OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Nº 1569-2 - O ANTIGO TESTAMENTO - NÚMEROS (35) - 22 de Fevereiro de 2013


antoniofonseca1940@hotmail.com
2013

Sinai-peninsula-map_thumb_thumb_thum[2]

Mapa da Península do Sinai

Nº 1569

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Caros Amigos:
Ver por favor a edição de, 12 de Novembro, deste Blogue.

Resolvi simplesmente começar a editar o ANTIGO TESTAMENTO que é composto pelos seguintes livros:
– GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, (Estes já estão…) – Faltam apenas 1080 páginas… sejamos optimistas.
NÚMEROS, DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO; JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º E 2º de SAMUEL, 1º e 2º Reis, (2) CRÓNICAS (paralipómenos), ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º E 2. MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA, ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ); ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC, EZEQUIEL, DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).
– SÃO APENAS POUCO MAIS DE 40 LIVROS = 1260 PÁGINAS … (coisa pouca…)
Poderei porventura dar conta do recado? Se calhar, não!
Só Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver!
SEI: que é uma tarefa ciclópica, impossível., etc., para os meus 72 anos. Desconheço se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma.
Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se o conseguir, darei muitas Graças a Deus
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos, – o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir o caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:
IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS”.

É apenas isto que eu estou tentando fazer. AF.
+++++++++++++++++++++++

Nº 1569 - 2ª Página

22 de Fevereiro de 2013

ANTIGO TESTAMENTO

N Ú M E R O S
250px-12_staemme_israels_cs_thumb1_t

Mapa com a distribuição das 12 tribos de Israel


VIDA DA TRIBO DE JACOB (ISRAEL), DURANTE 40 ANOS NO DESERTO

35  -  CIDADES PARA OS LEVITAS O Senhor falou a Moisés, nas planícies de Moab, perto do Jordão, defronte de Jericó, dizendo:  «Avisa os filhos de Israel, que, da sua herança, dêem aos levitas  cidades para habitarem, além de arrabaldes à volta dessas mesmas cidades. As cidades servir-lhes-ão para habitação e os arrabaldes serão para o seu gado, para os seus bois e para todas as necessidades da sua vida. Os arrablades das cidades que dareis aos levitas comportarão, a partir do muro de cada cidade, um raio de mil côvados. Medireis, exteriormente à cidade dois mil côvados para o oriente, dois mil côvados para o sul, dois mil côvados para o ocidente e dois mil côvados para o norte, ficando a cidade no centro. Estes serão os arrabaldes das cidades. Quanto às cidades que devereis dar aos levitas, seis serão ciodades de asilo que estabelecereis para refúgio do homicida; além disso, ajuntar-lhes-eis quarenta e duas cidades. Total das cidades que dareis aos levitas; quarenta e oito cidades com os seus arrabaldes. Para essa cidades que haveis de separar das propriedades dos filhos de Israel, exigirás mais da tribo maior e pedireis menos à menor; cada um cederá seu território aos levitas em proporção à parte que tiver obtido».
