OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Nº 2191 - 2 ª PÁGINA - O ANTIGO TESTAMENTO - ECLESIÁSTICO - (5) - 5 de Novembro de 2014


O ANTIGO TESTAMENTO -

5 DE NOVEMBRO DE 2014

Nº 2191 - 2 ª PÁGINA
antoniofonseca1940@hotmail.com
2014
miscelania 002
Mapa Antigo de ISRAEL
miscelania 124
Distribuição de Israel após a sua saída do EGIPTO
Nº 2189
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Caros Amigos:
Terminada em 30-10) a transcrição do livro da SABEDORIA.  hoje dia 31 é a vez do livro ECLESIÁSTICO (ou Livros Sapienciais), qual deverá demorar mais ou menos uns 50 dias pelo que devo terminar perto do Natal, mais propriamente na terceira semana de Dezembro próximo, ASSIM DEUS ME AJUDE. 
Apesar de continuar a ser um trabalho cansativo e que requer muita disposição de espírito e muito cuidado na transcrição de todas as palavras que contêm os textos que me propus levar a cabo. Não fora as frequentes e malfadadas avarias que têm causado muitas interrupções no meu computador, possivelmente estaria já um pouco mais adiantado, embora soubesse à partida que iria ser uma tarefa bastante difícil para levar a cabo com os poucos conhecimentos técnicos que possuo, para não falar da idade, que se Deus quiser, daqui a quatro meses será de 75 anos - mas, graças a Deus, tudo isso tem sido ultrapassado com a Sua ajuda e a minha Fé em que poderei terminar esta tarefa – dure o tempo que durar, – pois Deus me tem dado Saúde e Força para a continuar.
Como já tive oportunidade de dizer anteriormente continuo a mencionar  os Livros já publicados e os que faltam, em cada dia.
Assim, pois já foram aqui publicados até agora, os textos dos seguintes livros:
GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS, DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO, JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º e 2º de SAMUEL, 1º Reis e 2º Reis, 1º e 2º dos Paralipómenos ou Crónicas, ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º dos MACABEUS, 2º dos MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA
Faltando, pois publicar, os seguintes:
ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ); ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC, EZEQUIEL, DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).
Como dizia nas edições anteriores,
Poderei porventura dar conta do recado? 
Se calhar, não! Só Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver! 
Sei, no entanto que se poderá dizer: trata-se de uma  tarefa ciclópica, impossível., etc.., para os meus 74 anos (*). e, SE CALHAR, É… 
Continuo a desconhecer se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma. Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se no entanto, o vier a conseguir, darei muitas Graças a Deus.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos, – o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir
caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:

IDE POR TODO O MUNDO E
ENSINAI  TODOS OS POVOS”.

É apenas isto realmente, que eu estou tentando fazer. AF.

+++++++++++++++++++++++

Mãos à obra, pois, continuemos:

ANTIGO TESTAMENTO

ECLESIÁSTICO
Reino Asmoneu - Simão
UZ  -  actual IRAQUE
terra da naturalidade de
JOB


ECLESIÁSTICO
Livros Sapienciais


*********************************************************

PRIMEIRA PARTE

5

NÃO DEVEMOS ABUSAR DA MISERICÓRDIA DE DEUS

Não te fies nas riquezas injustas, e não digas: «Tenho suficiente para viver» - (Lc 12, 15, 19; 1 Tim 6, 17) -, porque no dia do castigo, isso de nada te servirá.
Quando te sentires poderoso não sigas os depravados desejos do teu coração, e não digas: «Como sou poderoso
Ou: «Quem me obrigará a prestar contas das minhas acções?» 
Porque Deus exercerá a Sua vingança.
Não digas: «Pequei, e que me aconteceu de mal?»
Porque o Senhor é lento em castigar (Sl 49, 16-21; Sab 11, 24; Jer 44, 17; Rom 2, 4; 2 Ped 3, 9).
Não estejas sem temor de um pecado perdoado, e não ajuntes pecado sobre pecado (Prov 28, 14; Ecl 9, 2; 1 Cor 4, 4).
Não digas: «A misericórdia do Senhor é grande, Ele terá compaixão da multidão dos meus pecados».
Porque a Sua misericórdia e a Sua ira são igualmente rápidas, e o Seu furor cairá sobre os pecadores.
Não tardes em te converter ao Senhor, não adies de dia para dia, porque a Sua ira virá de repente, e Ele te perderá no dia do castigo.
Não tenhas ânsia de adquirir riquezas injustas, porque de nada te servirão no dia do castigo e da escuridão.
Não te voltes a todos os ventos, e não andes por todos os caminhos, porque é assim que se dá a conhecer o pecador de linguagem dúbia. 

