OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

Imagens e Frases de Natal Religioso

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Nº 2214 - 2 ª PÁGINA - O ANTIGO TESTAMENTO - LIVRO DO ECLESIÁSTICO - (28) - 28 de Novembro de 2014 - SÉTIMO ANO

O ANTIGO TESTAMENTO 


28 DE NOVEMBRO DE 2014

Nº 2214 - 2 ª PÁGINA
antoniofonseca1940@hotmail.com
ANO 7

Caros Amigos:

Passado o Dia de Festa para mim, em virtude deste Blogue ter entrado no seu sétimo ano de publicação diária (com muitos altos e baixos, mas mesmo assim, continuamente) e, sinto-me Feliz por ainda estar aqui presente e vou continuar a seguir o lema:


«IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS», 

pelos meios de que disponho. 

Durante esta transcrição tenho aprendido muita coisa que desconhecia e, que de certeza, também era e é desconhecida de muitos milhões de almas por este mundo fora. 
Não chego a todos, evidentemente, mas nem que consiga apenas tocar no coração de um só, sentir-me-ei compensado. 
Até que DEUS o permita vou continuar esta descrição e espero completá-la no pleno uso das minhas faculdades.
Obrigado a todos os que me seguem.

Sigamos, então, em frente:



miscelania 002

Mapa Antigo de ISRAEL - ANTIGO TESTAMENTO

miscelania 124
























Em cima mapas após a saída do Egipto e após a independência em 1948





Jerusalém actual

****************************************************
Caros Amigos:
Terminada em 30-10 a transcrição do livro da SABEDORIA.  no passado dia 31 foi a do livro ECLESIÁSTICO (ou Livros Sapienciais), qual deverá demorar mais ou menos uns 50 dias pelo que devo terminar perto do Natal, mais propriamente na terceira semana de Dezembro próximo, ASSIM DEUS ME AJUDE. 
Apesar de continuar a ser um trabalho cansativo e que requer muita disposição de espírito e muito cuidado na transcrição de todas as palavras que contêm os textos que me propus levar a cabo. Não fora as frequentes e malfadadas avarias que têm causado muitas interrupções no meu computador, possivelmente estaria já um pouco mais adiantado, embora soubesse à partida que iria ser uma tarefa bastante difícil para levar a cabo com os poucos conhecimentos técnicos que possuo, para não falar da idade, que se Deus quiser, daqui a quatro meses será de 75 anos - mas, graças a Deus, tudo isso tem sido ultrapassado com a Sua ajuda e a minha Fé em que poderei terminar esta tarefa – dure o tempo que durar, – pois Deus me tem dado Saúde e Força para a continuar.
Como já tive oportunidade de dizer anteriormente continuo a mencionar  os Livros já publicados e os que faltam, em cada dia.
Assim, pois já foram aqui publicados até agora, os textos dos seguintes livros:

GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS, DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO, JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º e 2º de SAMUEL, 1º Reis e 2º Reis, 1º e 2º dos Paralipómenos ou Crónicas, ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º dos MACABEUS, 2º dos MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA

Faltando, pois publicar, os seguintes:

ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ); ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC, EZEQUIEL, DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).

Como dizia nas edições anteriores,
Poderei porventura dar conta do recado? 
Se calhar, não! Só Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver! 
Sei, no entanto que se poderá dizer: trata-se de uma  tarefa ciclópica, impossível., etc.., para os minha IDADE, e, SE CALHAR, É… 
Continuo a desconhecer se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma. Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se no entanto, o vier a conseguir, darei muitas Graças a Deus.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos, – o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir
caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:

IDE POR TODO O MUNDO E
ENSINAI  TODOS OS POVOS”.

É apenas isto realmente, que eu estou tentando fazer. AF.


+++++++++++++++++++++++

Mãos à obra, pois, continuemos:

ANTIGO TESTAMENTO

ECLESIÁSTICO
Reino Asmoneu - Simão
UZ  -  actual IRAQUE terra da naturalidade de JOB


J O B


ECLESIÁSTICO
Livros Sapienciais


*********************************************************


PRIMEIRA PARTE

28


A VINGANÇA


Aquele que se vinga, sofrerá a vingança do Senhor, que pedirá exacta conta dos seus pecados.
Perdoa ao teu próximo o mal que te fez, e teus pecados serão perdoados quando o pedires (Mt 6, 14; Lc 6, 37; Mc 11, 25; Rom 12, 19).
Um homem guarda rancor contra outro homem, e pede a Deus que o cure (Mt 18, 23-35; Tg 2, 13)?
Não tem compaixão do seu semelhante 
e roga o perdão dos seus pecados (Mt 6, 12)?
Ele, que é apenas carne, guarda rancor, e pede a Deus que lhe seja propício ?
Quem lhe alcançará o perdão dos seus pecados?
Lembra-te do teu fim, e deixa-te de inimizades;
porque a corrupção e a morte são uma ameaça para aqueles que não cumprem os mandamentos.
Lembra-te do temor de Deus, e não te ires contra o próximo.
Lembra-te da Aliança com o Altíssimo, e não faças caso do erro do teu próximo cometido por inadvertência (Lev 4, 2; Job 14, 4; Sl 24, 7; Lc 23, 34).

As discórdias

Abstém-te de litígios e diminuirás os pecados:
O homem irascível provoca contendas, e o pecador suscita discórdias entre os  seus  amigos, e semeia a inimizade no meio dos que vivem em paz.
O fogo ateia-se na proporção da lenha que há na floresta;
a ira do homem inflama-se na medida do seu poder, e aumenta em proporção da sua riqueza.
A pendência precipitada acende o fogo; 
a demanda irreflectida faz derramar sangue, e a língua ameaçadora causa a morte.
Se assoprares a uma faúlha ela se inflamará, se cuspires sobre ela, ela se apagará;
ambas as coisas saem da tua boca (Prov 15, 1; Tg 3, 10).

