OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

terça-feira, 28 de maio de 2013

DEPOIMENTO-PROTESTO a quem interessar - 28 de Maio de 2013

DIAS SANTOS E FERIADOS

Corpo de Deus, Todos os Santos,
 5 de Outubro e Restauração da Independência

Retirada e/ou Suspensão 

CORPO DE DEUS 
(*) 

Nota prévia e 
Declaração pessoal de PROTESTO:

Meus amigos:

Em virtude de não me rever como Católico, nem como Cidadão português, nas determinações do Governo Português "propostas pela Troika" (e lamentavelmente cedidas pela CEP, - Conferência Episcopal Portuguesa) para que a partir deste ano e durante 5 anos não seja celebrada na Quinta-feira, após a Festividade da SANTÍSSIMA TRINDADE como feriado passando para o Domingo seguinte - neste caso - para o próximo dia 2 de Junho, publico em seguida as razões porque não aceito esta decisão:

Em primeiro lugar, em todo o mundo católico, esta Festa é Feriado (ou Dia Santo de Guarda), porque

Corpus Christi é a festa do Corpo e do Sangue de Cristo, da presença de Jesus Cristo na EucaristiaNeste dia recordamos a instituição da Eucaristia que se levou a cabo em Quinta-feira Santa durante a Última Ceia, ao converter Jesus o pão e o vinho em seu Corpo e em seu SangueÉ uma festa muito importante porque a Eucaristia é a prenda maior que Deus nos deu, movido por querer ficar connosco depois da Ascensão.

Origem da festa:

Deus utilizou a Santa Juliana de Cornillon para propiciar esta festa. Juliana, desde jovem, teve uma grande veneração ao Santíssimo Sacramento. E sempre desejou que houvesse uma festa especial em sua honraEla fez conhecer suas ideias a Roberto de Thorete, que era então bispo de Liège, também ao douto Dominicano Hugo, mais tarde cardeal legado dos Países Baixos; a Jacques Pantaleão, nesse tempo arquidiácono de Liège, depois bispo de Verdun, Patriarca de Jerusalém e finalmente ao Papa Urbano IV. O bispo Roberto se impressionou favoravelmente e como nesse tempo os bispos tinham o direito de ordenar festas para suas dioceses, invocou um sínodo em 1246 e ordenou que a celebração se fizesse no ano seguinte; e a festa se celebrou pela primeira vez pelos cânones de São Martinho em LiègeJacques Pantaleão chegou a ser Papa em 29 de Agosto de 1261. A eremita Eva, com quem Juliana havia passado um tempo e que também era fervorosa adoradora da Santa Eucaristia, insistiu com Enrique de Guelders, bispo de Liège, que pedisse ao Papa para estender a celebração ao mundo inteiro.



Urbano IV, sempre sendo admirador desta festa, publicou a bula “Transiturus” em 8 de Setembro de 1264, na qual, depois de ter exaltado o amor de nosso Salvador expresso na Santa Eucaristia, ordenou que se celebrasse a solenidade de Corpus Christi” no dia de Quinta-feira depois do domingo da Santíssima Trindade, ao mesmo tempo outorgando muitas indulgências a todos os fiéis que assistissem à santa missa e ao ofício. Este ofício, composto pelo doutor angélico, Santo Tomás de Aquino, por petição do Papa, é um dos mais formosos no breviário Romano e tem sido admirado inclusive por Protestantes.

A morte do Papa Urbano IV (em 2 de Outubro de 1264), um pouco depois da publicação do decreto, obstaculizou que se difundisse a festa. Mas o Papa Clemente V tomou o assunto em suas mãos e no concilio geral de Viena (1311), ordenou uma vez mais a adopção desta festa. Publicou um novo decreto incorporando o de Urbano IV. João XXII, sucessor de Clemente V, instou a sua observância.

A festa foi aceite em Cologne em 1306; em Worms adoptaram-na em 1315; em Estrasburgo em 1316. Em Inglaterra foi introduzida através da Bélgica entre 1320 e 1325. 

Nos Estados Unidos e em outros países a solenidade celebra-se no domingo depois do domingo da Santíssima Trindade.(*) - (Aqui estará possivelmente, talvez, a justificação para que a Conferência Episcopal Portuguesa, tenha acedido à imposição da mudança desta Festividade, de 5ª feira para Domingo, durante 5 anos, a partir deste ano), o que quanto a mim, é um pouco rebuscada... 

 *********************************



Relativamente à festa de TODOS OS SANTOS, que também a partir deste ano, será empurrada para o Domingo posterior ao dia 1 de Novembro, EXISTEM TAMBÉM FACTORES que justificam a minha não adesão à lei que foi imposta para que o Feriado fosse suspenso - A IDEIA INICIAL ERA MESMO PARA ACABAR, COMO É SABIDO.

Os referidos factores são os seguintes:

Esta festa que existe desde os primeiros séculos, foi celebrada em datas diversas e só no século VII o Papa Bonifácio IV fixou a data de 13 de Maio acrescentando-lhe a dedicação à Santíssima Virgem e a todos os Mártires. Posteriormente os Papas Gregório III (séc. VIII) e Gregório IV (século IX) transferiram-na para o dia 1 de Novembro e Sisto IV finalmente elevou-à maior solenidade, com a Oitava, que ainda hoje se celebra em todo o Mundo Católico (e não só).

