OS MEUS DESEJOS PARA TODOS

RecadosOnline.com

sábado, 4 de julho de 2015

Nº 2435 - (185-2015) - SANTOS DE CADA DIA - 4 DE JULHO DE 2015 - 7º ANO

Caros Amigos:
Desejo a todos os meus leitores

UM BOM ANO DE 2015

Nº 2435  -  (185-2015) 

4 DE JULHO DE 2015

SANTOS DE CADA DIA

7º ANO



 miscelania 008

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

**********************************************************
Comemorar e lembrar os
Santos de Cada Dia
é dever de todo o católico,
assim como procurar seguir os seus exemplos
___________________________________________________________________________
===========================================

===========================================
ISABEL, Santa
Rainha de Portugal, esposa de D. DINIS fundadora
e monja do mosteiro de Santa Clara-a-Velha - Coimbra - (1336)

Santa ISABEL, rainha de Portugal, que foi admirável pela sua intervenção conciliadora dos reis de Castela e Portugal em conflito e pela sua caridade para com os pobres; depois da morte do rei D. Dinis, seu esposo, abraçou a vida religiosa entre as monjas da Ordem Terceira de Santa Clara no mosteiro de Santa Clara-a-Velha em Coimbra, por ela fundado, e quando procurava conseguir a reconciliação entre o filho
e o neto em Estremoz, dali partiu deste mundo para Deus.

JUCUNDIANO, Santo

Mártir na África Setentrional  - (data incerta)

LAUREANO, Santo  

Mártir - Vatan -Bourges - Aquitânia - França - (séc. III)

FLORÊNCIO, Santo


Bispo - Cahors - Aquitânia - França - (séc. V)
 
VALENTIM, Santo

Presbítero e mártir - Langres - Aquitânia - França - (séc. V)

BERTA, Santa


Abadessa - Blangy - Arras - França - (725) 

ANDRÉ DE CRETA, Santo


Bispo de Gortina - Erissos - ilha de Lesbos  -  Grécia  -  (740)

ULDARICO ou ULRICO,  Santo

Bispo - Augsburgo  -  Baviera  - Alemanha - (973)

BONIFÁCIO, Beato

Bispo (de linhagem régia) que após ter ingressado na Cartuxa foi eleito para a sede de Belley e em seguida para a Cantuária. Morreu no mosteiro de Hautecombe - junto ao lago Burget - Savóia hoje França - (1270)


JOÃO DE VESPIGNIANO, Beato

Presbitero - Florença - Etrúria - Toscana - Itália - (séc. XIII)

 
JOÃO (Connor o'Malley) "Cornélio", 
TOMÁS BOSGRAVE, JOÃO CAREY e PATRÍCIO SALMON, Beatos

O primeiro era presbítero da Companhia de Jesus e os restantes eram leigos. Todos foram mártires em Dorchester - Inglaterra  -  (1594)

GUILHERME ANDLEBY, 
HENRIQUE ABBOT, TOMÁS WARCOP e EDUARDO FULTHORP, Beatos

O primeiro era presbítero e os restantes leigos e todos foram martirizados em York - Inglaterra - (1597)


PEDRO KIBE KASUI, 
presbítero da Companhia de Jesus e mais 187 companheiros,  Santos

188 mártires no Japão, entre 1603 e 1639.

(*) Em virtude da lista destes mártires ser muito longa, convido os meus leitores que nela estejam interessados, a consultarem directamente o MARTIROLÓGIO ROMANO ou o texto deste blogue publicado em 4 de Julho de 2014, no qual eu fiz a respectiva descriminação, dado que não o posso fazer agora, porque o meu computador se encontra avariado e não me permite essa transcrição. As minhas desculpas.AF


ANTÓNIO DANIEL, Santo

Presbitero da Companhia de Jesus e mártir - entre os Hurões, no Canadá -  1648


CATARINA JARRIGE, Beata

Virgem da Ordem Terceira de São Domingos - Mauriac junto ao monte Cantal - França - (1836)


CESÍDIO  GIACOMANTÓNIO, Santo

Presbitero da Ordem dos Menores e mártir - Heng-tchou-fu - Hunai - China - (1900)


PEDRO JORGE FRASSÁTI, Beato

Jovem leigo que morreu com uma paralisia fulminante - Turim - Itália -  (1925)


JOSÉ KOWALSKI, Beato

Mártir  -  campo de concentração de Auschwitz  -  Cracóvia - Polónia  -  (1942)


MARIA CRUCIFICADA (Rosa Cúrcio), Beata

Virgem fundadora da Conmgregação das Carmelitas Missionárias de Santa Teresa do Menino Jesus - Santa Marinella - perto de Roma - (1957)


________________________________ _____

Local onde se processa este blogue, na cidade do Porto
miscelania 003
Os meus cumprimentos e agradecimentos pela atenção que me dispensarem.