A maledicência

O murmurador e o homem de duas línguas são malditos, porque foram a perdição de muitos que viviam em paz.
A língua de um terceiro abalou a muitos e dispersou-os de povo em povo.
Ela destruiu as cidades fortes dos ricos e arrasou as casas dos poderosos.
Desbaratou os exércitos dos povos, e dispersou as nações valorosas.
A língua de um terceiro fez repudiar mulheres virtuosas e privou-as do fruto  dos seus trabalhos.
Aquele que lhe dá ouvidos não terá descanso, nem encontrará paz na sua casa.
O golpe de um açoite faz pisaduras, mas o golpe da língua quebra os ossos.
Muitos homens morreram passados ao fogo da espada, mas muitos mais pereceram por sua própria língua (Tg 3, 8).
Feliz aquele que está a coberto da língua perversa, que não passou pela ira dela, que não atraiu sobre si o seu jugo, e que não foi atado pelas suas cadeias, porque o seu jugo é um  jugo de ferro, e as suas cadeias são cadeias de bronze (Mt 11, 30).
A morte que ela causa é uma morte desgraçada, e a sepultura é-lhe preferível.
Ela durará mas não sempre;
ela dominará o proceder dos injustos, mas os justos não serão devorados pelas suas chamas.
Os que abandonam a Deus cairão no poder dela, que os consumirá sem se extinguir; 
Lançar-se-á sobre eles como um leão, e os despedaçará como um leopardo.
Protege os teus ouvidos com espinhos, não dês ouvidos à língua perversa, e põe na tua boca uma porta com ferrolhos.
Funde o teu ouro e a tua prata, e faze uma balança para (pesar) as tuas palavras, e um freio bem ajustado para a tua boca.
E cuida de não pecares pela língua, não caíres na presença dos inimigos que te espreitam, e para que não venha a tua queda a ser incurável e mortal.







Respeitando o Texto do 
Livro do
ECLESIÁSTICO
ou 
Livros Sapienciais

===============================================

+++++++++++++++++++++++++++++++++++

000000000000000000000000000000000000000000000

Local onde se processa este Blogue

miscelania 003

********************************

00000000000000000000000000000
Este texto deverá ser publicado em
28 de Novembro de 2014


http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf; http://wikipedia.org.

AGÊNCIA ECCLESIA - BEJA - 28 de Novembro de 2014

Beja: Diocese aplaude distinção da UNESCO ao cante alentejano


<iframe width="420" height="315" src="//www.youtube.com/embed/Qw_a-dE3lSE" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>










Agência Ecclesia
 
   








Um «património que apela aos grandes valores da humanidade, da solidariedade, da partilha, do apego à terra, à família e amigos»




Beja, 27 nov 2014 (Ecclesia) – O diretor do Departamento do Património Histórico de Artístico (DPHA) da Diocese de Beja considera a distinção de património imaterial da humanidade, hoje atribuída pela UNESCO ao cante alentejano, “um reconhecimento muito especial para Portugal e o Alentejo”.
Em entrevista à Agência ECCLESIA, José António Falcão salienta que este “galardão vem reconhecer um dos traços mais significativos da região alentejana” e representa o culminar de um processo para o qual “trabalharam muitas pessoas e organizações ao longo de diversos anos”.
O professor e historiador lembra que o cante alentejano, na sua génese, é um património que “apela aos grandes valores da humanidade, da solidariedade, da partilha, do apego à terra, à família e aos amigos”.   
Realça ainda a sua estreita ligação ao culto religioso, por exemplo “na celebração de tradições religiosas muito importantes como as do Menino Jesus, de Nossa Senhora, e de muitos outros aspetos da fé cristã”.
A Diocese de Beja olha para este reconhecimento internacional dado ao cante alentejano como uma oportunidade para continuar a contribuir para a sua divulgação e promoção.
“Hoje temos um Alentejo diferente, um Alentejo que se modernizou, que está a conseguir vencer em diversas frentes a sua crise mais importante, que é uma crise demográfica e portanto isto pode ser também uma maneira de mostrar a verdadeira realidade da região”, acredita o presidente do DPHA da Diocese de Beja.
Por outro lado, abre também uma janela de oportunidade para o “desenvolvimento de um turismo cultural bem sustentado, porque naturalmente serão muitas mais as pessoas que quererão conhecer de perto esta realidade do cante alentejano”.
José António Falcão conclui recordando “alguns padres e leigos que tiveram um papel importantíssimo na recolha, na inventariação, na salvaguarda e até na valorização” desta tradição musical
Em especial o padre António Cartageno, músico e pároco em Beja “que, juntamente com o cónego António Aparício, teve um papel fundamental” nesta área.
Também “o padre António Marvão, uma figura um pouco esquecida hoje mas que foi um importante musicólogo e deu um contributo muito relevante para esta causa, através de “um trabalho muito aturado, com vários livros e conferências”.
“Mas não foram só sacerdotes, foram etnógrafos, investigadores, professores das mais diversas capacidades que deram um importante contributo para a promoção do cante, dentro e fora do Alentejo, e que nós temos de recordar hoje”, conclui o investigador.
A candidatura do cante alentejano a Património Cultural Imaterial da Humanidade foi formalmente apresentada no comité internacional da UNESCO - Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura a 28 de março de 2013.
Depois de considerar a candidatura “exemplar”, a organização deu-lhe provimento esta quinta-feira em Paris.
JCP
DIOCESE DE BEJA

____________________________________
ANTÓNIO FONSECA