OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Nº 1920 - 2ª PÁGINA - O ANTIGO TESTAMENTO - 1 LIVRO DOS MACABEUS - (11) - 6 de Fevereiro de 2014

Apesar de já ter entrado no mês de Fevereiro (.. ainda não estou em dia…) continuo a  chamar a vossa atenção para o texto que escrevi na 1ª página “SANTOS DE CADA DIA” sobre a suspensão e o reinicio dos mesmo, desde 16 de Dezembro de 2013. Obrigado.

O ANTIGO TESTAMENTO

6 de Fevereiro de 2014

Nº 1920  -  2ª PÁGINA

antoniofonseca1940@hotmail.com
2014

miscelania 002

Mapa Antigo de ISRAEL

Nº 1920

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Caros Amigos:

Conforme poderão verificar, se o desejarem, poderão consultar a edição deste Blogue, de 12 de Novembro de 2012, na qual iniciei  - diariamente – a transcrição dos textos descritos na Bíblia Sagrada – por Capítulos (e livros). Simplesmente resolvi, de repente, começar a editar todo o texto do

ANTIGO TESTAMENTO

que, como é sabido - é composto por uma série de vários livros: Os primeiros considerados como LIVROS HISTÓRICOS, os quais vão desde o Pentateuco (atribuído a Moisés),que compreende o Génesis, o Êxodo, o Levítico, os Números e o Deuteronómio, e a seguir, Josué, Juízes, Rute, Livros dos Reis (2) que se completam com os 2 livros dos Paralipómenos ou Crónicas. Seguem-se depois Esdras e Neemias, Tobias, Judite, Ester e o Livro dos Macabeus. Seguem-se os LIVROS DIDÁCTICOS com os livros de Job, Livro dos Salmos, Provérbios, Eclesiastes, Cântico dos Cânticos, Sabedoria e Eclesiástico; e por fim os LIVROS PROFÉTICOS: Isaías, Jeremias, Baruc, Ezequiel, Daniel, Oseias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miqueias, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.

São pois 42 o número total dos livros sobre o Antigo Testamento que tenciono transcrever

até que Deus mo permita, evidentemente…

Para já – neste momento já consegui transcrever os capítulos referentes aos livros GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS, DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO, JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º e 2º de SAMUEL, 1º Reis e 2º Reis, 1º e 2º dos Paralipómenos ou Crónicas, ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER,

(Uff... É obra…)

num total de 410 páginas, ficando a faltar apenas 680 capítulos…!!! (mais ou menos) referentes aos restantes, que são apenas os:

1º E 2. MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA, ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ); ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC, EZEQUIEL, DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).

- Sejamos optimistas –.

Ainda agora é de manhã e alguns dos amigos que conheci há mais de 60 anos, já atingiram os 90 ou quase 100 (dois pelo menos) e ainda estão aí para as curvas. Ora, eu ainda só tenho 73 e se Deus quiser hei-de também chegar a uma idade razoável.

!!!SÃO APENAS POUCO MAIS DE 40 LIVROS = 1260 PÁGINAS …!!! (coisa pouca…)

Poderei porventura dar conta do recado? Se calhar, não! Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver! Sei, no entanto que se poderá dizer:

trata-se de uma  tarefa ciclópica, impossível., etc., para os meus 73 anos (*). e, SE CALHAR, É…

Desconheço se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma. Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.

Se no entanto, o vier a conseguir, darei muitas Graças a Deus.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos,o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir o caminho até Ele.

Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos,

no dia da sua Ascensão ao Céu:

IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI 

TODOS OS POVOS”.

É apenas isto realmente, que eu estou tentando fazer. AF.

+++++++++++++++++++++++

Mãos à obra, pois, continuemos:

ANTIGO TESTAMENTO

1º Livro dos MACABEUS

Reino Asmoneu - Simão

Reino dos Asmoneus

JUDAS MACABEU

Matatias pai de Judas Macabeu

Matatias, pai de JUDAS MACABEU

11 – TRAIÇÃO DE PTOLOMEU CONTRA ALEXANDRE

 

