OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Nº 2225 - 2 ª PÁGINA - O ANTIGO TESTAMENTO - LIVRO DO ECLESIÁSTICO - (40) - 9 de Dezembro de 2014

Caros Amigos:

Desejo a todos os meus eventuais leitores, um FELIZ NATAL e um
ANO NOVO DE 2015
muito melhor do que o que está a decorrer




O ANTIGO TESTAMENTO 


9 DE DEZEMBRO DE 2014

Nº 2225 - 2 ª PÁGINA
antoniofonseca1940@hotmail.com
ANO 7

Caros Amigos:

Passado o Dia de Festa para mim, em virtude deste Blogue ter entrado no seu sétimo ano de publicação diária (com muitos altos e baixos, mas mesmo assim, continuamente) e, sinto-me Feliz por ainda estar aqui presente e vou continuar a seguir o lema:


«IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS», 

pelos meios de que disponho. 

Durante esta transcrição tenho aprendido muita coisa que desconhecia e, que de certeza, também era e é desconhecida de muitos milhões de almas por este mundo fora. 
Não chego a todos, evidentemente, mas nem que consiga apenas tocar no coração de um só, sentir-me-ei compensado. 
Até que DEUS o permita vou continuar esta descrição e espero completá-la no pleno uso das minhas faculdades.
Obrigado a todos os que me seguem.

Sigamos, então, em frente:



miscelania 002

Mapa Antigo de ISRAEL - ANTIGO TESTAMENTO

miscelania 124
























Em cima mapas após a saída do Egipto e após a independência em 1948





Jerusalém actual

****************************************************
Caros Amigos:
Terminada em 30-10 a transcrição do livro da SABEDORIA.  no passado dia 31 foi a do livro ECLESIÁSTICO (ou Livros Sapienciais), qual deverá demorar mais ou menos uns 50 dias pelo que devo terminar perto do Natal, mais propriamente na terceira semana de Dezembro próximo, ASSIM DEUS ME AJUDE. 
Apesar de continuar a ser um trabalho cansativo e que requer muita disposição de espírito e muito cuidado na transcrição de todas as palavras que contêm os textos que me propus levar a cabo. Não fora as frequentes e malfadadas avarias que têm causado muitas interrupções no meu computador, possivelmente estaria já um pouco mais adiantado, embora soubesse à partida que iria ser uma tarefa bastante difícil para levar a cabo com os poucos conhecimentos técnicos que possuo, para não falar da idade, que se Deus quiser, daqui a quatro meses será de 75 anos - mas, graças a Deus, tudo isso tem sido ultrapassado com a Sua ajuda e a minha Fé em que poderei terminar esta tarefa – dure o tempo que durar, – pois Deus me tem dado Saúde e Força para a continuar.
Como já tive oportunidade de dizer anteriormente continuo a mencionar  os Livros já publicados e os que faltam, em cada dia.
Assim, pois já foram aqui publicados até agora, os textos dos seguintes livros:

GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS, DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO, JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º e 2º de SAMUEL, 1º Reis e 2º Reis, 1º e 2º dos Paralipómenos ou Crónicas, ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º dos MACABEUS, 2º dos MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA

Faltando, pois publicar, os seguintes:

ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ); ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC, EZEQUIEL, DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).

Como dizia nas edições anteriores,
Poderei porventura dar conta do recado? 
Se calhar, não! Só Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver! 
Sei, no entanto que se poderá dizer: trata-se de uma  tarefa ciclópica, impossível., etc.., para os minha IDADE, e, SE CALHAR, É… 
Continuo a desconhecer se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma. Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se no entanto, o vier a conseguir, darei muitas Graças a Deus.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos, – o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir
caminho até Ele.
Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:

IDE POR TODO O MUNDO E
ENSINAI  TODOS OS POVOS”.

É apenas isto realmente, que eu estou tentando fazer. AF.


+++++++++++++++++++++++

Mãos à obra, pois, continuemos:

ANTIGO TESTAMENTO

ECLESIÁSTICO
Reino Asmoneu - Simão
UZ  -  actual IRAQUE terra da naturalidade de JOB