Textos recolhidos

In

MARTIROLÓGIO ROMANO
Ed. Conferência Episcopal Portuguesa - MMXIII

e
sites: Wikipédia.org; Santiebeati.it; es.catholic.net/santoral e outros




Blogue: SÃO PAULO (e Vidas de Santos) http://confernciavicentinadesopaulo.blogspot.com

ANTÓNIO FONSECA

Nº 2431 - O ANTIGO TESTAMENTO - LIVRO DE DANIEL - (9) - 30 DE JUNHO DE 2015 - 7º ANO

Caros Amigos:
Desejo que o


ANO DE 2015

seja especial para todos vós,
tal como o desejo para mim.




O ANTIGO TESTAMENTO

30 DE JUNHO DE 2015

Nº 2431 - 2 ª PÁGINA

antoniofonseca1940@hotmail.com

Caros Amigos:



«IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS», 

pelos meios de que disponho. 

Durante esta transcrição tenho aprendido muita coisa que desconhecia e, que de certeza, também era e é desconhecida de muitos milhões de almas por este mundo fora. 
Não chego a todos, evidentemente, mas nem que consiga apenas tocar no coração de um só, 
sentir-me-ei compensado. 
Até que DEUS o permita vou continuar esta descrição e espero completá-la no pleno uso das minhas faculdades.
Obrigado a todos os que me seguem.

Sigamos, então, em frente:


miscelania 002

Mapa Antigo de ISRAEL - ANTIGO TESTAMENTO

miscelania 124
























Em cima mapas após a saída do Egipto e após a independência em 1948





Jerusalém actual

****************************************************
Caros Amigos:
Terminada no (dia 21-6-2015)
a transcrição do livro de EZEQUIEL
hoje (22 de JUNHO de 2015)
início um novo livro: DANIEL com a respectiva Introdução e Resumo, ficando por isso a faltar menos 1 livro até ao fim.
 ASSIM DEUS ME AJUDE. a terminar esta tarefa.
Apesar de continuar a ser um trabalho cansativo e que requer muita disposição de espírito e muito cuidado na transcrição de todas as palavras que contêm os textos que me propus levar a cabo. Não fora as frequentes e malfadadas avarias que têm causado muitas interrupções no meu computador, possivelmente estaria já um pouco mais adiantado, embora soubesse à partida que iria ser uma tarefa bastante difícil para levar a cabo com os poucos conhecimentos técnicos que possuo, para não falar da idade, que conforme é sabido e Graças a Deus, atingi no passado dia 20 de Fevereiro os 75 anos - tudo isso tem sido ultrapassado com a Sua ajuda e a minha Fé em que poderei terminar esta tarefa – dure o tempo que durar, – pois Deus me tem dado Saúde e Força para a continuar.
Como já tive oportunidade de dizer anteriormente continuo a mencionar  os Livros já publicados e os que faltam, em cada dia.
Assim, pois já foram aqui publicados até agora, os textos dos seguintes livros:

GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS, DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO, JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º e 2º de SAMUEL, 1º Reis e 2º Reis, 1º e 2º dos Paralipómenos ou Crónicas, ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º dos MACABEUS, 2º dos MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA, ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ), ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC,  EZEQUIEL

Faltando, pois publicar, os seguintes:

 DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).

Como dizia nas edições anteriores,
Poderei porventura dar conta do recado? 
Se calhar, não! Só Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver! 
Sei, no entanto que se poderá dizer: trata-se de uma  tarefa ciclópica, impossível., etc.., para os minha IDADE, e, SE CALHAR, É… 
Continuo a desconhecer se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma. Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se no entanto, o vier a conseguir, darei muitas Graças a Deus.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se  encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos, – o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir
caminho até Ele.


Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:

IDE POR TODO O MUNDO E
ENSINAI  TODOS OS POVOS”.

É apenas isto realmente, que eu estou tentando fazer. AF.