É por isso que lamento que a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) tenha contemporizado e acedido à "imposição autoritária" da Troika e do Governo para que suspendesse estes dois Dias Santos de Guarda durante 5 anos "empurrando-os" para o Domingo seguinte, apenas para satisfazer o EGO de alguns Autocratas, Burocratas ou qualquer coisa "cratas" que não têm consideração nem respeito pelos sentimentos de milhares e milhares de pessoas que pensam diferentemente deles. 

Quanto ao desaparecimento dos outros feriados 5 de Outubro e 1 de Dezembro, também a partir deste ano (não sei se é para passarem para o Domingo seguinte !!! ou se são são para simplesmente acabar e se são para somente cinco anos...) também não estou totalmente de acordo, porque:

5 de Outubro de 1910 - Fundação ou Instauração da República Portuguesa - Sinceramente - NÃO ME AQUECE NEM ARREFECE -. Primeiro, porque foi uma Revolução que nasceu sangrenta, com o assassínio do rei D. Carlos e D. Manuel; Foi uma Revolução de ódio; resultou numa perseguição à Igreja e aos católicos, aos judeus, no roubo e encerramento de instituições religiosas, no regresso em força da maçonaria; no encarceramento de padres, freiras e outros religiosos, etc., etc.. Felizmente que os que fizeram a Revolução já desapareceram todos, mas subsistem ainda alguns abencerragens  que nessa altura de certeza ainda não eram vivos e que sabem apenas aquilo que lhes foi contado por alguns "revolucionários de trazer por casa" que ficaram muito chateados com o facto de se querer acabar com o feriado. Para mim, bem poderão LIMPAR AS MÃOS À PAREDE pela revolução que foi feita. Como já acima disse, não me faz diferença nenhuma que acabem com esse feriado, mas claro que esta é a minha opinião.

No entanto, o dia 5 de Outubro deveria ser feriado nacional e já há mais de 800 anos (completar-se-ão 870 em 5/10/2013) ; pois nesse dia em 1143 foi fundada a Nação Portuguesa, que era o Condado Portucalense que a partir de então passou a ser chamado Portugal. Infelizmente durante 8 séculos NINGUÉM se preocupou com isso. Somente os "iluminados" pós 1910 é que se lembraram de celebrar o Feriado duma Revolução catastrófica para muitos e muitos Portugueses; aliás, não é de admirar, pois apenas esses eventos é que merecem ser considerados feriados: veja-se 14 de Julho em França; 28 de Maio em Portugal, durante alguns anos; 25 de Abril na actualidade, etc., etc.. 

Finalmente - 1 de Dezembro de 1640 -  Restauração da Independência de Portugal, após 60 anos de presença de Castela com a Dinastia Filipina (Filipe I, II e III). Porque é que este dia foi escolhido para ser extinto? Qual a razão primordial que levou o Governo a extinguir ou a transferir esse dia para o Domingo seguinte? Esta data não será mais importante para os Portugueses, do que o 5/10/1910 ou o 25/4/1974?

Já sei que esta é uma pergunta que não terá resposta, porque os poderes instituídos têm medo, portanto não insistirei mais em perguntar. 

No entanto, gostava que houvesse alguém que manifestasse a sua posição - PORQUE TENHO A CERTEZA ABSOLUTA AINDA HÁ PORTUGUESES EM PORTUGAL COM CORAGEM DE FALAR E DE DAR A SUA OPINIÃO, embora saiba que não vai resolver absolutamente nada, O QUE É O MEU CASO. 

Posto isto, e para terminar, também quero dizer mais uma coisa:

Antes porém, permito-me desafiar os Governantes do meu PAÍS para que sem subterfúgios, digam ao Povo português com VERDADE e sem tergiversar, após cada Feriado que foi cortado, QUAL FOI O LUCRO OBTIDO, QUAIS OS NÚMEROS REAIS DA POUPANÇA ADQUIRIDA COM O CORTE DESTES FERIADOS.

Bem sei que nada me vai ser respondido, pois este corte NÃO VAI RESOLVER PROBLEMA NENHUM nas Receitas do Estado, tal como não foi não será nada resolvido acerca da produtividade, poupança, etc., etc.  com a subida de impostos, cortes de pensões aos reformados e pensionistas, de salários acima dos 1350 €uros.

Boa tarde.

ANTÓNIO FONSECA

28-5-2013  -  18H05

O rei está nu

O rei está nu

Annales Historiæ: Ainda sobre a manifestação na França

Annales Historiæ: Ainda sobre a manifestação na França: Agora à noite, em Paris, centenas de franceses que faziam uma vigília pacífica na Esplanada dos Inválidos foram atacados pelo serviço de or...

Annales Historiæ: Você lerá isso amanhã no teu jornal?

Annales Historiæ: Você lerá isso amanhã no teu jornal?: A França dividida ao meio A nova mobilização contra o casamento para todos encontrou ontem um verdadeiro sucesso. Os franceses que se ...

Annales Historiæ: Como se constrói uma farsa?

