OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

sábado, 18 de agosto de 2012

Nº 1381-2 - “2” - CARTAS DE SÃO PEDRO - (2ª) - 18 DE AGOSTO DE 2012

antoniofonseca1940@hotmail.com

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos,o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir o caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:
IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS”.

É apenas isto que eu estou tentando fazer. AF.
+++++++++++++++++++++++

Nº 1378 - 2ª Página

16 de Agosto de 2012

CARTAS DE S. PAULO

S.-Paulo_thumb_thumb1_thumb_thumb_th

CARTAS PASTORAIS

CARTAS CATÓLICAS

1ª CARTA DE SÃO PEDRO

 
3 – Deveres dos esposos  -  Vós, também, ó mulheres, sede submissas aos vossos maridos, para que, se alguns não obedecem à palavra, venham a ser conquistados, sem a palavra, pelo procedimento das suas mulheres, ao observarem a vossa vista casta e reservada. Não seja o vosso adorno apenas o exterior; cabelos frisados, adereços de ouro e vestidos ajustados; mas, sim, o ornamento interior e oculto do coração, a pureza incorruptível de um espírito suave e pacifico, que é precioso aos olhos de Deus.
Era assim que outrora se adornavam as santas mulheres que esperavam em Deus; eram submissas a seus maridos, como Sara que obedecia a Abraão, chamando-o seu senhor. Sois filhas delas se fizerdes o bem, não temendo perturbação alguma.
Do mesmo modo, vós, ó maridos, comportai-vos sabiamente no convívio com as vossas mulheres, tratando-as com respeito, como seres mais fracos e como herdeiras convosco da graça que dá a vida. Assim, nada se oporá às vossas orações.
Deveres recíprocos dos fiéis – Finalmente, sede todos concordes em sentimentos de amor fraterno, de misericórdia e de humildade. Não pagueis o mal com o mal, nem a injúria com a injúria. Pelo contrário, abençoai, pois para isto fostes chamados, para que sejais herdeiros da bênção. Porque «o que quer amar a vida e ver dias felizes, refreie a sua língua do mal e os seus lábios de palavras enganadoras. Aparte-se do mal e faça o bem, busque a paz e siga-a. Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os Seus ouvidos estão atentos aos seus rogos; mas a face do Senhor está voltada contra os que fazem o mal».
Atitude cristã perante as perseguiçõesE quem vos poderá fazer mal, se fordes zelosos do bem? Se padecerdes alguma coisa por causa da justiça, felizes de vós! Não temais as suas ameaças nem vos deixeis perturbar. Mas venerai Cristo Senhor nos vossos corações e estai sempre prontos a responder, para vossa defesa, com doçura e respeito, a todo aquele que vos perguntar a razão da vossa esperança. Tende uma consciência recta, a fim de que, mesmo naquilo em que dizem mal de vós, sejam confundidos os que caluniam a vossa boa conduta em Cristo. Melhor é padecer praticando o bem, se é essa a vontade de Deus, do que fazendo o mal.
Também Cristo morreu uma vez pelos nossos pecados- o Justo pelos injustos para nos conduzir a Deus. Morreu segundo a carne, mas foi vivificado segundo o espírito. Foi com este espírito que Ele foi pregar aos espíritos que estavam no cárcere, àqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes quando deus aguardava com paciência, enquanto se construía a arca, na qual poucas pessoas, oito apenas, se salvaram sobre a água. Esta água era uma figura do baptismo, que agora vos salva, não pela purificação das impurezas da carne, mas justificando a consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo, que subiu ao Céu, e está sentado à direita de Deus, depois de ter recebido a submissão dos anjos, dos principados e das potestades.

