OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

sábado, 27 de outubro de 2012

MUDANÇA DE HORA – 28 de Outubro de 2012

 

 

Atenção

 

Esta noite às 2 horas da manhã, devem ser atrasados os relógios para a 1 hora

*********************

No dia 28 de Outubro de 2012, tem início o período de "Hora de Inverno".

Assim, os relógios irão ser atrasados de 60 minutos às 2h00 da madrugada de Domingo em Portugal continental e na Região Autónoma da Madeira, passando para a 1h00.

Na Região Autónoma dos Açores a mudança será feita à 1h00 da madrugada de Domingo, dia 28 de Outubro, passando para a meia-noite (00h00).

Vamos ter mais uma hora de fim de semana!

Aproveitem ;)
www.wOne.pt

Vamos ter mais uma hora de fim de semana!

foto de wOne.pt.

 

Post colocado em 27-10-12  -  13,00 horas

ANTÓNIO FONSECA

Eucaristia especial na Senhora do Porto - 28 de Outubro de 2012

 

Amanhã dia 28 de Outubro de 2012, às 12,00 horas é celebrada na Igreja da Senhora do Porto, uma Eucaristia com um cariz muito especial, para além da Celebração Eucarística habitual em cada Domingo nesta Igreja.

Isto é; O dia 28 de Outubro é um dia muito significativo para o Grupo dos Acólitos da Senhora do Porto (GASP):

– Porque se trata duma Eucaristia em que se devem juntar, vários Acólitos das paróquias da Vigararia de Porto Poente, de que resulta um Intercâmbio em que estarão presentes (3) representantes dos Acólitos da referida Vigararia.

– Porque se aproveita para reavivar a memória do saudoso Padre António Inácio Gomes, que fundou esta Paróquia em 26 de Março de 1967, (e, na qual já se encontrava por incumbência episcopal do  Administrador Apostólico D. Florentino Andrade e Silva – desde 12 de Junho de 1964) – ( Estrela VEJA-SE texto publicado às 10,30 horas de hoje, neste mesmo local) e, ainda, a Igreja da Comunidade de São Paulo do Viso, em 17 de Março de 1985, que pastoreou ao longo de mais de 40 anos,  até 27/10/2005. Curiosamente no dia 29 e, se fosse vivo, faria 85 anos de idade.

 

Padre Incio Gomes

Rev. Padre António Inácio Gomes

– Porque se aproveita também, para celebrar a memória do Padre Mário Salgueirinho Barbosa, que faleceu em 29 de Outubro de 2011 (com 84 anos) – que foi Colega de curso do Padre Inácio Gomes, tendo sido seu colaborador  durante todos os 40 anos em que pastoreou a Senhora do Porto e ultimamente era colaborador do atual Pároco Dr. Manuel Correia Fernandes.

Rev. Padre Mário Salgueirinho Barbosa

Como corolário, esta Eucaristia será celebrada pelo Bispo Emérito de Setúbal, D. Manuel Martins, também Colega de curso dos Padres acima referidos, e igualmente colaborador durante muitos anos nesta Paróquia.

A Eucaristia será pois de festa para os Acólitos e de memória para os Padres António Inácio Gomes e Mário Salgueirinho Barbosa (pelo aniversário de nascimento do primeiro (a 29), e pela saudade causada pelas suas ausências na terra, mas presenças no Céu), onde creio que nos esperarão, a nós seus fiéis paroquianos.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO E SUA MÃE MARIA SANTÍSSIMA, POR TODOS OS SÉCULOS DOS SÉCULOS. AMEN