J O B


ECLESIÁSTICO
Livros Sapienciais


*********************************************************


PRIMEIRA PARTE

38


O MÉDICO

Honra o médico, por causa da necessidade, porque foi o Altissimo que o criou (Act 28, 9 s).
Toda a ciência de curar provém de Deus, e será remunerada pelo rei.
A ciência do médico eleva-o em honra e é admirado na presença dos poderosos.
O Senhor produziu da terra os medicamentos; o homem sensato não os desprezará.
Acaso, não foi por meio de um lenho que se tornou doce a água  amargosa, manifestando assim a sua virtude?
O Aktíssimo deu a ciência da medicina aos homens para ser honrado nas suas maravilhas.
E dela se serve para mitigar e curar as dores; o farmacêutico faz misturas agradáveis, compõe unguentos salutares e o seu trabalho não tem fim, até que a paz divina se estenda sobre a face da terra.
Meu filho, se estiveres doente não te descuides de  ti mesmo, mas reza ao Senhor, e Ele te curará.
Afasta-te do pecado, ergue as mãos, e purifica o teu coração de todo o pecado (Mt 9, 2; Jo 5, 14).
Oferece incenso, a oblação da flor da farinha, e imola vítimas pingues segundo as tuas posses.
E chama o médico, porque foi criado por Deus; e não o afastes de ti, porque te é necessária a sua assistência.
Virá tempo em que cairás nas mãos deles e eles mesmos rogarão ao Senhor que envie por meio deles o alívio e a saúde, a fim de prolongar a vida do doente.
Aquele que peca na presença de quem o criou, virá a cair nas mãos do médico (Job 4, 7-9; Jo 5, 14).


O culto dos mortos

Meu filho, derrama lágrimas sobre o morto, e chora como homem que sofre um rude golpe.
Sepulta o seu corpo segundo o costume, e não desprezes a sua sepultura.
Chora-o amargamente durante um dia, por causa da opinião pública, e depois, consola-te da tua tristeza.
Toma este luto segundo o merecimento da pessoa (Prov 15, 13; 17, 22), um dia ou dois, para evitar comentários.
Porque a tristeza faz apressar a  morte, tira o vigor (Prov 15, 13; 2 Cor 7, 10), e a melancolia do coração faz descair a cabeça.
Depois das exéquias deixa a tristeza; uma vida de aflição é insuportável.
Não entregues o teu coração à tristeza, mas afasta-a e lembra-te do teu fim (Is 47, 7).
Não te esqueças deles, porque não há retorno; em nada aproveitarás ao morto e só causarás danos a ti mesmo.
Lembra-te da sentença que me foi dada: a tua será semelhante; ontem para mim, hoje para ti (Tg 4, 13-15).
No repouso do morto, deixa descansar a sua memória, e conforta-o ao exalar o último suspiro.

O escriba e o artífice

O letrado adquire a sabedoria no tempo em que está livre de negócios, e aquele que tem poucas ocupações pode chegar a ser sábio.
Como pode ser sábio o que tem que manejar a charrua, que a sua glória é aguilhoar os bois, que se ocupa constantemente dos seus trabalhos, e só sabe falar das crias dos touros?
Ele põe todo o seu empenho em tratar os sulcos, e o seu cuidado em engordar as bezerras.
Assim acontece com todo o carpinteiro e arquitecto, que passa no trabalho os dias e as noites; com aquele que grava as figuras dos sinetes, variando-as por um trabalho assíduo, que aplica o seu coração em reproduzir as pinturas, e põe todo o cuidado no acabamento do seu trabalho.
Assim sucede com o ferreiro sentado ao pé da bigorna, atento ao ferro que vai amoldando; o vapor do fogo cresta as suas carnes e ele resiste ao calor da fornalha.
O estrondo do martelo fere-lhe o ouvido com repetidos golpes, e os seus olhos estão fixos no modelo da sua obra.
Aplica o seu coração em aperfeiçoar os seus trabalhos, e com o seu desvelo os aformoseia e lhes dá a última demão.
Assim sucede com o oleiro que, entregue à sua tarefa, gira em roda com os pés, sempre cuidadoso pela sua nobra e pela realização da tarefa fixada..
Com o seu braço dá forma ao barro, e com os seus pés torna-o flexível.
Empenha-se em aperfeiçoar o verniz e limpa o forno com muita diligência.
Todos estes artistas têm confiança na indústria das suas mãos, e cada um é um sábio na sua profissão.
Sem eles nenhuma cidade seria edificada, nem habitada, nem frequentada.
Porém, eles mesmo não tomarão parte nas assembleias, não se sentarão nas cadeiras dos juizes, não entenderão as leis da justiça, não ensinarão as regras da justiça e do direito, nem serão encontrados a estudar parábolas.
Entretanto, sustentam as coisas deste mundo, e os seus votos são para fazer bem os trabalhos da sua arte. 
Mas não é assim o que aplica a sua alma a meditar na lei do Altíssimo.