                       *************************************************************                               
                                                                                                            Este Post era para ser colocado em 17 de Agosto de 2012 – 10,15 horas

ANTÓNIO FONSECA
Prosseguirei esta tarefa, amanhã se Deus quiser, já com a 1ª Carta de São Pedro  - nº 3. AF
 
 

Nº 1381-1 - (231-12) - SANTOS DE CADA DIA - 18 DE AGOSTO DE 2012 - 4º ANO

antoniofonseca1940@hotmail.com
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Nº 1381-1  -  (231-12)

Imagem3189

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
I-Am-Posters
= E U   S O U =
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««««««««««««««««««««««««

www.jesuitas.pt

SANTA HELENA

Mãe do Imperador Constantino (255-327 ou 328)

Sant' Elena1

Bela, inteligente e boa, era criada duma estalagem quando o centurião Constâncio Cloro a tomou por «concubina», isto é, por esposa de segunda categoria, conforme o direito romano. Repudiou-a por motivos de estado uns 20 anos mais tarde, quando subiu a César das Gálias (292), para se casar com uma princesa imperial; mas sempre se mostrou bom para com ela. Tinha-lhes nascido em Nish, na Sérvia, por 272, um filho; o futuro imperador Constantino. Helena era pagã quando se casou. Não sabemos quando se fez cristã; e se foi ela que influiu na conversão de Constantino ou se, como escreve Eusébio de Cesareia, foi ele que a converteu a ela. Tinha-lhe muito amor e não parou de a encher de honras. Chamou-a do exílio dourado em que ela vivia em Tréviros havia 20 anos, e construiu-lhe em Roma um palácio magnifico. Conferiu-lhe o título de Augusta, mandou cunhar moedas com a sua efigie, aparecendo ela coroada com o diadema imperial. Em 326, dirigiu-se Helena para a terra de Jesus. Informou-se das «três grutas místicas», tão queridas à piedade dos primeiros cristãos; a gruta em que o Salvador nascera; aquela em que foi deposto a seguir à morte; e, por último, a «gruta dos ensinamentos», o seu refúgio noturno (Lc 21, 37), onde revelou os segredos mais sublimes. Levantou, nesses locais, três basílicas: a Anástasis (Ressurreição), perto do Calvário, «a Natividade» em Belém, e a «Igreja dos discípulos e da Ascensão», no alto do Monte das Oliveiras. Mandou ainda construir outras Basílicas e ornar os lugares santificados pela vida e presença de Jesus. Deu sempre provas de fé profunda e grande amor a Cristo. Morreu em Nicomédia, pouco depois da visita à Terra Santa. Os seus restos foram transportados para Roma, onde se vê ainda agora, no Vaticano, o sarcófago de pórfiro que os inclui. Nasceu ela pelo ano de 255, e faleceu em 327 ou 328. Santo Ambrósio (mais ou menos 340 até 397) assim conta a intervenção de Santa Helena no encontro (em latim  inventio) da cruz de Nosso Senhor. «Começou ela por visitar os Lugares santos; o Espírito inspirou-lhe procurar o madeiro da cruz. Aproximou-se do Gólgota e disse: «Aqui está o lugar de combate; onde está a vitória? Eu procuro o estandarte da salvação, mas não o vejo». Escava no chão, e afasta para longe o entulho. Eis porém que ela encontra desordenados três patíbulos já arruinados, que o inimigo escondera. Mas o triunfo de Cristo pode acaso ficar no esquecimento? Perturbada, Helena hesita, como mulher. Movida pelo Espírito Santo, lembra-se então que foram crucificados dois ladrões com o Senhor. Fixa-se portanto na cruz do meio. Mas talvez, ao caírem, se tenham confundido e trocado. Volta à leitura do Evangelho e repara ter sido aplicado à cruz do meio a inscrição: «Jesus Nazareno, rei dos Judeus». Assim chegou ao termo a demonstração da verdade e, devido ao título, foi reconhecida a cruz da salvação… Helena encontrou portanto o título e adorou o seu Rei». Do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt.

SANTO AGAPITO

Mártir (século II ou III)

Sant' Agapito

Em Palestrina, perto de Roma, celebra-se o nascimento para o céu de Santo Agapito, mártir. Tendo apenas quinze anos mas ardendo de amor por Cristo, foi preso por ordem do imperador Aureliano e bateram-lhe durante muito tempo com, nervos de boi. Exposto, em seguida, aos leões, estes não lhe fizeram nenhum mal. Por fim, foi-lhe cortada a cabeça. Como certo só nos constam a sua existência, o facto do martírio e o lugar da sepultura. E o seu culto está perfeitamente garantido no século IX e seguintes. A lenda sobre ele parece-se muito com a de S. Venâncio de Camerino. Do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt.