O rei do Egipto reuniu um exército tão numeroso como as areias das praias do mar e uma frota considerável, com o  astuto propósito de se apoderar do reino de Alexandre, a fim de o anexar ao seu. Chegou à Síria com palavras de paz e os habitantes das cidades abriram-lhe as suas portas e saíram ao seu encontro, conforme o rei Alexandre ordenara , já que era seu sogro. Mas Ptolomeu, logo que entrava numa cidade, punha nela uma guarnição militar. Ao entrar em Azot, mostraram-lhe o templo de Dagon, destruído pelo fogo. Azot , e os arrabaldes  da cidade em ruínas, os cadáveres estendidos por terra e, ao lado dos caminhos, os montões daqueles que tinham sido mortos na batalha. Contaram ao rei tudo o que fizera Jónatas , com o fim de o tornar odioso, mas o rei guardou silêncio. Jónatas veio a Jope, ao encontro do rei, com grande pompa, saudaram-se mutuamente  e passaram ali a noite. Depois, Jónatas acompanhou o rei até ao rio, chamado Eleútero, e voltou a Jerusalém. O rei Ptolomeu estabeleceu assim o seu poderio sobre todas as cidades, desde a costa à cidade marítima de Selêucia forjando maus planos contra Alexandre . Enviou embaixadores a Demétrio, dizendo-lhe: «Vem, façamos juntos a aliança e dar-.te-ei a minha filha, mulher de Alexandre, e reinarás sobre o reino dos  teus pais. Lamento, com razão. ter-lhe dado minha filha, porque efe procurou assassinar-me». Acusava-o, desta forma, porque cobiçava o reino. Por fim, tirou-lhe a sua filha e deu-a a Demétrio, afastando-se dele  e manifestando a sua inimizade pública. Ptolomeu entrou em Antioquia e cingiu-se com um duplo diadema: o do Egipto e o da Ásia. Por aqueles dias  o rei Alexandre encontrava-se na Cilícia, cujos habitantes se tinham revoltado. Mas, avisado, veio para travar combate  com ele. Ptolomeu saiu-lhe ao encontro com  o seu exército , avançou com força imponente e derrotou-o. Enquanto o rei Ptolomeu triunfava, Alexandre chegou à Arábia, para procurar ali asilo, mas o árabe Zabdiel mandou cortar-lhe a cabeça e enviou-a ao rei do Egipto. Mas dali a três dias, morreu também Ptolomeu e as guarnições que pusera nas fortalezas foram massacradas pelos habitantes das cidades vizinhas. Demétrio começou a reinar no ano cento e sessenta e sete.

Continuação da prosperidade de Jónatas  - Por aqueles dias, Jónatas convocou os homens da Judeia , para se apoderarem da cidadela de Jerusalém, e com esse fim, construiu numerosas máquinas de guerra. Imediatamente, alguns ímpios, inimigos da própria nação, dirigiram-se ao rei Demétrio e contaram-lhe que Jónatas sitiava a cidadela. Irritado com esta notícia, pôs-se logo a caminho e alcançou a Ptolemaida. De lá escreveu a Jónatas , que não atacasse a cidadela e que viesse o mais depressa possível ter com ele para conferenciar em Ptolemaida. Mas Jónatas, logo que recebeu a mensagem, ordenou que se continuasse o cerco e, escolhendo alguns dos mais antigos de Israel e alguns sacerdotes expôs-se ao perigo. Levou consigo ouro, prata, vestes e outros presentes, foi a Ptolemaida ter com o rei e achou graça diante dele. Com efeito, apesar de alguns renegados  da sua nação o combaterem, o rei tratou-o, como o fizeram os seus predecessores, e exaltou-o à vista dos seus cortesãos. Confirmou-o no sumo sacerdócio e em todos os títulos  que possuía anteriormente, considerou-o com o primeiro dos seus amigos. Jónatas pediu ao rei que lhe concedesse imunidade de impostos  na Judeia e nos três distritos da Samaria, prometendo-lhe em troca trezentos talentos. Assentiu o rei e escreveu a Jónatas sobre este assunto uma carta, do teor seguinte:«O rei Demétrio ao seu irmão Jónatas e ao povo judeu, saúde! Enviamo-vos , a fim de que tomeis conhecimento, a cópia da carta que dirigimos a vosso respeito, ao nosso pai Lastenes:  O rei Demétrio ao seu pai Lastenes, saúde! Resolvemos fazer mercês à nação dos judeus, nossos leais amigos, que manifestam os seus bons sentimentos  a nosso respeito. Decretamos, pois, que toda a Judeia e os três distritos de Aferema, de Lida e Ramata, arrebatados à Samaria e anexados à Judeia, entrem na sua posse. Todos os seus lucros pertencerão aos que sacrificam em Jerusalém, em lugar do tributo que, cada ano, o rei cobrava dos frutos da terra e das árvores. Igualmente, perdoamos–lhes, desde agora, os restantes tributos, que nos pagavam, dos dízimos das salinas e das coroas que nos eram dados. Nada será anulado nesses decretos, nem agora nem nunca. Cuidai, pois, de fazer uma cópia deste decreto e entregai-a a Jónatas, para que seja colocada na santa montanha, em lugar visível». Vendo Demétrio que a terra estava tranquila e que ninguém lhe resistia, licenciou o seu exército e mandou os seus soldados cada um para sua casa, com excepção das forças mercenárias que recrutara nas ilhas estrangeiras. Esta decisão desagradou a todas as tropas que tinham servido os seus pais. Mas Trifon, antigo partidário de Alexandre, verificando que todo o exército murmurava contra Demétrio, foi procurar Emalcué, o árabe que educou o jovem Antíoco, filho de Alexandre. Instou para que lho entregasse, a fim de o fazer reinar no lugar de seu pai. Contou-lhe tudo o que Demétrio  fez e a hostilidade do seu exército contra ele, permanecendo ali bastantes dias. Entretanto, Jónatas mandou pedir ao rei Demétrio que tirasse as tropas que se encontravam na cidadela  e nas outras fortalezas, porque hostilizavam Israel. Demétrio respondeu a Jónatas dizendo: «Não só farei isto por ti e pelo teu povo,mas cumular-vos-ei de honras, quando chegar a ocasião propícia. Por agora, far-me-ias um grande favor se enviasses homens em meu socorro, porque os meus soldados abandonaram-me». Jónatas enviou imediatamente a Antioquia três mil homens valorosos, a cuja chegada oi rei se sentiu muito feliz. Os habitantes da cidade, em número de quase cento e vinte mil, amotinaram-se a fim de matarem o rei. Este refugiou-se no seu palácio e o povo, ocupando as ruas da cidade, começou o assalto. Então o rei chamou os judeus em seu auxílio, os quais se agruparam ao seu redor; depois, espalharam-se pela cidade e mataram nesse dia cerca de cem mil homens. Incendiaram a cidade, apoderaram-se de um numeroso espólio e salvaram o rei. O habitantes perceberam que os judeus faziam da cidade o que lhes apetecia, perderam a sua coragem, e suplicantes,clamaram ao rei, dizendo «Dai-nos  paz e que os judeus cessem de combater contra nós e a nossa cidade». Depuseram, pois, as suas armas e fizeram a paz. Os judeus, cobertos de glória diante do rei e dos súbditos, regressaram a Jerusalém com abundantes despojos. Demétrio conservou o seu trono e todo o país ficou tranquilo diante dele.

