OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

segunda-feira, 25 de março de 2013

Uma manifestação histórica - Paris (França) - 25 de Março de 2013

In:

 

Annales Historiæ


Post  -  25-3-13  -  18H10

ANTÓNIO FONSECA

Nº 1598-8 - Encontro diário com Deus - 25 de Março de 2013

Nº 1598-8

Do livro – Encontro diário com Deus  -   Editora Vozes – Petrópolis - http://www.vozes.com.br

Pensamento do Dia

O amor é a escada pela qual nos elevamos a deus.

Friedrich von Schiller

_________________________________________________________

A dor não tem explicação.

Nem o sofrimento.

O céu também não.

Só sabemos que é bonito, tão bonito, senão Deus não mandaria seu Filho para sofrer, para nós conquistarmos o céu.

 

Padre Alderigi Maria Torriani

_______________________________________________________________________________

NOTA:

Este livro foi adquirido em 11-2-2013 por mim, e, apesar de:

Todos os direitos reservados.

Julgo não estar a utilizar abusivamente parte dos textos ali publicados, para os editar diariamente no meu blog.

Se, no entanto, a Editora entender que não os devo publicar, agradeço que me informem de imediato, através do meu endereço:

http://confernciavicentinadesopaulo.bloghspot.com – Blogue SÃO PAULO (e Vidas de Santos)

Já que apenas tenho o intuito de dar a conhecer os Pensamentos do Dia, aos meus leitores, dando sempre o nome dos Autores dos mesmos, e, colocando sempre a hiperligação anunciada: http://www.vozes.com.br.

Obrigado e desculpem.

ANTÓNIO FONSECA

Nº 1600-7 - REZAR NA QUARESMA - SEMANA SANTA - 2ª feira - 25 de Março de 2013

Nº 1600-7

edisal@edisal.salesianos.pt

http://www.edisal.salesianos.pt/

Digitalizar0008_thumb_thumb_thumb_th[1]_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb

25 de MARÇO de 2013

SEMANA SANTA (ou MAIOR)

(Segunda-feira)

Salmo 27

O Senhor é protetor da minha vida:

de quem hei-de ter medo?

 

****************

Digitalizar0003_thumb_thumb_thumb_th_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb_thumb

Nesta Semana Santa cresce a tensão contra Jesus.

Mas cresce também a fé,

a capacidade de confiar em Deus,

apesar de tudo e todos.

Onde há fé, não há medos.

 

»»»»»»»»»»

Vê, Senhor,

a minha fragilidade.

Tu bem sabes que,

por mim, pouco posso.

Fica por perto, Senhor.

Que a Tua presença me dê coragem e confiança.

Que as Tuas mãos sobre mim

me libertem do medo.

 

Digitalizar0015

NOTA:

Adquiri no dia 11 de Fevereiro no JORNAL VOZ PORTUCALENSE, este livrinho “REZAR NA QUARESMA – Ano C” que menciona na sua pós-capa, o seguinte:

A Quaresma é um tempo para dar mais qualidade à vida.

Para encontrar de uma forma fresca e nova o Jesus dos evangelhos.

Este livro é um convite a fazeres desta Quaresma um caminho que leva à mudança,

à liberdade interior, a uma fé mais feliz.

Em cada dia da Quaresma encontras duas páginas que contêm:

  • Uma citação bíblica usada na liturgia desse dia;
  • Uma frase bíblica em destaque;
  • Uma imagem para te ajudar a pensar;
  • Uma meditação que faz a ponte entre a Bíblia e a tua vida;
  • Uma proposta de oração.

Não tenhas medo desta aventura da fé

________________________________

Conforme tenho dito e escrito aqui neste 3 últimos anos, creio que não estou a ir além do permitido, ao incluir neste meu blogue as referidas leituras e imagens (que certamente não estarão tão bem impressas como no referido livro) – desde que faça alusão à sua publicação através das Edições Salesianas, mesmo até porque este blogue embora seja público, não deverá (com muita pena minha), alcançar grande número de leitores, apesar de servir talvez, por isso mesmo, para fazer um pouco de propaganda para o referido livro poder ser adquirido por mais gente… penso eu.