Annales Historiæ: Como se constrói uma farsa?: Ontem, 26 de maio de 2013, a França produziu um dos acontecimentos mais emblemáticos e históricos deste século. Pacificamente, milhares de ...

Annales Historiæ: Uma imagem que diz muita coisa sobre o que está em...

Annales Historiæ: Uma imagem que diz muita coisa sobre o que está em...: Uma das "militantes de extrema direita", segundo os grandes veículos de comunicação, dentro do camburão da polícia, após os &qu...

Annales Historiæ: Quem quer contar?

Annales Historiæ: Quem quer contar?: Em 2008, quando da missa celebrada pelo papa Bento XVI em Paris, a Prefeitura de Polícia estimou o número de participantes em 260.000. Hoje...

Nº 1664-3 - Encontro diário com Deus - Terça-feira - 28 de Maio de 2013


Do livro – Encontro diário com Deus - Editora Vozes – Petrópolis - http://www.vozes.com.


Nº 1664-3


Terça-feira - 28 de Maio de 2013


Pensamento do Dia

Dos erros alheios, em vez de te queixares, aprende.


Salvador Medina
_________________________________________________________




São Paulo se alegra de ver,
nas primeiras comunidades cristãs,
como a fé é suscitada e a vida transformada.
Sim, onde entra a fé, a vida já não é mais a mesma.
Pelo sopro e a força do Espírito Santo, 
Deus realiza a sua vontade naqueles 
que se deixam mover na e pela fé. 
O caminho é sempre o de Jesus. 
A força santificadora é a do Espírito Santo. 
O convite  é o de Deus Pai. 
Assim, mergulhados na 
Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, 
somos chamados a viver como Deus, 
ou seja, em comunhão,  em comunidade, 
numa constante partilha; 
isto deve se concretizar em nossas famílias,  
nas comunidades e na sociedade.


Frei Nilo Agostini, OFM

______________________________________________________________________________


NOTA:
Este livro foi adquirido em 11-2-2013 por mim, e, apesar de:
Todos os direitos reservados.
Julgo não estar a utilizar abusivamente parte dos textos ali publicados, para os editar diariamente no meu blog.
Se, no entanto, a Editora entender que não os devo publicar, agradeço que me informem de imediato, através do meu endereço:



http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf

Nº 1664 - 2ª Página - O ANTIGO TESTAMENTO - SAMUEL I - (13) - 28 de Maio de 2013




28 de Maio de 2013
Nº 1664 - 2ª Página
antoniofonseca1940@hotmail.com
2013

250px-12_staemme_israels_cs_thumb1_t
Distribuição das Tribos em ISRAEL
Nº 1664
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Caros Amigos:
Ver por favor a edição de, 12 de Novembro, deste Blogue.
Resolvi simplesmente começar a editar o ANTIGO TESTAMENTO que é composto pelos seguintes livros:
GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS, DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO, JOSUÉJUÍZES, RUTE,– (Estes já estão…)
Faltam apenas 875 páginas…(mais ou menos) - Sejamos optimistas.
  1º E 2º de SAMUEL, 1º e 2º Reis, (2) CRÓNICAS (paralipómenos), ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º E 2. MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA, ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ); ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC, EZEQUIEL, DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).

!!!SÃO APENAS POUCO MAIS DE 40 LIVROS = 1260 PÁGINAS …!!! (coisa pouca…)
Poderei porventura dar conta do recado? Se calhar, não! Só Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver!
SEI: que é uma tarefa ciclópica, impossível., etc., para os meus 73 anos (*) .
Desconheço se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma. Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se o conseguir, darei muitas Graças a Deus
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos, – o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir o caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:
IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS”.
É apenas isto que eu estou tentando fazer. AF.
+++++++++++++++++++++++
Nº 1664 - 2ª Página
28 de Maio de 2013
ANTIGO TESTAMENTO

SAMUEL
400px-1759_map_Holy_Land_and_12_Trib[2]

Mapa antigo de Israel

1º Livro de SAMUEL

(13)