Novas vitórias de Jónatas – Contudo, o rei faltou  à sua palavra, separou-e de Jónatas e não mais lhe pagou benevolência com benevolência, ao contrário, tratou-o muito mal. Depois destes acontecimentos, Trifon chegou com o jovem Antíoco, o qual foi proclamado rei e cingiu o diadema. Todas as forças que Demétrio despedira agruparam-se ao redor dele para combater este último, obrigando-o a fugir derrotado. Trifon apoderou-se dos elefantes e conquistou Antioquia. O jovem Antíoco escreveu a Jónatas, dizendo-lhe: «Confirmo-te no sumo pontificado. Mantenho-te à frente dos quatro distritos e quero que sejas um dos amigos do rei». Enviou-lhe, também, vasos e utensílios de ouro, concedeu-lhe autorização de beber em copos de ouro, de vestir-se de púrpura e de trazer uma fivela de ouro. Ao mesmo tempo, nomeou o seu irmão, Simão, governador, desde a Escada de Tiro até à fronteira do Egipto. Então Jónatas partiu, atravessou o país ao longo do rio e percorreu as cidades. As tropas sírias ajuntaram-se-.lhe para lutar a seu lado. Chegou a Ascalon e os habitantes saíram a recebê-lo com grandes honras. De lá seguiu para Gaza, que lhe fechou as portas; mas ele sitiou-a, incendiou-a e saqueou os arredores. Então os habitantes de Gaza imploraram-lhe paz, que lhes foi outorgada; mas Jónatas tomou, como reféns, os filhos dos nobres e enviou-os para Jerusalém. A seguir, percorreu todo o país até Damasco. Jónatas teve notícia de que os generais de Demétrio tinham chegado a Cades, na Galileia, com um forte exército, com intenção de pôr fim à sua actividade. Deixou no país, o seu irmão Simão e foi ao encontro deles. Simão acampou em frente de Betsur, combateu-a durante muito tempo e sitiou-a. Por fim, os habitantes pediram-lhe a paz. Ele concedeu-lha, mas expulsou-os da cidade, da qual se apoderou, pondo nela uma guarnição. Jónatas acampou com o seu exército perto do lago de Genesar, e pela manhã, muito cedo, penetrou na planície de Azor. Aqui encontrou o exército estrangeiro que lhe armara emboscada nas montanhas. E os que estavam na emboscada saíram dos seus postos e travaram a luta.,Todos os homens de Jónatas fugiram, ficando a sue lado apenas Matatias, filho de Absalão (2 Mac 11, 7) e Judas, filho de Calfi chefes da milícia. Jónatas rasgou as suas vestes, cobriu a cabeça de pó e rezou. Depois, lançou-se de novo sobre os inimigos, derrotou-os e afugentou-os. Vendo isto, as tropas que o tinham abandonado regressaram para junto dele, e, todos juntos, perseguiram os inimigos até Cades onde estes tinham o seu acampamento. Ali mesmo se estabeleceram. Naquele dia, morreram cerca de três mil estrangeiros, e Jónatas voltou para Jerusalém.