Cidades de Refúgio  -  O Senhor disse a Moisés: «Diz aos filhos de Israel: como ides passar o Jordão para alcançar o país de Canaã, escolhereis cidades próprias para vos servirem de cidades de asilo; ali se refugiará o homicida que tiver involuntariamente derramado sangue. Elas vos servirão de asilo contra o vingador de sangue, a fim de que o homicida não morra antes de comparecer diante da assembleia para ser julgado. Quanto às cidades a dar, tereis seis cidades de refúgio. Estas seis cidades servirão de refúgio. Concedereis três dessas cidades além do Jordão e as outras três cidades no país de Canaã; serão cidades de refúgio. Estas seis cidades servirão de refúgio aos filhos de Israel, aos pregrinos e a qualquer outro que habite no meio de vós, para ali encontrar asilo quando involuntariamente houver matado alguém. se o homicida feriu a pessoa com um instrumento de ferro e ela morreu, é um assassino; deve ser punido com  a morte. Se, armando-se com uma pedra que pode matar, aplicou um golpe mortal, é um assassino; deve ser punido com a morte. Se, usando um objecto de madeira capaz de causar a morte, aplicou um  golpe mortal, é um  assassino; deve ser punido com  a morte. É o vingador de sangue que matará o assassino; quando o encontrar matá-lo-á. Se um homem, por ódio, empurrar outro, ou se lhe atirar com alguma coisa premeditadamente, ele motrrer, ou se lhe der um  golpe com as mãos, por inimizade, e ele morerr, o homicida deve ser punido, com  a morte; é um assassino, e o vingador de sangue deverá matá-lo logo que o encontrar. Mas, se o empurarr por acaso, sem inimizade, ou se lhe atirar qualquer objecto, sem intenção de o atingir; ou se deixar cair uma pedra capaz de dar a morte sobre alguém que não tenha visto, não senmdo seu inimigo nem lhe querendo mal algum, e lhe causar a morte, a assembleia servirá de juiz entre o homicida e o vingador de sangue, de acordo com estas leis. A assmbleia livrará o homicida das mãos do vingador de sangue e reconduzi-lo-á à cidade de refúgio para onde se tinha retirado; ali permanecerá até à morte do Sumo Sacerdote  que foi ungido com o óleo santo. Mas, se o homicida vier a deixar o recinto da cidade de refúgio para onde se retirou, e o vingador de sangue, encontrando-o fora dos limites do seu asilo, o matar, não será culpado de homicidio, porque o homicida deve permanecer no seu asilo até à morte do Sumo sacerdote ; e depois da morte desse Sumo Sacerdote, poderá regressar à terra onde tiver a sua propriedade. Estas prescrições terão força de lei para vós em, todas as vossas gerações e em todas as vossas moradas.
Todo o homem, que matar outro, será morto, ouvidas as testemunhas, mas uma só testemunha não pode em seu depoimento condenar. Não aceitareis resgate em troca da vida de um homicida, se ele for culpado e digno de morte; é necessário que morra. Também não aceitareis resgate para o dispensar de permanecer na cidade de refúgio, de maneira que ele volte a habitar na sua terra, antes da morte do Sumo sacerdote. Desta forma não manchareis o país em que viveis. Porque o sangue mancha a terra; e a terra só pode ser lavada dessa mancha com o sangue daquele que o tiver derramado. Não desontrareis o país em que habitais no qual também habito, porque Eu mesmo, o Senhor, habito no meio dos filhos de Israel».