Dai que, durante este período de Quaresma, eu tenha decidido efetuar aqui a transcrição dos textos diariamente, sob a forma acima expressa, pelo que solicito a devida vénia às Edições Salesianas.

------------------------------------------

António Fonseca

Endereço principal: antoniofonseca1940@hotmail.com

Endereço secundário: antoniofonseca40@gmail.com

Endereço do blogue: http://confernciavicentinadesopaulo.blopgspot.com

Nº 1599 - (3) - A VIDA DOS PAPAS DA IGREJA CATÓLICA - (97) - 25 de Março de 2013

Nº 1599 - (3)

BOM ANO DE 2013

===============

Caros Amigos:

Desde o passado dia 11-12-12 que venho a transcrever as Vidas do Papas (e Antipapas)

segundo textos do Livro O PAPADO – 2000 Anos de História.

*********************************

SÃO PIO  X

São Pio X

São Pio X

(1903-1914)

O conclave pretendia eleger o cardeal Rampolla, secretário de Estado de Leão XIII, mas o imperador austríaco impôs o seu veto e o conclave acabou por eleger, em 4 de Agosto de 1903, o cardeal Sarto, que tomou o nome de Pio X.

Ao ser eleito, o cardeal começou a chorar e disse: «Aceito o pontificado como uma cruz e, porque os papas que sofreram pela Igreja nos últimos tempos se chamavam Pio, tomo esse nome».

Quando foi coroado, em 9 de Agosto, anunciou o seu programa pontifical numa frase: Omnia instaurare in Christo!, o programa de um bom pastor.

Na sua primeira encíclica, En Supremi Apostulatus Cathedra, manifestava o seu temor der ser digno de suceder a Leão XIII, que governara a Igreja com extraordinária sabedoria, mas Pio X mostrou-se dotado de clarividência e energia à altura das difíceis condições em que então se vivia.

Na França, as relações entre a Igreja e o governo eram tensas e o Parlamento aprova, em 1905, uma lei de separação entre a Igreja e o Estado, em que os bens das dioceses, seminários e institutos religiosos passavam a pertencer a associações culturais do Estado.

Pio X reage com a enciclica Vehementer nobis, reprovando essa violação do direito natural.

Na Itália, os católicos organizavam-se procurando controlar as associações culturais e a Ação Católica crescia em oposição ao liberalismo.

Em Portugal, o sectarismo liberal e maçónico levava ao corte de relações diplomáticas com a Santa Sé, em 1906. Com a proclamação da República, em 5 de Outubro de 1910, a situação agravou-se com a publicação da Lei da Separação, de 20 de Abril de 1911, sendo presos nessa altura diversos sacerdotes. O ministro da Justiça, Afonso Costa, repõe em vigor as leis de Pombal e, mais uma vez, os Jesuítas são expulsos do país ou encarcerados. Proíbem-se o funcionamento de seminários e interdita-se o uso de batina aos sacerdotes, sendo também abolido o antigo «juramento com carácter religioso» da defesa da Imaculada Conceição, uma antiga tradição da Universidade de Coimbra, extingue-se a Faculdade de Teologia e a cadeira de Direito Eclesiástico na mesma universidade. suprime-se o ensino da doutrina cristã nas escolas primárias, decretam-se dias de trabalho todos os dias santos, com exceção dos domingos, proíbe-se as forças do Exército e da Armada de intervir em festas de carácter religioso e cria-se a lei do divórcio, considerando o matrimónio um contrato puramente civil.

Os bispos reagem com uma pastoral, mas o governo proíbe a sua leitura nas igrejas.

Pio X intervém com a enciclica Iandudum in Lusitânia, de 24 de maio de 1911, mas sem resultados práticos.

Na França, surgem os movimentos modernistas e, para combater essa heresia, Pio X publica a encilica Pascendi, junto com o decreto Lamentabili, de 8 de Setembro de 1907, em que refuta esses perigosos erros, vindo mais tarde, em 1910, a impor aos sacerdotes, professores e pregadores um juramento antimodernista.

