OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Nº 1628-3 - Encontro diário com Deus - Segunda-feira - 22 de Abril de 2013

Do livro – Encontro diário com Deus - Editora Vozes – Petrópolis - http://www.vozes.com.
Nº 1628-3
Segunda-feira - 22 de Abril de 2013
Pensamento do Dia
Vejo a Terra agonizando,
pois o ser humano,
sempre em guerra,
mata a esperança,
matando o verde que há sobre a Terra.

Orlando Brito
_________________________________________________________

Construindo um mundo de paz – 2
Diante de tanta injustiça e violência,
às vezes nos sentimos pequenos, impotentes.
Na realidade, podemos fazer muito para que o mundo seja pacifico, no interior e no silêncio do nosso ser.
Pesquisas mostram que, quando 10 % da humanidade tiver paz no coração,
os 90 % restantes entrarão na mesma sintonia.
Vamos cooperar, dizendo esta oração várias vezes por dia:
“Que a Paz habite em mim.
Que a Paz habite em você.
Que a Paz habite no planeta.
Paz… Paz… Paz…” 

.
Gislaine Maria d’Assumpção

_______________________________________________________________________________
NOTA:
Este livro foi adquirido em 11-2-2013 por mim, e, apesar de:
Todos os direitos reservados.
Julgo não estar a utilizar abusivamente parte dos textos ali publicados, para os editar diariamente no meu blog.
Se, no entanto, a Editora entender que não os devo publicar, agradeço que me informem de imediato, através do meu endereço:

http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf

Nº 1628 - 2ª Página - O ANTIGO TESTAMENTO - JOSUÉ (24) - 22 de Abril de 2013

22 de Abril de 2013
Nº 1628 - 2ª Página
antoniofonseca1940@hotmail.com
2013_

250px-12_staemme_israels_cs_thumb1_t

Distribuição das Tribos em ISRAEL

Nº 1628

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Caros Amigos:
Ver por favor a edição de, 12 de Novembro, deste Blogue.

Resolvi simplesmente começar a editar o ANTIGO TESTAMENTO que é composto pelos seguintes livros:
GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS, DEUTERONÔMIO, constantes do PENTATEUCO (Estes já estão…)
– Faltam apenas 885 páginas…(mais ou menos) - Sejamos optimistas.
JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º E 2º de SAMUEL, 1º e 2º Reis, (2) CRÓNICAS (paralipómenos), ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º E 2. MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA, ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ); ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC, EZEQUIEL, DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).
SÃO APENAS POUCO MAIS DE 40 LIVROS = 1260 PÁGINAS … (coisa pouca…)
Poderei porventura dar conta do recado? Se calhar, não!
Só Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver!
SEI: que é uma tarefa ciclópica, impossível., etc., para os meus 73 anos (*) . Desconheço se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma.
Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se o conseguir, darei muitas Graças a Deus
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos,o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir o caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:
IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS”.

É apenas isto que eu estou tentando fazer. AF.
+++++++++++++++++++++++

Nº 1628 - 2ª Página

22 de Abril de 2013

ANTIGO TESTAMENTO

JOSUÉ
400px-1759_map_Holy_Land_and_12_Trib[2]

Mapa antigo de Israel

JOSUÉ

Conquista da Terra da Promissão

 