Kingdoms_of_Israel_and_Judah_map_830[1]

 
Mapa em que figura o antigo território (KINGDOM DE) de Moab (atual Jordânia)


VIDA DA TRIBO DE JACOB, DURANTE 40 ANOS NO DESERTO
Textos do Livro “NÚMEROS” do ANTIGO TESTAMENTO

0000000000000000000000000000000000000000000000000000000

22 de FEVEREIRO de 2013 – 10.15 h
ANTÓNIO FONSECA

map-1195aeac0b2f22222222222222222[2],

http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pthttp://bibliaonline.com.br/acf
000000000000000000000000000000
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Nº 1569-1 - (53-13) - SANTOS DE CADA DIA - 22 de Fevereiro de 2013 - 5º ano

antoniofonseca1940@hotmail.com

Nº 1569

Bom

ANO D 2 0 1 3



ImageProxyCA5PQ4KQ_thumb

Quaresma

************************************************************


Nº 1569-1 - (53-13)






Imagem3189



»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


I-Am-Posters



= E U  S O U =

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««««««««««««««««««««««««


Nº 1569-1 – (53-13)


#####################################
##################################### ###########

CADEIRA DE SÃO PEDRO
Vaticano

A Igreja celebra hoje a chamada "Cadeira de São Pedro". Cadeira significa assento de honra - como espaldar e até almofada - em que se punha quem tinha autoridade de juiz ou de mestre. Por isso, a cadeira por excelência é a do Bispo, juiz e ao mesmo tempo mestre; e chamam-se catedrais as igrejas onde se encontra a cadeira ou a cátedra do magistério episcopal.
A Igreja de São Pedro em Roma poder-se-ia chamar a catedral das catedrais  Na verdade  aquela cadeira que se encontra em cada igreja episcopal é, em, São Pedro do Vaticano, símbolo dum magistério universal e está colocada na mais destacada evidência. Ao lado, na verdade vive de há séculos o papa, embora tenha a Sé episcopal mais longe, em São João de Latrão.
Entrando na basílica Vaticana, logo se descobre ao fundo, já de longe, aquilo que alguém chamou um deslumbrante ciclone dourado. Aproximando-se o visitante da abside  fica surpreendido ao notar como aquele triunfo de anjos e aquele empolar-se de nuvens rasgadas pelas luzes radiantes vindas do Espírito Santo, representado em forma de pomba, são o glorioso enquadramento duma cadeira vazia, de bronze escuro,  debruada de oiro.
Uma cadeira como que lançada ao ar, suspensa entre nuvens e levantada por anjos; cadeira sobre a qual ninguém se poderia sentar sem vertigens. Chama-se-lhe cátedra de São Pedro e está no ponto extremo da majestade da nave central, pouco acima das figuras dos quatro doutores "máximos" da igreja.
Esse troféu, de inflamado e rutilante estilo barroco, não podia ser concebido nem feito senão pelo imaginoso arquitecto e escultor Lourenço Bernini, que soube prodigalizar o seu gosto cenográfico à volta duma cadeira suspensa. O trabalho foi-lhe confiado pelo Papa Alexandre VIII, em 1663, e custou ao artista quatro anos de canseiras.
Tratava-se de encerrar, dentro duma cadeira oca de novas formas, a antiga cátedra, de madeira encastrada de marfim,, na qual a tradição pretendia ter-se sentado o próprio São Pedro  Segundo os eruditos, porém, esta cátedra foi oferecida ao Papa João VIII por Carlos, o Calvo, rei de França (843-877). Já não é pequena glória que tenha servido a muitos sucessores de São Pedro na cerimónia da eleição e mas maiores solenidades. Simboliza, como dissemos, o magistério supremo dos Papas, magistério infalível  É isto recordado e venerado pela festa de hoje.
 Do Livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt. Ver também www.es.catholic e www.santiebeati.it

ISABEL DE FRANÇA, Beata 
Religiosa (1225-1279)
Irmã mais nova de São Luís, nasceu em 1225 e faleceu em 1270. No domínio próprio e na piedade correspondeu precocemente à educação que lhe deu a rainha, sua mãe, Branca de Castela. São Luís gostava de contar que, certa manhã, tendo o criado de quarto enrolado o colchão e a coberta da cama de Isabel, se ouviu uma voz sumida que vinha de dentro da trouxa; era a voz de sua irmãzinha, tão absorvida na oração que nem reparou que estava a ser empacotada!
Pretendida para esposa do herdeiro do império  respondeu ao papa Inocêncio IV, que apoiava esta proposta: «Prefiro ocupar a última fileira das virgens do Senhor a ser a primeira imperatriz do mundo».
Fundou a abadia de Longchamp, na margem direita do Rio Sena. Seguiram aí a regra de Santa Clara 60 religiosas  que em grande parte vinham dos círculos da corte. Embora Urbano IV tivesse tido o cuidado de lhe suavizar a regra, a princesa estava em tal estado de fraqueza que não podia observá-la; limitou-se a viver dentro da clausura sem pronunciar votos. Aí passou os últimos 10 anos de existência, consertando por suas mãos a roupa dos pobres, sofrendo com paciência contrariedades sem número e vigiando maternalmente as suas filhas.



0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
000000000000000000000000000000000000000000000000000000
____________________________________________________________________




  • Nossa Senhora de Fátima, pediu aos Pastorinhos:
  • “REZEM O TERÇO TODOS OS DIAS”





  • Tero1 - Cpia
  • /////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
  • NOTA:
  • Como decerto hão-de ter reparado, são visíveis algumas mudanças na apresentação deste blogue (que vão continuar… embora não pretenda eu que seja um modelo a seguir, mas sim apenas a descrição melhorada daquilo que eu for pensando dia a dia para tentar modificar para melhor, este blogue). Não tenho a pretensão de ser um “Fautor de ideias” nem sequer penso ser melhor do que outras pessoas. Mas acho que não fica mal, cada um de nós, dar um pouco de si, todos os dias, para tentar deixar o mundo um pouco melhor do que o encontramos, quando nascemos e começamos depois a tomar consciência do que nos rodeia. No fim de contas, como todos sabemos, esta vida é uma passagem, e se Deus nos entregou o talento para o fazer frutificar e não para o guardar ou desbaratar, a forma que encontrei no “talento” de que usufruo, é tentar fazer o melhor que posso, aliás conforme diz o Evangelho.