Sabedoria no falar

Sê firme no caminho do Senhor, na sinceridade dos Seus sentimentos e conhecimentos, e nunca te afastes de uma linguagem de paz e de justiça.
Escuta com doçura o que te dizem, a fim de que entendas:
então darás com prudência uma resposta sábia.
Se tiveres inteligência, responde ao teu próximo, senão põe a tua mão sobre a tua boca, para que não suceda seres surpreendido  a dizer uma palavra indiscreta, e fiques envergonhado.
A honra e a consideração acompanham o falar do sábio, mas a língua do imprudente é a sua própria ruína. 
Não passes por intriguista, e que a tua língua não seja para ti um laço e motivo de confusão.
Porque ao ladrão estão reservados a confusão e o arrependimento, à língua dúbia, uma censura severa, ao mexeriqueiro, o ódio, a inimizade e a infâmia.
Faze justiça tanto aos pequenos como aos grandes.
Respeitando o Texto do

Livro do
ECLESIÁSTICO
ou 
Livros Sapienciais

===============================================
+++++++++++++++++++++++++++++++++++
000000000000000000000000000000000000000000000
Local onde se processa este Blogue
http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf
00000000000000000000000000000
Este texto deverá ser publicado em
5 de Novembro de 2014

http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf; http://wikipédia.org

Nº 2191 - (309-14) 1ª PÁGINA - SANTOS DE CADA DIA - 5 de Novembro de 2014 - 6º ano


Nº 2191 - (309-14)

1ª PÁGINA
5 de Novembro de 2014
SANTOS DE CADA DIA
6º ANO
miscelania 125 miscelania 008miscelania 125
**********************************************************
Comemorar e lembrar os Santos de Cada Dia
é dever de todo o católico,
assim como procurar seguir os seus exemplos.
___________________________________________________________________________
===========================================

DONINO, Santo
Jovem médico e mártir - Cesareia da Palestina - (307)

TEÓTIMO, FILOTEU, TIMÓTEO e AUXÊNCIO, Santos
Mártires - Cesareia da Palestina  - (307)

MARCOS, Santo
Bispo de Ecano - Apúlia - Itália - (séc. IV)

FIBÍCIO, Santo
Bispo - Tréveris - Renânia da Austrásia hoje Alemanha - (450)

GUETNOCO, Santo
Irmão dos santos VINVALEU e JACUTO - Bretanha Menor - França - (séc. VI)

BERTILA, Santa
Abadessa - cenóbio de Chelles - Meaux - Gália Lionense - França (séc. VI) 

GERALDO, Santo
Bispo de Béziers - Gália Narbonense hoje França - (1123)

GÓMIDAS KEUMURGIAN (Cosme de Carboniano), Beato
Pai de família, presbítero e mártir - Constantinopla - Turquia - (1707)

DOMINGOS MÂU, Santo
Presbitero e mártir - Hung Yen - Tonquim - Vietname - (1858)

GUIDO MARIA CONFÓRTI, Santo
Bispo e fundador - Parma - Itália - (1931)

JOÃO ANTÓNIO BURRÓ MÁS, Beato
Religioso e mártir - Madrid - Espanha - (1936)

MARIA DO CARMO VIEL FERRANDO, Beata
Virgem e mártir - El Saler - Valência - Espanha - (1936)

BERNARDO LICHTENBERG, Beato
Presbitero e mártir - Hof - Alemanha - (1943)

GREGÓRIO LAKOTA, Beato
Bispo de Przemysl e mártir - Abez - Sibéria - Rússia - (1950)





_______________
Caros Amigos

Como continuo a dizer no Cabeçalho –, este  blogue tem sofrido várias modificações que vou implementando dia a dia, sempre que tenho oportunidade, mas por um motivo ou por outro, nunca disponho de tempo ou disposição para efectuar as comunicações atempadas no seu Editorial, pelo que fica um pouco desfasado todo o meu trabalho. Creio que compreenderão estes factos e como de qualquer modo, isto é um "passatempo" para mim, estou certo de que não levarão a mal, as discrepâncias que vão aparecendo.

Desculpem-me por favor. Obrigado.  AF


miscelania 004
_____________________________________
Local onde se processa este blogue, na cidade do Porto
miscelania 003
Os meus cumprimentos e agradecimentos pela atenção que me dispensarem.
ANTÓNIO FONSECA
In
MARTIROLÓGIO ROMANO
e
http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf

Pro Roma Mariana - Sobre os Mandamentos - 5 de Novembro de 2014


[Novo post] POERÁ EXISTIR CONTRADIÇÃO PRÁTICA ENTRE OS DIVERSOS ASPECTOS DOS MANDAMENTOS DA LEI DE US?