24  -  A ÚLTIMA VONTADE DE JOSUÉJosué reuniu em Siquém todas as tribos de Israel, e convocou todos os anciãos, os chefes, os juízes e seus oficiais. Todos se apresentaram diante de Deus, e Josué disse a todo o povo: «Eis o que diz o Senhor, Deus de Israel: Os vossos pais, Taré, pai de Abraão e de Nacor, habitavam, ao princípio, do outro lado do rio e serviam a deuses estrangeiros (Gn 11, 27-32; 35, 2). Tomei o vosso pai Abraão do outro lado do Jordão  e conduzi-o até à terra de Canaã. Multipliquei a sua posteridade, dando-lhe Isaac, ao qual dei Jacob  e Esaú, e dei a Esaú a montanha de Seir; Jacob, porém, e os seus filhos foram para o Egipto. Depois enviei Moisés e Aarão e feri o Egipto com tudo o que fiz no meio dele, e tirei-vos de lá. Tirei os vosso pais do Egipto, chegastes ao mar. Os egípcios perseguiram os vossos pais com carros e cavaleiros até ao mar Vermelho. Mas eles clamaram ao Senhor, e o Senhor pôs trevas entre vós e os egípcios , e fez avançar o mar sobre eles, cobrindo-os. Vossos olhos viram o que fiz aos egípcios, e, depois disto, passastes largo tempo no deserto. Levei-vos, em seguida, para a terra dos amorreus, que habitavam do outro lado do Jordão. Eles combateram contra vós, mas Eu entreguei-os nas vossas mãos; tomastes possa da sua terra e Eu exterminei-os diante de ´vós (Nm 21, 21-35). Balac, filho de Sefor, rei de Moab, levantou-se para lutar contra Israel. Mandou chamar Balaão, filho de Beor, para que vos amaldiçoasse. Mas Eu não quis ouvir Balaão, e ele teve de vos abençoar, repetidas vezes; e tirei-vos das mãos de Balac. Atravessastes o Jordão e chegastes a Jericó. Combateram contra vós os homens de Jericó, os amorreus, os ferezeus, os cananeus os heteus, os gergeseus, os heveus e os jebuseus; mas Eu entreguei-os nas vossas mãos. Mandei adiante de vós insetos venenosos que expulsaram os dois reis dos amorreus. Não foi com a vossa espada, nem com o vosso arco (Dt 7, 20). Dei-vos, pois, uma terra que não lavrastes, cidades que não edificastes, e que agora habitais, vinhas e oliveiras que não plantastes, e de cujos frutos vos alimentais». «Temei, portanto, o Senhor e servi-O com toda a retidão e verdade. Tirai esses deuses  que vossos pais serviram do outro lado do rio e no Egipto, e servi o Senhor. E se vos desagrada servi-Lo, então escolhei hoje aquele a quem quereis servir; ou aos deuses, a quem serviram os vossos pais  do outro lado do rio, ou aos deuses dos amorreus, cuja terra ocupastes. Porque eu e minha casa , serviremos ao Senhor». O povo respondeu, dizendo: «Longe de nós abandonarmos o Senhor para servir a outros deuses, porque  o Senhor é o nosso Deus que nos tirou da terra do Egipto, da casa da servidão, e que operou aos nossos olhos maravilhosos prodígios; Ele nos guardou ao longo do largo caminho que percorremos e entre todos os povos pelos quais passámos. O Senhor expulsou diante de nós todas as nações, e os amorreus que habitavam na terra. Também nós serviremos o Senhor, porque Ele é o nosso Deus». Josué disse ao povo: «Vós não sereis capazes de servir ao Senhor, porque Ele é um Deus santo, um Deus zeloso que não perdoará as vossas transgressões e os vosso pecados. Quando abandonardes o Senhor para servir a outros deuses, Ele voltar-se-à  contra vós e far-vos-à mal, e consumir-vos-à, depois de vos ter feito bem». O povo respondeu: «Não! É ao Senhor que nós queremos servir Josué disse-lhes: «Sois testemunhas contra vós mesmos de que escolhestes o Senhor para O servir». Eles responderam. «Somos testemunhas!». «Tirai, pois, os deuses estrangeiros que estão no meio de vós, e  inclinai os vossos corações para o Senhor Deus de Israel». O povo respondeu a Josué: «Nós serviremos o Senhor, nosso Deus, e obedeceremos à Sua voz». Naquele dia, Josué fez uma aliança com o povo e deu-lhe, em Siquém, leis e prescrições (Ex 15, 25). Josué escreveu estas palavras no livro da lei de Deus, e tomando uma grande pedra erigiu-a ali como monumento, debaixo do carvalho que estava no santuário do Senhor  (Gn 35, 4; Jz 9, 6). Disse a todo o povo: «Esta pedra servirá de testemunho contra vós, porque ela ouviu todas as palavras que o Senhor vos disse; ela servirá de testemunho contra vós, para que não negueis o vosso Deus». Então, Josué, despediu o povo. E foi cada um para a sua herança. 