Post colocado em 27-10-12 – 10,40 horas

ANTÓNIO FONSECA

Nº 1451-2 - O ANTIGO TESTAMENTO - Génesis (35) - 27 de Outubro de 2012

antoniofonseca1940@hotmail.com
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Caros Amigos:
Com a edição do nº 22 do Livro do APOCALIPSE, ontem verificada, terminei a transcrição dos textos do NOVO TESTAMENTO – Introdução, Evangelhos de São Mateus, São Marcos, São Lucas e São João, dos Actos dos Apóstolos, das Cartas de São Paulo – aos Romanos, 1ª e 2ªaos Coríntios, aos Gálatas, aos Efésios, aos Filipenses, aos Colossenses, das 1ª e 2ª aos Tessalonicenses, das 1ª e 2ª a Timóteo, a Tito, a Filémon, aos Hebreus, Cartas de São Tiago, 1ª e 2ª de São Pedro, 1ª., 2ª e 3ª de São João, de São Judas e, finalmente o Apocalipse (segundo São João).
O que irei tentar fazer a seguir?
Como podem rever na publicação que fiz ontem e anteontem neste mesmo local, resolvi começar a editar o ANTIGO TESTAMENTO que é composto pelos seguintes livros:
– GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS, DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO; JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º E 2º de SAMUEL, 1º e 2º Reis, (2) CRÓNICAS (paralipómenos), ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º E 2. MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA, ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ); ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC, EZEQUIEL, DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).
Poderei porventura dar conta do recado?
NÃO SEI: é uma tarefa ciclópica, impossível., etc., para os meus 72 anos.
Desconheço se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma.
Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se o conseguir, darei muitas Graças a Deus
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos,o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir o caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:
IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS”.
É apenas isto que eu estou tentando fazer. AF.
+++++++++++++++++++++++
Nº 1451 - 2ª Página
27 de Outubro de 2012
ANTIGO TESTAMENTO
G É N E S I S

220px-Shechem_seizes_Dinah
Estupro de Dina, filha de Jacob
REGRESSO A BETEL
35 – REGRESSO A BETEL – O Senhor disse a Jacob: «Vai, sobe a Betel, e permanece ali; levanta ali um altar ao Deus que te apareceu quando fugias diante de Esaú, teu irmão»; Jacob disse à família e a todos os que estavam com ele: «Fazei desaparecer os deuses estrangeiros que estão no meio de vós; purificai-vos e mudai de vestes. Preparemo-nos para subir a Betel; levantarei ali um altar ao Deus que me atendeu no dia da minha angústia e que esteve comigo nos caminhos que eu andei». Entregaram então a Jacob todos os deuses estrangeiros que possuíam e as joias que traziam nas orelhas. Jacob enterrou-as debaixo do teberinto que estava junto de Siquém e partiram. Dominados por terror divino, as cidades em, redor não perseguiram os filhos de Jacob. Este chegou com todos os que o acompanhavam a Luz, o mesmo que Betel, no país de Canaã. Levantou ali um altar e chamou a esse lugar El-Bet-Al, porque fora ali que os poderes celestes lhe apareceram, quando fugia por causa do seu irmão.

Entretanto, morreu Débora, ama de Rebeca e foi enterrada abaixo de Betel junto dum carvalho que foi chamado o carvalho dos prantos.

Deus aparece a JacobDeus apareceu novamente a Jacob, depois do seu regresso de Aram, e abençoou-o. Deus disse-lhe: «Chamas-te Jacob; mas de futuro já não te chamarás Jacob e o teu nome será Israel». Deu-lhe assim o nome de Israel. E Deus disse-lhe: «Eu sou o Deus Todo-poderoso; vais crescer e multiplicar-te; de ti sairá um povo, uma multidão de povos sairá de ti, e das tuas entranhas sairão reis. Concedo-te o país que concedi a Abraão e a Isaac e dá-lo-ei à tua posteridade depois de ti». O Senhor desapareceu de junto dele e do lugar em que lhe falara. Jacob levantou um monumento de pedra naquele lugar, sobre o qual fez uma libação e derramou azeite. E Jacob chamou Betel a esse lugar, no qual o Senhor conversara com ele

Breves notícias sobre a família de Jacob – Partiram de Betel, e faltava ainda um pouco de tempo para chegarem a Efrata, quando Raquel deu à luz e o seu parto foi difícil. Durante as dores do parto, a parteira disse-lhe: «Ânimo que voltas a ter um filho teu». Ora, no momento de entregar a sua alma – pois estava a morrer – chamou-o Ben–Oni; mas seu pai chamou-o Benjamim. Então Raquel morreu e foi enterrada no caminho de Efrata, que é Belém. Jacob levantou um monumento sobre o seu túmulo; é o monumento do Túmulo de Raquel, que ainda hoje subsiste.

