OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

domingo, 17 de março de 2013

VIA-SACRA percorre caminhos da Paróquia da SENHORA DO PORTO - 16 de Março de 2013

 

 

Mais uma vez, a VIA-SACRA, percorreu várias ruas do Bairro do Viso e da paróquia da Srª do Porto, desde a Igreja  da Comunidade de São Paulo do Viso em direção à Igreja Matriz da Paróquia da SENHORA DO PORTO, com representação alegórica por parte dos Grupos de Catequese, Acólitos e demais colaboradores no âmbito das duas Igrejas que prefiguraram as várias passagens descritas nas 14 Estações da referida Via-Sacra.

A Via-Sacra prolongou-se durante pouco mais de 1 hora, terminando com a celebração da Santa Missa às 18 horas na Igreja da Senhora do Porto, a que presidiu o Rev. Padre Dr. Manuel Correia Fernandes  (Pároco), sendo também acompanhada pelo Grupo Coral Juvenil da Comunidade de São Paulo do Viso.

Junto várias fotos da celebração – talvez sem grande qualidade, pois foram obtidas através de Telemóvel – mas a minha intenção é apenas documentar graficamente o acontecimento: 

 

Imagem6928Imagem6929Imagem6935

Imagem6936Imagem6943Imagem6956

Imagem6985Imagem6989Imagem6993

Imagem6997Imagem7020Imagem7029Imagem7035Imagem7042

Post colocado em

17-3-13  -  12H00

ANTÓNIO FONSECA

Nº 1590-8 - Encontro diário com Deus - 5º Domingo da Quaresma - 17 de Março de 2013

Nº 1590-8

Do livro Encontro diário com Deus – Editora Vozes – Petrópolis - http://www.vozes.com.br

Pensamento do Dia

O que melhor assenta à juventude é a modéstia, o pudor, o amor, a temperança, a justiça.

São essas as virtudes que devem formar o seu carácter.

Sócrates

_________________________________________________________

Jovens, a caridade que brota da fé levou e leva os cristãos a dar um testemunho muito concreto, nas ações e nas palavras: Cristo não é um bem só para nós próprios, é o bem mais precioso que temos para partilhar com os outros.

Na era da globalização, sede testemunhas da esperança cristã em todo o mundo: são muitos os que desejam, receber esta esperança!

Diante do sepulcro do amigo Lázaro, morto havia quatro dias, Jesus antes de o chamar de novo à vida, disse a sua irmã Marta:

“Se acreditardes, verias a glória de Deus” (cf Jo 11, 40).

Também vós, se acreditardes, se souberdes viver e testemunhar a vossa fé todos os dias, tornar-vos-eis instrumentos para fazer reencontrar a outros jovens como vós o sentido e a alegria da vida, que nasce do encontro com Cristo"!

 

Papa Emérito Bento XVI

_______________________________________________________________________________

NOTA:

Este livro foi adquirido em 11-2-2013 por mim, e, apesar de:

Todos os direitos reservados.

Julgo não estar a utilizar abusivamente parte dos textos ali publicados, para os editar diariamente no meu blog.

Se, no entanto, a Editora entender que não os devo publicar, agradeço que me informem de imediato, através do meu endereço:

http://confernciavicentinadesopaulo.bloghspot.com – Blogue SÃO PAULO (e Vidas de Santos)

Já que apenas tenho o intuito de dar a conhecer os Pensamentos do Dia, aos meus leitores, dando sempre o nome dos Autores dos mesmos, e, colocando sempre a hiperligação anunciada: http://www.vozes.com.br.

Obrigado e desculpem.

ANTÓNIO FONSECA

Nº 1592-7 - REZAR NA QUARESMA - 5º DOMINGO DA QUARESMA - 17 de Março de 2013

1592-7

edisal@edisal.salesianos.pt

http://www.edisal.salesianos.pt/

Digitalizar0008_thumb_thumb_thumb_th[1]_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb

17 de MARÇO de 2013

5ª SEMANA DA QUARESMA

(5º Domingo da Quaresma)

João 8, 1-11

Nem Eu te condeno.

Vai e não voltes a pecar.

****************

Digitalizar0003_thumb_thumb_thumb_th_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb

De um lado está a lógica do pecado e do outro está Jesus.

De um lado estão os acusadores e a mulher.

De outro, em nome de Deus, está Jesus.

Eles com pedras nas mãos.

Ela com o coração desnorteado.