Preocupado com o revigoramento espiritual da Igreja, cria uma comissão de cardeais, juristas e teólogos para codificação do Direito Canónico, transforma a Acta Apostolicae Sedis em órgão oficial para promulgação dos documentos da Santa Sé, reduz a música sacra à sua dignidade, funda o Instituto Bíblico, sob a responsabilidade da Companhia de Jesus, encarrega os Beneditinos de uma nova edição da Vulgata, promove uma instrução catequista, com um texto oficial ainda hoje útil e indispensável, procede a reformas no Missal e no Breviário, reorganiza as congregações, tribunais e ofícios da Cúria e incrementa a devoção à eucaristia, promovendo congressos eucarísticos e incentivando a comunhão frequente, exterminando as raízes do jansenismo.

Pio X sobressai como um dos maiores papas de todos os tempos. Nenhum papa, desde o Concílio de Trento, realizou profundas mais profundas e eficazes.

Extremamente bondoso e modesto, quando ouvia dizer que era um santo, comentava com um sorriso: «Santo não, Sarto», mas já em vida lhe atribuíam milagres.

Atacado por uma bronquite, faleceu depois de uma vida de pobreza, em que as duas irmãs solteiras, que sempre o acompanharam, tiveram de ser socorridas com uma pensão depois da sua morte.

**********************************

BENTO XV

Bento XV

Bento XV

(1914-1922)

Em 3 de Setembro de 1914, o conclave elegeu o cardeal Della Chiesa, que tomou o nome de Bento XV, em atenção ao último papa saído da sua diocese Bento XIV.

O seu pontificado inicia-se com a Europa envolta na Primeira Guerra Mundial. A Itália não estava envolvida, o que permitiu a reunião dos cardeais que o elegeram.

Logo na sua primeira enciclica, Ad Beatissimi, em Novembro de 1914, depois de aludir aos horrores da guerra, denuncia como causa a falta de compreensão entre os homens, desprezo da autoridade, antagonismo de classes e procura do poder terreno.

Como paladino da paz, mostra-se incansável, dando sugestões para a troca de prisioneiros e libertação de civis, tendo, para isso, criado uma Agência de Informações no Vaticano. Consegue, em Março e Novembro de 1915, a troca de cerca de 3500 alemães e 9000 franceses, que, através da Suíça, regressaram aos seus países. Pouco depois, 3000 belgas e 20 000 franceses (mulheres, crianças e  velhos) tiveram a mesma sorte.

No principio de 1917, já com os Estados Unidos no conflito ao lado dos Aliados, Bento XV convida os governos a abrir negociações de paz.

Entretanto, a fome abatera-se sobre diversas nações, especialmente a Rússia, onde em 1917 rebenta a revolução bolchevista. Bento XV, abre uma subscrição a favor das crianças esfomeadas e as listas publicadas no Osservatore Romano de Dezembro de 1919 a Dezembro de 1920 revelam a obtenção de um total de 15 milhões de liras, sem falar dos donativos em géneros e víveres.

A enciclica Annus iam plenus, de 1 de Dezembro de 1920, lança novo apelo ao mundo e a nova subscrição atinge 30 milhões de liras.

Pela enciclica Pacem Dei munus, Bento XV reclama os direitos do Estado Pontifício, nunca reconhecido pelo Estado italiano, que impediu a Santa Sé de participar nos trabalhos da Sociedade das Nações, por imposição do delegado italiano.

A situação da Igreja no mundo mostra-se mais positiva com Bento XV, pois em 1914 reatam-se as relações com a Inglaterra, em 1916, com a Holanda, em 1918 com Portugal e, em 1920, com a França, enquanto nações católicas como a Polónia e a Irlanda recuperam a sua independência.

No campo interno, coadjuvado pelo cardeal Gaspari, seu secretário de Estado, ultimou e promulgou o Código do Direito Canónico no Pentecostes de 1917, que esteve em vigor até 1983. Ampliou a jurisdição da Congregação dos Seminários e fomentou a criação de universidades católicas e de diversas faculdades teológicas em vários países.