+++++++++++++++++++++++

Mãos à obra, pois, continuemos:

ANTIGO TESTAMENTO



Profeta DANIEL



Daniel na Cova dos Leões



LIVRO DE DANIEL




*********************************************************



9

REFERÊNCIA A JEREMIAS

No primeiro ano do reinado de Dario, filho de Assuero, da descendência dos Medos, o qual havia sido instalado no trono do império dos caldeus, no primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, considerei ao ler os livros, o número de anos, que, segundo a palavra do Senhor dirigida ao profeta Jeremias, deviam medir o tempo que Jerusalém estaria em ruína (Jer 25, 11-12; 29, 10). Era de setenta anos. 
Voltei-me para o Senhor Deus a fim de Lhe dirigir uma oração impetratória, jejuando e tomando o saco e a cinza. Supliquei ao Senhor, meu Deus, e fiz-Lhe a minha confissão nestes termos:

Súplica de Daniel

«Ah! Senhor, Deus grande e temível, que sois fiel à aliança e que mantendes Vosso favor para com os que Vos amam e guardam Vossos mandamentos (Lv 26, 40; D7 7, 21), pecámos, prevaricámos, praticámos a iniquidade, fomos revoltosos, afastámo-nos de Vossos mandamentos e das Vossas leis (1 Rs 8, 47; Bar 1, 17).
Não escutámos os Vossos servos, os profetas, que falaram em Vosso nome aos nossos reis, aos nossos chefes, aos nossos pais e a todo o povo da nação (Ne 9, 34; Jer 7, 25).  
Para Vós, Senhor, a justiça; para nós a infâmia como é hoje para as gentes de Judá, para os habitantes de Jerusalém e para todo o Israel, para aqueles que estão perto e aqueles que estão longe, em todos os países para onde os haveis espalhado como consequência das iniquidades que cometeram contra Vós (Bar, 1, 15).  
Sim, Senhor, para nós a vergonha, para os nossos reis, para os nossos chefes, para os nossos pais, porque pecámos contra Vós. 
No Senhor, nosso Deus, a misericórdia e o perdão, pois nos revoltamos contra Ele. 
Recusámos escutar a voz do Senhor, nosso Deus; não seguimos as leis que nos propunha  pela boca dos Seus servos, os profetas. 
Todo o Israel transgrediu a Vossa lei e se voltou para o outro lado, a fim de não ouvir a Vossa voz. 
Por isso a maldição e a imprecação, que constam da lei de Moisés, servo de Deus, foram difundidas sobre nós, visto que pecámos contra Ele. (Lv 26, 14-39; Dt 28, 15-68).  
Executou as ameaças proferidas contra nós e contra os nossos governantes. 
Atirou sobre nós calamidades tais, que nunca sob o céu veio uma comparada àquela que fulminou Jerusalém. 
Foi de harmonia com o que está escrito na lei de Moisés que nos advieram estas calamidades. 
E não procurámos apaziguar o Senhor, nosso Deus, renunciando às iniquidades e dirigindo a atenção para a Vossa verdade. 
Por isso, o Senhor cuidou da desventura para a fazer cair sobre nós, pois que o Senhor, nosso Deus, é justo em tudo o que faz. 
Porém, não escutámos a Sua voz (Ne 9, 23).
Agora, Senhor, nosso Deus, que tirastes o Vosso povo do Egipto, por Vossa mão poderosa, e que criastes uma glória que persiste ainda hoje, pecámos e delinquímos  (Bar 2, 11). 
Senhor, em Vossa misericórdia dignai-vos afastar a Vossa cólera e o Vosso furor  da  Vossa cidade santa, Jerusalém, pois é por causa dos nossos crimes e dos pecados dos nossos pais, que Jerusalém e o Vosso povo estão expostos aos insultos de todos os que nos cercam (Sl 43, 14). Escutai, pois, Senhor, a súplica insistente do Vosso servo
Pelo amor de Vós mesmo, Senhor, fazei brilhar a Vossa face sobre o Vosso santuário devastado. 
Ó meu Deus, prestai atenção e ouvi-nos; abri os olhos para verdes as nossas ruínas e a cidade que tem um nome que vem de Vós. 
Não é por causa dos nossos actos de justiça que depomos a Vossos pés as nossas súplicas, mas em nome da Vossa grande misericórdia (2 Rs 19, 16; Is 37, 17). 
Senhor, ouvi! 
Senhor, perdoai! 
Senhor, prestai atenção! 
Actuai! 
Pelo amor de Vós, ó meu Deus, não tardeis, porque foi o Vosso nome que foi dado à Vossa cidade e ao Vosso povo (Sl 39, 18)
Falava eu ainda, ao pedir, ao confessar o meu pecado e do meu povo Israel, ao depôr aos pés do Senhor meu Deus, a minha súplica, em favor da montanha santa: não tinha terminado esta oração, quando se aproximou de mim em voo rápido - era a hora da oblação da tarde - Gabriel, o ser que tinha presenciado anteriormente em visão (8, 16-18). 
Deu-me, para me informar, as explicações seguintes: 
«Daniel, vim neste momento aqui, para te esclarecer. 
Logo que havias começado a tua oração, uma palavra foi pronunciada e eu vim dar-te a conhecer, porque és um homem de predilecção. 
Presta, pois, atenção a este oráculo e compreende bem a revelação (10, 11-19).  
Setenta semanas foram fixadas ao teu povo e à tua cidade para conclusão da infidelidade, para chancelar os pecados e expiar a iniquidade, para instaurar uma justiça eterna, para encerrar a visão e a profecia e para ungir o Santo dos Santos (Rom 3, 25). 
Pois sabe e compreende isto: 
Após a declaração do decreto sobre a restauração de Jerusalém até a um chefe ungido, haverá sete semanas; depois, durante sessenta e duas semanas, reaparecerá, será reedificada com praças e fosso (de muralhas). 
No desenrolar dos tempos, após estas sessenta e duas semanas, um Ungido será exterminado e ninguém por ele. 
A cidade e o santuário serão destruídos pelo povo de um chefe invasor, a qual acabará por ser submergida e até ao fim haverá guerra e devastação decretada. 
Ele concluirá uma sólida aliança com um  grande número, por uma semana; ao meio da semana fará cessar o sacrifício e a oblação e, sobre a asa (do templo) estará a abominação, causando a ruína, e isto até que a destruição decretada se estenda sobre o devastador».