A todos Jesus oferece uma mensagem nova,

uma forma diferente de lidar com os erros,

um perdão que a todos abraça

 

»»»»»»»»»»

Tu, Jesus,

não permites que o mal,

o pecado,

a culpa tenham a última palavra.

A todos,

Tu nos ofereces uma estrada nova que podemos percorrer na tua companhia.

Digitalizar0015

NOTA:

Adquiri no dia 11 de Fevereiro no JORNAL VOZ PORTUCALENSE, este livrinho “REZAR NA QUARESMA – Ano C” que menciona na sua pós-capa, o seguinte:

A Quaresma é um tempo para dar mais qualidade à vida.

Para encontrar de uma forma fresca e nova o Jesus dos evangelhos.

Este livro é um convite a fazeres desta Quaresma um caminho que leva à mudança,

à liberdade interior, a uma fé mais feliz.

Em cada dia da Quaresma encontras duas páginas que contêm:

  • Uma citação bíblica usada na liturgia desse dia;
  • Uma frase bíblica em destaque;
  • Uma imagem para te ajudar a pensar;
  • Uma meditação que faz a ponte entre a Bíblia e a tua vida;
  • Uma proposta de oração.

Não tenhas medo desta aventura da fé

________________________________

Conforme tenho dito e escrito aqui neste 3 últimos anos, creio que não estou a ir além do permitido, ao incluir neste meu blogue as referidas leituras e imagens (que certamente não estarão tão bem impressas como no referido livro) – desde que faça alusão à sua publicação através das Edições Salesianas, mesmo até porque este blogue embora seja público, não deverá (com muita pena minha), alcançar grande número de leitores, apesar de servir talvez, por isso mesmo, para fazer um pouco de propaganda para o referido livro poder ser adquirido por mais gente… penso eu.

Dai que, durante este período de Quaresma, eu tenha decidido efetuar aqui a transcrição dos textos diariamente, sob a forma acima expressa, pelo que solicito a devida vénia às Edições Salesianas.

------------------------------------------

António Fonseca

Endereço principal: antoniofonseca1940@hotmail.com

Endereço secundário: antoniofonseca40@gmail.com

Endereço do blogue: http://confernciavicentinadesopaulo.blopgspot.com

Nº 1591 - (3) - A VIDA DOS PAPAS DA IGREJA CATÓLICA - (89) - 17 de Março de 2013

Nº 1591 - (3)

BOM ANO DE 2013

===============

Caros Amigos:

Desde o passado dia 11-12-12 que venho a transcrever as Vidas do Papas (e Antipapas)

segundo textos do Livro O PAPADO – 2000 Anos de História.

*********************************

ALEXANDRE VIII

Alexandre VIII

Alexandre VIII

(1689-1691)

Foi eleito papa em 6 de Outubro de 1689, quase octogenário, tomando o nome de Alexandre VIII.

Foi papa durante dezasseis meses, mas ainda deixou obra feita.

Conseguiu que Luís XIV aceitasse as condições de paz por ele propostas, pelo que o rei de França devolveu Avinhão e renunciou à imunidade da Embaixada de França, pelo direito de asilo de que gozava em Roma.

Manteve a condenação de quatro artigos do galicanismo, promulgados pela Assembleia Francesa em 1682, que restringiam a autoridade papal.

Lutou contra o jansenismo e o quietismo, condenou as ideias da Igreja Anglicana e a tese jesuíta segundo a qual alguém que não conhece Deus não pode nunca cometer pecado mortal.

Apoiou Veneza na guerra contra os Turcos e enriqueceu a Biblioteca do Vaticano, tendo conseguido os livros e manuscritos que Cristina, rainha da Suécia, lhes legara.

Favoreceu o desenvolvimento das missões na China, estabelecendo sedes episcopais em Pequim e Nanquim.

Elevou a honra dos altares, canonizando-os: São Lourenço Justiniano (1381-1455), São João de Sahagun (1430-1479), os franciscanos São Pascoal Bailão (1543-1592), São João de Capristano (1386-1456), e o português São João de Deus (1495-1550).

Foi amigo pessoal do compositor alemão Haendel, que lhe dedicou algumas das suas obras.

Foi sepultado no Vaticano num pomposo monumento fúnebre.

*****************************

INOCÊNCIO XII

Inocerncio XII

Inocêncio XII

(1691-1700)

O conclave, depois de cinco meses de reuniões, o mais longo do século, elegeu em 15 de Julho de 1691 o cardeal Pignatelli, que tomou o nome de Inocêncio XII.