Nova publicação em Pro Roma Mariana

PODERÁ EXISTIR CONTRADIÇÃO PRÁTICA ENTRE OS DIVERSOS ASPECTOS DOS MANDAMENTOS DA LEI DE DEUS?

by Pro Roma Mariana
 Mandamentos
Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral
Escutemos o Apóstolo São Paulo na sua Epístola aos Filipenses:
«Irmãos: Alegrai-vos incessantemente no Senhor. Repito-o: Alegrai-vos. Que a vossa boa disposição seja reconhecida de toda a gente; o Senhor está perto. Mandai para longe as preocupações. Em vez disso, manifestai a Deus as vossas necessidades, dirigindo-Lhe orações, súplicas e acções de Graças. E que a Paz de Deus que está acima de toda a compreensão humana, guarde o vosso coração e o vosso espírito em Nosso Senhor Jesus Cristo. Enfim, irmãos - tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é amável e de bom nome, qualquer virtude, qualquer acto digno de louvor - isto sim, que deve ser objecto dos vossos pensamentos. O que aprendestes, o que recebestes, ouvistes e vistes em mim, ponde-o em práctica, e o Deus da Paz habitará convosco.» Fil 4,4-9
A unidade da Virtude Moral deve corresponder à unidade da Fé, Esperança e Caridade, na exacta medida em que a Virtude Moral constitui a face operativa da Fé Teologal, Sobrenatural, formada pela Caridade.
A Lei Moral, quer Natural, quer Sobrenatural, nunca é produto arbitrário da Vontade Divina, pois é intrìnsecamente conforme à própria Natureza e Verdade Incriada.
Uma contradição teórica ou práctica entre os diversos aspectos dos Mandamentos da lei de Deus, É METAFÍSICA E TEOLÒGICAMENTE IMPOSSÍVEL.
Existe sempre, necessàriamente, uma solução, quer teórica, quer práctica, para todas as situações, denominadas de perplexidade, em que parece ser impossível não pecar, pois obedecendo a um Mandamento se desobedeceria a outro e vice-versa.
Os atributos, denominados, um pouco impròpriamente, negativos, de Deus Uno e Trino, tais como a Simplicidade, a Unicidade, a Infinitude, a Imutabilidade, a Eternidade, a Imensidade, são assumidos pela Essência Metafísica de Deus, ou seja pela Asseidade, com absoluta homogeneidade, com absoluta unidade. A Eternidade não significa o mesmo do que a Imutabilidade ou a Simplicidade; mas em Deus, a Sua Eternidade é a Sua Simplicidade e a Sua Imutabilidade; a Sua Unicidade é a Sua Infinitude. Pois que em Deus Nosso Senhor constitui-se uma sublimação infinita e absolutamente unificante de toda a pluralidade contingente.
Com razão o Tomismo considera a Asseidade como essência Metafísica de Deus; pois o possuir em Si mesmo a Razão do Seu Ser, É fonte de irradiação da plenitude radicalmente ilimitada dos atributos.
Neste quadro conceptual, não há pois lugar para qualquer fragmentação do Ser, para qualquer perda de unidade, para qualquer contradição.
As Virtudes Morais, naturais e Sobrenaturais, constituirão assim como que o resultado da refracção da Unidade da Luz Infinita de Deus na multiplicidade da operação do ente finito e espiritual.
As próprias Virtudes Teologais, constituem o reflexo Sobrenatural, nas faculdades criadas, do INFINITAMENTE FECUNDO DIÁLOGO TRINITÁRIO, PELO QUAL DEUS SE CONHECE E AMA A SI MESMO.
Quanto mais a alma ascende no amor Sobrenatural a Deus, sobre todas as coisas, e ao próximo por amor de Deus, maior proporção existirá entre as suas diversas Virtudes: Não se pode ser verdadeiramente Justo, sem ser realmente Prudente, Forte e Temperado.
Mesmo na Ordem Natural se verifica essa proporção, mas em grau menor.
É que as Virtudes Morais devem ser distinguidas umas das outras, MAS NÃO SEPARADAS. Assim como o Dogma deve ser distinguido, MAS NÃO SEPARADO DA MORAL.
É a Graça Santificante, fundamentalmente, que operando a formalização última do nosso organismo Sobrenatural, faculta à nossa inteligência e à nossa vontade a capacidade de unificar,  simplificar e facilitar, A VIDA CONTEMPLATIVA PRÒPRIAMENTE DITA, em função da qual, o Dogma e a Moral constituem UM ÚNICO AMOR SOBRENATURAL A DEUS NOSSO SENHOR SOBRE TODAS AS COISAS.