Em 1917, para maior eficiência, desdobra em duas a Congregação da Propaganda Fide, criando uma congregação especial para a Igreja Oriental, bem como o Instituto Pontifício para o Rito Oriental.

Em Novembro de 1919, na enciclica Maximu illud, dá um vigoroso impulso à missionação dos infiéis, reorganizando as missões católicas extintas.

Em 30 de Julho de 1916 fundou a Cruzada Eucarística, que muito contribuiu para a formação espiritual das crianças.

Durante o seu pontificado canonizou Joana d’Arc e publicou a enciclica In Praeclara, no sexto centenário da morte de Dante.

Durante este pontificado verificaram-se as aparições da Virgem, em Fátima, de 13 de maio a 13 de Outubro de 1917.

Pela bula Quo Vehementius, de 17 de janeiro de 1918, restaurou a diocese de Leiria-Fátima, extinta em 4 de Setembro de 1882 por motivos políticos.

Bento XV faleceu no Vaticano, aquele que ficou conhecido como «pontífice da paz».

Continua:…

Este Post era para ser colocado em 25-3-2013 – 10H30

ANTÓNIO FONSECA

Nº 1600 - 2ª Página - O ANTIGO TESTAMENTO - DEUTERONÓMIO (30) - 25 de Março de 2013

25 de Março de 2013
Nº 1600 - 2ª Página
antoniofonseca1940@hotmail.com
2013

250px-12_staemme_israels_cs_thumb1_t[2]

Distribuição das Tribos em ISRAEL

Nº 1600

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Caros Amigos:
Ver por favor a edição de, 12 de Novembro, deste Blogue.

Resolvi simplesmente começar a editar o ANTIGO TESTAMENTO que é composto pelos seguintes livros:
GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS (Estes já estão…) – Faltam apenas 1030 páginas…(mais ou menos) - Sejamos optimistas.
DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO; JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º E 2º de SAMUEL, 1º e 2º Reis, (2) CRÓNICAS (paralipómenos), ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º E 2. MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA, ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ); ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC, EZEQUIEL, DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).
SÃO APENAS POUCO MAIS DE 40 LIVROS = 1260 PÁGINAS … (coisa pouca…)
Poderei porventura dar conta do recado? Se calhar, não!
Só Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver!
SEI: que é uma tarefa ciclópica, impossível., etc., para os meus 73 anos (*) . Desconheço se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma.
Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se o conseguir, darei muitas Graças a Deus
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos,o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir o caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:
IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS”.

É apenas isto que eu estou tentando fazer. AF.
+++++++++++++++++++++++

Nº 1600 - 2ª Página

25 de Março de 2013

ANTIGO TESTAMENTO

DEUTERONÓMIO
400px-1759_map_Holy_Land_and_12_Trib

Mapa antigo de Israel

DEUTERONÓMIO

Terceiro Discurso de MOISÉS

30  -  PROMESSAS DE REDENÇÃO «Quando, pois, sobrevierem todos esses acontecimentos, a bênção ou  a maldição, que deixo à tua escolha, se os tomares a peito no meio de todos os povos entre os quais o Senhor te tiver desterrado, e te voltares de novo para o Senhor, teu Deus, e obedeceres à sua voz – tu e os teus filhos –com todo o teu coração, o Senhor, teu Deus, terá piedade de ti, porá fim ao teu exílio e te juntará de novo, tirando-te do meio dos povos entre os quais o Senhor te dispersou. mesmo que os teus exilados se encontrassem na extremidade dos céus, mesmo dali te chamaria o Senhor, teu Deus, e mesmo ali iria procurar-te. O Senhor, teu Deus, reconduzir-te-á ao país que teus pais possuíram e que, por tua vez possuirás, fazendo-te prosperar e multiplicar, mais que a teus pais. O Senhor, teu Deus, circuncidará teu coração e o da tua posteridade, para que ames o Senhor, teu Deus, com todo o teu coração e com toda a tua alma, a fim de que possas viver (Col 2, 11). O Senhor, teu Deus, desencadeará então todas as maldições sobre os teus inimigos e sobre aqueles que te odiarem e perseguirem e tu, voltando ao que é justo, serás dócil, à voz do Senhor e cumprirás todos os Seus mandamentos que hoje te prescrevo. E o Senhor, teu Deus, cumular-te-á de bens, fazendo prosperar todo o trabalho das tuas mãos, o fruto das tuas entranhas, o fruto do teu gado e o fruto do teu solo, porque o Senhor comprazer-Se-á de novo em fazer-te bem, como fez aos teus antepassados, contanto que obedeças â voz do Senhor, teu Deus, cumprindo os Seus preceitos e as Suas leis escritos neste livro da lei, e te voltes de novo para o Senhor, teu Deus, com todo o teu coração e com toda a tua alma.