BEATO ALBERTO HURTADO CRUCHAGA

Sacerdote (1901-1952

)Sant' Alberto Hurtado Cruchaga3

Nasceu na cidade de Vinha do Mar, Chile, no dia 22 de Janeiro de 1901, numa família muito cristã. O seu pai morreu quando ele tinha apenmas 4 anos, ficando a mãe a cuidar dele e doutro irmão. Em 1901 entrou no Colégio de Santo Inácio, orientado pelos Jesuitas, e logo se distinguiu como bom companheiro, alegre, comunicativo e muito piedoso. Ocupava o tempo livre a visitar os mais necessitados. Terminados os estudos colegiais, estudou lei na Universidade católica, e ao mesmo tempo trabalhava para ajudar a mãe, mas a sua vocação era outra: ser sacerdote. Rezava muitas horas para poder concretizá-la e Deus ouviu a sua oração.; a sua mãe recebeu um dinheiro proveniente duma dívida e assim pôde viver tranquila e ele deixou de trabalhar. Entrou no noviciado de jesuitas e foi ordenado na Bélgica, em 1933. Regressado ao Chile, dedicou-se completamente aos alunos, dando aulas e prestando direção espiritual, e tornou-se um grande educador da juventude. Uma noite, o Padre Hurtado encontrou um pobre, doente, e que não tinha para onde ir; outra noite, viu um grupo de meninos abandonados e teve ensejo de os ajudar. Reuniu um grupo de pessoas generosas que deram o que tinham, e assim se fundou aquilo que seria a sua grande obra: «O Lar de Cristo». Com incansável amor saía na sua carrinha, a recolher os pobres e as crianças para as trazer para o Lar. Em cada necessitado via Cristo sofredor. Mais tarde há-de criar oficinas para lhe dar educação e capacitá-los para um trabalho digno. Além, disso, fez também várias publicações e pronunciou conferências sobre variados assuntos. Foi também, fundador da revista «Mensage» e da «Ação Sindical Chilena». Quando foi hospitalizado, por ter contraído o cancro, nunca se queixou, repetindo continuamente: «Contente, Senhor, contente». A 18 de Agosto de 1952, o Senhor levou-o para junto de Si. Os seus restos mortais encontram-se num santuário erecto em sua memória, em Santiago do Chile. O processo de beatificação, iniciado em Roma, teve o seu desfecho feliz no dia 16 de Outubro de 1994, em que foi beatificado por João Paulo II, na cidade do Vaticano. Do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt.

www.es.catholic.net/santoral

Elena, Santa

Agosto 18 Reina,

Elena, Santa

Elena, Santa

Martirologio Romano: En Roma, en la vía Labicana, santa Elena, madre del emperador Constantino, que tuvo un interés singular en ayudar a los pobres y acudía a la iglesia piadosamente confundida entre los fieles. Habiendo peregrinado a Jerusalén para descubrir los lugares del Nacimiento de Cristo, de su Pasión y Resurrección, honró el pesebre y la cruz del Señor con basílicas dignas de veneración (c. 329).

Padre Alberto Hurtado Cruchaga

Agosto 18 Fundador del HOGAR DE CRISTO,

Padre Alberto Hurtado Cruchaga

Padre Alberto Hurtado Cruchaga

Martirologio Romano: En Santiago de Chile, beato Alberto Hurtado Cruchaga, presbítero de la Compañía de Jesús, que fundó una obra para que los pobres que carecen de techo y los vagabundos, sobre todo niños, pudieran encontrar un verdadero y familiar hogar (1952).