Neste enquadramento se verifica o absurdo de qualquer possibilidade de contradição entre aspectos dos Mandamentos da Lei Divina. A existir qualquer perplexidade desse tipo, tal só prova que essa alma não possui, de maneira nenhuma, a Graça Santificante.
Portanto, não há desculpa para aqueles, que invocando tal contradição, preferem não agir pùblicamente contra a seita conciliar, traindo assim as suas responsabilidades. Pensam eles que não agindo pecam menos do que agindo, já que, segundo eles, a situação actual do mundo, não iliba, nem pode ilibar, ninguém do pecado.
Mas aqui também incorrem no mesmo erro: Objectivamente nunca pode existir nenhuma situação em que tenhamos obrigatòriamente de pecar, ainda que venialmente, ou até mesmo proceder com maior ou menor imperfeição. Existe um só caminho, para todas as almas, em todas as circunstâncias - A SANTIDADE.
Quando não se possui a Graça de Deus, aí sim, a vida apresenta "becos sem saída", cifras insolúveis, que os mundanos, evidentemente, não sabem como ultrapassar.
A Lei Moral Sobrenatural deve constituir como que uma forma analogante, que contemplativamente a alma vai aplicando aos objectos que a vida lhe suscita. Não pode ser concebida, nem como uma intenção pura e vazia que santifica automàticamente todo e qualquer conteúdo; nem como um conjunto de preceitos, materialmente concebidos de forma rígida, e em cuja consecução, gèlidamente rigorista e legalmente unívoca, a alma encontra a Graça da Salvação.  No cumprimento da Sagrada Lei Moral, existe necessàriamente uma coesão íntima e uma PROPORÇÃO TRANSCENDENTAL entre a matéria e a forma. Santo Agostinho e São Tomás tiveram exacta percepção dessa profunda unidade, a qual constitui um reflexo, também transcendental, da fecunda unidade entre o Dogma e a Moral. A desagregação ontológica dos dados do espírito, que se processou nos últimos cinco séculos de História Ocidental, é que produziu, mesmo em autores eclesiásticos clássicos, uma certa atenuação do sentido mais sublime dessa unidade.
É certo que os verdadeiros católicos enfrentam hoje problemas, julgados outrora IMPOSSÍVEIS DE COMPATIBILIZAR COM A INDEFECTIBILIDADE DA SANTA MADRE IGREJA. O próprio doutor Arnaldo Xavier da Silveira, em 1970, considerava que a generalização absoluta da apostasia dentro da Igreja,(que é o que vemos hoje) configuraria uma impossibilidade teológica.
Mas nunca olvidemos que o reinado do anti-Cristo, como castigo colectivo de Deus, está formalmente consignado nas Fontes da Revelação - A Sagrada Escritura e a Tradição. Anàlogamente, os tempos pré-escatológicos são aí apresentados como de total apostasia; logo esta é compaginável com o Dogma da Indefectibilidade da Igreja, ainda que socialmente oculta e usurpada.
Nada na Revelação nos autoriza a crer numa Santa Madre Igreja, social e culturalmente pujante , com visibilidade plena, até ao fim do Mundo; bem pelo contrário.
A virtude Sobrenatural da Prudência ordena-se precisamente para que EM TODOS E CADA UM DOS NOSSOS ACTOS GLORIFIQUEMOS MÀXIMAMENTE A DEUS, SEGUNDO TODOS OS ASPECTOS DA VIRTUDE.
Em Deus Uno e Trino, a Unidade, a Verdade, e a Bondade, sublimam-se e unificam-se com fecundidade metafísica e transcendental. A multiplicidade dos entes criados pluraliza e finitiza essa Verdade e essa Bondade, numa multidão de facetas. Compete à operação doe entes contingentes, racionais, como que reconstituir moralmente o ser assim fragmentado, glorificando assim a Deus Nosso Senhor, pela manifestação irradiante com que a Infinita Luz do Mistério da Sua Asseidade  se consubstancia também numa inefável Simplicidade.
LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO
Lisboa, 1 de Novembro de 2014
Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral
Pro Roma Mariana | novembro 5, 2014 às 9:12 am | URL: http://wp.me/pWrdv-1wS