Morte e sepultura de Josué  -  Depois disto, Josué, filho de Nun, servo do Senhor, morreu  com a idade de cento e dez anos. Sepultaram-no na terra  da sua possessão, em Tamnat-Saré, na montanha de Efraim ao norte de monte Gaas. Israel serviu ao Senhor durante toda a vida de Josué e durante toda a vida dos anciãos que lhe sobreviveram, e conheciam tudo o que o Senhor tinha feito em favor de Israel (Jz 2, 7, 9). Sepultaram também em Siquém os ossos de José, que os filhos de Israel tinham  trazido do Egipto, na porção de terra que Jacob tinha comprado aos filhos de Hemor, pai de Siquém, por cem peças de prata, e que se tornou propriedade dos filhos de José. Eleazar, filho de Aarão, morreu também e foi sepultado em Gabaa, cidade de Fineias, seu filho, a qual lhe tinha sido dada na montanha de Efraim.

 

 

Os Dez Mandamentos

Terminou hoje - (22-Abril-2013) a descrição do texto de JOSUÉ,

 

que decorre com a Conquista da Terra de Promissão

 

Textos recolhidos  do LivroJOSUÉdo ANTIGO TESTAMENTO
0000000000000000000000000000000000000000000000000000000
22 de ABRIL de 2013 – 10.15 h
ANTÓNIO FONSECA
7map-1195aeac0b2f22222222222222222[2],
http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf
000000000000000000000000000000
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Nº 1628 - (111-13) – 1ª Página - SANTOS DE CADA DIA - Segunda-feira - 22 de Abril de 2013

Ver Notas no final
Nº 1628 - (111-13) – 1ª Página
 


Segunda-feira - 22 de Abril de 2013

ImageProxyCAHML22Y_thumb1_thumb_thum


Nº 1628-1 - (111-13)


Imagem3189_thumb1_thumb_thumb_thumb_[1]IAmPosters_thumb122222222222222


»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»



E U S O U



AQUELE QUE SOU



»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»««««««««««««««««««««««««««««««





##################################### #####################################

NOSSA SENHORA, MÃE DA COMPANHIA DE JESUS
Festividade
No dia 27 de Setembro de 1540, Paulo III aprovou a primeira fórmula da Companhia de Jesus e concedeu a faculdade de se escreverem as Constituições.
 
Santo Ináciojá eleito Superior-Geral – e os outros Companheiros que então estavam em Roma fizeram os votos solenes no dia vinte e dois de Abril do ano seguinte, na Basílica romana de São Paulo, diante da imagem de Nossa Senhora.
 
Por isso se considera esta data  com o dia natalício da Companhia de Jesus; e, para o comemorar, se celebra a festa de Nossa Senhora, mãe da Companhia de Jesus.


SOTERO e CAIO, Santos

Papas (175  e  296)
 
Ainda que estes Santos tenham vivido em séculos diferentes, a festa de ambos celebra-se neste mesmo dia.
 
 Foi São Sotero napolitano e nasceu, segundo todas as probabilidades, em fins do século I ou princípios do século II. Os seus méritos elevaram-no ao sólio pontifício, no ano de 161, por morte de Santo Aniceto. Eram os tempos de Marco Aurélio (161-180), em cujo reinado tanto sofreu a Igreja. Em Roma, grande número de cristãos, seguindo o Papa Calisto, foram condenados às minas da Sardenha e à perda da própria liberdade.
 
O zelo e a caridade de São Sotero tinha campo vastíssimo; é o que nos consta pela carta que lhe escreveu São Dionísio,  bispo de Corinto: «Derramaste a tua beneficência sobre os irmãos, enviando a muitas igrejas esmolas e socorrendo todos os pobres, especialmente os que trabalhavam nas minas. Em toda a parte renovas a generosa caridade dos teus antecessores, socorrendo os que padecem por Cristo».
 
Esse zelo e caridade, coroou-os com o martírio, cujos pormenores não chegaram até nós: mas do martírio em si mal se pode duvidar, porque em todos os martirológios vem mencionado como confessor da fé, entre os que selaram com o sangue o testemunho em favor da verdade.
 
O Martirológio romano fala-nos de São Caio como Papa e Mártir do tempo de Diocleciano. O Livro Pontifical diz que foi obrigado a esconder-se por algum tempo nas profundidades do cemitério de  Calisto, E indica na primeira redação que descansou como confessor: um segundo texto acrescenta que foi coroado com  o martírio.
 