    Assim, a principiar pela imagem principal, a partir de hoje, e se possível todos os dias, ela será modificada mediante o que eu for encontrando passível de aproveitamento para isso. A partir de Quarta-feira de Cinzas, acrescentei mais 2 páginas (uma que vigorará só na Quaresma e outra que será diária) – São elas VIVER A QUARESMA e ENCONTRO DIÁRIO COM DEUS e, por conseguinte haverá mais 2 números a incluir que serão o 7 e o 8.
  • (sendo a Pág. 1 – Vidas de SantosPág. 2 – O Antigo Testamento; e Pág. 3 – O Papado – 2000 anos de história). Além disso, semanalmente (ao Domingo e alguns dias santificados – quando for caso disso –) a Pág. 4 – A Religião de Jesus; e a Pág. 5 - Salmos) e, ainda, ao sábado, a Pág. 6 – In Memorian.

  • Outros assuntos que venham aparecendo emergentes dos acontecimentos que surjam tanto em Portugal, como no estrangeiro; e, ainda, alguns vídeos musicais (ou outros) que vão sendo recolhidos através do Youtube e foram transferidos para o meu canal “antónio0491” que se encontra inserido logo após o Título e sua descrição.

    Registe-se também que através de Blogs Católicos, União de Blogs Católicos, etc., estou inscrito em muitos blogs que se vão publicando em Portugal, Brasil, e outros países, que, por sua vez, também publicarão este blogue. Há ainda mais algumas alterações que já fiz e vou continuando a efetuar na parte lateral do blogue, retirando ou colocando vários complementos.

    Como também já deve ser do conhecimento de muitos, encontro-me inscrito na rede social, Google + Facebook, e outros, individualmente e, também ali poderão encontrar este blogue. O meu correio electrónico foi modificado e será inscrito no início de cada página (pelo menos na primeira, de cada dia).


    Para terminar, gostaria de que os meus leitores se manifestassem, bastando para tal marcar o quadrado que entendam, que segue sempre abaixo de cada publicação, como aliás eu faço, relativamente aos blogues que vou vendo sempre que me é possível, com o que ficaria muito grato
    Desculpem e Obrigado mais uma vez – António Fonseca

    000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000



  • 00000000000000000000000000000000000000000000000000000000

    Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
    Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_[2]
    http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.com
    ===================================
    0000000000000000000000000000000000000000000000
    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$


    «««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»




  • Meus endereços:
  • Nome do blogue: SÃO PAULO (e Vidas de Santos)
  • Email do blogue: antoniofonseca40@gmail.com
  • Endereço de Youtube: antonio0491@youtube.com
  • António Fonseca
  • Nº 1568-3 - A VIDA DOS PAPAS DA IGREJA CATÓLICA - (66) - 22 de Fevereiro de 2013

    Nº 1568 - (3)

    BOM ANO DE 2013

    ===============

    Caros Amigos:

    Desde o passado dia 11-12-12 que venho a transcrever as Vidas do Papas (e Antipapas)

    segundo textos do Livro O PAPADO – 2000 Anos de História.

    *********************************

    GREGÓRIO IX

    Gregorio IX

    Gregório IX

    (1227-1241)

    Tinha 82 anos quando foi eleito, em 22 de Março de 1227, tomando o nome de Gregório IX, mas mesmo a avançada idade não o impediu de se revelar enérgico em frente à hipocrisia do imperador Frederico II, pois começou por lhe escrever a lembrar o compromisso de dirigir uma expedição à Terra Santa. Finalmente, Frederico II dirige-se para Brindisi, na Itália Meridional, ao encontro das tropas cristãs que ali se tinham concentrado, e partiu a 8 de Setembro desse ano. Pôs-se a caminho de Otranto, mas suspendeu a rota alegando estar doente.

    Gregório IX, conhecedor das manhas do Imperador, não acreditou e excomungou-o, exortando-o a deixar a vida dissoluta que levava.

    A reação do imperador foi imediata. Escreve a todos os príncipes cristãos dizendo-se injustiçado, injuriando a Sé romana e incitando-os a sacudir o jugo papal. Depois, pagando em moedas de ouro, atraí vários nobres romanos que provocam desacatos e turbulências em Roma, o que obriga o papa a refugiar-se em Viterbo e depois em Perúsia.