    Simão 

Simão, filho de Matatias e irmão de Judas Macabeu

(Texto do 1º Livro dos MACABEUS)

===============================================

+++++++++++++++++++++++++++++++++++

000000000000000000000000000000000000000000000

Local onde se processa este Blogue

miscelania 003

http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf

00000000000000000000000000000

Este texto deveria ter sido publicado em

6 de FEVEREIRO DE 2014 – 10.15 h

ANTÓNIO FONSECA

http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf; http:// wikipedia.org.

Nº 1918 - (37-14) 1ª PÁGINA - SANTOS DE CADA DIA - 6 de Fevereiro de 2014 - 6º ano

Nº 1918  -  (37-14)
6  de Fevereiro de 2014
SANTOS DE CADA DIA
6º ANO
miscelania 125
PAULO MIKI e 25 companheiros,Santos
Mártires - (1597)
Memória dos santos  PAULO MIKI e 25 companheiros, JOÃO DE GOTO SOAN, TIAGO KISAI, religiosos da Companhia de Jesus; PEDRO BAPTISTA BLÁSQUEZ, MARTINHO DA ASCENSÃO AGUIRRE, FRANCISCO BLANO, presbíteros da Ordem dos Frades Menores; FILIPE DE JESUS DE LAS CASAS, GONÇALO GARCIA, FRANCISCO DE SÃO MIGUEL DE LA PARILLA, religiosos da mesma Ordem; LEÃO KARASUMA, PEDRO SUKEJIRO, COSME TAKEYA, PAULO IBARAKI, TOMÉ DANGI, PAULO SUZUKI, catequistas; LUÍS IBARAKI, ANTÓNIO, MIGUEL KOZAKI e TOMÉ, seu filho, BOAVENTURA, GABRIEL, JOÃO INUYA, MATIAS, FRANCISCO DE MEAKO, JOAQUIM SAKAKIBARA e FRANCISCO ADAÚCTO, neófitos, mártires em Nagasáki, no Japão. Agravando-e a perseguição contra os cristãos foram presos, atormentados e condenados à pena capital oito presbíteros ou religiosos da Companhia de Jesus e da Ordem dos Frades Menores, procedentes da Europa ou naturais do Japão, e dezassete leigos. Todos eles, também os adolescentes, foram crucificados por serem cristãos, manifestando a sua alegria por terem a graça de morrer de modo semelhante ao de Cristo.
ANTOLIANO, Santo
Mártir - (séc. III)
Em Arvena, na Aquitânia, hoje Clermont-Ferrand, na França, Santo ANTOLIANO, mártir.
SILVANO, LUCAS e MÓCIO, Santos
Bispo, diácono e leitor, mártires - (235/238)
Em Emessa, hoje Homs, na Síria, a comemoração de São SILVANO, bispo  e mártir, que, depois de presidir à igreja durante quarenta anos, por fim, no tempo do imperador Maximino, foi lançado às feras e recebeu a palma do martírio, juntamente com o diácono LUCAS e o leitor MÓCIO.
DOROTEIA e TEÓFILO, Santos
Virgem e estudante, mártires - (séc. IV)
Em Cesareia da Capadócia, hoje Kayseri, na Turquia, Santa DOROTEIA virgem e São TEÓFILO, estudante, mártires.
MELO, Santo
Bispo - (488)
Em Ardaqh, na Irlanda, São MELO, bispo.
GASTÃO, Santo
Bispo  - (540)
Em Arras, na Gália Bélgica, hoje França, são GASTÃO, bispo que, enviado por São REMÍGIO, bispo de Reims, para aquela cidade devastada, catequizou o rei Clóvis, restabeleceu a Igreja e dirigiu-a durante cercas de quarenta anos e levou a bom termo a obra de evangelização dos povos ainda pagãos daquela região.
AMANDO, Santo
Bispo - (679) 
Em Elnon, também na Gália Bélgica, na actual Bélgica, Santo AMANDO, bispo de Maastricht, que anunciou a palavra de Deus a muitas províncias e povos até às regiões dos Eslavos e, finalmente, terminou a sua vida terrena num mosteiro que construíra. 
RENULA ou REINILDE, Santa
Abadessa  - (séc VIII)