São Caio morreu em 296, em completa paz. Os críticos modernos dizem que não existe nenhum monumento autêntico do seu martírio. O título de mártir pode-lhe advir somente pelos trabalhos que teve que passar, no principio do reinado de Diocleciano. A veneração com que olharam os cristãos para o seu sepulcro, prova certamente que morreu em odor de santidade, assim como o título de confessor que lhe dá o LIvro Pontifical.
 
Encontrou-se a inscrição de uma defunta que exprime o desejo de ser enterrada, no cemitério de Calisto, junto de São Caio: ad Domnum Caium. Este termo Senhor (Domnum) designa nas catacumbas os mártires e confessores ilustres, junto dos quais tinham devoção de repousar os outros cristãos.
 
São Caio morreu a 22 de Abril do ano de 296, como diz o seu epitáfio, encontrado fragmentariamente no dito cemitério, junto à cripta do Papa Eusébio. As atas lendárias de Santa Susana indicam-no como irmão do senador Gabínio e parente de Diocleciano. O que unicamente parece certo é que vivia junto à casa de Santa Susana e de seu pai Gabínio.
 
São Sotero e São Caio foram inscritos no calendário romano bastante tarde. Mas a  devoção dos fieis a ambos é antiquíssima; restam-nos sobretudo documentos da devoção a São Caio.
 
 

SENHORINHA, Santa
 
Virgem (924-982)
 
Nasceu no ano de 924, mais provavelmente em VIEIRA DO MINHO. Era a filha mais nova de Avulfo, onde era Senhor de Vieira e de Basto, e de D. Teresa, irmã do Conde Gonçalo  Soares. Chamou-se primeiro Domitila, ou talvez Genoveva; mas o pai, regressando já viúvo de guerras, começou a chamar à filha queridíssima sua senhorinha e este passou a ser o seu nome.
 
Ficando órfã muito cedo, o pai confiou-a a uma D. Godinha, tia materna da Santa. Narram velhos códices que Senhorinha, tão bem acompanhada, se exercitou desde a mais tenra idade em jejuns, cilícios e disciplinas, consumindo o melhor do seu tempo na oração e em ouvir a palavra de Deus. Resistiu com energia a um nobre pretendente  para matrimónio, pessoa que encontrava em Avulfo o melhor apoio. Mas o pai compreendeu esses desejos de perfeição. Ela professou aos 15 anos, segundo os costumes monásticos peninsulares. E Avulfo doou à filha, para que se sustentassem, ela e as companheiras que aparecessem, os direitos que possuía, como padroeiro, nas igrejas de São João de Vieira, São Jorge de Basto e de Atei. Assim parece ter-se originado o mosteiro de Vieira.
 
Dizem-nos que a Santa lia lá assiduamente a regra do Convento, os escritos de Santo Ambrósio, a Vida dos Santos e, muito naturalmente, a Escritura Sagrada. Teve grandíssimos desejos de martírio, que a tia lhe fez compreender estar na observância monástica. Mas Godinha não durou muito e a sobrinha mandou dar-lhe honrosa sepultura na sua igreja de São Jorge de Basto.
 
E, para ocupar o seu lugar no governo do mosteiro, foi eleita Senhorinha. Teria então uns 36 anos de idade e aproximadamente 20 de professa. A partir desta data, falam os velhos texto de numerosos milagres seus: fazer que aparecesse o pão necessário, transformar água em vinho (ver os azulejos da igreja de São Vitor em Braga), e outros prodígios ainda.
 
Vivia então em Celanova (junto a Orense, na Galiza), onde fundara um notabilíssimo mosteiro, o ex-bispo de Dume, São Rosendo, primo de Santa Senhorinha. Era visitador e reformador dos mosteiros de todo o Minho e Douro. Como tal, vinha de vez em quando a Vieira. Ora aconteceu que dois operários interpretaram maliciosamente as relações dos dois Santos; mas o céu castigou-os, logo, caindo eles redondamente; mas recuperaram a saúde, graças à intercessão de ambos os caluniados. Também isto está representado na mencionada igreja de São Vitor; e em Celanova aparecem em talha este e outros factos da vida de São Rosendo.
 