Logo que iniciou o seu pontificado publicou a bula Romanum decret Pontificem, jurada e assinada por todos os cardeais, na qual se decretava que, no futuro, o papa não podia outorgar o cardinalato a mais do que um dos seus familiares, proibindo, de forma explicita, recompensar, fosse de que maneira fosse, os parentes do pontífice. O efeito desta bula foi de tal ordem que vários protestantes regressaram ao seio da Igreja.

Dedicou-se a aliviar os pobres, a quem chamava «sobrinhos», sendo aclamado por eles como seu pai. Transformou o Palácio de Latrão em abrigo para inválidos e mendigos e constituiu, em Ripa, um grande hospício popular para toda a espécie de necessitados. Acudiu aos empestados e sinistrados pelo terramoto e inundações do Tibre, em 1695.

A reforma da Igreja foi para ele uma preocupação constante. estabeleceu a visita canónica para o clero, a quem preceituou a prática de exercícios espirituais e o uso da veste talar.

Teve atuação relevante na luta contra o galicanismo, conseguindo que Luis XIV e os bispos franceses que tinham subscrito os «quatro artigos galicanos» de 1682, se retratassem.

A sua ação apostólica incrementou as missões na América, África e Asia.

Em plena celebração do Ano Santo, faleceu em Roma, sendo sepultado modestamente no Vaticano, onde, mais tardem, foi erguido um monumento com a sua figura esculpida e ladeada pela Justiça e pela Caridade.

************************************

CLEMENTE XI

Urbano-VII_thumb1_thumb_thumb_thumb_thumb

Clemente XI

(1700-1721)

O conclave pretendia eleger o cardeal Marisconti, mas os cardeais franceses conseguiram impor-se e eleger o cardeal Albani, que era partidário de Marisconti e, por isso, recusou aceitar o cargo, até que o convenceram e a 8 de Dezembro de 1700 foi consagrado, tomando o nome de Clemente XI, com o aplauso, até, de protestantes e reformadores católicos.

O seu pontificado teve, logo de início, de enfrentar os problemas da Guerra de Sucessão de Espanha (1700-1714) com a Áustria e a França lutando pela posse do trono e ambas querendo o apoio do papa.

Clemente XI procurou evitar o conflito sem o conseguir e os Estados Pontifícios chegaram mesmo a ser invadidos pelas tropas austríacas do imperador José I, que coagiu o papa a reconhecer os direitos do seu irmão Carlos, atitude que levou ao corte de relações de Filipe IV, de Espanha, com Roma.

Por outro lado, Vítor Amadeu II, de Sabóia, pretendia dispor da nomeação de bispos e abades. O papa não cede e declara inválidas quaisquer determinações de Vítor Amadeu em matéria eclesiástica. Anos mais tarde, devido ao Tratado de Paz de Utreque, em 1713, o duque recebe o reino da Sicília e volta a insistir, mas Clemente XI interdita toda a ilha. Vítor Amadeu vinga-se expulsando 3500 eclesiásticos fiéis a Roma. Este conflito só terminou cinco anos depois com o regressos da Sicília ao domínio espanhol.

Os Turcos, entretanto, lançam novo ataque contra Veneza e Clemente pede o auxilio das nações católicas. Portugal acede ao pedido e zarpa do Tejo uma esquadra que ajuda a vencer os Turcos junto do cabo Matapão, em 19 de Julho de 1717.

A luta contra o jansenismo ressurgia devida ao livro Reflexoes Morais, de Quesnel, já condenado por Clemente X.

Os reis de Espanha e de França pedem a intervenção do papa e este volta a condenar a heresia pela bula Vineam Domini, de 1705, seguida de um breve, três anos mais tarde, a proibir a leitura de Reflexões Morais. O arcebispo de Paris, Noailles, aprova o livro e suspende todos os jesuítas do seu arcebispado por serem acérrimos opositores do jansenismo.

O papa, dando mostras de serenidade, nomeia uma comissão de cinco cardeais e cinco teólogos de diversas ordens religiosas, para fazerem um exame consciencioso à obra e como resultado as 101 proposições de Quesnel são de novo condenadas na famosa bula Unigenitus, de 8 de Setembro de 1713, umas como falsas ou ambíguas e outras como impias, blasfemas ou heréticas.

Clemente XI fomentou o auxilio às missões, enviando missionários para a Pérsia, Egipto, Abissínia e outras regiões de África, oferecendo uma coroa ao rei do Congo, onde, graças aos missionários portugueses, florescia o cristianismo.

