAL
Véspera de Natal.
Todos os caminhos do mundo são estreitos para dar passagem neste dia a essa onda de amor que inunda o coração dos homens – mesmo daqueles que não veem mais nada por detrás daquela Criança que sorri no presépio.
Há uma força invisível, mas real, que electriliza as pessoas de todas as idades e raças e condições sociais e as faz convergir neste dia ao ponto de partida, que é o lar, como que para recomeçar nova vida.
Todos os caminhos têm uma magia sobrenatural que transparece compreensão, tolerância, reconciliação, perdão, solidariedade e amor…
As pessoas apressam-se, correm para o reencontro maravilhoso, incomensurável, à volta duma mesa, mesmo pobre, mesmo sem toalha, mas aquecida pelo calor do mesmo sangue que fervilha e apela aos de perto e aos de longe à comunhão na Paz.
Nessa caminhada de Natal, há muita gente que fica pelos caminhos a mendigar o pão de cada dia, a dormir pelos portais e arcos das pontes, mais gelados que manjedoura de Belém; outros vítimas das guerras ou a morrer lentamente no hemisfério da marginalidade, ou a consoar apenas com as lágrimas da sua solidão.
Quantos não têm Natal, porque não creem no Natal. Outros porque não tiveram lugar nos caminhos da justiça para chegar à gruta de Belém.
E quantos – e entre esses poderemos estar nós – que não têm Natal porque paganizaram o Natal e celebraram tudo menos o nascimento do Filho de Deus, nosso Salvador.
 
Porto, Dezembro de 1998
Mário Salgueirinho
======================================
Do livro “Dar é receber

VALOR DAS JOIAS

O valor das joias nem sempre se avalia pelo seu tamanho, mas sim pela qualidade.
Assim acontece na vida. Há pequenos testemunhos que parecem insignificantes, mas que contêm uma mensagem valiosa.
Subia eu uma rua da cidade pelo passeio da esquerda, quando quis atravessar outra rua onde os carros circulavam ininterruptamente. Outras pessoas esperavam também para atravessar.
Do lado direito da rua outras pessoas esperavam poder atravessar, mas os condutores não davam vez. Finalmente, um simpático automobilista parou e deixou atravessar esse grupo do lado direito. Foi então que eu e as outras pessoas que estavam a meu lado, atravessamos aproveitando a amabilidade que aquele condutor concedeu aos do passeio do lado direito.
Subi a rua meditando. É que algo de semelhante acontece na vida.
Muita gente beneficia dos dons concedidos aos outros; das suas capacidades, dos seus talentos, da sua honestidade, da sua competência, da sua generosidade, etc..
Há pessoas que recebem dons. maiores ou menores e vão servir com eles outra gente, tantas vezes desconhecida, tantas vezes longínqua, de diversos estratos sociais, de diversas raças.
Vemos um quadro belo, uma escultura maravilhosa, ouvimos uma partitura musical magnifica, olhamos uma ponte grandiosa, um edifício gigantesco, etc. e nem sempre nos lembramos de que o talento daqueles artistas, daqueles músicos, daqueles engenheiros e arquitetos, daqueles escritores, daqueles cientistas, foi-lhes concedido por Deus para servirem os outros que não têm as mesmas capacidades e carismas.

Quantas vezes recebemos os frutos dos dons concedidos a outros, como naquela rua pelo automobilista simpático.

Faz-nos bem refletir para agradecer: para agradecer a Deus a concessão a algumas pessoas desses carismas que nos servem e nos tornam felizes, porque muitas vezes o orgulho, a vaidade e a auto-suficiência não lhes permitem reconhecer que tudo isso é graça, que tudo isso é dom amoroso da generosidade de Deus.

Porto, Dezembro/2003
Mário Salgueirinho
=========
http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf
A publicar em:
28-Julho-2012 - 10,30 horas
António Fonseca

Nº 1360 – 2ª Página – CARTAS DE SÃO PAULO – CARTA AOS HEBREUS - 28 de Julho de 2012 – (Sexta-feira)

antoniofonseca1940@hotmail.com
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos,o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir o caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:
IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS”.
É apenas isto que eu estou tentando fazer. AF.
+++++++++++++++++++++++
Nº 1360 - 2ª Página
28 de Julho de 2012
CARTAS DE S. PAULO
S.-Paulo_thumb_thumb1_thumb_thumb_th
CARTAS PASTORAIS
CARTA AOS HEBREUS
CRISTO SUPERIOR A MOISÉS
 
3 – Fidelidade de Moisés e fidelidade de Jesus – Por conseguinte, irmãos santos, que participais da vocação celestial, considerai Jesus o Apóstolo e Sumo Sacerdote da fé que professamos, que é fiel ao que O constitui, como também Moisés o foi em toda a sua casa. Porque Ele foi considerado digno de glória tanto maior de que a de Moisés como o que edificou a casa tem maior honra do que a própria casa.
Toda a casa é edificada por alguém, mas quem  construiu todas as coisas foi Deus. Moisés, na verdade, foi fiel em toda a casa de Deus, como servo, para dar testemunho de tudo o que se havia de anunciar. Cristo, porém, é fiel, como Filho, à frente da Sua própria casa, a qual somos nós, se conservarmos firmemente até ao fim a confiança e a esperança de que nos gloriamos.
Conclusão prática: Cuidado com a infidelidade  -  Portanto, como diz o Espírito Santo: Se hoje,  ouvirdes a Sua voz, não endureçais os vossos corações como no lugar da provação, no dia da tentação no deserto, quando vossos pais Me tentaram, pondo-Me à prova, depois de verem as Minhas obras, durante quarenta anos. Por isso, indignei-Me contra esta geração e disse: Erram, sempre no seu coração e não conheceram os Meus caminhos. Assim farei na Minha ira: não entrarão no Meu repouso.
Tende cuidado, irmãos, que nenhum de vós tenha um coração mau e incrédulo a ponto de e apartar do Deus vivo. Admoestai-vos uns aos outros, todos os dias, durante o tempo que se chama “hoje”, a fim de que nenhum  de vós se endureça, seduzido pelo pecado.
Porque todos nós nos tornamos participantes de Cristo, desde que conservemos firmemente até ao fim a nossa fé dos primeiros dias. Quando se diz: Se hoje ouvirdes a Sua voz, não endureçais os vossos corações, como no lugar da provação, quais foram os que se revoltaram depois de O terem ouvido? Não foram todos os que saíram do Egito sob a direção de Moisés? E contra quem esteve Deus irritado durante quarenta anos? Não foi contra os que pecaram cujos corpos caíram no deserto? E a quem jurou que não entrariam no seu descanso senão aos que tinham desobedecido? E nós vemos que não pudemos entrar por causa da sua incredulidade.
 
*************************************************************
Post colocado em 28 de Julho de 2012 – 10,15 horas
ANTÓNIO FONSECA
Prosseguirei esta tarefa, amanhã se Deus quiser, já com o nº 4 da CARTA AOS HEBREUS. AF