Israel partiu e levantou a sua tenda além de Migdal-Eder. Enquanto Israel residiu nesta região, Ruben teve relações com Bilha, concubina de seu pai, e Israel soube-o.

Os filhos de Israel foram doze. Filhos de Lia: o primogénito de Jacob, Ruben depois Simeão, Levi, Judá, Issacar e Zabulão. Filhos de Raquel: José e Benjamim. Filhos  de Bilha, escrava de Raquel: Dan e Neftali. E filhos de Zilpa, escrava de Lia: Gad e Aser. Estes são os filhos de Jacob , que nasceram no território de Aram.

Jacob chegou junto de Isaac, seu pai, em Mambré, a cidade de Arba, outrora Hebron, onde viveram Abraão e Isaac. Os dias de Isaac foram de cento e oitenta anos. Expirando, morreu e reuniu-se aos seus pais, já velho e cheio de dias. Esaú e Jacob, seus filhos, sepultaram-no.

0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

26 de Outubro de 2012 - 10,15 h
ANTÓNIO FONSECA
map-1195aeac0b2f22222222222222222[2]

IN MEMORIAN do Padre Mário Salgueirinho - 27 de Outubro de 2012

(Post para publicação em 27 de Outubro de 2012 – 10,30 h).
(Pde Mário Salgueirinho Barbosa)
Padre Mário Salgueirinho foi para todos nós um ser humano exemplar, uma pessoa marcante e ficam definitivamente as nossas vidas mais pobres sem o seu carácter, bondade e sabedoria.
Que descanse em paz com as honras do Senhor.
18\06\1927 - 29\10\2011

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««««««««««««««
Do livro “Caminhos da Felicidade”
MÃOS AMARRADAS


Conta uma antiga lenda que um bom homem ouviu, certo dia, bater à porta de casa. Eram uns amigos que lhe foram amarrar as mãos, para que não praticasse nada de mau.
Retiraram-se, deixando um deles a guardar a porta, para que ninguém  lhe desatasse as mãos. E iam-se revezando.
O homem, revoltado, tentou desamarrar as mãos por todas as formas, mas sem resultado. Adaptou-se a fazer algumas coisas sem as mãos. E pouco a pouco se foi conformando com aquela forma de viver. e de tal maneira se habituou que se esqueceu do tempo feliz em que tinha as mãos livres.
Entretanto, o guarda ia-lhe contando uma infinidade de coisas más que ocorriam pelo mundo fora, realizadas pelas mãos humanas: terrorismo, assaltos, roubos, guerras, mortes, etc..
E o homem das mãos atadas até passou a pensar que era melhor viver assim.
Passaram-se anos. Um dia, outros amigos surpreenderam o guarda e entraram, soltando as mãos do homem.
- Agora estás livre! – disseram-lhe. Mas ficaram tristemente surpreendidos. Aquelas mãos por terem estado amarradas tantos anos, não faziam nada.. Estavam inertes e inúteis.
Quanta gente por aí de mãos amarradas: talvez pelos,pais, talvez +pelos familiares, talvez pelos amigos.
Educada sem hábitos de solidariedade e doação desde criança, não consegue servir os outros com um gesto de serviço fraterno e de entreajuda solidária.
Perderam a criatividade para o bem, perderam a generosidade para dar amor e não estendem a mão para confortar o doente, para auxiliar o faminto, para amparar o infeliz.
Tanta gente de mãos atadas pelo medo, pela avareza, pelas convenções sociais, pelos preconceitos tradicionais caducos, pelo orgulho familiar ou rácico, pelo egoísmo selvagem.
Mãos amarradas, vidas fossilizadas, totalmente estéreis…