Para mostrar a sua veneração à Santíssima Virgem, impôs como obrigatória a festa da Imaculada Conceição no calendário universal.

Como protetor da arte e da cultura, enviou peritos à Síria e ao Egipto, que adquiriram preciosos manuscritos para a Biblioteca Vaticana; restaurou o Panteão, erguendo na Praça um obelisco e proibiu que levassem para fora de Roma qualquer achado arqueológico.

Por sua iniciativa, um grupo de astrónomos traçou com exatidão um meridiano no pavimento de Santa Maria dos Anjos.

No que respeita a Portugal, por ocasião da publicação da bula Unigenitus, vários prelados, ordens religiosas e a Universidade de Coimbra manifestaram publicamente a sua obediência ao papa.

Clemente XI, grato a D. João V pelo auxílio na luta contra os Turcos, eleva a Capela Real à dignidade de Igreja Metropolitana e Basílica Patriarcal, através da bula In supremo apostulatum solio, de 19 de Julho de 1717, sendo escolhido D. Tomás de Almeida, bispo do Porto, para primeiro patriarca.

A 7 de Novembro do mesmo ano, o papa dividiu a capital em duas metrópoles: Lisboa Oriental e Lisboa Ocidental. A primeira baseada na Sé, seria governada por um arcebispo, e a segunda, instalada na Capela Real, seria dirigida pelo patriarca. Também nenhum núncio sairia do reino antes de ser promovido a Cardeal.

A cidade de Braga ficou a dever-lhe a instituição do Sagrado Lausperene quaresmal, em 1709, devoção que ainda hoje persiste.

Clemente XI canonizou São Pio X, Santo André Avelino, São Félix de Cantalício e Santa Catarina de Bolonha.

Depois de um pontificado difícil, mas firme, e de uma vida austera, sempre a servir os mais necessitados, faleceu no dia da festa de São José e foi sepultado em São Pedro.

**********************************

Continua:…

Este Post era para ser colocado em 17-3-2013 – 10H30

ANTÓNIO FONSECA

Nº 1592-1 - (76-13) - SANTOS DE CADA DIA - 17 de MARÇO de 2013 - 5º ano

antoniofonseca1940@hotmail.com

Nº 1592

17 de MARÇO de 2013

Bom

ANO D E 2 0 1 3


ImageProxyCA5PQ4KQ_thumb_thumb_thumb[2]_thumb

Quaresma

************************************************************


Nº 1592-1 - (76-13)


Imagem3189

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


I-Am-Posters

E U  S O U

AQUELE  QUE  SOU

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««««««««««««««««««««««««


Nº 1592-1 - (76-13)


#####################################
##################################### #####################################

PATRÍCIO, Santo

Bispo (461)

Seu pai, o diácono Calpúrnio, tinha uma quinta à beira-mar, no País de Gales. Pelo ano de 404, os piratas saquearam-na e apoderaram-se de Patrício, com dezasseis anos então. Venderam-no a um ilhéu que, durante seis anos, o empregou a guardar rebanhos. Ao mesmo tempo, muito orou e meditou. Passado esse tempo, Patrício fugiu e voltou para a casa dos pais.

Em virtude duma visão que teve em sonhos, resolveu dedicar-se à evangelização da Irlanda, que tinha voltado ao paganismo. Atravessou o mar, passou uma temporada com os monges de Lérins e, a seguir, partiu para Auxerre onde, de 415 a 432, frequentou a escola dos bispos Santo Amador e São Germano. Julga-se que o primeiro destes bispos lhe conferiu o diaconado e o segundo a sagração episcopal.

Libertos há pouco tempo do domínio romano, os Irlandeses eram governados então por uma multidão de régulos. Foram estes o objecto especial do zelo de Patrício, logo que chegou a esse país. Como eles exerciam, o poder absoluto, a sua religião era também a dos súbditos; senhores exclusivos da terra, só eles podiam autorizar a construção de igrejas. A história da evangelização da Irlanda gira, portanto, quase inteiramente, ao redor das conversões que São Patrício operou entre os chefes dos clãs e suas famílias. Ainda não era tempo de fundar dioceses; fundou mosteiros que as foram preparando.

Há muitas lendas misturadas com as narrações a seu respeito como, por exemplo,  a do «Purgatório» de São Patrício e a das «Promessas» que Deus lhe terá feito antes de morrer.