Porque a lei que hoje te imponho não está acima das tuas forças nem fora do teu alcance (Mt 11, 30). Não está no céu, para que digas: «Quem subirá por nós ao céu e no-la irá buscar, para que a escutemos e a pratiquemosNão está tão-pouco do outro lado do mar, para que digas: « Quem atravessará o mar para no-la buscar e no-la fazer ouvir para que a observemos? Não, ela está muito perto de ti: está na tua boca e no teu coração: e tu a podes cumprir.

Vê, ofereço-te hoje, de um lado, a vida e o bem; do outro, a morte e o mal. Recomendo-te hoje  que ames o Senhor, teu Deus, que andes nos Seus caminhos, que guarde os Seus preceitos, Suas leis e Seus decretos. Se assim fizeres, viverás, engrandecer-te-ás e serás abençoado pelo Senhor, teu Deus, na terra em que vais entrar para a possuir. Mas, se o teu coração se alhear de Mim, se não obedeceres, se te extraviares a ponto de te prostrares diante de deuses estrangeiros para os adorar, declaro-vos hoje que certamente morrereis, que os vossos dias não se prolongarão na terra em que ides entrar para a possuir, depois de ter passado o Jordão.

Tomo hoje por testemunhas os céus e a terra contra vós: coloco diante de ti a vida e a morte, a felicidade e a maldição. escolhe a vida, e então viverás com a tua posteridade. Ama o Senhor, teu Deus, escuta a Sua voz e permanece-Lhe fiel . Disto depende a vida e a longevidade dos teus dias sobre a terra que o Senhor jurou dar aos teus antepassados, Abraão, Isaac e Jacob (Jo 11, 25).

 

Tbuas-da-Lei---Moiss_thumb_thumb_thu[2]

Os Dez Mandamentos

Discursos de Moisés durante o Êxodo e Apêndice relatando a fim da sua atuação e a sua morte,

antes de chegar à Terra Prometida

Textos do LivroDEUTERONÓMIOdo ANTIGO TESTAMENTO

0000000000000000000000000000000000000000000000000000000

25 de MARÇO de 2013 – 10.15 h
ANTÓNIO FONSECA
7map-1195aeac0b2f22222222222222222[2],

http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf
000000000000000000000000000000
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Nº 1600-1 - (84-13) - SANTOS DE CADA DIA - ANUNCIAÇÃO DO SENHOR - 2ª FEIRA SANTA - 25 de Março de 2013 - 5º ano

antoniofonseca1940@hotmail.com

Nº 1600

25 de MARÇO de 2013

Bom

ANO D E 2 0 1 3


ImageProxyCA5PQ4KQ_thumb_thumb_thumb[1]

SEMANA SANTA

************************************************************


Nº 1600-1 - (84-13)


Imagem3189_thumb1_thumb_thumb_thumb_[1]

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


IAmPosters_thumb12222222

E U  S O U

AQUELE  QUE  SOU

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««««««««««««««««««««««««


Nº 1600-1 - (84-13)


#####################################
##################################### #####################################

ANUNCIAÇÃO DO SENHOR

Memória

O título atual, e antigo, desta solenidade mostra o seu carácter cristologico mais que mariano. É a solenidade do grande mistério cristão, da Encarnação do Verbo de Deus. É a celebração litúrgica e agradecida daquela frase inspirada e densa da Águia da ilha de Patmos: E o Verbo fez-Se Carne. Texto que hoje está gravado numa placa de mármore diante do altar que se levanta na gruta da Basílica nazaretana da Anunciação; é beijada, com lábios transbordantes de amor e lágrimas, por todos os peregrinos que têm a ventura de lá se ajoelharem: Aqui de Maria Virgem fez-Se carne o Verbo.