Porto, Dezembro de 1998
Mário Salgueirinho
======================================
Do livro “Dar é receber”
DIA DOS NAMORADOS 

Há um dia dedicado aos enamorados.
Para além dos objectivos comerciais deste dia, temos de aproveitá-lo, para não se perder apenas em expressões de ternura, como num dia de reflexão que possa projetar-se na construção da família.
O tempo de namoro deve ser – nem sempre é – um tempo de conhecimento mútuo; um tempo de correção dos defeitos que surjam e de desenvolvimento das qualidades de um e de outro.
Namoro de deverão, conduz a casamento desastroso, assente sobre a areia da +paixão e não sobre alicerces firmes do amor.
E o resultado é essa infelicidade que se vê e muita que não se vê.
O Dia dos Namorados não é apenas para adolescentes e jovens.
É para os casais de qualquer idade que, a todo o tempo, podem voltar ao ambiente de expressões de ternura, de atenção reciproca, de manifestações de amor, que criam um ambiente feliz.
Já tenho encontrado casais de mais de meia idade a quem o tempo fez arrefecer a ternura e o carinho, que depois de uma reflexão, se decidem a tentar recuperar esse relacionamento de harmonia feliz dos primeiros tempos.
Neste «Dia dos Namorados» dedico aos enamorados de todas as idades esta mensagem amiga:
 
«Se estais enamorados, escrevei amor em todos os caminhos 
-  com vossos passos e vossos gestos, 
- com vossas palavras e silêncios,
– com vosso olhar, vossos sorrisos,
– com vossas lágrimas escaldantes
– de perdão, de saudade e sofrimento…»
 


Porto, Dezembro/2003
Mário Salgueirinho
=========

http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf
A publicar em:
27-Outubro-2012 - 10,30 horas
António Fonseca






Nº 1451-1 - (301-12) - SANTOS DE CADA DIA - 27 de Outubro de 2012 - 4º ano

antoniofonseca1940@hotmail.com

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Nº 1451-1 - (301-12)
Imagem3189

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
I-Am-Posters
= E U    S O U =
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««««««««««««««««««««««««


Nº 1451-1 – (301-12)

VICENTE, SABINA e CRISTETA, Santos

Mártires (303 ou 304)