O «Purgatório de São Patrício» é uma vasta caverna subterrânea, situada numa ilhas do lago Dergh, no Ulster, à qual o Santo descia para meditar sobre os juízos de Deus e se entregar à penitência. depois da sua morte, converteu-se num centro de peregrinações, e algumas almas acreditaram que bastava passar por lá algum tempo para evitar as penas do Purgatório no outro mundo. Quanto às famosas «Promessas», há uma que assegura aos Irlandeses que serão julgados por São Patrício no último dia.

Estas lendas exprimem, ao menos, a extrema veneração que os Irlandeses consagram ao apóstolo que os tornou cristãos a valer. Julgaram muito tempo que ele era o maior de todos os santos. Sem dúvida, tanto bem que realizou exigiu um, homem heroico, humilde e cheio de zelo. Ainda hoje os Irlandeses, pelo que religiosamente lhe devem, usam no seu dia na lapela do casaco uma filha de trevo.

Deve ter morrido pelo ano de 461.

 

Transcrição direta através do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt

JOSÉ DE ARIMATEIA, Santo

(século I)

Arimateia era um lugarzinho numa eminência do monte Efraim, próximo à Judeia. Em Jerusalém ocupava José uma posição distinta. O evangelista São Marcos chama-lhe decurião ou nobre senador (Mc 15, 43) e São Mateus apelida-o de rico (Mt 27, 47). As reuniões e assembleias mais célebres da cidade estavam pois franqueadas a José.

Quando Jesus Cristo foi conduzido a casa de Caifás, estava lá o nosso santo, que de modo algum quis subscrever a condenação do Homem-Deus.

O santo Evangelho diz-nos que José era um homem bom e justo, e que pertencia ao número dos que esperavam o reino de Deus ( Lc 23, 50-51). Por medo dos judeus, não se confessou publicamente discípulo de Jesus, apesar de o ser desde o principio (Jo 19, 38).

Depois de se consumar o grandioso Sacrifício da nossa redenção, foi José a casa de Pilatos e pediu-lhe permissão para sepultar o corpo do Redentor. Sendo-lhe concedida, desceu o corpo de Jesus, amortalhou-o num lençol e depositou-o num sepulcro novo que tinha mandado abrir na rocha do seu horto.

A Escritura não diz de José mais do que isto, mas é opinião muito seguida de que esse santo se agregou aos discípulos de Jesus Cristo e que o foi muito fervorosamente.

 

Transcrição direta através do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt

AMBRÓSIO de ALEXANDRIA, Santo

(diácono por 250)

Ambrósio, personagem de Alexandria, distinta por nascimento e riqueza, seguiu as lições de Dídimo durante a infância. Desencaminhou-se durante algum tempo, seguindo uma seita gnóstica, mas foi esclarecido e reconduzido por Orígenes, com quem travou amizade. Dirigido por este doutor, escreve um poema sobre os dogmas católicos e um comentário de Job.

Elevado ao diaconado por causa da ciência e da virtude, foi preso durante a perseguição de Maximino: confiscaram-lhe os bens e exilaram-no para a Germânia. depois de ser restituída à Igreja a paz, pôde voltar para Alexandria e chamou a atenção de Orígenes para o livro de Celso, cuja refutação lhe pediu. Morreu provavelmente sendo imperador Décio (por 250).

Segundo antigos martirológios, é festejado a 17 de março; outros há que o mencionam, a 16 de Outubro.

 

  • ____________________________________________________________________________________________________
  • Nossa Senhora de Fátima, pediu aos Pastorinhos:
  • “REZEM O TERÇO TODOS OS DIAS”



  • Tero1 - Cpia
  • /////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
  • NOTA:
  • Como decerto hão-de ter reparado, são visíveis algumas mudanças na apresentação deste blogue (que vão continuar… embora não pretenda eu que seja um modelo a seguir, mas sim apenas a descrição melhorada daquilo que eu for pensando dia a dia para tentar modificar para melhor, este blogue). Não tenho a pretensão de ser um “Fautor de ideias” nem sequer penso ser melhor do que outras pessoas. Mas acho que não fica mal, cada um de nós, dar um pouco de si, todos os dias, para tentar deixar o mundo um pouco melhor do que o encontramos, quando nascemos e começamos depois a tomar consciência do que nos rodeia. No fim de contas, como todos sabemos, esta vida é uma passagem, e se Deus nos entregou o talento para o fazer frutificar e não para o guardar ou desbaratar, a forma que encontrei no “talento” de que usufruo, é tentar fazer o melhor que posso, aliás conforme diz o Evangelho.