A data de 25 de Março não é arbitrária: está em função do Nascimento de Jesus, que é celebrado exatamente nove meses depois. Já no século VII, a data de 25 de Março se fundava numa tradição tão venerável e universal que o II Concilio Trulano, em 692, se bem que proibisse durante a Quaresma todas as festas, exceptuou a da Encarnação. E os  Gregos ainda hoje, enquanto dura a Quaresma, omitem a celebração diária do santo sacrifício, excepto nos sábados, nos domingos e no dia 25 de Março. E na Idade Média a solenidade de hoje indicava nos países cristãos , o verdadeiro principio do ano civil.

No Oriente celebrava-se a Encarnação do Senhor já antes de 446. No Ocidente é posterior, pois não figura no missal Galicano e só aparece nos Sacramentários Gelasiano e Gregoriano do primeiro período carolíngio. Mas pelo Livro Pontifical sabemos que São Sérgio I (687-701) ordenou fosse celebrada solenemente a Encarnação em Roma, com uma procissão estacional que partia da diaconia de Santo Adriano e terminava em Santa Maria Maior. Na Península Ibérica, por ser dia de jejum, trasladou-se na Idade Média para 18 de Dezembro.

O mistério comemorado na festa de hoje é a Conceição do Filho de Deus no seio da Bem-aventurada Virgem Maria. São Lucas deixou-nos, no primeiro capitulo do seu Evangelho, uma narração simples e grandiosa.

A Encarnação realiza-se na aldeiazinha de Nazaré, a ocultas dos olhares curiosos dos homens, num vale alegre e florido da Galileia. Por todos os lados circundadas de montes, evoca na Primavera a imagem duma flor solitária que se abre para o céu no seu fresco e verde cálice.

Neste asilo de reconhecimento e oração, vivia, cinco ou seis anos antes de começar a era cristã, uma jovem chamada Maria, órfã de pai e mãe. Sabemos que se antecipara nela a graça à natureza, que nenhum hálito impuro a manchara, que era a única filha de Adão isenta do pecado original desde que fora concebida Imaculada, em resultado dum milagre único, de Redenção preservativa. Deus esgotara nela os tesoiros do seu amor e omnipotência, para lhe embelezar o corpo e a alma. A fidelidade da Virgem, multiplicando sem cessar as graças do céu, aumentou para além de toda a medida os seus méritos, e chegou a ser  a mais formosa, a mais nobre e a mais sublime de todas as obras saídas das mãos do Todo-poderoso. Os seus patrícios e parentes não deram todavia conta da sua grandeza e plenitude. Quando ao cair do sol ia com o seu cântaro buscar água à fonte única de Nazaré, não se distinguia das companheiras. Era a pérola preciosa, ignorada pelos homens, cujo valor só o artista divino conhecia. Ele que a escolhera entre todas as mulheres para sua mãe.

O anjo do Senhor anunciou a Maria. A Virgem estava recolhida em oração, talvez meditando na profecia de Isaías sobre a donzela que havia de dar à luz um  menino. O anjo disse-lhe: «Paz, cheia de graça». Os Gregos, ao encontrarem-se, desejavam mutuamente a alegria; os Romanos, a saúde; os Semitas, então como hoje, a paz. Muitas personagens ilustres do Antigo testamento - Abraão, David, Isaías, Jeremias… – tinham recebido promessas alentadoras, de auxílio e proteção divina, para desempenharem a missão dolorosa que Deus as destinava. Mas nunca uma criatura humana ouvira a saudação dum mensageiro celestial em termos tão encomiásticos: cheia de graça.