 TEXTO DO
LIVRO DE DANIEL
 Início da transcrição deste texto 22 de Junho




===================================

000000000000000000000000000000000000000000000

Local onde se processa este Blogue


miscelania 003

********************************

00000000000000000000000000000
Este texto deverá ser publicado 
(EM PRINCÍPIO...) em
30 de JUNHO de 2015








http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf; http://wikipedia.org

Nº 2430 - O ANTIGO TESTAMENTO - LIVRO DE DANIEL - (8) - 29 DE JUNHO DE 2015 - 7º ANO

Caros Amigos:
Desejo que o


ANO DE 2015

seja especial para todos vós,
tal como o desejo para mim.




O ANTIGO TESTAMENTO

29 DE JUNHO DE 2015

Nº 2430 - 2 ª PÁGINA

antoniofonseca1940@hotmail.com

Caros Amigos:



«IDE POR TODO O MUNDO E ENSINAI TODOS OS POVOS», 

pelos meios de que disponho. 

Durante esta transcrição tenho aprendido muita coisa que desconhecia e, que de certeza, também era e é desconhecida de muitos milhões de almas por este mundo fora. 
Não chego a todos, evidentemente, mas nem que consiga apenas tocar no coração de um só, 
sentir-me-ei compensado. 
Até que DEUS o permita vou continuar esta descrição e espero completá-la no pleno uso das minhas faculdades.
Obrigado a todos os que me seguem.

Sigamos, então, em frente:


miscelania 002

Mapa Antigo de ISRAEL - ANTIGO TESTAMENTO

miscelania 124
























Em cima mapas após a saída do Egipto e após a independência em 1948





Jerusalém actual

****************************************************
Caros Amigos:
Terminada no (dia 21-6-2015)
a transcrição do livro de EZEQUIEL
hoje (22 de JUNHO de 2015)
início um novo livro: DANIEL com a respectiva Introdução e Resumo, ficando por isso a faltar menos 1 livro até ao fim.
 ASSIM DEUS ME AJUDE. a terminar esta tarefa.
Apesar de continuar a ser um trabalho cansativo e que requer muita disposição de espírito e muito cuidado na transcrição de todas as palavras que contêm os textos que me propus levar a cabo. Não fora as frequentes e malfadadas avarias que têm causado muitas interrupções no meu computador, possivelmente estaria já um pouco mais adiantado, embora soubesse à partida que iria ser uma tarefa bastante difícil para levar a cabo com os poucos conhecimentos técnicos que possuo, para não falar da idade, que conforme é sabido e Graças a Deus, atingi no passado dia 20 de Fevereiro os 75 anos - tudo isso tem sido ultrapassado com a Sua ajuda e a minha Fé em que poderei terminar esta tarefa – dure o tempo que durar, – pois Deus me tem dado Saúde e Força para a continuar.
Como já tive oportunidade de dizer anteriormente continuo a mencionar  os Livros já publicados e os que faltam, em cada dia.
Assim, pois já foram aqui publicados até agora, os textos dos seguintes livros:

GÉNESIS, ÊXODO, LEVÍTICO, NÚMEROS, DEUTERONÓMIO, constantes do PENTATEUCO, JOSUÉ, JUÍZES, RUTE, 1º e 2º de SAMUEL, 1º Reis e 2º Reis, 1º e 2º dos Paralipómenos ou Crónicas, ESDRAS, NEEMIAS, TOBIAS, JUDITE, ESTER, 1º dos MACABEUS, 2º dos MACABEUS (Livros históricos); JOB, SALMOS, PROVÉRBIOS, ECLESIASTES, CÂNTICO DOS CÂNTICOS, SABEDORIA, ECLESIÁSTICO (Livros Sapienciais ), ISAÍAS, JEREMIAS, JEREMIAS – Lamentações, BARUC,  EZEQUIEL

Faltando, pois publicar, os seguintes:

 DANIEL, OSEIAS, JOEL, AMÓS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUC, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS e MALAQUIAS (Profetas).

Como dizia nas edições anteriores,
Poderei porventura dar conta do recado? 
Se calhar, não! Só Deus o sabe e decerto providenciará o que lhe aprouver! 
Sei, no entanto que se poderá dizer: trata-se de uma  tarefa ciclópica, impossível., etc.., para os minha IDADE, e, SE CALHAR, É… 
Continuo a desconhecer se conseguirei executar esta tarefa e sei os limites que poderão antepor-se-me, mas CREIO EM DEUS TODO-PODEROSO que não me desamparará em ocasião alguma. Com Fé e perseverança tudo se consegue e portanto irei até onde Deus me permitir, rezando todos os dias para que eu possa Evangelizar com os meios que tenho à disposição, durante o tempo que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo entender.
Se no entanto, o vier a conseguir, darei muitas Graças a Deus.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


Como afirmei inicialmente, Envolvi-me nesta tarefa, pois considero ser um trabalho interessante, pois servirá para que vivamos mais intensamente a Vida de Jesus Cristo que se  encontra sempre presente na nossa existência, mas em que poucos de nós (eu, inclusive) tomam verdadeira consciência da sua existência e apenas nos recordamos quando ouvimos essas palavras na celebração dominical e SOMENTE quando estamos muito atentos, – o que se calhar, é raro, porque não acontecendo assim, não fazemos a mínima ideia do que estamos ali a ouvir e daí, o desconhecimento da maior parte dos cristãos do que se deve fazer para seguir
caminho até Ele.


Como Jesus Cristo disse, aos Apóstolos, no dia da sua Ascensão ao Céu:

IDE POR TODO O MUNDO E
ENSINAI  TODOS OS POVOS”.

É apenas isto realmente, que eu estou tentando fazer. AF.


+++++++++++++++++++++++

Mãos à obra, pois, continuemos:

ANTIGO TESTAMENTO



Profeta DANIEL



Daniel na Cova dos Leões



LIVRO DE DANIEL




*********************************************************



8

O BODE VENCE O CARNEIRO

No terceiro ano do reino de Baltazar, eu, Daniel, tive uma visão, que era seguimento daquela que havia tido anteriormente. 
Nesta visão encontrava-me na fortaleza  de Susa, na província de Elan, e sempre me encontrei em visão, junto das margens de Oulai. 
Levantando os olhos, eis que vi um carneiro, que estava em frente do rio. 
Tinha dois chifres, dois altos chifres, mas um deles era mais alto que o outro. 
Este chifre mais alto surgiu depois. 
Vi o carneiro acometer com os chifres na direcção do ocidente, do norte e do sul. 
Nenhum animal se mantinha diante dele e ninguém era capaz de se libertar do seu poder. 
Fazia o que queria e aumentava o seu valor. 
Enquanto eu pensava atentamente, eis que um bode novo veio do ocidente e percorreu a terra toda sem tocar o solo: tinha entre os dois olhos um chifre muito saliente. 
Chegou até junto do carneiro de duas hastes, que eu tinha visto deter-se em frente do rio e correu contra ele num excesso de furor. 
Vi-o aproximar-se do carneiro e, irritando-se raivosamente contra ele, agredi-lo e partir-lhe os dois chifres, sem que o carneiro tivesse tido a força de lhe resistir. 
O bode lançou por terra o carneiro e calcou-o aos pés e ninguém interveio para o livrar do ataque do seu adversário. 
O bode então, cresceu extraordinariamente. 
Mas quando se tornou forte, o chifre grande partiu-se e foi substituído por quatro outros chifres, alongados na direcção dos quatro ventos do céu.  
De um deles saiu um pequeno chifre, que consideravelmente  se desenvolveu na direcção do sul, na direcção do oriente e na direcção da joia (dos povos) (11,28). 
Cresceu até atingir o exército dos céus, do qual fez cair para a terra muitas estrelas e calcou-as aos pés. 
Subiu mesmo até ao chefe deste exército de quem aboliu o sacrifício perpétuo e arrasou o santuário. 
Um exército se lhe entregou por infidelidade, opondo-se ao holocausto perpétuo. 
A verdade foi lançada por terra. 
O pequeno chifre teve bom êxito na sua empresa.  
Vi um santo que falava, a quem outro santo respondeu: 
«Quanto tempo durará o que anuncia a visão a propósito do holocausto perpétuo, da infidelidade devastadora, do abandono do santuário e do exército calcado aos pés (12, 6; Ap 6, 10)?» 
Aquele respondeu: 
«Duas mil trezentas tardes e manhãs. 
Depois disso o santuário será restaurado». 
Ora, enquanto eu contemplava esta visão e procurava compreendê-la, notei que estava de pé, diante de mim, um ser de forma humana, e ouvi uma voz de homem que vinha do meio de Oulai: 
«Gabriel, gritava ela, explica-lhe a visão (9, 22; Lc 1, 19-26). 
Dirigiu-se nesse momento para o lugar onde eu me encontrava. 
Ao aproximar-se fui acometido de terror e caí de face por terra. 
«Filho do homem, me diz, compreendes bem que esta visão se refere ao tempo final (Ez 2, 1)?» 
Enquanto falava, desfalecia eu, de rosto por terra. 
Mas tocou-me e pôs-me de pé, aí onde me encontrava. 
E disse: 
«Eis que vou manifestar-te o que advirá nos últimos tempos da ira, porque o fim tem a sua hora. 
O carneiro e dois chifres que viste, representa os reis da Média e da Pérsia. 
O bode peludo é o rei  Javan; o chifre grande que ele tem entre os olhos é o primeiro rei. 
A sua fractura e o nascimento dos quatro chifres em lugar dele, significam quatro reinos que saem desta nação, mas sem que tenham a mesma potência. 
No fim do seu império, quando os infiéis tiverem enchido a medida, surgirá um rei carregado de crueldade e manha. 
O seu poder crescerá, todavia de modo algum por ele mesmo. Causará extraordinárias devastações, será bem sucedido em suas empresas, exterminará os poderosos e o povo dos santos. 
Graças à habilidade, fará triunfar a perfídia, o coração dele inchará de orgulho, levará à morte muita gente que não se entrega e levantar-se-á contra o Príncipe dos príncipes, mas será esmagado sem intervenção humana. 
A visão a respeito das tardes e das manhãs, que te foi mostrada, é perfeitamente verdadeira. 
Porém tu guarda em segredo esta visão, porque se refere a dias longínquos» (12, 4, 9).  
Então, eu, Daniel, desfaleci. 
Fiquei doente durante muitos dias. 
Depois disto, tornei-me a entregar ao trabalho em assuntos do rei. 
Fiquei estupefacto com a visão que tive, totalmente incompreensível para mim.




 TEXTO DO 
LIVRO DE DANIEL
 Início da transcrição deste texto 22 de Junho




===================================

000000000000000000000000000000000000000000000

Local onde se processa este Blogue


miscelania 003

********************************

00000000000000000000000000000
Este texto deverá ser publicado 
(EM PRINCÍPIO...) em
29 de JUNHO de 2015








http://es.catholic.net; http://santiebeati.it; http://jesuitas.pt; http://bibliaonline.com.br/acf; http://wikipedia.org