    Assim, a principiar pela imagem principal, a partir de hoje, e se possível todos os dias, ela será modificada mediante o que eu for encontrando passível de aproveitamento para isso. A partir de Quarta-feira de Cinzas, acrescentei mais 2 páginas (uma que vigorará só na Quaresma e outra que será diária) – São elas VIVER A QUARESMA e ENCONTRO DIÁRIO COM DEUS e, por conseguinte haverá mais 2 números a incluir que serão o 7 e o 8.
  • (sendo a Pág. 1Vidas de Santos; Pág. 2O Antigo Testamento; e Pág. 3O Papado – 2000 anos de história). Além disso, semanalmente (ao Domingo e alguns dias santificados – quando for caso disso –) a Pág. 4A Religião de Jesus; e a Pág. 5 - Salmos) e, ainda, ao sábado, a Pág. 6In Memorian.
  • Outros assuntos que venham aparecendo emergentes dos acontecimentos que surjam tanto em Portugal, como no estrangeiro; e, ainda, alguns vídeos musicais (ou outros) que vão sendo recolhidos através do Youtube e foram transferidos para o meu canal “antónio0491” que se encontra inserido logo após o Título e sua descrição.

    Registe-se também que através de Blogs Católicos, União de Blogs Católicos, etc., estou inscrito em muitos blogs que se vão publicando em Portugal, Brasil, e outros países, que, por sua vez, também publicarão este blogue. Há ainda mais algumas alterações que já fiz e vou continuando a efetuar na parte lateral do blogue, retirando ou colocando vários complementos.

    Como também já deve ser do conhecimento de muitos, encontro-me inscrito na rede social, Google + Facebook, e outros, individualmente e, também ali poderão encontrar este blogue. O meu correio electrónico foi modificado e será inscrito no início de cada página (pelo menos na primeira, de cada dia).

    Para terminar, gostaria de que os meus leitores se manifestassem, bastando para tal marcar o quadrado que entendam, que segue sempre abaixo de cada publicação, como aliás eu faço, relativamente aos blogues que vou vendo sempre que me é possível, com o que ficaria muito grato
    Desculpem e Obrigado mais uma vez – António Fonseca

    0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000




  • 00000000000000000000000000000000000000000000000000000000

    Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
    Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_[2]
    http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.com
    ===================================
    0000000000000000000000000000000000000000000000
    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$


    «««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

  • Meus endereços:
  • Nome do blogue: SÃO PAULO (e Vidas de Santos)
  • Endereço de Youtube: antonio0491@youtube.com
  • António Fonseca
  • ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________

    Nº 1592-(5) - SALMOS - V DOMINGO DA QUARESMA - 17 de Março de 2013

    Nº 1592 - Salmos
    V DOMINGO DA QUARESMA
    ANO C

    17 de Março de 2013

    Missa do Dia


    Salmo 125 (126)


    Refrão


    O Senhor fez maravilhas em favor do seu povo

    Salmo

    Quando o Senhor fez regressar os cativos de Sião,
    parecia-nos viver um sonho.
    Da nossa boca brotavam expressões de alegria
    e dos lábios cânticos de júbilo
     

    Refrão

    O Senhor fez maravilhas em favor do seu povo

    Salmo

    Diziam então os pagãos:
    «O Senhor fez por eles grandes coisas».
    Sim, grandes coisas fez por nós o Senhor,
    estamos exultantes de alegria.
     
     
    Refrão

    O Senhor fez maravilhas em favor do seu povo

    Salmo

    Fazei regressar, Senhor, os nossos cativos,
    como as torrentes do deserto.
    Os que semeiam em lágrimas
    escolhem com alegria.
     

    Refrão

    O Senhor fez maravilhas em favor do seu povo


    Salmo

    À ida vão a chorar,
    levando as sementes;
    à volta vêm a cantar,
    trazendo os molhos de espigas.
     
    Refrão

    O Senhor fez maravilhas em favor do seu povo





    ACLAMAÇÃO DO EVANGELHO

    Refrão

    Louvor a Vós, Rei da eterna glória,
    louvor a Vós.

    Convertei-vos a Mim de todo o coração, diz o Senhor;
    porque sou benigno e misericordioso.
     

    Louvor a Vós, Rei da eterna glória,
    louvor a Vós.


    +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
    Post em 17-3-13 – 9,55 h
    ANTÓNIO FONSECA