39

Este investiga cuidadosamente a sabedoria dos antigos e dedica-se ao estudo dos profetas.
Guarda na memória a história dos homens célebres, e penetra ao mesmo tempo na subtileza das parábolas.
Indaga os segredos dos provérbios, e ocupa-se do sentido oculto das parábolas.
Exerce o seu cargo no meio dos poderosos,e comparece diante dos que governam. 
Percorre terras de nações estrangeiras para reconhecer o que há de bom e de mau entre os homens (Ecle 1, 13; 7, 25).
Desde o alvorecer, entrega o coração à vigília para se consagrar ao Senhor que o criou, e faz a sua oração na presença do Altíssimo (Sab 7, 7 ; Tg 1, 5).
Então ele derramará, como chuva, as palavras da sabedoria, e louvará o Senhor na sua oração.
O Senhor orientará os seus conselhos e ensinamentos e meditará nos mistérios de Deus.
Ensinará ele próprio a doutrina que aprendeu, e porá a Sua glória na lei da aliaança com o Senhor.
Muitos homens louvarão a sua sabedoria, que jamais ficará no esquecimento.
A sua recordação não desaparecerá, e o seu nome será repetido de geração em geração.
As nações proclamarão a sua sabedoria, a assembleia publicará o seu louvor.
Enquanto viver, terá maior reputação do que mil outros, e, quando repousar, será feliz.

Todas as obras de Deus são boas


Depois de ter meditado, quero expor as minhas reflexões, porque, como a lua cheia, estou cheio de sabedoria.
Uma voz me diz: «Ouvi-me, rebentos divinos, desabrochai como uma roseira plantada à beira das águas;
Como o Líbano, difundi um aroma suave, dai flores como o lírio, exalai perfume, lançai graciosos ramos, entoai cânticos e bendizei o Senhor nas suas obras.
Proclamai magnificamente o Seu nome, glorificai-O com a voz dos vossos lábios, com os cânticos da vossa boca e a música das vossas harpas.
Direis assim em Seu louvor:
«Todas as obras do Senhor são excelentes (Gn 1, 31; Ecle 3, 11; Mc 7, 37; 1 Tim  4, 4).
À Sua voz conteve-se a água amontoada, a uma palavra da Sua boca as águas recolheram -se como em reservatórios.
A uma ordem Sua, realiza-se tudo o que Ele quer e ninguém pode impedir a Sua obra de salvação. 
Estão à Sua vista todas as acções dos viventes, nada é oculto aos Seus olhos  (Heb 4, 13).
O Seu olhar estende-se de século em século e nada é maravilhoso para Ele.
Não se deve dizer: «O que é isto, ou o que é aquilo?»
Porque todas as coisas foram criadas para os seus fins (Prov 16, 4; Is 29, 19; Rom 9, 20).
A Sua benção é como um rio que transborda. 
Como o dilúvio inundou a terra inteiua, assim a ira do Senhor será a sorte dos povos que O não buscarem.
Assim, como Ele converteu as águas em secura, e ressecou a terra, e o Seu proceder é determinado pelo deles, assim, na Sua ira, o Seu proceder é motivo de queda para os pecadores.
As coisas boas, desde o princípio, foram criadas para os bons e as más para os pecadores.
As coisas mais necessárias à vida do homem são:
A água, o fogo, o ferro, o sal, o leite,  o pão da flor da farinha, o mel, a uva, o azeite e o vestuário. 
Assim como todas estas coisas são um bem para os bons, assim para os impios pecadores se tornaram nocivas (Rom 8, 28; 1 Tim 4, 4).
Há espíritos que foram criados para a vingança e aumentaram os seus tormentos pelo furor 
No tempo do extermínio empregarão a sua força e apaziguarão o furor daquele que os criou.
O fogo, o granizo, a fome e a morte, todas estas coisas foram criadas para castigo, como também os dentes dos animais, os escorpiões e as serpentes, e a espada vingadora destinada a exterminar os ímpios. 
 Todas as estas coisas se regozijam, com as ordens do Senhor, e estarão prontas sobre a terra para servir no momento necessário, e, chegando o tempo, executarão pontualmente as Suas ordens.
Por isso, desde o princípio, estou firme nas minhas ideias, que meditei e escrevi.
Todas as obras do Senhor são boas; chegada a hora, todas  cumprirão o seu destino (1 Tim 4, 4).
Não há razão para dizer; «Isto é pior do que aquilo» - porque as coisas serão achadas boas a seu tempo.
E, agora , de todo o coração e com a boca, louvai e bendizei o nome do Senhor!





Respeitando o Texto do 
Livro do
ECLESIÁSTICO

Livros Sapienciais

===============================================

+++++++++++++++++++++++++++++++++++

000000000000000000000000000000000000000000000


Local onde se processa este Blogue

miscelania 003

********************************

00000000000000000000000000000
Este texto deverá ser publicado em
9 de Dezembro de 2014


http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf; http://wikipedia.org.