13 - NOVA INVASÃO DOS FILISTEUS  Saul tinha quarenta anos quando começou a reinar e reinou dois anos sobre Israel. Saul escolheu para si três mil homens de Israel.  Dois mil para ficar com ele em Macmas e no monte Betel, e mil com Jónatas em Gabaa de Benjamim. E despediu o resto do povo  cada um para sua casa. Jónatas passou ao fio da espada a guarnição dos filisteus de Guibea. Souberam-no os filisteus. E Saul mandou tocar a trombeta por toda a terra de Israel. Todo o Israel ouviu esta noticia. Saul destroçou toda a guarnição dos filisteus e Israel atraiu sobre si o ódio deles. E o povo aclamou Saul em Gálgala.  Juntaram-se os filisteus para combater contra Israel, com três mil carros, seis mil cavaleiros e uma multidão tão numerosa como as areias da praia do mar. Partiram e acamparam em Macmas, ao oriente de Bet/Aven. Os israelitas, vendo o aperto em que se achavam já todo o povo  estava desalentado,  ocultaram-se nas cavernas, nos matos, nos rochedos, nas grutas e nas cisternas. Vários deles atravessaram o Jordão e foram para a terra de Gad e de Galaad.
Pecado de Saul - Saul, entretanto, estava ainda em Gálgala com todo o seu povo, que tremia de medo. Esperou sete dias, segundo a ordem de Samuel, mas este não chegava, e o povo, pouco a pouco, foi-se afastando ( 10-8(. Disse, pois, Saul. = Trazei-me o holocausto e os sacrifícios pacíficos  E ele mesmo ofereceu o holocausto. Acabando de o oferecer,  eis que chegou Samuel e Saul, saiu-lhe ao encontro para o saudar. Disse-lhe Samuel. Que fizeste- Respondeu Saul> =Vendo que o povo se dispersava e que tu não chegavas no tempo fixado, e que os filisteus se tinham juntado em Macmas, disse para comigo> Agora os filisteus vão cair sobre mim em Gálgala,  e eu ainda não aplaquei o Senhor. Levado pela necessidade, ofereci eu mesmo o holocausto. Samuel replicou-lhe > = Procedeste nesciamente, não observando o mandamento que te deu o Senhor, teu Deus. Ele teria assegurado para sempre o teu reinado sobre Israel. Agora o teu reinado não subsistira. O Senhor escolheu para si num homem segundo o Seu coração e fara dele chefe do Seu povo, porque não observastes as Suas ordens( Act 13, 22. E Samuel retirou se, subindo de Gálgala a Gabaa de Benjamim.  E Saul, passando revista }a gente que estava com ele, achou que havia cerca de seiscentos homens. Saul, Jónatas, seu filho  e a tropa que tinha ficado com eles, acamparam em Gabaa de Benjamim, enquanto nos filisteus acampavam em Macmas. Três destacamentos saíram do acampamento dos filisteus para a pilhagem > Um tomou o caminho de Efra, para a terra de Saul< outro avançou pelo caminho de Bet Horon, e o terceiro dirigiu-se para o caminho da fronteira que domina o vale de Seboim, do lado do deserto. Ora, em toda a terra de Israel não se encontrava um ferreiro, porque os filisteus se tinham precavido para que os hebreus não fabricassem espadas ou lanças  Por isso, todos os israelitas tinham que acudir  aos filisteus para afiar a relha, o enxadão, o machado ou a foice. Quando o fio das relhas, dos enxadoes, dos forcados ou das cunhas se embotava, para o aguçar  tinham de recorrer a eles. E chegando o dia do combate, não se encontrou uma espada nem uma lança nas mãos da gente que acompanhava Saul e Jónatas. Apenas Saul e o seu filho Jónatas estavam munidos dessas armas. Um grupo de filisteus avançou para alem do desfiladeiro de Macmas.



 ******************************

Estes são os textos do 1º Livro de “SAMUEL” do ANTIGO TESTAMENTO 


0000000000000000000000000000000000000000000000000000000
28 de MAIO de 2013 – 10.15 h
ANTÓNIO FONSECA
7map-1195aeac0b2f22222222222222222[2]
http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf
000000000000000000000000000000
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Nº 1664 - (148-13) – 1ª Página - SANTOS DE CADA DIA - 28 DE MAIO DE 2013




28 DE MAIO DE 2013


Terça-feira

Ver Notas no final

e-mail: antoniofonseca1940@hotmail.com

Nº 1664 - (148-13) – 1ª Página

009

Nº 1662-1 - (146-13)

Imagem3189_thumb1_thumb_thumb_thumb_[1]IAmPosters_thumb122222222222222


»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

E U   S O U


AQUELE   QUE   SOU

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»««««««««««««««««««««««««««««««
*********************
##################################### #####################################

JUSTO, Santo
Bispo (meados do século VI)

Giusto di Urgel



São Justo nasceu na Espanha Citerior, de pais católicos, cuja piedade era bem patente na educação cristã dos quatro filhos que lhes concedera o céu, os quais foram: o nosso santo (JUSTO), NEBRÍDIO, JUSTINIANO e ELPÍDIO, dos quais Santo Isidoro de Sevilha faz menção com particular elogio no catálogo dos varões ilustres que haviam florescido em Espanha, chegando a ser, por seus relevantes méritos, prelados de quatro diferentes igrejas, respectivamente de Urgel, Egara, Valência e Huesca. Seus pais, logo que Justo chegou á idade competente, destinaram-no ás letras, nas quais fez maravilhosos progressos, bem como na ciência dos santos e na virtude. Conheceu que a base, o princípio e o fundamento da verdadeira sabedoria era o temor de Deus, e condimentando o estudo com a oração, e os exercícios literários com a prática de boas obras, mostrou ser santo e doutor. Desejoso de se dedicar inteiramente ao serviço do Senhor, abraçou o estado eclesiástico, e cheio de ciência e de virtudes ascendeu ao sacerdócio, tornando-se digno de tão alta dignidade por seu conhecido mérito e notória santidade. Cheio do maior zelo pela salvação das almas, dedicou-se com todo o coração à pregação da palavra divina, e como os sermões eram em tudo conformes à vida, era abundante o fruto colhido. Vagou o bispado de Urgel e Justo foi elevado àquela Sé com aplauso geral do clero e do povo, persuadidos que uma pessoa de mérito tão notório daria muito lustre, brilho e honra a tão alto ministério. Não foram baldadas essas esperanças; portou-se como vigilante pastor e como o pai caritativo com o rebanho que o Senhor confiou aos seus cuidados e direcção. Quis também ser útil à Igreja por meio de seus escritos; como prova da sua erudição e inteligência culta, expôs o Cântico dos Cânticos em sentido espiritual , publicado por Medardo em 1525. Tomou parte em concílios em Toledo, Lérida e Valência. Finalmente, cheio de virtudes e de merecimentos, depois de um glorioso pontificado de doze anos, voou a sua alma puríssima à mansão dos justos nos meados do século VI. www.jesuitas.pt