    Em Maio do ano seguinte, Frederico II resolve partir para a cruzada, mas foi mais uma habilidade, pois conquistou pacificamente Jerusalém com a cumplicidade do sultão de Damasco, com quem se comprometeu de que não haveria mais expedições dos cristãos e ali se autocoroou rei, sem qualquer cerimónia litúrgica.

    Depois de uma curta permanência em Jerusalém, regressa à Alemanha e deixa os cristãos totalmente desemparados.

    Gregório IX, indignado com este procedimento, voltou a excomungá-lo, lançando o interdito em todos os lugares que se encontrasse e escrevendo aos príncipes da Cristandade a contar o sucedido e a traição do compromisso tomado por Frederico com os infiéis.

    Os acontecimentos seguintes convencem o imperador e o papa de que é necessária uma reconciliação. E assim foi.  Gregório IX levantou a excomunhão e Frederico II comprometeu-se a restituir todos os domínios pontifícios conquistados, tal como os bens usurpados aos mosteiros e igrejas, a readmitir os bispos exilados, a cessar a perseguição ao clero e a reconhecer o vínculo de vassalagem do reino da Sicília a Roma.

    Em Maio de 1234, uma rebelião dos Romanos obriga o Papa a refugiar-se na Úmbria, valendo-lhe o auxilio do imperador. Logo a seguir é o imperador a pedir ajuda a Gregório IX quando seu filho Henrique tenta tomar conta do poder. Gregório IX coloca-se ao lado de Frederico II e ameaça os que auxiliem Henrique com censuras eclesiásticas, considerando ilegal a sua rebelião.

    Mas Frederico II não tinha emenda. Três anos depois invade a Lombardia com o auxilio de 10 000 sarracenos, sujeita diversos municípios e entra em Roma, fazendo-se conduzir em triunfo ao Capitólio, obrigando Gregório IX a refugiar-se em Anagni, sua terra natal.

    Quando as tropas se retiram, Gregório IX volta a excomungar o imperador, libertando os súbditos de qualquer juramento de fidelidade.

    Furioso, Frederico II escreve, de novo, aos príncipes cristãos tentando movê-los contra o papa, a quem chama «louco, profeta néscio e semente da Babilónia».

    Gregório IX vê-se obrigado a repor a verdade junto dos príncipes cristãos contra aquele «precursor do Anticristo».

    Nova represália do imperador, que consegue vitórias militares no Norte de Itália e avança sobre Roma, depois de espoliar a Abadia de Monte Cassino, matando alguns frades e desterrando outros.

    Gregório IX só pode pedir ajuda ao eu e é o que faz com procissões a percorrer as ruas, o que levou o povo romano a pegar em armas, para se defender. Frederico II, receoso, levanta o cerco, dirigindo-se para Nápoles, de onde escreve a seu filho Conrado, dizendo que o seu intento era prender «o velho cura» e calá-lo.

    Gregório IX reforça as defesas da cidade, pede auxilio ao rei de França e a 9 de Agosto de 1240 convoca um concílio para a Páscoa de 1241.

    O imperador, temendo que fossem examinadas as acusações lançadas contra si, manda interceptar todas as passagens dos Alpes e os portos onde os prelados pudessem desembarcar  conseguindo aprisionar algumas centenas de bispos franceses e ingleses. A seguir põe novo cerco a Roma, mas Gregório IX falece, aos 96 anos, sendo sepultado em São Pedro, pelo que não passou por essa nova provação.

    Gregório IX teve um pontificado agitado, mas, mesmo assim imprimiu grande eficácia espiritual na condução da Igreja.

    Perito em jurisprudência e com excelente formação teológica, encarregou o seu confessor, São Raimundo de Penhaforte, da tarefa de compilar todas as decretais até então promulgadas, reformando o Direito Canónico.

    Amigo pessoal de São Francisco de Assis, canonizou-o dois anos após a sua morte, canonizando também o nosso Santo António de Lisboa, ao celebrar o primeiro aniversário do seu falecimento em Pádua, em 13 de Junho de 1231. Dois anos depois, canonizou São Domingos de Gusmão.

    Procurou organizar a Inquisição, com uma bula de Fevereiro de 1231, colocando-a sob a responsabilidade da ordem dominicana, embora sob o controlo dos bispos locais, para não se transformar num instrumento do poder civil.