As palavras do anjo, mais que a sua presença, preocuparam momentaneamente Maria, até que São Gabriel a tranquilizou, explicando-lhe o sentido delas: «Não tenhas receio, Maria, pois achaste graça diante de Deus. Hás-de conceber no teu seio e dar à luz um filho, ao qual porás o nome de Jesus. será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus dar-lhe-á o trono de seu pai David, reinará eternamente sobre a casa de Jacob e o seu reinado não terá fim.

A Virgem estava familiarizada com a Sagrada escritura e compreendeu imediatamente do que se tratava. O Anjo oferecia-lhe a maternidade do Messias, do Filho de Deus, do Emanuel ou Deus connosco.

Qualquer donzela se desvaneceria com anúncio tão lisonjeiro, que formava a realização do sonho dourado de todas as judias. A Virgem Maria, essa escuta serena, crê nas palavras do anjo, mas encontra dificuldades. Em consciência está ligada  com uma promessa de virgindade, incompatível, humanamente falando,. com a maternidade. Como será isso, se eu não conheço homem? É maneira delicada e bíblica de afirmar o seu propósito absoluto de continência total. Nem Sara, nem a mãe de Samuel, nem mulher alguma, a quem Deus prometia um filho, tinha proposto nunca semelhante inconveniente. A Virgem, mais iluminada que todas elas, conhece o tesoiro da pureza, a estima que Deus lhe dedica, e antepõe-o à maternidade.

O anjo resolve-lhe, em nome de Deus, a dificuldade, explicando-lhe o modo sobrenatural e milagroso como há-de chegar a ser mãe: O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo estenderá sobre ti a sua sombra. Por isso mesmo é que o Santo que vai nascer há-de chamar-Se Filho de Deus. Maria não tem que temer pela sua virgindade. Ela, a cheia de graça, receberá efusão nova no momento em que Deus a envolver com o seu poder criador. A presença divina fica, no seu seio, muito mais real que antigamente sobre a Arca da Aliança, quando a nuvem luminosa cobria o Tabernáculo. Aquele que há-de nascer dela, sem cooperação nenhuma de homem mas só pela atividade do Espírito Santo, será verdadeiramente Filho de Deus.

Gabriel desempenhou a sua mensagem, e só espera o consentimento de Maria. Ela não o pode recusar mas, na atual ordem da providência, é necessário que o género humano aceite o seu Redentor, e aceita-o na pessoa da Virgem-Mãe. Convinha que uma mulher cooperasse para a nossa salvação e regeneração, como outra mulher tinha contribuído para a nossa queda e ruína no Paraíso.

Eis a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra.

Como o sacerdote, em nome do Pontífice eterno, com cinco palavras de autoridade faz descer sobre o altar o Filho de Deus, assim Maria, em nome da humanidade, que representa, fá-lo descer ao próprio seio com cinco palavras de obediência e humildade, com que se entrega.

E o Verbo fez-Se carne e habitou entre nós. Este é o anúncio mais consolador que em algum tempo foi comunicado a ouvidos humanos. Deus fez-Se um de nós. Deus vem salvar-nos, e vem por meio de Maria.

 

Transcrição direta através do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt

DIMAS, O bom ladrão, Santo

Crucificado (33)

Pela hora última em que o perdão lhe é concedido e pelo pouco tempo que dura a sua penitência, é o santo que melhor mostra ser a misericórdia divina sem limites. “Hoje mesmo, diz-lhe Jesus, estarás comigo no paraíso” (Lc 23, 43). É verdade que as suas disposições só se tornaram boas no último momento. Primeiro, arrepende-se e aceita expiar: «Não tenho senão o que mereci, confessa (Lc 23, 41). Depois, tem fé, pois acredita que Jesus possui as chaves do reino e pode levá-lo a ele para lá (Lc 23, 42). Por último, ama a Cristo Senhor, pois tem pena dos sofrimentos injustos d’Ele e ordena ao seu incivil companheiro que pare de insultar (Lc 23, 40). Mas que é que lhe valeu a graça de ter este fim? O Evangelho não o diz. São os Apócrifos que asseguram que Dimas a mereceu, uns 30 anos antes, no deserto, quando a Sagrada Família fugia para o Egipto. Lançando-se ele sobre dois bandidos da sua igualha, que tinham roubado a bolsa e o jumentinho a São José, obrigara-os a tudo restituir imediatamente. E o Menino Jesus agradeceu-lhe, prometendo que lhe pagaria na devida altura.