Nº 2225 - (343-14) 1ª PÁGINA - SANTOS DE CADA DIA - 9 de Dezembro de 2014 - SÉTIMO ANO

Caros Amigos:



Desejo a todos os meus leitores 
Muito Boas Festas de NATAL 
e de um ANO NOVO de 2015
sem austeridades estúpidas





Nº 2225 - (343-14)

1ª PÁGINA

9 de Dezembro de 2014 

SANTOS DE CADA DIA

7º ANO

miscelania 125 miscelania 008miscelania 125

**********************************************************

Comemorar e lembrar os Santos de Cada Dia
é dever de todo o católico,
assim como procurar seguir os seus exemplos.

___________________________________________________________________________

===========================================



JOÃO DIOGO CUAUHTLATOATZIN, Santo




Índigena e homem de fé - edificou o Santuário de NOSSA SENHORA DE GUADALUPE - Tepeyac - México - (1548)

São JOÃO DIOGO CUAUHTLATOATZIN, de origem índigne, homem de fé puríssima que pela sua humildade e fervor, conseguiu que se edificasse um santuário erm nome de NOSSA SENHORA DE GUADALUPE, na colina de Tepeyac, perto da cidade do México, onde ela lhe tinha aparecido e onde ele descansou no Senhor.




LEOCÁDIA, Santa



Virgem e Mártir - Toledo - Hispânia hoje Espanha - (304)



SIRO, Santo





Primeiro bispo de Pavia, Ligúria - Itália - (séc. IV)

GORGÓNIA, Santa



Mãe de família, filha de Santa NONA e irmã de São GREGÓRIO o Teólogo
 e de São CESÁRIO - Nazianzo - Capadócia hoje Turquia - (370)



SIMÃO TAKEDA GOHYOE, JOANA TAKEDA, MINÊS TAKEDA, MADALENA MINAMI e LUÍS MINAMI, Santos



Mártires - Yatsushiro - Japão - (1603)


LIBÓRIO WAGNER, Santo





Presbitero e mártir - Meno - Baviera - Alemanha - (1631)



PEDRO FOURIER, Beato



Presbitero restaurador dos Cónegos Regrantes de Nosso Salvador e fundou o Instituto das Canonisas Regrantes de Nossa Senhora - Gray - Borgonha - França - (1640)


BERNARDO MARIA DE JESUS (César Silvestrélli), Beato




Presbitero da Cngregação da Paixão - Moricone - Sabina - Lácio - Itália - (1911)



JOSÉ FERRER ESTEVE, Beato



Presbitero da Ordem dos Cónegos Regrantes das Escolas Pias e mártir - LLombay - Valência - Espanha - (1936)

RECAREDO DE LOS RIOS FABREGAT, 

JULIÃO RODRÍGUEZ SÁNCHEZ e 

JOSÉ GIMÉNEZ LÓPEZ, Beatos



Presbíteros e mártires - Picadero de Paterna - Valência - Espanha - (1936)


AGÁPIO JOSÉ (José Luís Carreras Comas), Beato

Religioso da Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs e mártir - Barcelona - Espanha (1936)


 Beati 10 Padri Mercedari 

Arnaldo de Querol, Raimondo Binezes, Pietro Serra, Guglielmo Pagesi, Giovanni de Mora, Bernardo de Collotorto, Lorenzo da Lorca, Sancio de Vaillo, Berengario Pic e Domenico de Ripparia, 



 Beato Agostino de Revenga 

Mercedario 




Sant’ Anna 

Madre di Samuele 





 San Cipriano di Genouillac 

Abate 



 Beata Dolores Broseta Bonet 

Martire 





 Santi Pietro, Successo, Bassiano, Primitivo e compagni 

Martiri in Africa 

 Santa Valeria di Limoges Martire 


9 dicembre  

 San Vittore di Piacenza 

Vescovo 


*************************

*******************

*******************************

Caros Amigos


Pensava começar este mês (hoje dia 1/12) com novo Layout, mas tal não  foi possível por vários motivos (técnicos principalmente). 

Em consequência e durante apenas alguns dias mais - ESPERO - manter-se-á o modelo actual.

A redacção do CABEÇALHO continua, assim como a foto que lá coloquei - que é pessoal, e não condiz muito bem - penso eu - com os temas que preenchem este blogue diariamente.

Pretendo que o mais rápido possível, eu possa proceder às alterações que desejo efectuar

Aliás estas modificações servirão para melhorar um pouco (ou muito) os textos e a formatação que considero já um pouco cansativa. 

Sempre que for possível, inserirei miniaturas sobre os Santos e Beatos que for publicando, - como fazia inicialmente.

Desculpem-me por favor. Obrigado.  AF


miscelania 004
_____________________________________

Local onde se processa este blogue, na cidade do Porto

miscelania 003

Os meus cumprimentos e agradecimentos pela atenção que me dispensarem.

ANTÓNIO FONSECA

In

MARTIROLÓGIO ROMANO

http://es.catholic.net;
 http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; 
http://bibliaonline.com.br/acf
http:// Wikipedia.org.
etc., etc.