GERMANO DE PARIS, Santo

Bispo (576)

Germán de París, Santo
Germano de Paris, Santo

Segundo Venâncio Fortunato, seu amigo, ele quase deixou de vir ao mundo, porque sua mãe grávida, procurou abortar dessa vez. E depois quase morreu criança, tendo uma tia sua tentado fazer-lhe tomar uma bebida envenenada. Felizmente para ele, e infelizmente para o filho desta criminosa, foi esse que se enganou no copo e bebeu a droga; não morreu mas ficou doente para o resto da vida. Germano estudou, esteve bastantes anos em casa dum parente e foi ordenado sacerdote por 531. Devia ter pouco mais de 40 anos quando foi posto à frente da abadia de São Sinforiano de Autun, cujos monges seguiam a regra de S. Basilio e sabiam libertar-se dos abades que lhes desagradavam. Foi o que se deu com GermanoChildeberto (558), filho de Clóvis e rei de Paris, tomou-o então como bispo da capital. É certo que Germano foi um dos prelados mais influentes do seu tempo. Por desgraça, Fortunato, o seu único biógrafo, fala-nos muito da sua atividade de taumaturgo, sem nos dizer o que ele fazia quando não espalhava milagres. Sabe-se ao menos que fundou a abadia parisiense que foi muito tempo célebre com o nome de «Saint-Germain-des-Prés». Germano esforçou-se em vão por emendar os costumes dos filhos e netos de Clóvis, todos feitos cristãos e continuando todos selvagens. Pelo menos pôde ajudar Santa Radegunda a sair da corte e a construir em Poitiers o mosteiro onde viria a terminar os seus dias. Se é permitido assinalar os defeitos dos santos, indicaremos um de que Germano se não corrigiu; austeríssimo consigo mesmo, exigia que os outros o fossem na mesma medida. Foi o que levou os monges de São Sinforiano a desembaraçarem-se dele; e foi o que obrigou os que tomavam parte na mesa episcopal e não tencionavam, morrer de fome, a ir terminar as refeições na cozinha. Faleceu em Paris, a 28 de Maio de 576. www.jesuitas.pt. Ver também http://es.catholic.net/santorall e www.santiebeati.it



Carauno (ou Cheron), Santo
Sacerdote

Carauno, também conhecido como Cheron, terá nascido na Gália (França) no seio de uma família de ascendência romana, no século V. É provável que os seus pais fossem cristãos. Após a morte dos pais, Carauno, ainda jovem, tornou-se eremita. A notícia da sua santidade depressa se espalhou e chamou a atenção de um Bispo local que o nomeou diácono de uma igreja. Carauno mostrava talento para o trabalho missionário e foi ordenado Padre. Incumbido de criar uma comunidade cristã na Gália, Carauno pregou em diferentes províncias. Mas atravessavam-se tempos difíceis. A presença romana na Gália sofrera um rude golpe com as brutas invasões de tribos germânicas.
Missão perigosa – Em 475, porém, a situação começou a melhorar, em especial após as vitórias de Clóvis, rei dos Francos, que se convertera ao Cristianismo. Juntamente com Remígio, Arcebispo de Reims, Clóvis tentou converter os francos. A missão final de Carauno levou-o à região de Chartres. Carauno prosseguiu a obra anteriormente levada a cabo por Potêncio e Altino. Diz-se que obteve grande êxito na conversão dos francos. Após o período de anarquia  do início do século V, as comunidades cristãs eram pequenas, mas Carauno acabou por atrair mais interessados. Um certo dia, numa viagem a Paris, foi assaltado por um bando de foragidos. Vendo que ele nada tinha para roubar, os bandidos decapitaram-no. os seus restos mortais fora m guardados numa abadia de Chartres, entretanto destruída.


Bernardo de Menthon, Santo 
Ajudante dos viajantes
Bernardo de Menthon, Santo
Bernardo de Menthon, Santo