Vicente, Sabina y Cristeta, Santos

Vicente, Sabina e Cristeta, Santos

Vicente, Sabina e Cristeta são irmãos. Entre os mais ilustres mártires de Jesus Cristo que, no tempo das perseguições, deram provas de valor e ardente zelo pela religião cristã, são dignos de memória eterna os insignes irmãos Vicente, Sabina e Cristeta, os quais nasceram, segundo uns em Talavera, na província de Toledo, e segundo outros em Évora, Portugal. No império de Diocleciano (284-305), veio à Espanha o seu digno delegado Daciano, homem desumano e perverso, com o intuito de dar à perseguição contra os cristãos um carácter de ferocidade capaz de amedrontar os mais intrépidos. Este magistrado, depois de fazer derramar ondas de sangue inocente em Saragoça, Barcelona, Toledo e outras povoações, apresentou-se em Talavera. Florescia por então na virtude um jovem chamado Vicente, tão modesto e exemplar que edificava os próprios pagãos. Preso por esta causa, foi apresentado a Daciano, que vendo a sua compostura e galhardia, fingindo aparentemente uma falsa compaixão, tentou pervertê-lo com afagos e carícias. Perguntou-lhe que religião era a sua. Sem se perturbar, Vicente respondeu-lhe que a de Jesus Cristo, por cujo motivo se chamava cristão. «Pois quê, lhe tornou, adoras como Deus um homem que os judeus sacrificaram por seus delitos?» «Cala-te, respondeu o santo, não vituperes a quem devias venerar». Dissimulou o tirano e disse-lhe: «Perdoo à tua juventude essas liberdades, pois conheço que não chegastes à idade de uma prudência completa, pelo que te devo aconselhar que me ouças como, pai, e como tal te ordeno que sacrifiques aos deuses imperiais». Vicente respondeu: «Careceria de sólido juízo se, desprezando o verdadeiro Deus que criou o céu e a terra, penetrou os abismos e circundou os mares, desse culto aos falsos deuses de pau e de pedra, representados em estátuas vãs». «Pois que Deus fez essas maravilhas senão Júpiter?», objectou Daciano. «Júpiter, respondeu Vicente, foi um homem inútil, cujas torpezas e maldades publicam os vossos livros; mas o meu Deus é santo e imaculado, uno em essência e trino em pessoas, que por seu infinito poder e bondade fez as obras admiráveis que no céu e na terra vemos e conhecemos; as quais por todas as partes testificam a sua divindade». Tomado de furor, Daciano, mudando de tom, diz-lhe: «É indigno para mim questionar com um jovem; e já que não obedeces a mandamentos meus, és indigno que eu ouça as tuas razões. O que podes dizer do teu Deus, já o tenho ouvido de outros fanáticos tão cegos como tu, que deves consultar a tua idade, e dar exemplo aos outros; e assim sacrifica já ao grande Júpiter». «Sacrifica-lhe tu, respondeu Vicente, pois hás-de cair como ele no fogo do inferno, preparado para o demónio e seus anjos». Não podendo já conter-se, bradou com tom irado, dirigindo-se aos carrascos: «Tirai-me daqui este mancebo sacrílego, e notificai-lhe o édito imperial, para que sacrifique aos deuses ou sofra a morte em cruéis tormentos». Conduziram-no os ministros ao templo para executar o sacrifício prescrito, mas ao pôr os pés no pavimento da ara do falso deus, tornou-se esta branda como cera, ficando impressos os vestígios tão maravilhosamente que os algozes não puderam deixar de confessar que o Deus de Vicente era o verdadeiro; portanto, no intuito de o salvarem, levaram-no para uma casa particular, e vieram dizer que ele pedia três dias de espera para deliberar sobre o cumprimento da ordem, o que foi concedido logo. A esta casa o vieram visitar muitos cristãos e infiéis; a estes exortou a converterem-se; também acudiram pressurosamente suas irmãs Cristeta e Sabina, assaltando-o com razões sentidas, para fugir com elas e se salvar. «Bem vês, lhe diziam elas banhadas em lágrimas, a nossa soledade; órfãs de pai e de mãe, sem outro amparo além do teu, se este nos falta, quem defenderá a nossa pureza do furor dos bárbaros? Quem fortalecerá o nosso ânimo? Ouve as nossas súplicas, e sai da prisão; fujamos todos; se a Deus aprouver, outra ocasião de dar a vida ser-vos-á dada, e então morreremos juntos».Rendido a suas lágrimas, Vicente consentiu em fugir com suas irmãs, e com tanta pressa o fez que, apesar de o seguirem de perto os ministros de Daciano só os foram apanhar em Ávila. Arrastaram-nos para fora da cidade, e estendendo-os no cavalete, os açoitaram com a maior crueldade, e lhes desconjuntaram os membros à força de requintadas torturas. Mas como os três santos não deixavam de louvar a Deus, puseram-lhes as cabeças sobre pedras, e esmagaram-lhas, dando a alma a Deus no meio e tão cruel suplicio, a 27 de Outubro do ano de 303 ou 304. Deixaram os verdugos os três veneráveis corpos insepultos, a fim de serem pasto das feras; mas Deus, para os proteger e manifestar a glória das suas almas, fez sair de umas brenhas uma formidável serpente, que trazia temerosos os moradores de Ávila. Diz-se que, chegando-se um judeu com intuito de os insultar, a serpente se enroscara e estivera a ponto de o sufocar; mas que, prometendo o infiel converter-se a Jesus Cristo e sepultar os corpos dos santos, fora logo abandonado pelo animal que não tornou mais a aparecer. Cumpriu o judeu o que prometera, e além disso edificou-lhes um magnifico, templo, onde Deus favoreceu os que concorriam a tributar-lhes a homenagem da sua devoção. Tão célebre se tornou o sepulcro, que os cristãos tinham o costume de jurar sobre ele, costume que os reis católicos Fernando e Isabel proibiram nas cortes de Toro, pelos perjúrios frequentes que havia. Eis o texto da lei; «outrossim mandamos, que nenhum juramento, ainda que o juiz o mande fazer ou a parte o peça, se faça em S. Vicente de Ávila, nem no ferrolho de Santa Águeda, nem nas relíquias de Santo Isidro, nem em outra igreja jurada, etc..». Do livro SANTOS DE CADA DIA, de http://www.jesuitas.pt/