Não se sabe porquê, Santa Senhorinha transferiu-se, com as suas religiosas, para a terra que hoje tem o nome da Santa, no concelho de Cabeceiras de Basto. Essa freguesia, que já encontramos, chamava-se então São Jorge de Basto. Nela, ao lado da atual igreja paroquial seiscentista, ainda se encontra o chamado campo da feira, em cujo subsolo se descobrem sinais do que deve ter sido o mosteiro. Segundo uma notícia bastante duvidosa, Gervasio, irmão da Santa, foi mandado prender por latrocínio. Mas o rei, informado de quem ele era irmão, quis vê-la, libertou o homem e confirmou a doação de uma igreja que Avulfo fizera em favor de Senhorinha. E Gervásio converteu-se e santificou-se.
 
Senhorinha, segundo um testemunho igualmente antigo, teve conhecimento ao rezar no coro, da entrada de São Rosendo no céu. Estando também a orar, ouviu uma voz que lhe dizia: “Vem, minha escolhida, porque desejou o Rei a tua beleza”. Percebeu logo de que se tratava, pediu os sacramentos e exortou as religiosas a perseverarem no amor de Deus e do próximo. Deu a sua alma a Deus com 58 anos de idade, a 22 de Abril do ano de 982. Ficou sepultada na igreja do mosteiro, entre os túmulos da tia e do irmão: Santa Godinha e São Gervasio.
 
Havendo muita devoção, o arcebispo de Braga, D. Paio Mendes (1118-1138), veio visitar o sepulcro de Santa Senhorinha em ordem à canonização. Não quis por então abrir o sepulcro, mas depois mandou-o levantar da terra e apor-lhe uma inscrição, no ano de Cristo de 1130: fala esta da virgem consagrada Senhorinha, e dos seus milagres inumeráveis em vida e numerosíssimos depois da morte. Constituiu esta lápide uma verdadeira canonização, que estava nessa altura nas atribuições dos bispos locais; só Alexandre III (1159-1181) reservou as canonizações para os papas. só muito tarde, no século Cem
 
Com a visita e epitáfio de D. Paio Mendes começou época de mais intensa devoção à Santa, com peregrinos de Portugal inteiro, da Galiza, de Leão, etc. . D. Sancho I (1185-1211), vendo o filho e herdeiro D. Afonso em perigo de morte, veio a Santa Senhorinha (topónimo que sucedeu a São Jorge de Basto) pedir, a saúde dele e prometer, se obtivesse a graça. constituir um couto à volta da igreja; obteve-a e andou a pé a indicar o sítio dos marcos que D. Gonçalo Mendes, senhor da terra, mandou pôr.
 
O rei D. Pedro I firmou, a 15 de Setembro de 1360 a doação do padroado de Santa Maria de Basto, com  os seus frutos e rendas, à igreja de Santa Senhorinha, sob a condição, entre outras, de que este templo tivesse três lâmpadas com azeite, uma diante do crucifixo, outra diante do corpo de Santa Senhorinha e a terceira na capela em que jaz o corpo de São Gervásio. E explica o rei que esta capela foi mandada construir por D. Inês de Castro: terá sido entre 1340 e 1357. Conclui-se, que, por essa altura, o túmulo de Santa Senhorinha estava no corpo da igreja.
 
Apesar de só muito tarde. no século XVIII, ter entrado o oficio litúrgico de Santa Senhorinha no Breviário Bracarense, deve datar do século XIII a introdução da festa da mesma nos calendários da Igreja ou de Ordens monásticas. Já nos referimos aos dois sumptuosos painéis da Santa na igreja de São Vitor de Braga: são dos fins do século XVII.
 
Decorria o ano de 1634. A capela de D. Inês de Castro, em honra de São Gervásio, além de pequeníssima, era natural que ameaçasse ruína. Então, um nobre filho de Santa Senhorinha, Francisco Ribeiro do Canto, enriquecido no Brasil, mandou construir em sua vez uma capela mais vasta. Do lado direito de quem olha para o altar encontra-se o túmulo de São Gervasio; e, do lado oposto, os de Santa Senhorinha e Santa Godinha. O de São Gervásio tem a indicação estranha do ano de 1403; naturalmente datou uma colocação subsequente, por motivo de obras na igreja, dos corpos de Santa Senhorinha e Santa Godinha na capela de São Gervásio, a que já nos referimos: o que é confirmado por uma frase numa placa de cobre que se lê no lado direito da capela de Francisco Ribeiro do Canto: fê-la “maior que a antiga e levantou em alto os túmulos dos santos”: estariam ali em 1403, os três corpos em campas modestas, pouco elevadas, com carácter mais ou menos provisório, onde permaneceram até 1634.
 