Nasceu no ano 923, provavelmente no castelo Menthon, perto de Annecy, em Sabóia; morreu em Novara, em 1008. Foi descendente de uma rica família aristocrática, e recebeu uma esmerada educação. Recusou contrair um matrimónio honorífico proposto por seu pai e decidiu consagrar-se ao serviço da Igreja. Pondo-se sob a direcção de Pedro, Arquidiácono de Aosta, sob cuja direcção progrediu rapidamente, Bernardo foi ordenado sacerdote e considerando sua sabedoria e virtude foi ordenado Arquidiácono de Aosta (em 966), fazendo-se cargo do governo da diocese, secundando o bispo. Vendo a ignorância e idolatria que todavia imperavam entre os povos dos Alpes, resolveu consagrar-se à sua conversão. Por quarenta e dois anos se dedicou a pregar o Evangelho a esses povos e levou a luz da fé inclusive a alguns cantões de Lombardia, ocasionando numerosas conversões e obrando vários milagres. Por outra razão, sem embargo, o nome de Bernardo será célebre para sempre. Desde os mis antigos tempos houve um caminho através dos Alpes Peninos, desde o vale de Aosta até ao cantão suíço de Valais, em que está agora a passagem do Grande São Bernardo. Esta passagem está coberto por neves permanentes de sete a oito pés (de 2 a 2,4 metros, N. del T.) de profundidade, e seus movimentos às vezes acumula até quarenta pés (um metro) de altura. Ainda que a passagem fosse extremamente perigosa, especialmente na primavera em razão das avalanches, não obstante era utilizado por peregrinos franceses e germanos a caminho de Roma. Para comodidade e proteção dos viajantes São Bernardo fundou um mosteiro e hospedagem no ponto mais alto da passagem, a 8.000 pés (2.400 metros, aproximadamente, N. del T.) sobre o nível do mar, no ano 962. Alguns anos mais tarde estabeleceu Ota hospedagem no Pequeno São Bernardo, um monte dos Grandes Alpes, de 7.076 pés (2.160 metros, N. del T.) sobre o nível do mar. Ambos foram postos a cargo de monges agostinhos, logo depois de conseguir a aprovação pontifícia numa visita a Roma. Estas hospedagens são famosas por sua generosa hospitalidade estendida a todos os viajantes que passam pelo Grande e o Pequeno São Bernardo, assim chamados em honra do fundador destas instituições de caridade. Em todas as estações do ano, mas especialmente durante as duras tormentas de neve, os heroicos monges acompanhados por seus bem treinados cães, saem em busca de vítimas que poderiam sucumbir à dureza do clima. Lhes oferecem comida, roupa, e refúgio aos desafortunados viajantes que correm perigo de morte. Os monges dependem de doações e colectas para sustentar-se. Atualmente, a Ordem consta de uns quarenta membros, a maioria dos quais vive nas hospedagens enquanto alguns vivem com vizinhos do lugar. A última obra na vida de São Bernardo foi a reconciliação de dois nobres cujo antagonismo ameaçou converter-se numa situação fatal. São Bernardo foi sepultado no convento de Saint Lawrence. Venerado como santo desde o Século XII em vários lugares de Piemonte (Aosta, Novara, Brescia), não foi canonizado até 1681, por Inocêncio XI. Sua festa é celebrada em alguns santorais em 15 de Junho e em outros em 28 de Maio.

Margarita Pole, Beata 
Mãe de Família

Margarita Pole, Beata
Margarita Pole, Beata

Margarita Plantaganet, nascida em 14 de Agosto de 1471, filha do Duque de Clarence, sobrinha dos reis Eduardo IV e Ricardo III de Inglaterra. Se casou no ano 1491 com Sir Richard Pole, teve cinco filhos, um dos quais chegou a ser cardeal. Quando Enrique VIII subiu ao trono, Margarita era já viúva. O rei, que a considerava como a mulher mais santa de Inglaterra, a favoreceu grandemente e a nomeou condessa de Salisbury. Quando nasceu María Tudor, Margarita foi nomeada sua instrutora. Mas, a beata, desaprovou abertamente o matrimónio do rei com Ana Bolena, o que lhe custou a perda de seu posto na corte e do favor do rei. O quarto filho de Margarita, o Cardeal Pole, escreveu um tratado contra a supremacia eclesiástica do rei. O monarca, desde então, buscou a forma de acabar com a família de Margarita. O rei a acusou de alta traição e foi condenada sem julgamento, e decapitada em 28 de Maio de 1541, sendo inocente. Em 1886 o Papa Leão XIII a proclamou beata, e em 1929 se confirmou seu culto.

Dominicana
María Bartolomé Bagnesi, Beata
María Bartolomé Bagnesi, Beata

Nasceu em Florença em 1514. Depois de recusar o matrimónio foi vítima de uma enfermidade misteriosa que a teve imobilizada no leito durante quarenta e cinco anos, com fortíssimos ataques dolorosos, tanto que lhe foi administrada oito vezes a unção dos enfermos. Foi o sofrimento físico a arma com que Deus se, serviu para, cinzelar sua santidade. Aos trinta e três anos, em 1547, passa a formar parte da Ordem secular de santo Domingo. Seu apostolado eficacíssimo o realizou com a aceitação gozosa de seus sofrimentos, com as cartas que escreveu e com sua palavra de conselho.  A paciência com que suportou sua difícil enfermidade criou em tomo dela uma estima unânime de santidade e muitos vieram a ela em busca de conselho, e orações. Esteve muito relacionada com o mosteiro carmelita de Santa María de los Angeles em Florença e a sua morte, em 28 de Maio de 1577, foi enterrada neste mosteiro e ali se venera seu corpo incorrupto. Santa María Magdalena de Pazzi, que viveu de 1566 a 1595 e foi monja desse mosteiro, atribuiu sua cura à intercessão da beata María Bartolomea. Seu culto foi aprovado por Pío VII em 11 de Julho de 1804.