GONÇALO DE LAGOS, Santo

Religioso (1370-1422)

(*) Ver este mesmo blogue em 21 de Outubro em curso.

Nasceu em Lagos, no Algarve, um pouco depois de 1370. Tomou o hábito de Santo Agostinho no convento da Graça, em Lisboa, onde vinha pôr mais a salvo os seus vinte anos de virtude e pureza,quase de anjo, e já vitoriosa de repetidos assaltos. Exercitou-se ainda em jejuns e outras penitências, enquanto se aplicava às letras, para que sentia grande atrativo, mas sem qualquer vaidade, chegando assim a recusar a láurea doutoral e outras distinções honrosas. Dedicou-se depois à pregação, em correrias apostólicas: e, com o mesmo zelo, a manter a observância regular, quando superior de alguns mosteiros da sua ordem. Foi o último o de Torres Vedras, onde morreu a 15 de Outubro de 1422, depois de exortar os seus súbditos à observância religiosa e mais virtudes cristãs. Ali mesmo ficou o seu jazigo, mais definitivo e melhorado desde 1784, tornando-o a vila de Torres Vedras para seu padroeiro, depois de beatificado, por Pio VI, em 1798. Mas em Portugal é-lhe tributado o culto de santo. Ao que parece, a escolha que fez Torres Vedras do seu padroeiro deve-se em última análise à carta que D. João II, encontrando-se no Algarve em 1495, escreveu à câmara da dita vila, exaltando a memória de Frei Gonçalo e celebrando a felicidade que essa terra possuía conservando o seu milagroso corpo. O mesmo fez a cidade de Lagos, sua terra natal, onde os pescadores, sobretudo, mais invocam e experimentam a sua especial proteção. Não obstante, com o andar dos anos, o culto de S. Gonçalo foi-se obliterando, até que, em 1942, por iniciativa da Juventude Militar Católica de Lagos, foi restaurado o antigo nicho, com nova imagem e respectiva lápide, seguindo-se várias solenidades, para se retomar a sua festa, que atualmente em 27 de outubro. os Padres Agostinhos celebram-no em Portugal a 21 do mesmo mês (ver essa referência neste blogue, neste mesmo dia). Do livro SANTOS DE CADA DIA, de http://www.jesuitas,.pt/.

• Balsamia, Santa

Etimologicamente significa “bálsamo, perfume”. Vem da língua latina. Jeremias disse: “A palavra do Senhor tem sido para mim fonte de burla. Não falarei mais em seu nome, não pensarei mais nele, mas a sentia dentro como fogo ardente que não podia conter”. Foi do século VI. Seu trabalho já passou de moda em muitos lugares civilizados e de uma forte economia. Em outros, pelo contrário, se mantém o papel da mulher que sustenta os meninos, até com seu próprio leite. Em toda a misteriosa Idade Média e anterior inclusive a ela, havia uma grande veneração pelas santas que haviam dado sua vida neste precioso trabalho de nutrientes. Foi ela que alimentou em Reims a santo Remígio, o bispo daquela cidade. Remígio, com sua cultura, suas boas formas e sua diplomacia, logrou que se convertesse ao cristianismo Clodoveo, o rei francês. Para os franceses é um segundo João Baptista, o precursor da vida cristã em França. Houve um tempo em que se a chamava nas Gálias a santa Balsamiaa santa Nutriz”. Hoje prevalece o de Balsamia. O leite é “bálsamo” dado às crianças. Ela havia nascido em Roma. ¡Felicidades a quem leve este nome