 

Transcrição direta através do livro SANTOS DE CADA DIA, de www.jesuitas.pt

____________________________________________________________________________________________________

  • Nossa Senhora de Fátima, pediu aos Pastorinhos:
  • “REZEM O TERÇO TODOS OS DIAS”

  • aos-ps-de-mARIA2222222
  • /////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
  • NOTA:
  • Como decerto hão-de ter reparado, são visíveis algumas mudanças na apresentação deste blogue (que vão continuar… embora não pretenda eu que seja um modelo a seguir, mas sim apenas a descrição melhorada daquilo que eu for pensando dia a dia para tentar modificar para melhor, este blogue). Não tenho a pretensão de ser um “Fautor de ideias” nem sequer penso ser melhor do que outras pessoas. Mas acho que não fica mal, cada um de nós, dar um pouco de si, todos os dias, para tentar deixar o mundo um pouco melhor do que o encontramos, quando nascemos e começamos depois a tomar consciência do que nos rodeia. No fim de contas, como todos sabemos, esta vida é uma passagem, e se Deus nos entregou o talento para o fazer frutificar e não para o guardar ou desbaratar, a forma que encontrei no “talento” de que usufruo, é tentar fazer o melhor que posso, aliás conforme diz o Evangelho.


    Assim, a principiar pela imagem principal, a partir de hoje, e se possível todos os dias, ela será modificada mediante o que eu for encontrando passível de aproveitamento para isso. A partir de Quarta-feira de Cinzas, acrescentei mais 2 páginas (uma que vigorará só na Quaresma e outra que será diária) – São elas VIVER A QUARESMA e ENCONTRO DIÁRIO COM DEUS e, por conseguinte haverá mais 2 números a incluir que serão o 7 e o 8.
  • (sendo a Pág. 1Vidas de Santos; Pág. 2O Antigo Testamento; e Pág. 3O Papado – 2000 anos de história). Além disso, semanalmente (ao Domingo e alguns dias santificados – quando for caso disso –) a Pág. 4A Religião de Jesus; e a Pág. 5 - Salmos) e, ainda, ao sábado, a Pág. 6In Memorian.
  • Outros assuntos que venham aparecendo emergentes dos acontecimentos que surjam tanto em Portugal, como no estrangeiro; e, ainda, alguns vídeos musicais (ou outros) que vão sendo recolhidos através do Youtube e foram transferidos para o meu canal “antónio0491” que se encontra inserido logo após o Título e sua descrição.

    Registe-se também que através de Blogs Católicos, União de Blogs Católicos, etc., estou inscrito em muitos blogs que se vão publicando em Portugal, Brasil, e outros países, que, por sua vez, também publicarão este blogue. Há ainda mais algumas alterações que já fiz e vou continuando a efetuar na parte lateral do blogue, retirando ou colocando vários complementos.

    Como também já deve ser do conhecimento de muitos, encontro-me inscrito na rede social, Google + Facebook, e outros, individualmente e, também ali poderão encontrar este blogue. O meu correio electrónico foi modificado e será inscrito no início de cada página (pelo menos na primeira, de cada dia).

    Para terminar, gostaria de que os meus leitores se manifestassem, bastando para tal marcar o quadrado que entendam, que segue sempre abaixo de cada publicação, como aliás eu faço, relativamente aos blogues que vou vendo sempre que me é possível, com o que ficaria muito grato
    Desculpem e Obrigado mais uma vez – António Fonseca

    0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000




  • 00000000000000000000000000000000000000000000000000000000

    Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
    Viso---mapa2222222
    http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.com
    ===================================
    0000000000000000000000000000000000000000000000
    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$


    «««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

  • Meus endereços:
  • Nome do blogue: SÃO PAULO (e Vidas de Santos)
  • Endereço de Youtube: antonio0491@youtube.com
  • António Fonseca
  • ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________