91470 > Beati Antoni Julian Nowowiejski e 108 compagni Martiri dei nazisti 28 maggio MR -

Beati Antoni Julian Nowowiejski e 108 companheiros (Polónia)
Questo l'elenco completo dei 108 martiri:

- Adam Bargielski - Aleksy Sobaszek - Alfons Maria Mazurek - Alicja Maria Jadwiga Kotowska - Alojzy Liguda - Anastazy Jakub Pankiewicz - Anicet Koplinski - Antoni Beszta-Borowski - Antoni Julian Nowowiejski - Antoni Leszczewicz - Antoni Rewera - Antoni Swiadek - Antoni Zawistowski , sacerdote (1882-1942 KL Dachau) - Boleslaw Strzelecki , sacerdote (1896-1941, Germania Auschwitz) - Bronislaw Komorowski , sacerdote (1889-22.3.1940 KL Stutthof) - Bronislaw Kostkowski , studente (1915-1942 KL Dachau) - Brunon Zembol , religioso (1905-1922 KL Dachau) - Czeslaw Jozwiak (1919-1942 prigione Dresden), - Dominik Jedrzejewski , sacerdote (1886-1942 KL Dachau) - Edward Detkens , sacerdote (1885-1942 KL Dachau) - Edward Grzymala , sacerdote (1906-1942 KL Dachau) - Edward Kazmierski (1919-1942 prigione in Dresden), - Edward Klinik (1919-1942 prigione in Dresden), - Emil Szramek, sacerdote (1887-1942 KL Dachau) - Ewa Noiszewska, religiosa (1885-1942, Góra Pietrelewicka in Slonim) - Fidelis Chojnacki, religioso (1906-1942 KL Dachau) - Florian Stepniak, religioso, sacerdote (1912-1942 KL Dachau) - Franciszek Dachtera, sacerdote (1910-23.8.1942 KL Dachau) - Franciszek Drzewiecki, religioso, sacerdote (1908-1942 KL Dachau)- Franciszek Kesy (1920-1942 prigione in Dresden), - Franciszek Rogaczewski, sacerdote (1892-11.1.1940) - Franciszek Roslaniec, sacerdote (1889-1942 KL Dachau) - Franciszek Stryjas, padre di famiglia, (1882-31.7.1944 prigione Kalisz) - Grzegorz Boleslaw Frackowiak, religioso (1911-1943 ucciso in Dresden) - Henryk Hlebowicz, sacerdote (1904-1941 Borysewo) - Henryk Kaczorowski, sacerdote (1888-1942 KL Dachau) - Henryk Krzysztofik, religioso, sacerdote (1908-1942 KL Dachau) - Hilary Pawel Januszewski, religioso, sacerdote (1907-1945 KL Dachau)- Jan Antonin Bajewski, religioso, sacerdote (1915-1941 KL Auschwitz)- Jan Nepomucen Chrzan, sacerdote (1885-1942 KL Dachau) - Jarogniew Wojciechowski (1922-1942 prigione in Dresden). - Jerzy Kaszyra, religioso,sacerdote (1910-1943, in Rosica), - Jozef Achilles Puchala, religioso, sacerdote (1911-1943) - Jozef Cebula, religioso, sacerdote (1902-1941 KL Mauthausen) - Jozef Czempiel, sacerdote (1883-1942 KL Mauthausen) - Jozef Innocenty Guz, religioso, sacerdote (1890-1940 KL Sachsenhausen) - Jozef Jankowski, religioso,sacerdote, (1910 -16.10.1941, Auschwitz) - Jozef Kowalski - Jozef Kurzawa, sacerdote (1910-1940) - Jozef Kut, sacerdote (1905-1942 KL Dachau) - Jozef Pawlowski, sacerdote (1890-9.1.1942 KL Dachau) - Jozef Stanek, religioso, sacerdote (1916-23.9.1944, morto a seguito delle torture in Varsavia) - Jozef Straszewski, sacerdote (1885-1942 KL Dachau) - Jozef Zaplata, religioso (1904-1945 KL Dachau) - Julia Rodzinska, religiosa (1899-20.2.1945 Stutthof); - Karol Herman Stepien, religioso, sacerdote (1910-1943) - Katarzyna Celestyna Faron, religiosa (1913-1944 KL Auschwitz)- Kazimierz Gostynski, sacerdote (1884-1942 KL Dachau) - Kazimierz Grelewski, sacerdote (1907-1942 KL Dachau) - Kazimierz Sykulski, sacerdote (1882-1942 KL Auschwitz) - Krystyn Gondek, religioso, sacerdote (1909-1942) - Leon Nowakowski, sacerdote (1913-1939) - Leon Wetmanski(1886-1941, Dzialdowo), vescovo - Ludwik Gietyngier - Ludwik Mzyk, religioso, sacerdote (1905-1940) - Ludwik Pius Bartosik, religioso, sacerdote (1909-1941 KL Auschwitz)- Maksymilian Binkiewicz, sacerdote (1913-24.7.1942, Dachau) - Marcin Oprzadek, religioso (1884-1942 KL Dachau) - Maria Antonina Kratochwil, religiosa (1881-1942) - Maria Klemensa Staszewska, religiosa (1890-1943 KL Auschwitz) - Marian Gorecki, sacerdote (1903-22.3.1940 KL Stutthof) - Marian Konopinski, sacerdote (1907-1.1.1943 KL Dachau) - Marian Skrzypczak, sacerdote (1909-1939 in Plonkowo) - Marianna Biernacka (1888-1943), - Marta Wolowska, religiosa (1879-1942, Góra Pietrelewicka in Slonim) - Michal Czartoryski, religioso, sacerdote (1897-1944) - Michal Ozieblowski, sacerdote (1900-1942 KL Dachau) - Michal Piaszczynski, sacerdote (1885-1940 KL Sachsenhausen) - Michal Wozniak, sacerdote (1875-1942 KL Dachau) - Mieczyslaw Bohatkiewicz, sacerdote (1904-4.3.1942 shot in Berezwecz) - Mieczyslawa Kowalska, religiosa (1902-1941 KL Dzialdowo) - Narcyz Putz, sacerdote (1877-1942 KL Dachau) - Narcyz Turchan, religioso, sacerdote (1879-1942 KL Dachau) - Natalia Tulasiewicz (1906-31.3.1945 Ravensbrück), - Piotr Bonifacy Zukowski, religioso (1913-1942 KL Auschwitz) - Piotr Edward Dankowski, sacerdote (1908-3.4.1942 KL Auschwitz) - Roman Archutowski, sacerdote (1882-1943 KL Majdanek) - Roman Sitko, sacerdote (1880-1942 KL Auschwitz) - Stanislaw Kubista, religioso, sacerdote (1898-1940 KL Sachsenhausen) - Stanislaw Kubski, religioso, sacerdote (1876-1942 KL Dachau) - Stanislaw Mysakowski, sacerdote (1896-1942 KL Dachau) - Stanislaw Pyrtek, sacerdote (1913-4.3.1942 Berezwecz) - Stanislaw Starowieyski, padre di famiglia (1895-13.4.1940/1 KL Dachau) - Stanislaw Tymoteusz Trojanowski, religioso (1908-1942 KL Auschwitz) - Stefan Grelewski, sacerdote (1899-1941 KL Dachau) - Symforian Ducki, religioso (1888-1942 KL Auschwiitz) - Tadeusz Dulny, seminarita (1914-1942 KL Dachau) - Wincenty Matuszewski, sacerdote (1869-1940) - Wladyslaw Bladzinski, religioso, sacerdote (1908-1944) - Wladyslaw Demski, sacerdote (1884-28.5.1940, Sachsenhausen) - Wladyslaw Goral,(1898-1945 KL Sachsenhausen), vescovo - Wladyslaw Mackowiak, sacerdote (1910-4.3.1942 Berezwecz) - Wladyslaw Maczkowski, sacerdote (1911-20.8.1942 KL Dachau) - Wladyslaw Miegon, sacerdote, (1892-1942 KL Dachau) - Wlodzimierz Laskowski, sacerdote (1886-1940 KL Gusen) - Wojciech Nierychlewski, religioso, sacerdote (1903-1942 KL Auschwitz) - Zygmunt Pisarski, sacerdote (1902-1943) - Zygmunt Sajna, sacerdote (1897-1940 Palmiry)