Reinaldo de Concorégio, Beato

Agosto 18 Obispo,

Reinaldo de Concorégio, Beato

Reinaldo de Concorégio, Beato

Martirologio Romano: En Ravena, en la Romaniola, beato Reinaldo de Concorégio, obispo, ilustre por su celo, prudencia y caridad (1321)

Floro, Lauro y compañeros, Santos

Agosto 18 Mártires,

Reinaldo de Concorégio, Beato

Reinaldo de Concorégio, Beato

Martirologio Romano: En Ravena, en la Romaniola, beato Reinaldo de Concorégio, obispo, ilustre por su celo, prudencia y caridad (1321)

Paula Montaldi, Beata

Agosto 18 Abadesa Clarisa,

Paula Montaldi, Beata

Paula Montaldi, Beata

Martirologio Romano: En Mantua, de la Lombardía, beata Paula Montaldi, virgen, abadesa de la Orden de las Clarisas, que se distinguió por su devoción a la pasión del Señor y por su constante oración y austeridad (1514). Etimología: Paula = “la que descansa”.

www.santiebeati.it

92898 > Sant' Agapito Martire 18 agosto MR

Sant' Agapito

90067 > Sant' Alberto Hurtado Cruchaga Religioso 18 agosto MR

Sant' Alberto Hurtado Cruchaga2Sant' Alberto Hurtado Cruchaga3Sant' Alberto Hurtado Cruchaga4

66560 > Beato Antonio Banassat Martire 18 agosto MR

Beato Antonio Banassat

94572 > Beati Domenico de Molinar e Gaspare di Salamanca Mercedari 18 agosto

Beati Domenico de Molinar e Gaspare di Salamanca

66500 > Sant' Elena Madre di Costantino 18 agosto MR

Sant' Elena1Sant' Elena2Sant' Elena3Sant' Elena5

66530 > Sant' Eonio di Arles Vescovo 18 agosto MR

Sant' Eonio di Arles

66520 > San Firmino di Metz Vescovo 18 agosto MR

San Firmino di Metz

66550 > San Floro Martire 18 agosto

San Floro e San Lauro4San Floro e San Lauro5San Floro e San Lauro3

66570 > Beato Francesco Arias Martin Martire 18 agosto MR

Beato Francesco Arias Martin

90281 > San Franco Venerato a Francavilla a Mare 18 agosto

San Franco

66580 > Beati Giacomo Falgarona Vilanova e Atanasio Vidaurreta Labra Martiri 18 agosto

Beati Giacomo Falgarona Vilanova e Atanasio Vidaurreta Labra

91411 > San Giovanni di Rila Anacoreta 18 agosto

San Giovanni di Rila1San Giovanni di Rila2San Giovanni di Rila3

66600 > San Lauro e compagni Martiri 18 agosto

San Lauro e compagni 4San Lauro e compagni 3San Lauro e compagni 2

91265 > Beato Leonardo Abate di Cava 18 agosto MR

Beato Leonardo

66510 > San Leone Martire 18 agosto MR

San Leone

66540 > San Macario di Pelecete Abate 18 agosto MR

San Macario di Pelecete

66590 > Beato Martino Martinez Pascual Martire 18 agosto MR

Beato Martino Martinez Pascual

92896 > Santi Martiri di Utica (Massa Candida) 18 agosto MR

Santi Martiri di Utica (Massa Candida), mais de 300 mártires...

66700 > Beata Paola Montaldi Vergine 18 agosto MR

Beata Paola Montaldi

66650 > Beato Rinaldo da Concorezzo Vescovo 18 agosto MR

Beato Rinaldo da Concorezzo

93454 > Beato Vincenzo Maria Izquierdo Alcon Sacerdote e martire 18 agosto MR

Beato Vincenzo Maria Izquierdo Alcon

WWW.SANTIEBEATI.IT, WWW.ES.CATHOLIC.NET/SANTORAL, WWW.JESUITAS.PT.

Compilação por

António Fonseca

00000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto

Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_[2]

http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.com

***************************************************************************************************************
Responsabilidade exclusiva de ANTÓNIO FONSECA
email:

antoniofonseca1940@hotmail.com

Obrigado. António Fonseca
Sites utilizados: http://bibliaonline.com.br/acf; http://es.catholic.net; http://santiebeati.it;

http://jesuitas.pt/

WWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW
Porto, 16-8-2012 – 10,00 H
ANTÓNIO FONSECA