    No campo da cultura, mostrou interesse pela música, deixando alguns hinos religiosos, e encarregou três peritos de sistematizarem as obras de Aristóteles a fim de servirem de suporte ao estudo da Filosofia: fixou os estatutos da Universidade de Paris e confirmou a fundação dos Estudos Corais de Toulouse.

    Em Junho de 1228 escreveu aos professores da Universidade de Paris, para corrigirem os abusos introduzidos no estudo da teologia, entre eles a subordinação de algumas verdades reveladas à filosofia aristotélica.

    No campo eclesiástico e espiritual zelou pelos costumes, organizou as dioceses, esforçou-se por pôr fim ao Cisma do oriente , apoiou a reforma cluniacense e interveio nas dissensões entre a família franciscana.

    No que respeita a Portugal, absolveu em 1233, D. Sancho II por ter espancado alguns clérigos.

    O bispo do Porto escreveu ao capítulo dos Dominicanos, celebrado em Braga em 1237, queixando-se dos desmandos cometidos.

    Na bula de Gregório IX, Ex speciali quem erga, de 20 de Outubro de 1231, diz-se que os oficiais do rei entravam de noite em casa de clérigos à procura de mulheres para os multarem.

    Pata a mentalidade da época, conseguiu ser um papa com atuação muito positiva.

     

    *****************************

    CELESTINO IV

    Celestino IV

    Celestino IV

    (1241)

    Com a morte de Gregório IX, o imperador, que ameaçava a cidade de Roma, levantou o cerco.

    Para eleger um novo papa, a escolha era difícil ; cansado de esperar, o Senado e o clero fecham à chave os dez cardeais eleitores, no mosteiro de Septizomo, para resolverem tudo mais rapidamente, porque o imperador Frederico II tinha aprisionado dois cardeais e não queriam correr mais riscos. Entretanto, morre um dos cardeais eleitores e os outros acabam por escolher, em 28 de Outubro de 1241, o antigo monge Godofredo, que toma o nome de Celestino IV.

    Foi um pontificado breve e sem significado, pois faleceu em 10 de Novembro seguinte, sendo papa apenas 13 dias.

     

    *****************************

    Continua:…

    Post colocado em 22-2-2013 – 10H30

    ANTÓNIO FONSECA

    Nº 1569-8 - Encontro diário com Deus - Sexta-feira - 22 de Fevereiro de 2013

    Nº 1569-8

    Do livro Encontro diário com Deus – Editora Vozes – Petrópolis - http://www.vozes.com.br

    Pensamento do Dia

    A pessoa educada é a pessoa que aprende a pensar.

     

    F. L. Holmes

     

    Bonitas são as coisas vindas do interior, as palavras simples, sinceras e significativas.

    Bonito é o sorriso que vem de dentro, o brilho dos olhos.

    Bonito é o dia de sol depois da noite chuvosa ou as noites enluaradas de verão em que todos saem de casa.

    Bonito é procurar estrelas no céu e dar de presente ao amigo, amiga…

    Bonito é achar a poesia do vento, das flores e das crianças.

    Bonito é chorar quando se sentir vontade e deixar que as lágrimas rolem sem vergonha ou medo da crítica.

    Bonito é gostar da vida e viver do sonho.

    Bonito é ser realista sem ser cruel, é acreditar na beleza de todas as coisas.

    Bonito é a gente continuar sendo gente em quaisquer situações, mesmo nos momentos de dificuldade.

    Bonito é você ser você.

     

    (Autor desconhecido)

    _______________________________________________________________________________

    NOTA:

    Este livro foi adquirido em 11-2-2013 por mim, e, apesar de:

    Todos os direitos reservados.

    Julgo não estar a utilizar abusivamente parte dos textos ali publicados, para os editar diariamente no meu blog.

    Se, no entanto, a Editora entender que não os devo publicar, agradeço que me informem de imediato, através do meu endereço:

    http://confernciavicentinadesopaulo.bloghspot.com – Blogue SÃO PAULO (e Vidas de Santos)

    Já que apenas tenho o intuito de dar a conhecer os Pensamentos do Dia, aos meus leitores, dando sempre o nome dos Autores dos mesmos, e, colocando sempre a hiperligação anunciada: http://www.vozes.com.br.

    Obrigado e desculpem.

    ANTÓNIO FONSECA