=====================================
MÊS DE MAIO, MÊS DE MARIA







  • Nossa Senhora de Fátima, pediu aos Pastorinhos
  • “REZEM O TERÇO TODOS OS DIAS”
  • aos-ps-de-mARIA22222222222222
  • /////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
  • NOTA:
  • Como decerto hão-de ter reparado, são visíveis algumas mudanças na apresentação deste blogue (que vão continuar… embora não pretenda eu que seja um modelo a seguir, mas sim apenas a descrição melhorada daquilo que eu for pensando dia a dia para tentar modificar para melhor, este blogue). Não tenho a pretensão de ser um “Fautor de ideias” nem sequer penso ser melhor do que outras pessoas. Mas acho que não fica mal, cada um de nós, dar um pouco de si, todos os dias, para tentar deixar o mundo um pouco melhor do que o encontramos, quando nascemos e começamos depois a tomar consciência do que nos rodeia. No fim de contas, como todos sabemos, esta vida é uma passagem, e se Deus nos entregou o talento para o fazer frutificar e não para o guardar ou desbaratar, a forma que encontrei no “talento” de que usufruo, é tentar fazer o melhor que posso, aliás conforme diz o Evangelho.
    A PARTIR DE HOJE AS PÁGINAS SERÃO NUMERADAS PELA ORDEM ABAIXO INDICADA:
    Pág. 1 – Vidas de SantosPág. 2 – O Antigo Testamento; e Pág. 3 – ENCONTRO DIÁRIO COM DEUS - Além disso, semanalmente (ao Domingo e alguns dias santificados – quando for caso disso –) a Pág. 4 – A Religião de Jesus; e a Pág. 5 - Salmos) e, ainda, ao sábado, a Pág. 6 – In Memoriam.


  • 00000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000









  • 00000000000000000000000000000000000000000000000000000000
  • Localização geográfica da sede deste Blogue, no Porto
  • Viso---mapa_thumb_thumb_thumb_thumb_[2]
  • ===================================
  • 0000000000000000000000000000000000000000000000
  • $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$SS