Na região de Tongres, no Brabante da Austrásia, actualmente também na Bélgica, Santa RÉNULA ou REINILDE, abadessa do mosteiro de Eike.
GUARINO, Santo
Bispo - (1159)
Em Palestrina, no Lácio, região e Itália, São GUARINO, bispo, célebre pela sua austeridade de vida e amor aos pobres.
BRINOLFO ALGOTSSON, Santo
Bispo - (1317)
Em Skara, na Suécia, São BRINOLFO ALGOTSSON, bispo, ilustre pela sua ciência e dedicação à Igreja.
ÂNGELO DE FÚRCI, Santo
Presbitero - (1327)
Em Nápoles, na Campânia, região da Itália, o Beato ÂNGELO DE FÚRCI, presbítero da Ordem de Santo Agostinho, insigne no zelo pelo reino de Deus.
AFONSO MARIA FUSCO, Beato
Presbitero - (1910)
Em Ângri, perto de Salerno, também na Campânia, o Beato AFONSO MARIA FUSCO, presbítero, que se dedicou ao ministério das missões rurais, à formação dos jovens, especialmente dos pobres e dos órfãos, e fundou a Congregação das Irmãs de São João Baptista.
FRANCISCO SPINELLI, Beato
Presbítero - (1913)
Em Rivolta d’Addas, no território de Cremona, na Itália o Beato FRANCISCO SPINELLI, que, superando pacientemente muitas e prolongadas dificuldades, fundou e dirigiu a Congregação das Irmãs Adoradoras do Santíssimo Sacramento.
MATEUS CORREA, Santo
Presbitero e mártir - (1927).
Em Durando, cidade do México. São MATEUS CORREA, presbítero e mártir que durante a perseguição desencadeada contra a Igreja, se recusou a obedecer à ordem de revelar o segredo da confissão e por isso recebeu a coroa do martírio.
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
miscelania 005 miscelania 006
Caros Amigos:
Por motivos que mais dia menos dia, voltarei a explicitar, este blogue esteve suspenso durante algum tempo, mais propriamente a partir do passado dia 16 de Dezembro. Algumas tentativas fiz para que continuasse a ser publicado, nos moldes que vinha efectuando, mas esses esforços foram baldados, tanto mais que apesar de ter agendado, esta página até ao fim do ano, no WINDOWS LIVE WRITER, não consegui de modo nenhum recuperar esses escritos.
Agora que parece ter retomado a normalidade (16 de Janeiro – exactamente um  mês depois…) resolvi proceder à indicação dos Santos celebrados desde o passado dia 1 do corrente e publicá-los imediatamente após a sua feitura, pelo que provavelmente (e de certeza) serão publicados vários dias num dia apenas, até chegar à data certa.
Quanto às outras páginas que fazem parte deste blogue, que também estavam agendadas e desapareceram, procederei exactamente da mesma maneira (ainda não sei quando,) mas, logo que termine ou ponha em dia a 1ª página.
ENTRAMOS AGORA EM FEVEREIRO – DURANTE ALGUNS DIAS (PENSO EU…) VOU CONTINUAR COM O SISTEMA QUE INICIE EM 16 DE JANEIRO ÚLTIMO.
LOGO QUE VERIFIQUE SER POSSÍVEL, DEVO VOLTAR AO SISTEMA ANTIGO OU MELHORAR A SUA EXECUÇÃO, DADO QUE ISSO NÃO DEPENDE APENAS DA MINHA VONTADE, MAS TAMBÉM DOS MEIOS TÉCNICOS QUE ESTOU UTILIZANDO, OS QUAIS AINDA NÃO ESTÃO A CEM POR CENTO.
miscelania 004
_____________________________________
Local onde se processa este blogue, na cidade do Porto
miscelania 007
Os meus cumprimentos e agradecimentos pela atenção que me dispensarem.
ANTÓNIO FONSECA
In
MARTIROLÓGIO ROMANO
Conferência Episcopal Portuguesa  -  MMXIII
http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf; http:// wikipedia.org.