A festa de Santa Senhorinha foi introduzida no Breviário Bracarense de D. Rodrigo de Moura Teles (1724). Temos indícios de que desta Santa se rezava liturgicamente em todo o país, a 22 de Abril, até ao fim do século passado: assim em almanaques de 1854 e 1898. De Santa Godinha, fora da Diocese de Braga, nada se encontra; de São Gervásio rezou a Sé patriarcal de Lisboa de 1322 até 1761, pelo menos.
 
Com solenidade, celebrou-se em Santa Senhorinha de Basto o milenário da morte da Santa em 1982.
 

LEÓNIDAS, Santo

Mártir (204)
 
São Leônidas, pai de Orígenes, era retórico, filósofo e professor de renome em Alexandria. Dirigiu os primeiros estudos e a formação religiosa do filho. Este revelava tanto génio precoce e tal inocência que o feliz pai ia por vezes, quando o menino dormia, descobrir-lhe e beijar-lhe o peito com reverência. Orígenes tinha cerca de 17 anos quando o pai foi preso.  Desejoso de morrer com ele pela fé, quis comparecer também no tribunal; a mãe teve de lhe esconder o fato para o impossibilitar sair de casa. Orígenes fez então chegar ao pai acusado uma carta sublime em que dizia: “O pensamento daquela e daqueles que deixais atrás de vós, não entibie o vosso ânimo: afrontai com ânimo os tormentos. Deus tomará cuidado e nós”. Cortaram a cabeça a Leônidas; os bens que deixou foram confiscados; mas uma rica senhora tomou à sua conta prover a viúva e os sete filhos.
 
 
 
======================================



  • Nossa Senhora de Fátima, pediu aos Pastorinhos

  • “REZEM O TERÇO TODOS OS DIAS”
    lizara
    cia de

  • aos-ps-de-mARIA22222222222222
  • /////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
  • NOTA:
  • Como decerto hão-de ter reparado, são visíveis algumas mudanças na apresentação deste blogue (que vão continuar… embora não pretenda eu que seja um modelo a seguir, mas sim apenas a descrição melhorada daquilo que eu for pensando dia a dia para tentar modificar para melhor, este blogue). Não tenho a pretensão de ser um “Fautor de ideias” nem sequer penso ser melhor do que outras pessoas. Mas acho que não fica mal, cada um de nós, dar um pouco de si, todos os dias, para tentar deixar o mundo um pouco melhor do que o encontramos, quando nascemos e começamos depois a tomar consciência do que nos rodeia. No fim de contas, como todos sabemos, esta vida é uma passagem, e se Deus nos entregou o talento para o fazer frutificar e não para o guardar ou desbaratar, a forma que encontrei no “talento” de que usufruo, é tentar fazer o melhor que posso, aliás conforme diz o Evangelho.


    A PARTIR DE HOJE AS PÁGINAS SERÃO NUMERADAS PELA ORDEM ABAIXO INDICADA:

    Pág. 1Vidas de Santos; Pág. 2O Antigo Testamento; e Pág. 3ENCONTRO DIÁRIO COM DEUS - Além disso, semanalmente (ao Domingo e alguns dias santificados – quando for caso disso –) a Pág. 4A Religião de Jesus; e a Pág. 5 - Salmos) e, ainda, ao sábado, a Pág. 6In Memoriam.
  • Para terminar, APELO NOVAMENTE aos meus eventuais leitores se manifestem, sobre o merecimento OU NÃO deste Blogue ou dos textos que venho colocando diariamente bastando para tal marcar o quadrado que entendam, que segue sempre abaixo de cada publicação, como aliás eu faço, relativamente aos blogues que vou vendo sempre que me é possível, com o que ficaria muito grato.


    António Fonseca

    0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
  • 00000000000000000000000000000000000000000000000000000000

    Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
    Viso---mapa22222222222222
    http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.com
    ===================================
    0000000000000000000000000000000000000000000000
    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$


    «««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»