Bartolomeu de Bragança, Beato

bispo,

Bartolom de Braganza, Beato

Bartolomé de Bragança, Beato

Etimologicamente significa “filho de quem detém as águas”. Vem da língua hebraica. Não te vejas já como terra seca...Que caia seu orvalho, as lágrimas da manhã, e que no deserto de tua alma se aplaque a sede de um amor. Foi bispo no século XIII. Quando se visita Paris, se vê a santa Capela que mandou construir o rei Luís IX para alojar as relíquias da santa Cruz. Todos os habitantes de Vicenza, Itália, conhecem a bela igreja da santa Coroa.É um monumento importante da arquitetura gótica. Também se fez para guardar uns espinhos de Crucifixão do Senhor. Há uma grande amizade e relação entre a capela gótica parisiense e a de Vicenza. Estas boas relações começaram com o rei de França e Bartolomeu, bispo desta cidade. Havia nascido aqui no começo do século XIII duma família de condes, os de Bragança. Estudou em Pádua. Aqui se uniu aos companheiros de santo Domingo que se encontravam em Bolonha. Inteligente e educado, o encarregaram de pregar por Itália nuns tempos agitados por mor das heresias, lutas civis e outras duras dificuldades. Criou uma confraternidade de tipo religioso e semi - militar, “os alegres”, para evangelizar a todo o mundo com gozo e com alegria. Em 1256 o elegeram bispo. Mas, apesar de seu trabalho e zelo apostólico, o desterraram, e teve que ir como legado pontifício a Inglaterra e França. Morreu em 1270. ¡Felicidades a quem leve este nome!

• Salvador Mollar Ventura, Beato

Religioso e mártir,

Salvador Mollar Ventura, Beato

Salvador Mollar Ventura, Beato

Nascido em Manises, Valência, em 27 de Março de 1896, filho de Bautista Mollar e María Muñoz, muito pobres mas piedosos. De menino e jovem se distinguiu por sua piedade, organizou a Associação do Rosário em seu bairro, formou parte da Adoração Noturna e da Conferência de São Vicente de Paulo e ensinava o catecismo às crianças. Fez o noviciado dos Irmãos Menores Franciscanos em 1921 e a Profissão solene em 25 de Janeiro de 1925. Alegre, jovial e optimista. Limpo e ordenado, devoto da Santíssima Virgem. Ao iniciar-se a guerra civil, em 1936, era sacristão no convento de Benisa. Ao dispersar-se os religiosos, se refugiou primeiro onde uns benfeitores, e logo, para não os comprometer, se foi a sua família, onde foi detido e encarcerado em finais de outubro, e fuzilado em 27 do mesmo mês e ano, no “Picadero de Paterna”, e enterrado em Valência. Seu cadáver mostrava sinais de tortura. É um dos 233 mártires da Guerra Civil espanhola, para ver mais sobre esses mártires em Espanha faz "click" AQ


• Teresa Eustóquio, Santa

Monja,

Teresa Eustoquio, Santa

Teresa Eustóquio, Santa

Etimologicamente significa “bela e ardente como o sol de verão” ou “mulher amável e forte”. Vem da língua grega e alemã. Quando o crente se põe em contacto com estes gigantes da santidade, fica alucinado. Vê que todos os males que podem assolar as pessoas têm uma terapia fenomenal com a prática da oração. A menina Teresa teve a fortuna de ter uns pais que, ainda que tenham sido de alto coturno, deram-lhe uma educação muito cristã. A educação primária foi feita em casa tendo como mestre a um canónico amigo da família. Era aberta, inteligente e sensível aos valores da fidelidade e da graça. Desde pequena deixou que fosse o Espírito Santo que dirigisse os passos de sua existência. Seu afã se centrava em Deus somente e, desde ele, nos demais. Sem embargo, lhe ocorreu como à grande Teresa de Ávila: ter a experiência da ausência de Deus, ainda que, sem o sentir, jamais perdeu sua confiança. Foi para monja beneditina. Depois de alguns anos teve a inspiração divina de fundar uma nova congregação chamada as “Filhas do Sagrado Coração de Jesus”. Calhou-lhe viver em tempo difíceis pelas revoltas políticas e sociais. A nível eclesial, o jansenismo crescia muito. Por isso, na metade do século XIX nasceram várias congregações com o nome desta fundação. Eram os anos da grande expansão da devoção ao Coração de Jesus, ao amor. Se dedica esta congregação à obra educativa, fruto da persuasão e o respeito à individualidade de cada um. Depois de uma vida de intenso trabalho por Deus e pelos demais, morreu no ano 1852. João Paulo II a canonizou em dez de junho de 2001.¡Felicidades a quem leve este nome!

90407 > Santa Balsamia 27 ottobre


90462 > Beato Bartolomeo di Breganze (da Vicenza) Vescovo 27 ottobre MR

 
94285 > Beato Cesare Taparelli di Genola Sacerdote gesuita 27 ottobre

 
92569 > Beata Emelina Eremita e conversa cistercense 27 ottobre


75300 > Sant' Evaristo Papa e martire 27 ottobre MR

 
90237 > San Gaudioso di Abitine Vescovo 27 ottobre MR

 
90406 > San Namazio di Clermont Vescovo 27 ottobre MR

 
75430 > Sant' Odran (Otterano) di Iona Monaco 27 ottobre MR

 
94769 > Beato Pietro de Lauro Mercedario 27 ottobre

 
94771 > Beato Pietro de Pazzis Mercedario 27 ottobre

 
93130 > Beato Salvatore (Salvador) Mollar Ventura Religioso e martire 27 ottobre MR

 
92359 > San Teodulo (o Teodoro II) Vescovo di Sion 27 ottobre


75410 > San Trasea di Eumenia Vescovo 27 ottobre MR

 

0000000000000000000000000000000

===============================
==================================================
  • NOTA INFORMATIVA:
    Sites utilizados: Os textos completos são recolhidos através do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt. em que também incluo imagens recolhidas através de http://es.catholic.net/santoral,; em seguida os textos deste mesmo site sem tradução e com imagens, e por último apenas os nomes e imagens de HTTP://santiebeati.it.
    Responsabilidade exclusiva de ANTÓNIO FONSECA
    http://bibliaonline.com.br/acf; http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt
    Sites utilizados: Primeiramente os textos completos são recolhidos através do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt. Seguem-se depois http://es.catholic.net/santoral, são recolhidos os textos sem tradução e imagens, e por último (também sem tradução) os nomes e imagens de HTTP://santiebeati.it.
    NOTA INFORMATIVA: Sucede por vezes estarem repetidas ou as imagens ou os textos, em algumas biografias, motivadas pelo facto de inclusão das mesmas imagens (ou dos mesmos textos) nos sites consultados, pelo que até servirá para fazer comparações entre os textos em português e os outros – se assim o desejarem – os meus eventuais leitores.
    Responsabilidade exclusiva de ANTÓNIO FONSECA
  • 00000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
    Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
  • Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_[2]
    http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.com
    ***************************************************************************************************************
    Responsabilidade exclusiva de ANTÓNIO FONSECA
    email: antoniofonseca40@gmail.com
    Obrigado. António Fonseca
    Sites utilizados: http://bibliaonline.com.br/acf; http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt/
    WWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW
    Porto, 27-10-2012 – 10,00 H
    ANTÓNIO FONSECA
    map-a3f333ae641e222222222222222222
    =============================================================================================================